Linha D (Metro do Porto)

linha do Metro do Porto


Hospital São João ↔ Santo Ovídio

Linha D
Mapa
Inauguração 18 de Setembro de 2005
Estações 16
Extensão 9.200m
Estado em serviço
Unknown route-map component "uextKBHFa"
Vila D'Este(2023)
Unused urban tunnel stop on track
Hospital Santos Silva(2023)
Unused urban tunnel stop on track
Manuel Leão(2023)
Urban stop on track
Santo Ovídio
Urban stop on track
D. João II
Urban stop on track
João de Deus
Urban stop on track
Câmara de Gaia
Urban stop on track
General Torres
Urban stop on track
Jardim do Morro
Unknown route-map component "uhKRZWae"
Ponte D. Luís
Urban stop on track
São Bento(interface com a Linha G (2023))
Urban stop on track
Aliados
Unknown route-map component "uTHSTo"
Trindade(interface com as Linhas A, B, C e E)
Urban stop on track
Faria Guimarães
Urban stop on track
Marquês
Urban stop on track
Combatentes
Urban stop on track
Salgueiros
Urban stop on track
Pólo Universitário
Urban stop on track
IPO
Urban End station
Hospital de São João
Nome popular: Linha de Gaia
Tempo de viagem: 33 minutos e 45 segundos
Melhor frequência: 6 minutos
Comprimento: 12,70 km

A Linha D ou Linha Amarela é uma das seis linhas do Metro do Porto. Faz a ligação entre o Porto e Vila Nova de Gaia e conta com 16 estações em funcionamento.

História editar

Pólo Universitário - Câmara de Gaia editar

Em 18 de Setembro de 2005, é inaugurado o primeiro troço entre Pólo Universitário e a Câmara de Gaia, com 5,7 km de extensão. Com muita pompa e circunstância seria finalmente reaberta ao trânsito de peões e do Metro do Porto o tabuleiro superior da Ponte D. Luís, que tinha sido fechada ao trânsito rodoviário para sua conversão, sendo construída em sua substituição a Ponte do Infante.

 
Metro na Estação João de Deus, Linha D

Prolongamento a Sul e a Norte editar

Três meses mais tarde, a 10 de Dezembro de 2005 seria prolongada a linha desde da Câmara de Gaia até João de Deus e ao mesmo tempo também desde a Pólo Universitário até ao Hospital de São João.

Prolongamento a D. João II editar

No dia 26 de Maio de 2008 a linha D foi prolongada 715 metros a sul, até à estação D. João II. Aquela que é a 70.ª estação do sistema fica situada quase em frente à Fundação Couto, já muito próxima da Rotunda de Santo Ovídio.

Chegada a Santo Ovídio editar

A extensão da linha D até à estação Santo Ovídio foi aberta em 15 de Outubro de 2011. A estação, a 81.ª do sistema e a 15ª enterrada, está situada por baixo Rotunda de Santo Ovídio.[1]

Renovação do pólo intermodal do Hospital de São João editar

O Metro do Porto arrancou com a empreitada de renovação do pólo intermodal do Hospital São João. Esta intervenção no términos Norte da Linha Amarela (D), um investimento na ordem dos 3 milhões de euros, envolveu a construção de um interface coberto da estação e de duas lojas Andante, uma no final da linha e outra no Pólo Universitário.[2]

A obra obrigou ao encerramento temporário da Estação Hospital São João, até ao final de janeiro de 2022. A partir da manhã de dia 29 de agosto de 2021, a Linha Amarela D passou a ter serviço apenas até à Estação IPO. Nos cinco meses seguintes, os veículos em circulação neste eixo fizeram alternadamente términos, no extremo Norte, na Estação IPO (com uma frequência de 12 minutos em dias úteis) e na Estação Pólo Universitário (com uma frequência de 6 minutos). Este foi o modelo de operação que se manteve ao longo dos meses seguintes, até 28 de janeiro de 2022.[2][3]

Serviços editar

Frequências médias de passagem (minutos)
 [1] 06-07h 07-08h 08-09h 09-10h 10-11h 11-12h 12-13h 13-14h 14-15h 15-16h 16-17h 17-18h 18-19h 19-20h 20-21h 21-22h 22-23h 23-00h 00-01h
Dias Úteis 10 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 8 15 15 15 15
Sábados 15 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 15 15 15 15 15
Domigos e Feriados 15 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 15 15 15 15 15

• Tolerância de +/- 2 min. para o tempo apresentado

Atualidade editar

A Linha D tem atualmente uma extensão total próxima dos 13 quilómetros, e reforça o seu papel de principal eixo Norte-Sul no sistema de transportes públicos da Área Metropolitana. O tempo de percurso total entre o Hospital de S. João e Santo Ovídio é de aproximadamente 33 minutos, um valor claramente imbatível face a qualquer outro modo de transporte, nesta ligação. A estação mais recente desta linha a Santo Ovídio é uma estação com dois cais de embarque em ambos sentidos da operação.[1]

Durante o mês de agosto de 2013 deu-se uma «manutenção regular no tabuleiro superior» da Ponte de D. Luís, tendo estado a Linha Amarela do Metro do Porto encerrada entre as estações General Torres e Trindade a partir das 21:30.[4]

 
Estação da Trindade, onde a linha D faz interface com as linhas A, B, C, E e F

Futuras Extensões editar

Está em estudo e em projecto a sua extensão:

Referências editar

  1. a b «Metro Chega hoje a Santo Ovídeo». 15 de outubro de 2011. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  2. a b «Novo interface do S. João fecha a estação até Dezembro». www.metrodoporto.pt. Consultado em 14 de setembro de 2021 
  3. «Estação Hospital São João reabre a 28 de Janeiro». www.metrodoporto.pt. Consultado em 28 de janeiro de 2022 
  4. “Circulação condicionada na Ponte D, Luís à noite” Metro (2013.07.29): p.4
 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Linha D (Metro do Porto)