Leung Chun-ying

Leung Chun-ying (chinês tradicional: 梁振英; Hong Kong, 12 de agosto de 1954), também conhecido como CY Leung, é um político de Hong Kong, foi chefe do Executivo de Hong Kong, de 2012 até 2017.[1][2]

Leung Chun-ying
Nascimento 12 de agosto de 1954 (68 anos)
Hong Kong britânico
Residência Government House
Cidadania Hong Kong britânico, China
Progenitores
  • Leung Zung-Jan
Cônjuge Regina Tong
Filho(s) Leung Chai Yan
Alma mater
Ocupação chartered surveyor, político, juiz de paz
Prêmios
  • Medalha Grand Bauhinia
  • Estrela Bauhinia dourada
  • honorary doctor of the Shandong University (2011)
  • honorary doctor of the Hong Kong Polytechnic University
Assinatura
CY Leung signature.svg

Desde março de 2017, é o vice-presidente do Conselho de Administração da Conferência Consultiva Política do Povo Chinês (CCPPC), organismo consultivo político da China.

Chefe do Executivo de Hong KongEditar

Período de transiçãoEditar

Em 1 de julho de 2012, assumiu o cargo de chefe do Executivo de Hong Kong mesmo com a controvérsia em torno das estruturas ilegais de sua casa, Foi severamente criticado, como hipócrita, por usar a mesma acusação ao atacar seu oponente durante a campanha eleitoral de 2012. Também foi criticado por suas nomeações de oficiais e seus julgamentos políticos.

A indicação de Chen Ran (陳冉), de apenas 29 anos, como a chefe do Gabinete de transição provocou novas críticas entre a população da Região administrativa especial (RAE), já que ela residia na RAE há apenas seis anos — o período de tempo mínimo que os estrangeiros devem residir, em Hong Kong, para solicitar residência permanente é sete anos. Chen era ex-secretária-geral da "pro-Beijing Hong Kong Young Elites Association" e, da qual, Leung é patrono. Também é filha de um funcionário de alto escalão do governo em Xangai e ex-membro da Liga da Juventude Comunista da China. Sua inscrição para a residência permanente, em Hong Kong, foi "supostamente" acelerada.[3]

Apesar da língua cantonesa ser historicamente a linha de fato falada em Hong Kong, Leung fez seu primeiro discurso em mandarim padrão, idioma oficial na China continental. Um contraste com o seu antecessor, Donald Tsang, que fez seu discurso ao assumir, em 2007, em cantonês.[4]

ReeleiçãoEditar

Em 2017, sua candidatura a reeleição era amplamente esperada, porém, em 9 de dezembro de 2016, ele anunciou que não concorreria, citando seu desejo de cuidar de sua família e não colocar sua família, mais uma vez, no centro da "campanha eleitoral".[5][6]

Referências

  1. Chen, Te-Ping; Yung, Chester (25 de março de 2012). «Leung Chun-Ying Wins Hong Kong Election» (em inglês). The Wall Street Journal. Consultado em 15 de novembro de 2018 
  2. Wong, Kelvin; Tong, Stephanie; Khan, Natasha (26 de março de 2012). «Leung Wins Hong Kong Leader Contest With Double Tang's Votes» (em inglês). Bloomberg. Consultado em 15 de novembro de 2018 
  3. «委「共青」入候任特首辦 梁振英拒评安插官二代 (Appointment of Communist Youth to CE-elect's office – CY Leung refuses to comment on parachuting of second-generation official)» (em chinês). Headline News. 24 de abril de 2012. Consultado em 15 de novembro de 2018. Cópia arquivada em 24 de abril de 2012 
  4. McDonald, Mark (1 de julho de 2012). «A Telling Language Lesson in Hong Kong» (em inglês). The New York Times. Consultado em 15 de novembro de 2018 
  5. «【CY不參選】梁振英宣布不競逐連任 稱為家庭著想» (em chinês). 頭條日報 Headline Daily. 9 de dezembro de 2016. Consultado em 15 de novembro de 2018 
  6. Cheung, Gary; Ng, Joyce (10 de dezembro de 2016). «Hong Kong in shock as Chief Executive CY Leung decides not to seek re-election» (em inglês). South China Morning Post. Consultado em 15 de novembro de 2018 

Ligações externasEditar


Precedido por
Donald Tsang
Chefe do Executivo de Hong Kong
2012–2017
Sucedido por
Carrie Lam


  Este artigo sobre Hong Kong é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.