Liga Super Basketball

LSB-RJ
Lsb rj.png
Nome Liga Super Basketball
Mascote Locão James
Fundação 2007
Ginásios Arena LSB [1]
Capacidade 200
Localização Mesquita (Rio de Janeiro), RJ
Presidente Marcos Guinancio
Treinador Raphael Zaremba e Leo Bruno
Patrocinadores Sodiê Doces
Material Esportivo W A Sport
Liga Liga de Basquete Feminino
Ranking nacional
Website LigaSuperBasketball.com
Kit body.png
Casa jersey
Kit shorts.png
Cores do time
Casa
Kit body.png
Fora jersey
Kit shorts.png
Cores do time
Fora
editar

A Liga Super Basketball (LSB) é uma entidade que promove o basquetebol no estado do Rio de Janeiro. Como uma liga independente, promove competições em diversas categorias de base, master e adulto tanto no naipe masculino como no feminino.

Fundada em 2007 pelos professores Guilherme Simões e Marcos Guinancio, que atualmente ainda estão na diretoria da instituição juntamente com o engenheiro Luiz Cláudio Bonifácio, a liga rapidamente alcançou o posto de maior organização de basquetebol do Rio de Janeiro e uma das maiores liga de basquete amador do país, chegando em 2018 a organizar mais de 700 jogos em um ano[2], em 16 diferentes municípios do estado do Rio de Janeiro e também na cidade de Juiz de Fora, em Minas Gerais, com a participação de 136 equipes e envolvendo diretamente mais de 1900 atletas.

A partir de 2014, a LSB-RJ passa a convocar uma seleção masculina adulta[3] para disputar torneios contra outras instituições, com destaque para a Liga Sudeste de Basquete Amador e para o campeonato estadual de basquete do Rio de Janeiro organizado pela FBERJ[4].

No final de 2018, a Liga Super Basketball anuncia que irá manter a partir de 2019 uma equipe profissional de basquete feminino[5], batizada LSB RJ/Sodiê Doces, que disputará o principal torneio do país, a Liga de Basquete Feminino, levando o basquete feminino profissional de volta à capital carioca após 8 anos sem equipes na liga nacional[6]. Neste mesmo ano, conquista de forma invicta o Campeonato Brasileiro de 3x3 Sub-23 feminino.[7]

Após terminar em nono lugar sua primeira participação no campeonato nacional, a equipe é anunciada como a representante brasileira na edição de 2020 da Liga Sul-Americana de Basquetebol Feminino.[8]

Equipe profissional femininaEditar

O ano de estreia na LBFEditar

Vista como o patinho feio da competição por contar com um elenco formado majoritariamente por atletas sem experiência em torneios profissionais adultos, a equipe surpreende em seu primeiro ano conseguindo 3 vitórias e terminando a competição na nona colocação.

Já em seu primeiro ano de participação, a equipe teve duas representantes no fim de semana as estrela da LBF. A pivô Lorraine Milton no jogo das estrelas e a armadora Carol Ribeiro na disputa de arremessos de três pontos.[9]

Além do sucesso nas quadras, a equipe passa a ser conhecida por seu marketing, personificado em Locão James, um cachorro antropomorfizado irreverente que é eleito o melhor mascote do Brasil em 2019.[10]

O título brasileiro de 3x3 Sub-23Editar

Após o término da temporada regular da LBF, em julho, as quatro atletas sub-23 do elenco, Thainá Andrade, Rayane Sant'Anna, Luciana Medeiros e Joyce Pinheiro disputam a primeira etapa do Campeonato Brasileiro de 3x3 Sub-23, organizado pela CBB, e são campeões invictas derrotando a equipe da Mangueira na final, e garantindo vaga na etapa final da competição. [11] Luciana Medeiros termina como a cestinha da competição com 20 pontos anotados.

Em agosto, a equipe disputa a etapa final da competição desfalcada de Luciana Medeiros, que é substituída por Mayara Marins, que disputara a última edição da LBF pela equipe de São Bernardo. Com uma vitória na final sobre a equipe Winx do Distrito Federal por 14 a 10, conquista o inédito título nacional de forma invicta. A atleta Thainá Andrade termina como um das cestinhas da competição, empatada com Letícia França do Winx (DF). [7]

Após este resultado, Thainá Andrade é convocada para a seleção brasileira de 3x3 Sub-23, e representa a LSB-RJ nos Jogos Mundiais de Praia, em Doha, no Catar. [12]

A segunda temporada em 2020Editar

Após um período de inatividade da equipe profissional no segundo semestre de 2019, quando as atletas disputam a liga amadora estadual por outras equipes, em janeiro de 2020 a entidade confirma que irá novamente disputar a LBF em 2020, agora com o nome Sodiê Doces/LSB RJ, e anuncia o reforço de duas cariocas que disputaram a LBF pelo Instituto Brazolin de São Bernardo do Campo: Thayná Silva, eleita revelação da LBF em 2018 e Mayara Marins, que em 2019 já jogara pela LSB-RJ/Sodiê Doces no Campeonato Brasileiro de 3x3 Sub-23. Se somam a elas no elenco as também fluminenses Amanda Silva, formada nas equipes amadoras que disputam os torneios organizados pela LSB e Adrielly Oliveira, pivô da seleção brasileira juvenil.

Além das atletas do Rio de Janeiro, a equipe também se reforçou com as experientes Jennifer Sirtoli e Domenica Lombardy.[13] Porém, devido a pandemia de Covid-19, este elenco não chega a disputar nenhuma partida oficial junto, com a edição de 2020 da LBF sendo cancelada e a Liga Sulamericana adiada para 2021.

2021: Mudança para MesquitaEditar

No ano de 2021, a equipe anuncia parcerias com a Prefeitura de Mesquita e com o Mesquita Futebol Clube. A sede social do tradicional clube da baixada, situada no centro da cidade, é então reformada e passa a abrigar a Arena LSB, ginásio onde a equipe passa a treinar e disputar suas partidas com mando de quadra. Com as novas parcerias, a equipe passa a oficialmente se chamar Sodiê Doces/Mesquita/LSB-RJ.[14]

Visando a disputa das edições de 2021 da LBF e da Liga Sulamericana, a equipe se reforça com duas extrangeirasː a armadora americana Marquita Daniels [15] e a pivô francesa Jessy Gneneka[16]. Além delas, também chegam as brasileiras Julia Schmauch[17], Lorena Silva e Nazinha.

Em sua primeira partida na temporada, a equipe faz sua estreia em TV aberta para todo o Brasil (TV Cultura) recebendo no Mesquita Futebol Clube o atual vice-campeão paulista Ituano. Para a surpresa de muitos, a LSB consegue uma sólida vitória por 82 a 77, com Thayná Silva anotando um duplo-duplo (23 pontos e 10 rebotes) em sua primeira partida oficial após dois anos de afastamento das quadras para cuidar de sua gravidez[18].

Equipe adulta masculinaEditar

No ano de 2014, a LSB convida quatro treinadores, Bruno Freire (Space), Sérgio Garcia (Serjão), Jorge José (Pupa) e Marcelo Berro, para convocarem uma seleção com seus melhores atletas adultos masculinos para disputar o campeonato estadual da FBERJ. Apesar de amadora, a equipe conta com alguns atletas experientes com passagens em diversos grandes clubes do Brasil, como Douglas Motta, Marcelão e Eduardo Schwin.[3] A participação da LSB no torneio foi muito comemorada pela comunidade do basquete fluminense, pois garantiu a realização da competição em um ano em que apenas duas equipes profissionais, Flamengo e Macaé, existiam no estado.[19]

Com o sucesso da iniciativa de reunir uma seleção de seus melhores atletas, a LSB-RJ passa então a organizar, juntamente com entidades esportivas de outros estados como Copa ES Basquete (ES), LDBA (MG) e Copa Paulista de Basketball (SP), a Liga Sudeste de Basquete Amador, competição disputada anualmente até o ano de 2018.

A partir de 2019, a competição é substituída pela Copa Brasil de Basquete Amador, organizada pela LSB-RJ em conjunto com a LDBA (MG), a LABA (SP) e a Copa ES Basquete (ES). Nesta nova competição, a liga passa a não mais ser representada por sua seleção, mas por uma equipe designada.[20]

Na edição de 2019 disputada em Pedro Leopoldo (MG), a LSB-RJ, após desistência do campeão Oasis Clube/Faculdade Gama e Souza/Trovões, foi representada por seu vice-campeão de 2018 Três Rios Basketball, que conquistou o segundo lugar.[21] Ao final da competição, o treinador do Três Rios, Carlos Filipe, foi eleito o melhor da competição e os atletas Guilherme Ferreira e Iago Fortini foram eleitos para a seleção do campeonato.[22]

Parceria com Sodiê Salgados e profissionalizaçãoEditar

No ano de 2021 a LSB anuncia a volta de sua equipe adulta masculina, viabilizada através de parceira com a prefeitura de Mesquita e com o patrocinador Sodiê Salgados. A equipa passa então a se chamar oficialmente Sodiê Salgados/Mesquita/LSB, e se prepara para disputar o campeonato carioca da FBERJ e o campeonato brasileiro da CBB.[23]

Comandada por Léo Bruno, assistente técnico de Raphael Zaramba na equipe feminina, em sua estreia oficial, a equipe masculina consegue uma boa vitória sobre o CD Atitude, por 84 a 43. [24] Com mais três vitórias em sequência, a equipe termina invicta e em primeiro lugar a fase de classificação da Taça Guanabara.[25]

Torneios amadoresEditar

A organização de torneios de basquete amador é o principal objetivo da liga. Em sua primeira edição, existia apenas a categoria adulto masculino, disputada quase que em sua totalidade na baixada fluminense.[3]

Com o passar dos anos, a liga começou a organizar torneios em diferentes naipes e idades, cobrindo também o basquete feminino, de base e master. Com equipes de diversas regiões do estado ano após ano aderindo à liga (incluindo equipes da cidade mineira de Juiz de Fora), ela se transformou no maior torneio de basquetebol do estado, chegando a realizar mais de 700 jogos por ano com mais de 1900 atletas entrando em quadra.[2]

Campeões dos torneios adultosEditar

Campeões do Estadual Amador Adulto MasculinoEditar

  • 2007 - CUFA
  • 2008 - Bad Angels
  • 2009 - Perphorma/LUB
  • 2010 - Perphorma/LUB
  • 2011 - Bad Angels
  • 2012 - Pick and Roll Team
  • 2013 - Pick and Roll Team
  • 2014 - ESCOBASE
  • 2015 - ESCOBASE
  • 2016 - Kobras Basketball
  • 2017 - Kobras Basketball
  • 2018 - Oasis Clube/Faculdade Gama e Souza/Trovões
  • 2019 - Club Municipal

Campeãs do Estadual Amador Adulto FemininoEditar

Campeões da Liga B Adulto MasculinoEditar

  • 2013 - ESCOBASE do Bairro de Campo Grande
  • 2014 - Liga da Justiça
  • 2015 - Kobras Basketball de Cabo Frio
  • 2016 - UVA Tijuca
  • 2017 - MACKENZIE B do Méier
  • 2018 - VR Ballers de Volta Redonda
  • 2019 - CR Flamengo

Campeões dos torneios masterEditar

Campeões +35 MasculinoEditar

Campeões +40 MasculinoEditar

Campeões +45 MasculinoEditar

Campeões +50 MasculinoEditar

Referências

  1. «Sodiê Doces amplia parceria com a Liga Super Basketball-RJ». Consultado em 3 de outubro de 2021 
  2. a b Mir, Eric; a (22 de fevereiro de 2019). «O suspiro de uma liga amadora». Comunicação, Esporte e Cultura. Consultado em 11 de fevereiro de 2020 
  3. a b c Janeiro, Por Marcello PiresRio de. «"Seleção da Baixada", time que joga de graça abre Estadual contra o Fla». globoesporte.com. Consultado em 11 de fevereiro de 2020 
  4. Janeiro, Por GloboEsporte comRio de. «FBERJ divulga tabela do Estadual de basquete com apenas três equipes». globoesporte.com. Consultado em 11 de fevereiro de 2020 
  5. «LBF inicia nova temporada com mais equipes e o RJ de volta após oito anos». Terra. Consultado em 11 de fevereiro de 2020 
  6. «Lançamento da edição de 2019 da LBF terá desafio internacional». Gazeta Esportiva. 8 de fevereiro de 2019. Consultado em 11 de fevereiro de 2020 
  7. a b «Definidos os campeões nas categorias Sub-18 e Sub-23 do Brasileiro de Basquete 3x3». bx3. Consultado em 12 de fevereiro de 2020 
  8. «SODIÊ DOCES/ LSB RJ SERÁ O BRASIL NA II LIGA SUL-AMERICANA DE CLUBES». LNB. Consultado em 11 de fevereiro de 2020 
  9. «CONHEÇA AS ESCOLHIDAS PARA O JOGO DAS ESTRELAS LBF CAIXA 2019». LNB. Consultado em 12 de fevereiro de 2020 
  10. «QUINTETO IDEAL – LBF CAIXA 2019». LNB. Consultado em 12 de fevereiro de 2020 
  11. «Definidos os campeões da primeira etapa do Campeonato Brasileiro de Basquete 3x3». bx3. Consultado em 12 de fevereiro de 2020 
  12. «Basquete 3x3: seleção feminina sub-23 é convocada para os Jogos Mundiais de Praia, em Doha». bx3. Consultado em 12 de fevereiro de 2020 
  13. http://lbf.com.br/painel/lbf-2020-as-surpresas-da-sodie-doceslsb-rj/
  14. https://blog-do-souza.com/2020/10/29/lsb-rj-fecha-parceria-com-a-prefeitura-de-mesquita-e-mira-voos-maiores-para-a-proxima-temporada/
  15. https://blog-do-souza.com/2021/01/19/marquita-daniels-fala-sobre-o-convite-para-jogar-na-lsb-e-o-que-espera-da-temporada/
  16. http://lbf.com.br/noticias/sodie-doces-mesquita-lsb-rj-acerta-reforcos-estrangeiros/
  17. http://lbf.com.br/noticias/sodie-doceslsb-rj-anuncia-primeiro-reforco-da-temporada/
  18. https://www.databasket.com.br/sodie-doces-mesquita-lsb-rj-derrota-o-ituano-basquete-e-estreia-bem-na-lbf/
  19. FBERJ, FBERJ (2014). «Relatório final Campeonato Estadual 2014» (PDF). Consultado em 11 de fevereiro de 2020 
  20. «Time de basquete amador do Saldanha da Gama participa da Copa Brasil 2019 - 3 Pontos». 21 de janeiro de 2019. Consultado em 12 de fevereiro de 2020 
  21. «3 Rios Basketball é vice-campeão da Copa Brasil de Basquete Amador - Entre Rios Jornal». www.entreriosjornal.com.br. Consultado em 12 de fevereiro de 2020 
  22. «Treinador do 3 Rios Basketball é eleito o melhor técnico do Campeonato Estadual Amador de Basquete - Entre Rios Jornal». www.entreriosjornal.com.br. Consultado em 12 de fevereiro de 2020 
  23. «Sodiê Salgados investe em equipe masculina da LSB RJ e deve disputar o campeonato da CBB em 2022». Consultado em 3 de outubro de 2021 
  24. «Taça Guanabara começa com vitórias do LSB e do Club Municipal». Consultado em 3 de outubro de 2021 
  25. «LSB e Niterói vencem no fechamento da primeira fase do Carioca masculino». Consultado em 3 de outubro de 2021