Abrir menu principal

Leonor Desmier d'Olbreuse

esposa do duque Jorge Guilherme de Brunsvique-Luneburgo, e avó do rei Jorge II da Grã-Bretanha
Leonor
Duquesa de Saxe-Lauenburgo
Condessa de Wilhelmsburg
Retrato por Gedeon Romandeau, c. 1675.
Duquesa de Brunsvique-Luneburgo
Período 1676 - 28 de agosto de 1705
Antecessor(a) Sofia Doroteia de Schleswig-Holstein-Sonderburg-Glücksburg
Sucessor(a) Benedita Henriqueta do Palatinado-Simmern
 
Cônjuge Jorge Guilherme de Brunsvique-Luneburgo
Descendência Sofia Doroteia de Brunsvique-Luneburgo
Nascimento 3 de janeiro de 1639
  Castelo de Olbreuse, Deux-Sèvres, França
Morte 5 de fevereiro de 1722 (83 anos)
  Castelo de Celle, Celle, Alemanha
Enterro Igreja de Santa Maria, Celle, Baixa Saxônia
Pai Alexandre Desmier
Mãe Jacquette Poussard du Bas-Vandré et de Saint-Marc

Leonor Maria Desmier d'Olbreuse (em francês: Éléonore Marie Desmier d'Olbreuse; Castelo de Olbreuse, 3 de janeiro de 1639 - Castelo de Celle, 5 de fevereiro de 1722), foi a esposa do duque Jorge Guilherme de Brunsvique-Luneburgo, e avó do rei Jorge II da Grã-Bretanha. Foi condessa de Wilhelmsburg a partir de 1674 e duquesa de Brunsvique-Luneburgo a partir de 1676. Era também bisavó do rei Frederico II da Prússia.

VidaEditar

Éléonore d'Esmier d'Olbreuse nasceu no Château d'Olbreuse, em Deux-Sèvres, perto de Niort, França, numa família Huguenote da baixa nobreza. Os seus pais eram Alexandre d'Esmier d'Olbreuse e Jacquette Poussard du Bas-Vandré et de Saint-Marc. Éléonore foi para a corte real de Paris, onde serviu como dama-de-companhia ao serviço de Marie de la Tour d'Auvergne, duquesa de Thouars, cujo filho se tinha casado com a condessa Emília de Hesse-Cassel, filha do conde Guilherme V de Hesse-Cassel, em 1648.

No inverno de 1664, Éléonore acompanhou a duquesa de Thouars numa visita a Kassel. Foi aí que conheceu o duque Jorge Guilherme de Brunsvique-Luneburgo, solteiro na altura, que se apaixonou imediatamente por ela.

Éléonore tornou-se sua amante e recebeu o título de senhora de Harburg. Em 1666, nasceu a única filha do casal, Sofia Doroteia. Em 1674, a criança foi legitimada e Éléonore tornou-se duquesa de Wilhelmsburg. Dois anos depois, casou-se finalmente com Jorge Guilherme. A união foi feliz.

A sua filha casou-se em 1682 com Jorge Luís, filho do irmão do pai, o príncipe-eleitor Ernesto Augusto de Hanôver, por razões dinásticas. O casamento foi um desastre. Finalmente, Sofia Doroteia foi presa pelo marido no Castelo de Ahlden para o resto da vida. Durante os seus últimos anos de vida, Éléonore cuidou da sua filha e tentou fazer com que a libertassem, mas sem sucesso.

Éléonore d'Esmier d'Olbreuse morreu no dia 5 de fevereiro de 1722, quase cega, no Castelo de Celle. Mencionou 342 pessoas no seu testamento. Foi enterrada na igreja de Santa Maria em Celle.

GenealogiaEditar

Os antepassados de Éléonore Marie d'Esmier d'Olbreuse em três gerações[1]
Éléonore Marie d'Esmier d'Olbreuse Pai:
Alexandre Desmier, Seigneur d'Olbreuse
Avô paterno:
Alexandre Desmier, Seigneur d'Olbreuse
Bisavô paterno:
Louis Desmier, Seigneur d'Olbreuse
Bisavó paterna:
Jeanne de Mathefelon
Avó paterna:
Marie Baudoin du Peux
Bisavô paterno:
Mathieu Baudoin, Seigneur du Peux
Bisavó paterna:
Jacquette Tarquois de Fontaines
Mãe:
Jacquette Poussard du Bas-Vandré et de Saint-Marc
Avô materno:
Joachim Poussard, Seigneur du Bas-Vandré
Bisavô materno:
Jean Poussard, Seigneur du Bas-Vandré et de Saint-Marc
Bisavó materna:
Anne de La Jaille
Avó materna:
Suzanne Gaillard de Saint-Dizant
Bisavô materno:
Lancelot Gaillard, Seigneur de Saint-Dizan
Bisavó materna:
Jacquette de L'Isle

Referências

  1. «The Peerage» (em inglês). Thepeerage.com. Consultado em 2 de Maio de 2012 

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Leonor Desmier d'Olbreuse