Abrir menu principal

Lista de soberanos Incas

artigo de lista da Wikimedia
(Redirecionado de Lista de Soberanos Incas)

Andamarc a Lista de Soberanos Incas do Reino de Cusco, Império Inca e Reino de Vilcabamba, os três estados da história dos incas. Que a propósito Incas era o nome dado aos Governantes do povo, os quenchua. O Sapa Inca (Grande Governante) foi o nome imperial dos soberanos.[1]

Este povo originário da região dos Andes formaram a mais avançada civilização das Américas pré-colombianas, tanto no sentido político, cultural e tecnologico. Esta civilização esta dividida em três fazes,;o lendário Reino de Cusco (Século XIII - 1438) que contam as histórias da cidade de Cusco, que segundo as crônicas teria sido fundada por Manco Capac I um semi-lendário soberano que seria filho de Inti o deus sol dos incas. A Segunda seria o Império Inca (1438 - 1533) que foi a união de todos os curacados (Cidades-Estados) da região andina do Peru sob um único soberano, no caso Pachacuti o primeiro Sapa Inca (Grande Inca) que os espanhóis traduziram como (Imperador Inca). Após a conquista do Império,por Francisco Pizarro alguns Sapas foram rebaixados a Incas e eram cristãos nomeados pelo Governo de Nova Castela. Porém, os sobreviventes leais ao Império formaram um reino resistente na região de Vilcabamba, o Incado de Vilcabamba, fundado por Manco Capác II e resistindo ate 1572 quando houve a destruição total do Reino, com a execução de Tupac Amaru.[2][3]

Boa parte da história do Império foi documentada por Pedro Cieza de León, um espanhol que uniu as lendas da fundação do país e escreveu em seu livro Las Crônicas del Peru.[4] Porém existem muitas outras cronologias feitas por outros historiadores em relação aos incas, que aqui serão mostradas também.

Imagem representativa dos Sapa Incas (Imperadores) do Império Inca (Tawantinsuyo).

Viracocha.jpgReino de CuscoEditar

Dinastia HarinEditar

Segunda as crônicas a cidade foi fundado pelo sinshi (Chefe) litorâneo Manco Cápac I que seria o filho do deus Inti dando início a uma linhagem "divina" com Mama Ocllo. Teriam governado de 1200 ate 1350. Tudo isso e relatado em Las Crônicas del Peru. De acordo com as crônicas a migração de Capac e sua legião e aldeões migraram por ordem divina para fugir das sucessivas rivalidades dos Aimarás.

Título Nome Real Significado do Nome Nome Original Retrato Reinado Consorte Real Nascimento Morte
Inca de Cusco Manco Cápac I "Fundador Real" Ayar Manco   1200 - 1230 Mama Ocllo ?? Em Paucartambo [5] c.1230 em Cusco
Sinchi Roca "Grande Guerreiro" Sinchi Roca   1230 - 1260 Mama Coca c. 1214 Em Tampuquiro, Cusco c.1260 Em Cusco

(46 anos)

Lloque Yupanqui "Canhoto Memorável" Lloque Yupanqui   1260 - 1290 Mama Cagua c. 1230 Em Cusco c.1290 Em Cusco
Mayta Cápac "E Onde esta o poderoso?" Mayta   1290 - 1320 Mama Tancaray c. 1280 Em Cusco c. 1320 Em Cusco
Tarco Haumán - -   1320

(Deposto)

- Cusco (Provavelmente) c.1320 Em Cusco
Cápac Yupanqui "Honrado e Generoso Libertador" Yupanqui   1320 - 1350 Cura Yaya ?? Em Cusco c.1350 Em Cusco

Dinastia HananEditar

Após a morte de Cápac Yupanqui, seu sucessor viria a ser o príncipe Quispe Yupanqui. Porém ocorreu um golpe de estado onde o ramo de Hanan (Ramo da Dinastia Harin) liderador por Roca invadiram o palácio e mataram Quispe Yupanqui, acabando assim com a linhagem direta de Harin. Iniciando a dinastia Hanan, e foi durante o reinado dos mesmos que o título "inca" passou a ser mais utilizado, pois não "cápac" era um nome de governantes locais, e visto que a cidade já conquistava várias outras, o título ganhou mais credibilidade.[6]

Título Nome Real Significado do Nome Nome Original Retrato Reinado Consorte Real Nascimento Morte
Inca de Cusco Inca Roca "Magnânimo Inca" Roca   1350 - 1380 Mama Micay ??,Em Cusco 1380,Em Cusco (Entre 50 e 60 anos)
Yahuar Huacac "O Que chora o sangue" Tito Cusi Hualpa   1380 - 1400 Mama Machi 1361,Em Cusco 1400,Em Cusco (39 anos)
Viracocha Inca "O Inca de Viracocha" Hatun Tópac   1400 - 1438

(Abdicou)

Mama Runto 1390,Em Cusco 1448, Em Cusco (68 anos)

Banner of the Inca Empire.svg Império IncaEditar

Dinastia HananEditar

Durante a primeira metade do século XV o reino estava sob ameaça das demais etnias da região, como os chancas e aymaras. Mas tudo isso foi mudado quando o príncipe Cusi Yupanqui, filho do curaca Viracocha Inca se tornou o general do exercito e realizando grandes campanhas militares contra as outras etnias, conquistando finalmente a região de Collao, habitada pelos chancas e consolidando a hegemonia inca na região. Com tudo isso, muitos curacados (cidades estados) se renderam ao poder inca em 1438, com a abdicação de Viracocha e subida no trono de Cusi com o nome de Pachacuti, ou "O Que muda a terra" e sendo declarado "Sapa Inca" ou "Único Inca". Este evento marca o início do Império Inca.[7][8]

 
Imagem da arvore genealógica de sapas incas do Tawantinsuyu.


Título Nome Imperial Significado do Nome Nome Original Retrato Reinado Consorte Nascimento Morte
Sapa Inca Pachacuti "O Que muda a Terra" Cusi Yupanqui   1438 - 1471 Mama Anahuarque c.1400 ou 1408, Em Cusco c. 1471, Em Cusco (71 ou 63 anos)
Túpac Yupanqui "O Resplandecente" Túpac Inca Yupanqui   1471 - 1493 Mama Ocllo Coya c.1441, Em Cusco c.1493, Em Chincheros (52 anos)
Huayna Cápac "Jovem Rei" Titu Cusi Huallpa   1493 - 1525 Paccha Duchicela c.1467, Em Cusco ou Cuenca

(Atual Equador)[9]

c.1525, Em Quito (Atual Equador)

(58 anos)

Huáscar "O Sol traz a felicidade" Túpac Cusi Huallpa   1525 - 1532

(Assassinado)

Chuqui Huipa c.1491, Em Huscaparta c.1532, Em Andamarca (41 anos)
Atahualpa "Ave da Fortuna" Atahualpa   1532 - 1533

(Deposto)

Cora Asarpay 20 de março de 1502, Em Cusco ou Quito 26 de julho de 1533, Em Cajamarca

(31 anos)

Flag of Cross of Burgundy.svg Incas sob vassalagem espanholaEditar

Em 1533 o sapa inca Atahualpa foi capturado e feito prisioneiro pelos espanhóis, liderados por Francisco Pizarro, sendo logo executado em um tribunal da inquisição, sob a acusação de heresia e traição (Ele aplicou um golpe de estado e derrubou seu irmão Huascar). Mas apesar disso, Pizarro tinha o interesse em criar uma forte aliança com os povos da região por isso entre 1533 e 1549 três meio-irmãos de Huárcar e Atahualpa foram os chamados "Incas nomeados por espanhóis" que apenas detinham um poder representativo, sob fidelidade a Carlos I da Espanha e de carácter cristão.[10]

 
Todos os incas vassalos foram nomeados por Francisco Pizarro.

Dinastia Hanan de CuscoEditar

Filhos de Huayna Cápac com suas concubinas. Meio irmãos de Huárcar e Atahualpa.

Título Nome Real Significado Nome Original Retrato Reinado Consorte Nascimento Morte
Inca dos Incas Túpac Hualpa ? ?   Agosto - Outubro de 1533 Palla Cusi Chimpu c.1500, Em Cusco. Outubro de 1533, Em Cusco

(32 ou 33 anos)

Manco Cápac II "Fundador Real II" ?   Outubro de 1533 - 1536 Cura Ocllo c.1515, Em Cusco. 1545, Em Vicabamba

(30 anos)

Paullu Inca ? Huascar Túpac Paullu Inca [11]

Cristóbal Paullu Inca[12]

  1536 - 1549 Catalina Toctoc Oxica c.1518, Em Cusco 1549, Em Cusco

Incas rebeldes de VilcabambaEditar

Após a morte de Atahualpa e a nomeação de incas por Pizarro; alguns rebeldes leais ao clã Hanan uniram forças e promoveram uma rebelião liderada por Manco Cápac II e se exilaram na região de Vilcabamba, permanecendo em resistência contra os espanhóis por 35 anos, ate 1572 com a derrota, captura e execução de Túpac Amaru I.

Dinastia Hanan de VilcabambaEditar

Filhos de Huáscar, e sobrinhos de Atahualpa, assim como primos dos incas vassalos. Esta dinastia também e conhecida como Dinastia Huáscarista.

Título Nome Real Significado Nome Original Retrato Reinado Consorte Nascimento Morte
Inca de Vilcabamba Manco Cápac II "Fundador Real II" ?   1537 - 1545

(Assassinado)

Cura Ocllo c.1515, Em Cusco. c.1545, Em Vilcabamba (30 anos)
Sayri Túpac ? ?   1545 - 1560

(Abdicou)

Cusi Huarcay c.1535, Cusco c.1561, Cusco (26 anos)
Titu Cusi Yupanqui ? Diego Castro Yupanqui   1560 - 1570 Desconhecidas c.1526, Cusco 1570, Vilcabamba (44 anos)
Túpac Amaru I "Serpente Resplandecente" Felipe Túpac Amaru   1570 - 1572 c.1545, Vilcabamba 1572, Cusco (27 anos)

Grande Rebelião de 1780Editar

Entre 1780 e 1783 houve uma grande rebelião no Vice-Reino do Rio da Prata, conhecida como Grande Rebelião onde um chefe indígena chamado José Gabriel Túpac Amaru liderou vários caciques locais para a tomada do poder em Lima, também como forma de imposição as reformas borbónicas. José Gabriel foi o bisneto de Túpac Amaru I e por isso e considerado Túpac Amaru II, ainda por ter sido aclamado pelo povo como "Novo Inca"[13]

Título Nome Proclamado Significado Nome Original Retrato Reinado Consorte Nacimento Morte
Inca Túpac Amaru II "Serpente Resplandecente II" José Gabriel Condorcanqui Noguera   04 de novembro de 1780 - 18 de maio de 1781 Micaela Batista 19 de março de 1738,Surinama

Vice-Reino do Peru

18 de maio de 1781, Cusco

Vice-Reino do Peru

(43 anos)

Ate 1783 o irmão de José Gabriel, Diego Cristóbal assumiu a liderança dos rebeldes, mas nunca foi proclamado Inca como seu irmão. Ele foi morto em combate em 1783.

Ver tambémEditar

Império Inca

  1. Szemiński, Jan (2016). De las vidas del Inqa Manqu Qhapaq (em quíchua). [S.l.]: Ediciones El Lector. ISBN 9786124579288 
  2. «Cápac cuna». Consultado em 9 de março de 2019 
  3. «Fuentes de libros». Wikipedia, la enciclopedia libre (em espanhol) 
  4. Cieza de León, Pedro de; Markham, Clements R. (Clements Robert) (1883). The second part of the Chronicle of Peru. [S.l.]: London : Printed for the Hakluyt Society 
  5. Segundo as lendas teria nascido neste lugar.
  6. Cobo, P. Bernab? (1956). Historia Del Nuevo Mundo (em espanhol). [S.l.]: Рипол Классик. ISBN 9785875323294 
  7. Testa, David W. Del (27 de janeiro de 2014). Government Leaders, Military Rulers and Political Activists (em inglês). [S.l.]: Routledge. ISBN 9781135975661 
  8. «Death Of Pachacuti Inca Yupanqui». www.sacred-texts.com. Consultado em 9 de março de 2019 
  9. Gamboa, Pedro Sarmiento de (16 de março de 2009). The History of the Incas (em inglês). [S.l.]: University of Texas Press. ISBN 9780292774827 
  10. Ph.D, H. Micheal Tarver; Slape, Emily (25 de julho de 2016). The Spanish Empire: A Historical Encyclopedia [2 volumes]: A Historical Encyclopedia (em inglês). [S.l.]: ABC-CLIO. ISBN 9781610694223 
  11. Nome de nascimento.
  12. Nome de batismo.
  13. Stavig, Ward; Schmidt, Ella (2008). The Tupac Amaru and Catarista Rebellions: An Anthology of Sources (em inglês). [S.l.]: Hackett Publishing. ISBN 9780872208452