Lewis Henry Morgan


Lewis Henry Morgan (Rochester, 21 de novembro de 181817 de dezembro de 1881) foi um antropólogo evolucionista,[1] etnólogo e escritor norte-americano. Considerado um dos fundadores da antropologia moderna, fez pesquisa de campo entre os iroqueses, de onde retirou material para sua reflexão sobre cultura e sociedade.

Lewis Henry Morgan
Nascimento 21 de novembro de 1818
Aurora, Nova Iorque
Morte 17 de dezembro de 1881 (63 anos)
Rochester, Nova Iorque
Sepultamento Cemitério Mount Hope
Cidadania Estados Unidos
Progenitores Pai:Jedediah Morgan
Alma mater Union College
Ocupação Acadêmico, antropólogo, etnógrafo, político
Escola/tradição Antropologia evolucionista
Principais interesses Antropologia, etnografia, política
Assinatura
Signature of Lewis Henry Morgan.png

BiografiaEditar

Morgan nasceu em 1818 no estado de Nova Iorque. Cursou direito no Union College, tendo exercido a profissão de advogado por algum tempo em Aurora e Rochester. Envolveu-se com política, filiando-se ao Partido Republicano; foi deputado e depois senador. Foi quando se interessou por antropologia e pelas questões ligadas aos iroqueses.

Entre seus estudos destaca-se o do parentesco, no qual Morgan tenta estabelecer conexões de sistemas de parentesco em escala global (Systems of Consanguinity and Affinity of the Human Family, 1871) e o estudo sobre a evolução das sociedades humanas consagrado em Ancient Society (1877)[2], no qual distingue três estados de evolução da humanidade: selvageria, barbárie e civilização.

Referências

  1. «Lewis Henry Morgan | American anthropologist». Encyclopedia Britannica (em inglês). Consultado em 1 de junho de 2021 
  2. «Ancient Society by Lewis H. Morgan 1877 (texto integral, em inglês)». www.marxists.org. Consultado em 7 de janeiro de 2009 

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.