Abrir menu principal

Wikipédia β

Lista de campeões do futebol brasileiro

Esta é uma lista de clubes campeões de competições de caráter nacional do futebol brasileiro e contempla apenas os títulos reconhecidos pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). A história da CBF começa quando a Federação Brasileira de Sports se funde com a Federação Brasileira de Football formando a Confederação Brasileira de Desportos (CBD), que posteriormente seria renomeada como CBF.

Índice

História

A história do futebol no Brasil revela uma variedade de campeonatos de caráter nacional:

  • Campeonato Brasileiro (desde 1959): também conhecido como Brasileirão, é o principal campeonato de futebol do país, oficialmente tendo sua origem com a criação da Taça Brasil, o primeiro certame nacional da história. Apesar de ter sido instituído em 1954 pela CBD, com a finalidade de apontar o clube campeão brasileiro da temporada, e de ter seu regulamento definido no ano seguinte, a sua primeira edição não pôde ocorrer em 1955, como havia sido planejado, em razão do calendário do futebol nacional entre 1955 e 1958 já haver então sido aprovado, não podendo o mesmo ser alterado em função da Copa do Mundo de 1958. Sendo assim, ficou definido a competição começar somente em 1959.[1][2] Porém, como na época ainda havia limitação de datas, restrições econômicas e dificuldades para viagens e transporte interestaduais em um país com dimensões continentais, a competição foi montada do modo mais econômico possível. Desta forma, participavam apenas os campeões estaduais[3][4] e, a partir de 1961, o campeão da edição anterior,[5] que se enfrentavam em um grande sistema eliminatório. Sua última edição ocorreu em 1968.[6] Em 1967, surge a versão expandida do Torneio Roberto Gomes Pedrosa, ficando conhecida como "Robertão". Este certame foi criado a partir da expansão do Torneio Rio-São Paulo, e se tornou a primeira competição a englobar os principais clubes do Brasil.[7] Em 1968, passa a ser denominado oficialmente pela CBD como Taça de Prata, sendo sucedido, em 1971, pelo Campeonato Nacional de Clubes — que foi considerado pela entidade máxima do futebol brasileiro como sendo a primeira edição do Campeonato Brasileiro, de 1974[nota 1] até 2010, quando a CBF unificou os títulos da Taça Brasil e do Torneio Roberto Gomes Pedrosa/Taça de Prata aos títulos brasileiros a partir de 1971.[8] Houve pouquíssimas diferenças entre a última edição do "Robertão", em 1970, e a primeira edição do Campeonato Nacional de Clubes. Antes de receber oficialmente sua designação atual, em 1989, o "Brasileirão" também foi chamado de Copa Brasil, Taça de Ouro e Copa União, e posteriormente em 2000, foi denominado Copa João Havelange. De 1971 a 2002 o campeonato teve 32 edições e 32 fórmulas diferentes. Desde 2003, as equipes se enfrentam em turno e returno por pontos corridos, sistema utilizado principalmente na Europa.
  • Copa dos Campeões Estaduais (1920 e 1937), Torneio dos Campeões da CBD (1969), Copa dos Campeões da Copa Brasil (1978), Torneio dos Campeões (1982): campeonatos que tiveram apenas uma edição. Grêmio Maringá foi o campeão do torneio de 1969, Atlético Mineiro foi o campeão da disputa de 1978, America-RJ foi o campeão do torneio de 1982.
  • Copa do Brasil (desde 1989): competição disputada no sistema eliminatório em uma ou duas partidas, conhecido popularmente como mata-mata. Nela participam representantes de todos os estados.
  • Supercopa do Brasil (1990-1991): Competição disputada entre o vencedor do Campeonato Brasileiro e o da Copa do Brasil do ano anterior, num formato semelhante às supercopas existentes em vários países da Europa. O Grêmio foi o vencedor em 1990[9] e o Corinthians sagrou-se campeão em 1991.
  • Copa dos Campeões (2000 a 2002): competição disputada entre os melhores colocados nas copas regionais (Rio-São Paulo, Sul-Minas, Nordestão, Copa Norte e Copa Centro-Oeste), e que indicava o campeão para a Libertadores.

Campeões

Ano Campeonato Brasileiro Copa do Brasil Torneios entre Campeões[nota 2]
1920   Paulistano
1937   Atlético Mineiro
1959   Bahia
1960   Palmeiras
1961   Santos
1962   Santos
1963   Santos
1964   Santos
1965   Santos
1966   Cruzeiro
1967   Palmeiras[nota 3] /   Palmeiras[nota 4]
1968   Botafogo[nota 3] /   Santos[nota 4]
1969   Palmeiras   Grêmio Maringá
1970   Fluminense
1971   Atlético Mineiro
1972   Palmeiras
1973   Palmeiras
1974   Vasco da Gama
1975   Internacional
1976   Internacional
1977   São Paulo
1978   Guarani   Atlético Mineiro
1979   Internacional
1980   Flamengo
1981   Grêmio
1982   Flamengo   America
1983   Flamengo
1984   Fluminense
1985   Coritiba
1986   São Paulo
1987   Sport[10]
1988   Bahia
1989   Vasco da Gama   Grêmio
1990   Corinthians   Flamengo   Grêmio
1991   São Paulo   Criciúma   Corinthians
1992   Flamengo   Internacional
1993   Palmeiras   Cruzeiro
1994   Palmeiras   Grêmio
1995   Botafogo   Corinthians
1996   Grêmio   Cruzeiro
1997   Vasco da Gama   Grêmio
1998   Corinthians   Palmeiras
1999   Corinthians   Juventude
2000   Vasco da Gama   Cruzeiro   Palmeiras
2001   Atlético Paranaense   Grêmio   Flamengo
2002   Santos   Corinthians   Paysandu
2003   Cruzeiro   Cruzeiro
2004   Santos   Santo André
2005   Corinthians   Paulista
2006   São Paulo   Flamengo
2007   São Paulo   Fluminense
2008   São Paulo   Sport
2009   Flamengo   Corinthians
2010   Fluminense   Santos
2011   Corinthians   Vasco da Gama
2012   Fluminense   Palmeiras
2013   Cruzeiro   Flamengo
2014   Cruzeiro   Atlético Mineiro
2015   Corinthians   Palmeiras
2016   Palmeiras   Grêmio
2017   Corinthians   Cruzeiro

Títulos por equipe

Clube Total Títulos[nota 5]
  Palmeiras 13 (9 Campeonatos Brasileiros, 3 Copas do Brasil e 1 Copa dos Campeões)
  Corinthians 11 (7 Campeonatos Brasileiros, 3 Copas do Brasil e 1 Supercopa do Brasil)
  Santos 9 (8 Campeonatos Brasileiros e 1 Copa do Brasil)
  Flamengo 9 (5 Campeonatos Brasileiros, 3 Copas do Brasil e 1 Copa dos Campeões)
  Cruzeiro 9 (4 Campeonatos Brasileiros e 5 Copas do Brasil)
  Grêmio 8 (2 Campeonatos Brasileiros, 5 Copas do Brasil e 1 Supercopa do Brasil)
  São Paulo 6 (6 Campeonatos Brasileiros)
  Fluminense 5 (4 Campeonatos Brasileiros e 1 Copa do Brasil)
  Vasco da Gama 5 (4 Campeonatos Brasileiros e 1 Copa do Brasil)
  Internacional 4 (3 Campeonatos Brasileiros e 1 Copa do Brasil)
  Atlético Mineiro 4 (1 Campeonato Brasileiro, 1 Copa do Brasil, 1 Copa dos Campeões da Copa Brasil e

1 Copa dos Campeões Estaduais)

  Bahia 2 (2 Campeonatos Brasileiros)
  Botafogo 2 (2 Campeonatos Brasileiros)
  Sport 2 (1 Campeonato Brasileiro e 1 Copa do Brasil)
  Atlético Paranaense 1 (1 Campeonato Brasileiro)
  Coritiba 1 (1 Campeonato Brasileiro)
  Guarani 1 (1 Campeonato Brasileiro)
  Criciúma 1 (1 Copa do Brasil)
  Juventude 1 (1 Copa do Brasil)
  Paulista 1 (1 Copa do Brasil)
  Santo André 1 (1 Copa do Brasil)
  America 1 (1 Torneio dos Campeões)
  Grêmio Maringá 1 (1 Torneio dos Campeões da CBD)
  Paysandu 1 (1 Copa dos Campeões)
  Paulistano 1 (1 Copa dos Campeões Estaduais)

Títulos por federações

Federação Total Clubes Campeões
  São Paulo 43 Palmeiras (13), Corinthians (11), Santos (9), São Paulo (6), Guarani (1),

Paulista (1), Santo André (1) e Paulistano (1)

  Rio de Janeiro 22 Flamengo (9), Fluminense (5), Vasco da Gama (5), Botafogo (2) e America (1)
  Rio Grande do Sul 13 Grêmio (8), Internacional (4) e Juventude (1)
  Minas Gerais 13 Cruzeiro (9) e Atlético Mineiro (4)
  Paraná 3 Coritiba (1), Atlético Paranaense (1) e Grêmio Maringá (1)
  Bahia 2 Bahia (2)
  Pernambuco 2 Sport (2)
  Santa Catarina 1 Criciúma (1)
  Pará 1 Paysandu (1)

Competições não incluídas na lista

A lista inclui apenas as competições de abrangência nacional comprovadamente organizadas diretamente pela CBD ou CBF, ou seja, as citadas acima. Ao longo do tempo, a CBD e posteriormente a CBF patrocinaram ou deram reconhecimento oficial a diversos torneios que objetivavam alcance nacional, disputados por diversas razões, alguns dos quais não tendo sido organizados por estas entidades. Para evitar polêmicas sobre estes torneios,[nota 6][nota 7] eles não são incluídos na lista, que inclui apenas competições organizadas pela CBD ou CBF.

  • Torneio do Povo: torneio cujo critério original era incluir o clube supostamente de maior torcida em seu respectivo estado (independente do desempenho do clube no respectivo Campeonato Estadual), torneio que era organizado pelo Flamengo e gerido pelos clubes participantes, e cuja edição de 1973 foi patrocinada pela CBD, sendo que apenas no fim da edição de 1973 discutiu-se se o torneio era reconhecido como oficial pela CBD.
  • Copa dos Campeões Mundiais: disputada entre todos os clubes do Brasil (daí o caráter nacional do torneio) que haviam sido campeões da Copa Intercontinental, tendo a Copa dos Campeões Mundiais sido criada e organizada pelo SBT, e incluída no calendário oficial da CBF de 1996 e 1997, com esta reconhecendo-a oficialmente.
  • Copa da Primeira Liga do Brasil, surgida como um movimento de liga nacional de clubes, tendo seu torneio sido aprovado pela CBF apenas na condição de jogos amistosos.[12]
  • Seletiva para a Libertadores: apesar de conceder vaga na Copa Libertadores da América de 2000 e ter sido organizada pela CBF, a competição disputada em 1999 não é computada, pois o critério de participação na mesma era a eliminação dos clubes no Campeonato Brasileiro, ou seja, "premiava o insucesso" dos participantes em outra competição.
  • Torneio Heleno Nunes: torneio não colocado na lista, pois mesmo tendo sido organizado diretamente pela CBF, foi disputado pelos clubes eliminados do Campeonato Brasileiro de 1984, em formato de torneio único, com todos os clubes participantes enfrentando-se entre si.
  • Copa dos Campeões Estaduais (1931 e 1967): A despeito das edições de 1920 e 1937, estarem inseridas na lista, as edições de 1931 e 1967 não se encaixam nos critérios do artigo. A de 1931 perdeu o prestígio de nível nacional que teve em 1920 e 1937, sendo inclusive chamada de Taça Rio-Sul pela imprensa da época[13]. A de 1967 foi um torneio disputado por apenas 4 clubes e foi organizada pela Federação Mineira de Futebol.
  • Torneio de Integração Nacional: competição disputada em 1971 no estado de Goiás. Reunindo 16 times de diferentes estados, a maioria deles goianos. Foi realizado em protesto contra a exclusão de várias regiões do país na primeira edição do Campeonato Nacional de Clubes (atual Campeonato Brasileiro) que se realizou no mesmo ano.

Polêmica sobre a Copa União

A conquista do Módulo Verde, cujo nome comercial foi o de Copa União, da competição, pelo Flamengo, tratada à época por parte da imprensa como um título brasileiro ao clube,[14][15] chegou a ser reconhecida como Campeonato Brasileiro pela CBF, através de Resolução de Presidência da CBF,[16] mas o reconhecimento foi revogado por força de decisão judicial, da qual o então presidente da CBF Ricardo Teixeira disse discordar porém acatar,[17] fazendo esta revogação através de nova Resolução de Presidência.[18]

Em 2015, a CBF "dividiu" o título em seu "Guia Oficial", porém sem formalização via Resolução de Presidência, com o Guia trazendo informações de fontes externas à CBF (como por exemplo a própria Wikipédia), citadas na seção Bibliografia do mesmo.[19]

Em março de 2016, a questão foi decidida em definitivo pelo Supremo Tribunal Federal (STF), de forma desfavorável ao pleito do Flamengo, permanecendo o Sport Club do Recife como único campeão brasileiro de 1987.[20]

Algumas fontes qualificam a conquista do Módulo Verde pelo mesmo como um título de âmbito nacional em separado do Campeonato Brasileiro de Futebol. Tal abordagem não será adotada neste presente verbete. Sendo este presente verbete uma lista quantitativa de títulos, em que os diferentes títulos são somados sem distinção de status ou importância, não há na prática qualquer diferença, para os fins deste presente verbete, entre contabilizar a conquista do Flamengo seja como Campeonato Brasileiro ou como título apartado do mesmo, de modo que contabilizá-lo como título apartado do Campeonato Brasileiro estaria, também, em desacordo à situação vigente imposta pelo STF.

Ver também

Notas e referências

Notas

  1. Em seus boletins oficiais entre 1971 e 1973, a CBF colocava as edições do Torneio Roberto Gomes Pedrosa em igualdade de condições com as edições posteriores do Campeonato Brasileiro, apenas mantendo os nomes próprios, excluindo esta informação a partir do boletim de 1974.
  2. Competições realizadas entre vencedores de diferentes torneios do Brasil (Campeonatos estaduais, regionais ou nacionais). 1920 e 1937: Copa dos Campeões Estaduais; 1969: Torneio dos Campeões da CBD; 1978: Copa dos Campeões da Copa Brasil (CBD); 1982: Torneio dos Campeões da CBF; 1990 e 1991: Supercopa do Brasil (CBF); 2000 a 2002: Copa dos Campeões (CBF).
  3. a b Em 1967 e 1968, foram realizados dois Campeonatos Brasileiros. Esta colocação refere-se ao torneio denominado na época de Taça Brasil.
  4. a b Em 1967 e 1968, foram realizados dois Campeonatos Brasileiros. Esta colocação refere-se ao torneio denominado na época de Torneio Roberto Gomes Pedrosa.
  5. A lista não inclui campeonatos de divisões inferiores do futebol nacional.
  6. Por exemplo, a Revista Placar (Agosto de 1997, nº 1130, página 62)[11] considerou que a Copa dos Campeões Mundiais foi disputada "mais como um amistoso", ou seja, "como se fosse um amistoso".
  7. No caso particular da Copa dos Campeões Mundiais, esta foi, que se tenha notícia, a única competição de cunho nacional que tinha como critério classificatório a conquista de título internacional. Algumas fontes, presentes no verbete da mesma, alegam a mesma ter tido reconhecimento oficial da CBF. Apesar de ter sido disputada apenas por clubes brasileiros, esta competição tinha como critério classificatório a prévia conquista da Copa Intercontinental, que é um título internacional, à época endossado por UEFA e CONMEBOL, portanto fora da jurisdição da CBF. Segundo os critérios da Lista de títulos internacionais de clubes brasileiros de futebol, títulos internacionais são considerados reconhecidos apenas quando recebem reconhecimento de entidades internacionais do futebol, como UEFA e CONMEBOL, não entidades nacionais como a CBF. A Copa dos Campeões Mundiais disputada no Brasil de 1995 a 1997 não possui reconhecimento por nenhuma entidade oficial internacional do futebol.

Referências

  1. «Taça Brasil». Consultado em 12 de dezembro de 2016 
  2. «Taça Brasil saiu de Minas». Estado de Minas. Consultado em 12 de dezembro de 2016 
  3. «Torneio Roberto Gomes Pedrosa (Robertão ou Taça de Prata)». Quadro de Medalhas. Consultado em 12 de dezembro de 2016 
  4. «Unificação dos Títulos Brasileiros a partir de 1959». Docplayer. Consultado em 12 de dezembro de 2016 
  5. «Entenda como eram a Taça Brasil e o Torneio Roberto Gomes Pedrosa». Globoesporte.com. 13 de dezembro de 2010. Consultado em 16 de novembro de 2017 
  6. «Antes do Big Bang». Revista Trivela. Consultado em 12 de dezembro de 2016 
  7. «Torneio Roberto Gomes Pedrosa». Terceiro Tempo. Consultado em 12 de dezembro de 2016 
  8. «CBF oficializa unificação de títulos nacionais antes de 1971». Terra. 22 de dezembro de 2010. Consultado em 15 de fevereiro de 2013 
  9. FIFA.com. «Fédération Internationale de Football Association (FIFA) - FIFA.com». FIFA.com (em inglês). Consultado em 16 de fevereiro de 2017 
  10. Nova decisão judicial reitera exclusividade do título de 1987 ao Sport e Fla é multado
  11. Abril, Editora (1 de agosto de 1997). Placar Magazine. [S.l.]: Editora Abril 
  12. «CBF autoriza a Primeira Liga e participação de clubes cariocas». globoesporte.com 
  13. História do E.C. Pelotas-RS - Campeonato Nacional de 1931: Taça Rio-Sul Página visitada em 18 de Julho de 2017.
  14. Jornal do Brasil, 14/12/1987, edição 250 de 1987, capa.
  15. Jornal Tribuna da Imprensa, 14/12/1987, edição 11779, capa.
  16. «CBF reconhece título do Fla - Confederação Brasileira de Futebol». Confereção Brasileira de Futebol (em pt_BR) 
  17. «Resolução da Presidência 06/2011 - Confederação Brasileira de Futebol». Confereção Brasileira de Futebol (em pt_BR) 
  18. «Resolução da Presidência 06/2011 - Confederação Brasileira de Futebol». Confereção Brasileira de Futebol (em pt_BR). Consultado em 8 de março de 2016 
  19. «Baixe gratuitamente o Guia do Brasileirão - Confederação Brasileira de Futebol». Confereção Brasileira de Futebol (em pt_BR). Consultado em 8 de março de 2016 
  20. «STF nega recurso sobre título brasileiro de 87, e Fla promete recorrer». globoesporte.com