Abrir menu principal

Lista das portas de Roma

As Portas de Roma, situadas em sua maioria nas muralhas da cidade — como a Muralha Serviana e a Muralha Aureliana — serviam, basicamente, para estratégia militar, e também, para controlar o acesso à cidade em tempos normais. Eram fundamentais em casos de saúde pública, quando da ocorrência, por exemplo, de epidemias e pandemias, das pestes. Cercar as cidades com muralhas, como se fossem um imenso castelo, era de fundamental importância até os tempos modernos. Tratando-se de um grande império, como o Império Romano, que sempre esteve sob ameaça ou envolvido em grandes guerras, insurreições e golpes de estado, era imprescindível. Por isto, com as construções das muralhas, estas vias de acesso à cidade eram fortemente guarnecidas e bem cuidadas.

Muralha ServianaEditar

 Ver artigo principal: Muralha Serviana
 
Muralha Serviana e suas portas.

Numeração de acordo com o diagrama ao lado.

SobreviventesEditar

DemolidasEditar

Muralha AurelianaEditar

 Ver artigo principal: Muralha Aureliana
 
Muralha Aureliana e suas portas.

Numeração de acordo com o diagrama ao lado.

SobreviventesEditar

DemolidasEditar

Muralha do JanículoEditar

Muralha LeoninaEditar

 
Diagrama da Muralha Leonina.
 Ver artigo principal: Muralha Leonina

SobreviventesEditar

DemolidasEditar

Portas não muradasEditar

Embora não sejam parte das muralhas da cidade, a Porta Alquímica, hoje localizada nos jardins da Piazza Vittorio, no rione Esquilino é também muito conhecida. Muito conhecida é também a Porta Furba, que é uma abertura maior da Água Feliz para permitir a passagem da Via Tuscolana, no quartiere Tuscolano.

BibliografiaEditar