Liquenologia

A liquenologia é um ramo da botânica que estuda os líquens, organismos simbióticos formados pela associação microscópica de algas com fungos filamentosos.

Líquem sobre uma parede de cimento

A taxonomia dos líquens foi investigada pioneiramente de maneira intensiva pelo botânico sueco Erik Acharius (1757-1819), [1]que por muitos é considerado como sendo o pai da liquenologia. Acharius foi aluno de Carl von Linné. Alguns dos seus trabalhos mais importantes, que marcaram o início da liquenologia como disciplina, são:

  • Lichenographiae Suecia prodromus (1798)
  • Methodus lichenum (1803)
  • Lichenographia universalis (1810)
  • Synopsis methodica lichenum (1814)

Entre os liquenologistas que se destacaram posteriormente estão incluidos o botânico americano Edward Tuckerman e o biólogo russo Konstantin Merezhkovsky.

Ligações externasEditar

Referências