Abrir menu principal

Lindsey Buckingham

Lindsey Buckingham
Buckingham durante apresentação em novembro de 2017.
Informação geral
Nome completo Lindsey Adams Buckingham
Nascimento 3 de outubro de 1949 (70 anos)
Origem Palo Alto, Califórnia
País  Estados Unidos
Gênero(s) Rock, new wave
Instrumento(s) Vocal, guitarra, baixo, teclado, bateria
Período em atividade 1966–atualmente
Outras ocupações Guitarrista, produtor, compositor
Gravadora(s) Reprise, Polydor, Mercury
Elektra, Asylum
Afiliação(ões) Fleetwood Mac, Buckingham Nicks
Página oficial www.lindseybuckingham.com

Lindsey Adams Buckingham (Palo Alto, 3 de outubro de 1949) é um cantor, compositor, guitarrista e produtor musical americano, mais conhecido por ter sido um dos integrantes da banda Fleetwood Mac de 1974 a 1987 e de 1997 a 2018. Fora seu trabalho com o grupo, o músico lançou seis álbuns solo inédito e três registros ao vivo. Como membro do Fleetwood Mac, foi inserido no Hall da Fama do Rock and Roll em 1998. Foi considerado o 100º melhor guitarrista de todos os tempos pela revista norte-americana Rolling Stone.[1]

Com Lindsey, o Fleetwood Mac teve o seu período de maior sucesso, após a transição de banda blues nos anos 60 até o som pop rock que gerou o álbum Fleetwood Mac (1975), projeto que marcou sua estreia. Sua participação e influência no grupo se tornou dominante a medida que o sucesso cresceu, estando responsável por parte da composições, arranjos e produção musical de álbuns como Rumours (1977), Tusk (1979) e Mirage (1982), os quais venderam, juntos, mais de 40 milhões de cópias no mundo. Em 1987, logo após gravar o álbum Tango in the Night, o cantor decidiu deixar a banda, retornando apenas em 1997 para o projeto ao vivo The Dance. Buckingham ainda permaneceu no grupo por mais 21 anos, gravando projetos de estúdio e ao vivo, até ser demitido em 2018.[2] Em 2019, o cantor passou por uma cirurgia de emergência por problemas cardíacos.[3]

Paralelamente ao Fleetwood Mac, Buckingham iniciou sua carreira solo em 1981 com o álbum Law and Order, que incluiu a canção "Trouble". Sua obra também inclui projetos como Out of the Cradle (1992), Under the Skin (2006), Seeds We Sow (2011) e Lindsey Buckingham Christine McVie (2017), este último gravado em parceria com Christine McVie e a maioria dos integrantes do Mac. Além disso, participou de trilhas-sonoras de filmes como Férias Frustradas e De Volta para o Futuro e também colaborou como produtor musical e músico convidado para vários artistas, incluindo Nine Inch Nails, Eric Clapton, Stevie Nicks, Tom Petty and the Heartbreakers e Queens of the Stone Age. Também é conhecido por sua técnica de guitarra e violão, sem o uso de palhetas.[4]

BiografiaEditar

Nascido em Palo Alto, Califórnia, Buckingham foi o terceiro e mais novo filho de Rutheda (nascida Elliott) e de Morris Buckingham.[5] Teve dois irmãos mais velhos, Jeff e Greg. Crescendo na comunidade de Atherton, na área da baía de São Francisco, Buckingham e seus irmãos foram incentivados a nadar competitivamente. Embora Buckingham tenha largado o esporte para seguir a música, seu irmão Greg foi um medalhista de prata nos Jogos Olímpicos do México, em 1968. Ele se casou com a fotógrafa Kristen Messner e tem três filhos.

A primeira experiência de Buckingham na guitarra ocorreu em uma guitarra Mickey Mouse de brinquedo, tocando a grande coleção de discos de vinil do seu irmão Jeff. Percebendo seu talento, os pais de Buckingham compraram para ele uma guitarra Harmony de 35 dólares.[6]

Buckingham nunca tomou lições de guitarra e não estudou música.[7] Aos 13 anos, interessou-se pela música folk e, influenciado pelos métodos do banjo, praticou os estilos fingerpicking do Kingston Trio. Aos 15 juntou-se a um pequeno grupo de música popular, cuidando dos vocais e trabalho de guitarra.

CarreiraEditar

Buckingham conheceu Stevie Nicks durante o ensino médio, na Menlo-Atherton High School. Lindsey tocava em uma banda de rock psicodélico, mas os demais integrantes tinham deixado o grupo. Nesta época, o músico chamou Nicks para ser vocalista. Os dois desenvolveram um relacionamento amoroso e uma parceria criativa que gerou a banda Frits. Apesar das intenções psicodélicas iniciais, as músicas e o estilo de Stevie eram mais direcionadas ao country rock. Frits chegou a abrir shows de Jimi Hendrix e Janis Joplin entre 1968 a 1970. Tempos depois, os dois deixaram o grupo.[8]

Juntos, Nicks e Buckingham seguiram como um duo, gravando demos em 1972 na cidade de Los Angeles, onde moravam.[9] Em 1973 assinaram com a Polydor Records e trabalharam no álbum Buckingham Nicks, produzido por Keith Olsen e com colaborações de Richard Dashut. O disco foi um fracasso comercial. No entanto, em 1974, Mick Fleetwood chegou a ouvir a canção "Frozen Love" e se interessou pelo trabalho de Lindsey. Bob Welch tinha deixado o Fleetwood Mac e Buckingham foi convidado a ser o novo vocalista e guitarrista do grupo. O músico só aceitou com a exigência de que Stevie Nicks também fizesse parte da banda. Desta forma, o instrumentista fez sua estreia no projeto Fleetwood Mac, de 1975.[10]

DiscografiaEditar

Solo
Com o Fleetwood Mac
Ano Álbum USA UK AUS CAN GER SWI AUT SWE FRA RIAA certification[11]
1975 Fleetwood Mac 1 23 3 15 - - - - - 5× Platinum
1977 Rumours 1 1 1 1 6 - 25 19 27 20x Platinum
1979 Tusk 4 1 2 2 3 - 4 8 6 2× Platinum
1982 Mirage 1 5 2 4 12 - - 10 5 2× Platinum
1987 Tango in the Night 7 1 5 2 2 7 25 1 25 3× Platinum
2003 Say You Will 3 6 24 - 10 51 - 8 - Gold
2013 Extended Play 48 - - - - - - - -

Referências

  1. «The 100 Greatest Guitarists of All Time: Lindsey Buckingham» (em inglês). Rolling Stone. Consultado em 17 de fevereiro de 2012 
  2. Greene, Andy (9 de abril de 2018). «Fleetwood Mac Fires Lindsey Buckingham» (em inglês). Rolling Stone. Consultado em 7 de dezembro de 2018 
  3. «Ex-guitarrista do Fleetwood Mac, Lindsey Buckingham passa por cirurgia cardíaca». Extra. 9 de fevereiro de 2019. Consultado em 24 de março de 2019 
  4. Nadel, Nick (25 de outubro de 2018). «Not Just Fleetwood Mac: Lindsey Buckingham's Top 10 Solo Songs» (em inglês). Culture Sonar. Consultado em 24 de março de 2019 
  5. Howe, Zoë (13 de outubro de 2014). «Stevie Nicks: Visions, Dreams and Rumours». Omnibus Press – via Google Books 
  6. Adelson, Martin E. «Lindsey Buckingham». Fleetwoodmac.net 
  7. «Fleetwood Mac • Lindsey Buckingham • The Band • The Music • The Legacy». Fleetwoodmac.org. Consultado em 29 de fevereiro de 2012 
  8. «Fritz». The Penguin Biographies. Martin Adelson and Lisa Adelson. Consultado em 24 de maio de 2014 
  9. Jackson, Blair (1 de fevereiro de 2011). «Music: Lindsey Buckingham in Two Worlds». Mix 
  10. Fleetwood, Mick; Bozza, Anthony (Outubro de 2014). Play On: Now, Then & Fleetwood Mac. 1290 Avenue of the Americas, New York, NY, 10104: Little, Brown And Company. pp. 164, 169. ISBN 978-0-316-40342-9 
  11. «RIAA Gold and Platinum Search for albums by Fleetwood Mac». Riaa.com. Consultado em 29 de fevereiro de 2012 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre um(a) cantor é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.