Liberação de Paris

Batalha militar durante a Segunda Guerra Mundial em 19-25 de agosto de 1944, em Paris

A liberação (português brasileiro) ou libertação (português europeu) de Paris (também conhecida como Batalha por Paris) começou no dia 19 de agosto e encerrou com a rendição da última guarnição presente na cidade, em 25 de agosto de 1944. A capital da França era administrada pela Alemanha nazista desde a assinatura do armistício de 22 de junho de 1940.[5]

Liberação de Paris
Parte da Operação Overlord, Segunda Guerra Mundial
Crowds of French patriots line the Champs Elysees-edit2.jpg
Tropas francesas desfilam pela Champs-Élysées logo após a libertação da cidade.
Data 19 - 25 de agosto de 1944
Local Paris e regiões próximas, França
Desfecho Vitória dos Aliados
Beligerantes
Flag of Free France (1940-1944).svg Resistência francesa
US flag 48 stars.svg Estados Unidos
Espanha Maquis espanhóis
Alemanha Nazista Alemanha Nazista
França França de Vichy[1]
Comandantes
Flag of Free France (1940-1944).svg Philippe Leclerc
Flag of Free France (1940-1944).svg Henri Rol-Tanguy
Flag of Free France (1940-1944).svg Jacques Chaban-Delmas
US flag 48 stars.svg Raymond O. Barton
Espanha Amado Granell
Alemanha Nazista Dietrich von Choltitz White flag icon.svg
Forças
França 2ª Divisão Blindada Francesa
(~ 16 000 homens)
Flag of Free France (1940-1944).svg Forças Livres Francesas
US flag 48 stars.svg 4ª Divisão de Infantaria americana
(~ 47 000 homens)
Alemanha Nazista 325ª Divisão de Infantaria
(20 000 a 30 000 homens)
Flag of the collaborationist French Militia.svg Milicianos
Baixas
Resistência francesa:
800–1 000 mortos[2]
Forças Livres Francesas:
130 mortos
319 feridos[3]
Estados Unidos: Desconhecido[4]
~ 3 200 mortos
12 800 prisioneiros[2]
Tanques de guerra alemães em combate nas ruas de Paris, 1944

A libertação começou quando as Forças Francesas do Interior – a estrutura militar da Resistência Francesa – encenaram um levante contra a guarnição alemã com a aproximação do Terceiro Exército dos Estados Unidos, liderado pelo general George S. Patton. Na noite de 24 de agosto, elementos da 2ª Divisão Blindada Francesa do general Philippe Leclerc entraram em Paris e chegaram ao Hôtel de Ville pouco antes da meia-noite. Na manhã seguinte, 25 de agosto, a maior parte da 2ª Divisão Blindada e da 4ª Divisão de Infantaria dos Estados Unidos e outras unidades aliadas entraram na cidade. Dietrich von Choltitz, comandante da guarnição alemã e governador militar de Paris, rendeu-se aos franceses no Hôtel Le Meurice, o recém-criado quartel-general francês. O general Charles de Gaulle do exército francês chegou para assumir o controle da cidade como chefe do Governo Provisório da República Francesa.

ContextoEditar

Paris não era um alvo inicial dos Aliados na Normandia, as forças aliadas planejavam contornar a cidade e seguir direto para a região industrial da Alemanha. Os Aliados progrediam em direção ao leste enquanto os generais americanos Dwight D. Eisenhower e Bradley, engajados no combate na batalha de Falaise, planejam contornar Paris para não desacelerar sua progressão, em particular no nível logístico - a libertação de 4 milhões de parisienses geraria a necessidade de 4 000 toneladas de comida por dia. O general Bradley escreve em suas memórias[6] sobre a capital francesa: A cidade não tinha mais nenhum significado tático. Apesar de sua glória histórica, Paris era apenas uma mancha de tinta em nossos mapas; tivemos que evitá-lo em nossa marcha em direção ao Reno. As previsões da Operação Overlord visavam principalmente a área do Ruhr, onde a indústria pesada alemã estava concentrada, com a liberação de Paris planejada para o final de outubro.[7]

FilmografiaEditar

Principais envolvidosEditar

ResistênciaEditar

2ª Divisão BlindadaEditar

França LivreEditar

Guarnição de ParisEditar

Referências

  1. grupo="nb" nome="Vichy">The Milice was a Vichy division that fought in the liberation of Paris.
  2. a b "Libération de Paris [Liberation of Paris]" Arquivado em 19 de março de 2009, no Wayback Machine. (em francês). (em PDF; requer Adobe Reader).
  3. "The Lost Evidence – Liberation of Paris". History Channel.
  4. "Libération de Paris forces américaines" (em francês).
  5. Thorton, Willis (1962). The Liberation of Paris. [S.l.]: Harcourt, Brace & World (via Google Books). Consultado em 30 de agosto de 2011 
  6. Omar Nelson Bradley, Histoire d'un soldat (A soldier's history), Paris : Gallimard, 1952
  7. Stagg, James (22 de novembro de 1971). Forecast for "Overlord" (em inglês). [S.l.]: Littlehampton Book Services Ltd. 128 páginas 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre Segunda Guerra Mundial é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.