Abrir menu principal

Lexa (cantora)

cantora e compositora brasileira
Lexa
Lexa em 2018
Nascimento Léa Cristina Araújo da Fonseca[1]
22 de fevereiro de 1995 (24 anos)
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil
Residência Rio de Janeiro[2]
Cônjuge MC Guimê (c. 2018)
Ocupação
Período de atividade 2013–presente
Carreira musical
Gênero(s)
Extensão vocal Soprano
Instrumento(s)
  • Vocal
  • piano
[5]
Gravadora(s) Som Livre
Afiliações
Página oficial
lexaoficial.com.br

Léa Cristina Lexa Araújo da Fonseca[6] (nascida Léa Cristina Araújo da Fonseca;[1] Rio de Janeiro, 22 de fevereiro de 1995) é uma cantora e compositora brasileira.[7] Influenciada por músicos na família, Lexa começou sua carreira de forma independente, se apresentando em bailes no Rio de Janeiro, cidade onde nasceu.[8] A artista foi descoberta por produtores locais e ganhou projeção nacional com seu primeiro single, a canção "Posso Ser", lançada em dezembro de 2014. A canção se tornou uma das mais executadas nas rádios brasileiras em 2015.[9] "Posso Ser" faz parte do EP de mesmo título lançado por Lexa em março de 2015 e divulgado como uma prévia de seu primeiro disco de estúdio.[10] Em setembro de 2015, a cantora lançou seu álbum de estreia, intitulado Disponível, que gerou cinco singles: "Posso Ser", "Para de Marra", "Disponível", "Pior que Sinto Falta" e "Fogo na Saia". Lexa experimentou um maior nível de reconhecimento com o single "Sapequinha" (2018), certificado com diamante pela Pro-Música Brasil (PMB). A canção foi incluída no EP Só Depois do Carnaval (2019), que também contém a faixa-título e uma colaboração com Gloria Groove intitulada "Provocar".

Início da vida e carreiraEditar

Lexa nasceu na cidade do Rio de Janeiro em 22 de fevereiro de 1995, sendo filha da produtora musical Darlin Ferrattry, que lhe deu o apelido Lexa quando tinha três anos de idade, pois Darlin é fã da apresentadora Xuxa e colocou um X no meio do nome de batismo da filha.[11] Sendo assim, Léa virou Lexa, que, incentivada por músicos na família, compôs sua primeira música aos nove anos de idade.[12] Lexa não tem uma relação muito próxima de seu pai biológico e desde criança foi criada pelo padrasto, o músico Cacau Junior.[8] Ainda na infância, começou a fazer aulas de canto, piano e violão. A primeira apresentação de Lexa em cima de um palco aconteceu quando tinha 16 anos de idade e, mais tarde, com o apoio da família, largou a faculdade para dedicar-se profissionalmente à música assim que teve oportunidade. Apaixonada por matemática, a cantora chegou a trabalhar na área administrativa de uma construtora e ainda passou em dois cursos no vestibular da Federal do Rio de Janeiro.[8] Em uma entrevista, Lexa revelou: "Cantar sempre foi o meu maior desejo. Eu estudei porque acho importante ter uma base, ter um lugar pra voltar, porque se não der certo, você tem que ter um plano b. Passei, tenho orgulho disso, porque era uma coisa que eu queria muito, mas mais do que isso eu queria realmente cantar."[12] Lexa também trabalhou em uma padaria antes de investir na carreira musical e já morou nas capitais Brasília, Belém e São Paulo.[13]

CarreiraEditar

2013–2015: Início e DisponívelEditar

Lexa começou a cantar profissionalmente em meados de 2013, quando atendia pelo nome artístico de MC Lexa e lançou um extended play (EP) promocional contendo três canções.[14] Na época, passou a se apresentar em bailes funk no Rio de Janeiro.[14] A cantora foi descoberta pelo produtor musical Batutinha, que, após assistí-la no YouTube, a apresentou para a empresária Kamilla Fialho, que a contratou através da agência K2L Empresariamento Artístico.[8] Assim sendo, em dezembro de 2014 é lançado o primeiro single de Lexa,[15] a canção "Posso Ser", que atingiu o Top 30 na parada Hot 100 Airplay, da Billboard Brasil,[16] e se tornou a 93ª canção mais executada nas rádios brasileiras em 2015.[9] O videoclipe da música levou 15 horas para ser gravado e contou com direção de Raoni Carneiro.[17] Seu primeiro extended play (EP), intitulado Posso Ser, foi lançado em formato digital no dia 3 de março de 2015 contendo quatro canções, entre elas a faixa-título "Posso Ser", divulgada como primeiro single.[18] No mês de abril é lançada a versão Premium do EP sob o selo da gravadora Som Livre, contendo uma faixa bônus intitulada "Deleta".[19] Em junho, Lexa lançou a segunda música de trabalho do projeto, a canção "Para de Marra", cujo videoclipe foi lançado no mês seguinte e mostra a cantora e suas dançarinas num cenário urbano. Um viaduto desativado na Zona Norte do Rio de Janeiro foi usado como cenário para o videoclipe.[20]

No dia 18 de setembro de 2015 é lançado o álbum de estreia da cantora, Disponível, contendo treze canções, incluindo as cinco faixas lançadas previamente no EP Posso Ser. Lexa, que assina como compositora em seis faixas do disco,[21] explicou o título: “O nome do CD traduz o que estou vivendo nesse momento. Estou disponível para o trabalho, para os meus fãs, para quem quiser me conhecer.”[22][23] A faixa-título do álbum, "Disponível", foi lançada como terceiro single do disco no mesmo mês.[24] Em 26 de outubro é liberado para as rádios o quarto single do álbum, a balada "Pior Que Sinto Falta", cujo videoclipe foi lançado no mesmo dia.[25] A canção atingiu o Top 40 da parada Hot 100 Airplay, da Billboard Brasil.[26] No dia 18 de novembro, Lexa recebeu o prêmio de Cantora Revelação na 14ª edição do Prêmio Jovem Brasileiro, onde também realizou uma performance da canção "Pior Que Sinto Falta".[27] "Fogo na Saia" foi lançada como o quinto e último single do álbum Disponível.[28][29] Em 12 de dezembro de 2015, a cantora deu início à turnê Disponível, com show de estreia realizado na cidade do Rio de Janeiro.[30] Em 23 de dezembro de 2015 é lançado o videoclipe da canção "Fogo", single do funkeiro MC Guimê com participação de Lexa.[31]

2016–presente: Lançamento de singles, Dancing Brasil e Só Depois do CarnavalEditar

 
Lexa cantando "Provocar" em um show em 2019

No início de 2016, Lexa anunciou por meio de um comunicado enviado à imprensa que estava se desligando da K2L Empresariamento Artístico, escritório que a lançou no mercado musical. Ela disse que seguiria seu caminho “com uma equipe própria, formada por pessoas que confia e respeita”. “Por questões legais, não poderei dar maiores detalhes sobre o acontecido. Minha maior paixão será sempre a música. Deus está no controle de tudo. Obrigada a todos pela compreensão e carinho”, escreveu a artista.[32] Após um acordo milionário, a batalha judicial entre Lexa e a produtora K2L foi encerrada.[33] Em julho de 2016, Lexa lançou a canção "Se Eu Mandar".[34] No dia 29 de novembro, a cantora lançou "Já É", cujo videoclipe foi divulgado no mesmo dia.[35]

Em fevereiro de 2017, Lexa retomou a parceria profissional com o escritório K2L Empresariamento Artístico, que voltou a administrar sua carreira.[36] Em abril de 2017, ela lançou o single "Vem Que Eu Tô Querendo".[37] Em junho, ela foi anunciada como um dos competidores da segunda temporada do reality show Dancing Brasil, da RecordTV.[38] Ela e seu parceiro, o bailarino profissional Lucas Teodoro, chegaram à final e terminaram a competição no terceiro lugar.[39] No dia 25 de agosto de 2017, foi lançado o single "Movimento", composição de Lexa em parceria com Batutinha.[40] A canção ganhou um remix com participação de Tati Zaqui, lançado em outubro.[40][41] Nesse mesmo mês, Lexa apareceu ao lado de MC Guimê no seriado Vai que Cola, do canal Multishow, durante o episódio "Terapia de Casal".[42]

Em março de 2018, ela lançou a canção "Foco Certo" em parceria com o cantor e rapper Rashid.[43] Em agosto, lançou uma colaboração com MC Lan intitulada "Sapequinha".[44] A canção foi certificada com diamante pela Pro-Música Brasil.[45] Em novembro, Lexa lançou "Provocar", uma parceria com Gloria Groove.[46] No dia 31 de janeiro de 2019, ela lançou o EP Só Depois do Carnaval, que inclui a faixa-título, lançada como single no mesmo mês, e os singles anteriores "Sapequinha" e "Provocar".[47][48] Lexa apareceu como artista convidada nas canções "Apimentadíssima", de Dennis DJ, e "Chama Ela", de Pedro Sampaio, em agosto e setembro de 2019, respectivamente.[49][50]

Características musicaisEditar

Beyoncé (esquerda), Demi Lovato (centro) e Sandy (direita) são três das principais influências musicais de Lexa.[51]

Estilo musical e temasEditar

Lexa geralmente transita entre o pop[52] e o funk melody.[53] Suas canções também apresentam outros gêneros e influências, como R&B, reggae, electropop e rock.[54] O feminismo, a mulher independente, são temáticas retratadas com frequência na música de Lexa. Questionada sobre o assunto, a cantora se posicionou: "Eu me considero, sim. Eu acho que a gente pode fazer tudo que a gente se sente bem. Arcando com todas as coisas que a gente fala, com todas as responsabilidades, eu acho que a gente pode fazer tudo que é bom para a gente. A mulher já sofre um preconceito historicamente falando. Mulher vive quebrando paradigmas. Mulher no funk é uma quebra brutal do paradigma, sabe? Cantando um estilo feminista então… Eu defendo muito essa bandeira."[55] Sua música também explora temas como amor,[56] relacionamentos e festas.

InfluênciasEditar

Lexa cita, entre suas principais referências, cantoras como Sandy, Marisa Monte e Ivete Sangalo, apontando Sandy como seu maior ídolo da música brasileira: "A Sandy é minha maior referência. Conheci ela no Superstar, chorei muito. Ela é uma flor. Eu sou como ela, faço a linha romântica, gosto de vestido de cintura alta e adoro cantar músicas de amor."[56] No funk melody, Lexa cita a dupla Claudinho & Buchecha como referência: "Aos três anos eu já ouvia Claudinho & Buchecha e adorava. Sempre gostei de funk, ouvia muito na casa da minha mãe. Por isso eu digo que não escolhi nada, foi o funk que me escolheu".[57] Outras influências importantes da cantora inclui Beyoncé, Alicia Keys, Madonna, Michael Jackson, Katy Perry, Ariana Grande e Demi Lovato, além da banda de rock Guns N' Roses.[58]

VozEditar

Segundo o site Vocal Pop, que não chegou a um consenso sobre seu tipo vocal, Lexa "pode soar determinada e experiente como um Mezzo-soprano" e também "extremamente frágil e leve, como um doce Soprano"[59]

ControvérsiasEditar

Em 25 de junho de 2018, reportagens da imprensa brasileira informaram que Lexa fez um show privado (que também teve participação da cantora Ludmilla) para o filho de Teodoro Obiang Nguema Mbasogo, ditador da Guiné Equatorial, conhecido por liderar um dos regimes mais repressores do mundo, segundo a Freedom House.[60][61][62] Lexa comentou sobre o show dizendo que "não tinha noção de como seria, pra quem ou como... Foi tão rápido que nem deu tempo de divulgar".[63]

Vida pessoalEditar

Lexa começou a se relacionar com MC Guimê no final de 2015, quando ele a convidou para uma parceria na canção "Fogo".[64] Em maio de 2018, eles se casaram na cidade de São Paulo.[65] Após o casamento, ela adotou o sobrenome de Guimê, Dantas.[66] Em 2016, a cantora mudou oficialmente seu nome para Léa Cristina Lexa Araújo da Fonseca, adicionando seu apelido de infância e nome artístico aos documentos de identidade.[1][6]

CarnavalEditar

Em 2017, fez sua estréia na Marquês da Sapucaí pela escola Unidos de Vila Isabel. Foi rainha de bateria da Agremiação Unidos de Bangu por dois anos seguidos e também desfilou como musa da Mocidade Independente de Padre Miguel. Em julho de 2019, é anunciado que lexa sairia da Unidos de Bangu passando o posto de rainha para sua mãe, Darlin Ferrattry. Sendo assim, segue na avenida como rainha de bateria pela Unidos da Tijuca.

DiscografiaEditar

 Ver artigo principal: Discografia de Lexa
Álbuns de estúdio
Extended plays (EPs)
  • Posso Ser (2015)
  • Só Depois Do Carnaval (2019)

FilmografiaEditar

Televisão
Ano Programa Cargo Nota
2016 Saltibum Participante Temporada 3
2016-2019 TVZ Apresentadora especial 4 episódios
2017

2018

Dancing Brasil Participante[67] Temporada 2
Vai que Cola Ela mesma[42] Episódio: "Terapia de Casal"

Episódio: “Afogamento”

2018 Dra. Darci Valentina Ep. 03: Fé, Menino
2019 Autênticas Ela mesma Elenco principal
Web
Ano Programa Cargo Nota
2015–16 Diário da Lexa Ela mesma Web-documentário[68]
2016-2017 Já é carnaval Ela mesma Web documentário
2017 Lexa sem Kao Ela mesma Web documentário

TurnêsEditar

  • Turnê Disponível (2015–16)
  • Turnê Só Depois do Carnaval (2019-presente)
  • EuroTour (2019)

Promocionais

  • Sacode da Lexa (2018)

Prêmios e indicaçõesEditar

Ano Prêmio Categoria Indicação Resultado Ref.
2015 Meus Prêmios Nick Revelação Musical Lexa Indicada [69]
Prêmio Jovem Brasileiro Cantora Revelação Venceu [70]
Brazilian Choice Awards Revelação Musical [71]
Melhor Clipe "Posso Ser" Indicada
Geração Z Awards Música Nacional [72]
Clipe Nacional
Revelação Nacional Lexa
Cantora Nacional
MIXME Awards Cantora do ano [73]
Revelação do Ano Venceu
Radio Music Awards Brasil Revelação [74]
Melhor Música Emocional "Pior Que Sinto Falta" Indicada
Melhor Coreografia "Para de Marra"
Capricho Awards Revelação Nacional Lexa [75]
2018 International Golden Panther Music Awards Best Brazilian Artist Lexa Indicado [carece de fontes?]
2019 MTV Millennial Awards Brasil Danceokê "Sapequinha" Indicado [76]
2019 Prêmio multishow Clipe TVZ do ano “Amor Bandido” Pendente
2019 Prêmio Jovem Brasileiro Feat do ano (com Glória) “Provocar” Pendente
2019 Prêmio Jovem Brasileiro Hit do ano “Provocar” Pendente

Referências

  1. a b c «Lexa ganha na Justiça direito de usar nome artístico na identidade». JusBrasil 
  2. Lexa abre casa no Rio, fala do casamento com Guimê e lembra os tempos difíceis Revista Quem
  3. iTunes Music
  4. Papel Pop. «Lexa para o trânsito pra arrasar com as amigas em clipe de Para de Marra». Consultado em 4 de agosto de 2015 
  5. «Funkeira Lexa é a nova Anitta e tem a mesma empresária que a concorrente teve do início da carreira até a briga na justiça». Veja Rio. Consultado em 10 de agosto de 2015 
  6. a b Processo no JusBrasil Diário de Justiça do Rio de Janeiro
  7. «Conheça Lexa do hit Posso Ser, a CDF que virou funkeira». Billboard Brasil. Consultado em 2 de maio de 2015 
  8. a b c d A construção de uma nova estrela do funk O Globo
  9. a b As 100 músicas mais tocadas no radio em 2015 Billboard.com.br
  10. Lexa lança novo EP e revela: "É pra dar um gostinho do que virá no meu primeiro CD." Papel Pop
  11. Relicário Alternativo. «Entrevista: Lexa». Cópia arquivada em 19 de novembro de 2015 
  12. a b Lexa abre o jogo e conta tudo sobre sua relação com o funk, álbum "Disponível" e quais os próximos passos da sua carreira. SerioNauan.com
  13. Site oficial. «Biografia Lexa». Consultado em 10 de agosto de 2015. Arquivado do original em 19 de novembro de 2015 
  14. a b MC Lexa Discogs
  15. «Revelação do funk carioca, Lexa é uma das candidas a hit do verão». Capricho. Consultado em 11 de agosto de 2015 
  16. «Top 100 Billboard Brasil - Semanal». Billboard Brasil. 11 de abril de 2015. Consultado em 8 de junho de 2015. Arquivado do original em 19 de novembro de 2015 
  17. «5inco coisas que você precisa saber sobre Lexa». Dataclipe. Consultado em 2 de maio de 2015 
  18. «Lexa relançará o EP Posso Ser com uma faixa inédita nessa segunda-feira». PopLine. Consultado em 10 de agosto de 2015 
  19. «Posso Ser - EP (Premium) por Lexa». iTunes Store. Consultado em 8 de junho de 2015 
  20. Pure Break. «Lexa lança clipe do hit Para de Marra e surpreende fãs com direito a muita dança e looks ousados». Consultado em 4 de agosto de 2015 
  21. «Lexa é atração em Resende, RJ». Portal G1 
  22. «Disponível by Lexa on iTunes» 
  23. PureBreak. «Lexa libera pre-venda do CD Disponível e revela ansiedade para o lançamento: mal consigo dormir». Consultado em 18 de agosto de 2015 
  24. «Lexa divulga capa e tracklist de seu álbum de estreia» 
  25. PureBreak. «Lexa lança clipe emocionante do hit Pior Que Sinto Falta: "Me entreguei à cada cena"». Consultado em 26 de outubro de 2015 
  26. «Top 100 Billboard Brasil - Semanal». Billboard Brasil. Consultado em 27 de janeiro de 2016. Arquivado do original em 1 de fevereiro de 2016 
  27. «Lexa rouba cena com decote e recebe prêmio de cantora revelação». Pop Brasil. Consultado em 20 de novembro de 2015. Arquivado do original em 21 de novembro de 2015 
  28. Lexa anuncia Fogo Na Saia como single Arquivado em 16 de janeiro de 2016, no Wayback Machine. Portal Ponto Pop
  29. Lexa assume o TVZ e lança clipe com exclusividade na próxima segunda (7) Multishow
  30. Lexa - Estreia da Tour Disponível Pipper Club
  31. Guimê grava clipe com participação de Lexa Amanda Faia (PopLine)
  32. Mãe de Lexa quer processar ex-empresária: "as contas não batem" PopLine
  33. «Lexa e Kamilla Fialho fazem acordo milionário e encerram processo». Olhar Direto. Consultado em 20 de maio de 2016 
  34. Se eu Mandar: saiba tudo sobre o novo single de Lexa Arquivado em 8 de julho de 2016, no Wayback Machine. PopLine
  35. Lexa posa sem sutiã e abusa da sensualidade em gravação de clipe O Dia
  36. Surpreendendo a todos, Lexa retorna à K2L Arquivado em 27 de agosto de 2017, no Wayback Machine. Pop Brasil
  37. Lexa lança novo single 'Vem que eu tô Querendo', confira Midiorama
  38. Escalada para a segunda temporada do Dancing Brasil, Lexa afirma "não será fácil" Contigo!
  39. Artistas fazem vídeos apoiando Lexa na final do Dancing Brasil POPLine
  40. a b 'Movimento': confira o novo single de Lexa POPLine
  41. Que dupla! Lexa e Tati Zaqui sensualizam em clipe futurista; assista Quem
  42. a b «Terapia de Casal - Vai que Cola». Multishow 
  43. Foco Certo: Lexa surpreende com nova música de superação em parceria com Rashid POPLine
  44. Lexa lança música "Sapequinha" em parceria com MC Lan Folha de S. Paulo
  45. Certificados de Lexa Pro-Música Brasil
  46. Branco Cruz, Felipe (23 de novembro de 2018). «Com Gloria Groove, Lexa lança novo clipe sensual da música "Provocar"». UOL HOST. Universo Online. Consultado em 24 de novembro de 2018 
  47. «Lexa e Anitta se jogam no rebolado para emplacar o hit do carnaval 2019». Internet Group. 1 de fevereiro de 2019 
  48. «Lexa lança 'Só Depois do Carnaval'». Styllus Magazine. 31 de janeiro de 2019 
  49. Oliveira, Fábia. «Lexa lança single 'Chama Ela' em parceria com DJ Pedro Sampaio». O Dia 
  50. «De camisola, Lexa dança e sensualiza na cama: "Apimentadíssima"». Marie Claire 
  51. Biografia de Lexa Biografiadefamosos.com.br
  52. Disponível de Lexa no iTunes iTunes
  53. «Lexa quer distância do estilo proibidão e garante: O funk me escolheu». Radio Beat - Globo Radio. Consultado em 7 de agosto de 2015. Arquivado do original em 17 de novembro de 2015 
  54. Riffs de guitarra e batidão de funk no novo single de Lexa Arquivado em 10 de julho de 2016, no Wayback Machine. POPLine
  55. PopLine. «Entrevista: Lexa fala sobre início da carreira e encontro com Beyoncé, música pop, feminismo e funk». Consultado em 7 de agosto de 2015 
  56. a b «Apontada como a nova Anitta, Lexa diz que é romântica e se inspira em Sandy». Diário Gaúcho 
  57. Nova aposta do funk, Lexa dispensa rivalidade com Anitta "não tem competição" PurePeople
  58. E! Online. «Funkeira revelação, Lexa fala sobre comparações com Anitta». Consultado em 7 de agosto de 2015 
  59. Vocal Pop
  60. «Worst of the Worst 2010. The World's Most Repressive Societies» (PDF). Freedom House. 2010. Consultado em 26 de junho de 2018 
  61. Capricho (25 de junho de 2018). «Ditador africano contrata show de Ludmilla e Lexa repleto de luxo». Editora Abril. Consultado em 26 de junho de 2018 
  62. «Lexa cantará em aniversário do filho de ditador da Guiné Equatorial». G1. 25 de junho de 2018. Consultado em 26 de junho de 2018 
  63. «Lexa desabafa após cantar em aniversário de ditador africano: "não tinha noção"». Extra. Globo.com. 27 de junho de 2018. Consultado em 22 de agosto de 2019 
  64. Lexa e Guimê estão namorando Purepeople
  65. «Funkeiros Lexa e Mc Guimê se casam em cerimônia ostentação em SP». UOL 
  66. «Lexa e Guimê se casam em São Paulo». G1. 23 de maio de 2018 
  67. Lexa sobre estreia no 'Dancing Brasil 2': "sou uma explosão de alegria" Ofuxico
  68. «Diario da Lexa Ep. 2». MTV. Consultado em 7 de agosto de 2015 
  69. «Veja os indicados ao MPN 2015». Billboard Brasil 
  70. «Prêmio Jovem Brasileiro 2015». Consultado em 14 de novembro de 2015 
  71. «Brazilian Choice Awards: Vote». Consultado em 13 de novembro de 2015. Arquivado do original em 10 de novembro de 2015 
  72. Radio Talent Arquivado em 3 de março de 2016, no Wayback Machine. Geração Z Awards
  73. Vote nos melhores do ano Mixme Awards
  74. «Radio Music Awards Brasil 2015». Radio Music Awards Brasil. 17 de agosto de 2011. Consultado em 18 de dezembro de 2010 
  75. «Capricho Awards 2015». Capricho 
  76. «Saiba quem são os indicados ao MTV MIAW 2019». MTV Brasil. mtv.com.br. 7 de maio de 2019. Consultado em 8 de maio de 2019. Cópia arquivada em 8 de maio de 2019 

Ligações externasEditar