Lista de clubes campeões mundiais de futebol

artigo de lista da Wikimedia

Esta lista reúne os clubes campeões mundiais de futebol, ou seja, os clubes vencedores de competições que tenham sido, ao menos uma vez, tratadas em documento oficial da FIFA, aprovado por seu Comitê Executivo/Conselho, como título de campeão mundial de clubes: a Copa Rio de 1951, competição que teve o status de campeão mundial outorgado ao seu vencedor pelo Comitê Executivo da FIFA em 2014;[nota 1][2][3][4][5][6][7] da Copa Intercontinental/Copa Toyota, competição disputada entre 1960 e 2004, e que também teve o status de campeão mundial outorgado aos seus vencedores pelo Conselho da FIFA em outubro de 2017[nota 2][10][11][12][13] e a Copa do Mundo de Clubes da FIFA, competição organizada diretamente pela FIFA em 2000 e a partir de 2005.[14][15][16][17]

Com o reconhecimento da FIFA, em 2017, dos campeões da Copa Intercontinental como campeões mundiais de clubes, a entidade, que já considerava esta competição como precursora da Copa do Mundo de Clubes da FIFA, passou, a partir de então, a adicionar uma menção ao reconhecimento dos campeões da mesma como "clubes campeões mundiais" no FIFA Club World Cup Statisical Kit, documento oficial da entidade referente ao seu Mundial de Clubes emitido até o ano de 2019, que já incluía as estatísticas da competição antecessora disputada entre 1960 e 2004, mas permanecendo a fazer uma separação entre os títulos.[18]

No caso da Copa Rio de 1951, a mesma foi reconhecida pelo Comitê Executivo da FIFA em 2014. Porém, houve controvérsia na imprensa brasileira sobre a extensão deste reconhecimento, pois a Copa Rio de 1951 nunca foi adicionada ao supracitado documento estatístico da FIFA (FIFA Club World Cup Statisical Kit), nem como precursora do seu Mundial de Clubes, e em 2020 o presidente da entidade, Gianni Infantino, deu declarações no sentido de não-reconhecimento da FIFA ao torneio de 1951 naquele momento, gerando controvérsia.[19] Ademais, a Ata da Reunião do Conselho Executivo de 2014 da FIFA faz menção ao reconhecimento da FIFA à Copa Rio de 1951, contudo usando não o termo world, mundial, mas sim o termo worldwide, ou seja, de abrangência ou alcance mundial (a título de comparação, a Copa Sul-Americana é uma competição de alcance ou abrangência sul-americana, mas não indica o campeão da confederação sul-americana, que é indicado pela Copa Libertadores, assim como o campeão da FIFA é conhecido pela Copa do Mundo de Clubes). Tais fatos lançaram dúvidas sobre o reconhecimento da FIFA à Copa Rio de 1951.

Entretanto, cabe observar que, em 2013, o documento enviado pelo então Secretário-Geral da FIFA, Jérôme Valcke, ao então Ministro dos Esportes do Brasil, Aldo Rebelo, inequivocamente se referiu à Copa Rio de 1951 como Mundial de Clubes, Club World Cup, assim como já havia ocorrido antes em 2007, em documento assinado pelo então Secretário-Geral da FIFA, Urs Linsi.[20] Ademais, em 6 de fevereiro de 2021, a FIFA divulgou uma matéria em seu site oficial da Copa do Mundo de Clubes apresentando os grandes times do Palmeiras ao longo do século XX, em que a entidade cita a Copa Rio de 1951 como o "sonhado campeonato mundial discutido por anos por alguns dos maiores expoentes do futebol — Jules Rimet (o então presidente da FIFA), Ottorino Barassi e Stanley Rous entre eles — que, por fim, foi realizado em 1951 no Brasil".[21][22] Em fevereiro de 2022, a FIFA voltou a tratar a competição como campeonato mundial em seu site oficial.[23][24] Por fim, o instagram da FIFA já se referiu à Copa Rio de 1951 como mundial de clubes em 2016, sendo repostado duas vezes em 2021 e uma vez em 2022 durante a disputa do clube paulista nos mundiais da entidade.[25]

Em seu ano de realização, a Copa Rio de 1951 foi tratada como Torneio Mundial dos Campeões, por toda a imprensa em ambos os países lusófonos, Brasil[26][27][28][29][30][31][32][33][34][35][36][37][38][39][40] e Portugal (únicos dois países lusófonos independentes em 1951),[41] entre diversos outros países.

Em consideração à forma como foi tratada nos supracitados documentos da FIFA de 2007 e 2013, assim como pelo tratamento recebido por toda a imprensa lusófona da época, a versão lusófona do presente verbete incluirá a Copa Rio 1951 no rol das competições outorgantes do título mundial de clubes.

No caso da edição de 1952, esta foi citada em comunicações da FIFA de forma exemplificativa, não tendo recebido a designação Club World Cup em documentos emitidos pela entidade, cabendo observar que a edição de 1952 não recebeu a alcunha de Torneio Mundial dos Campeões pela sua organizadora oficial, a CBD,[42] mas apenas Copa Rio, e foi tratada como Mundial de Clubes por número muito menor de veículos da imprensa da época,[28][43][44] existindo fontes da época que afirmam que apenas a edição de 1951 possuiu cunho de torneio dos campeões e/ou mundial de clubes e somente em 1951 o clube campeão se declarou campeão mundial.[45][46] Por isso, a edição de 1952 não será incluída na lista.

Até hoje, 29 clubes de 11 diferentes países foram citados em documentos da FIFA como campeões mundiais.

A lista não inclui outros torneios que tenham sido tratados por imprensa ou clubes como títulos mundiais de clubes, mas que não receberam da FIFA o status de campeonatos de âmbito mundial. As mais conhecidas são o Troféu Sir Thomas Lipton, as competições influenciadas pela Copa Rio Internacional (o Torneio Octogonal Rivadávia Corrêa Meyer de 1953, a Copa Montevidéu de 1953/1954 e a International Soccer League), o Torneio de Paris de 1957 e a Pequena Taça do Mundo.

Por clube

País Títulos Vices 3ºlugar 4º lugar
  Real Madrid 7 (1960, 1998, 2002, 2014, 2016, 2017 e 2018) 2 (1966 e 2000[nota 3]) 1 (2000[nota 4])
  Milan 4 (1969, 1989, 1990 e 2007) 4 (1963, 1993, 1994 e 2003)
  Bayern de Munique 4 (1976, 2001, 2013 e 2020)
  Peñarol 3 (1961, 1966 e 1982) 2 (1960 e 1987)
  Boca Juniors 3 (1977, 2000[nota 3] e 2003) 2 (2001 e 2007)
  Barcelona 3 (2009, 2011 e 2015) 2 (1992 e 2006)
  Nacional 3 (1971, 1980 e 1988)
  São Paulo 3 (1992, 1993 e 2005)
  Internazionale 3 (1964, 1965 e 2010)
  Independiente 2 (1973 e 1984) 4 (1964, 1965, 1972 e 1974)
  Juventus 2 (1985 e 1996) 2 (1951 e 1973)
  Manchester United 2 (1999 e 2008) 1 (1968)
  Santos 2 (1962 e 1963) 1 (2011)
  Ajax 2 (1972 e 1995)
  Porto 2 (1987 e 2004)
  Corinthians 2 (2000[nota 4] e 2012)
  Estudiantes 1 (1968) 3 (1969, 1970 e 2009)
  Liverpool 1 (2019) 3 (1981, 1984 e 2005)
  River Plate 1 (1986) 2 (1996 e 2015) 1 (2018)
  Olimpia 1 (1979) 2 (1990 e 2002)
  Palmeiras 1 (1951) 2 (1999 e 2021) 1 (2020)
  Grêmio 1 (1983) 2 (1995 e 2017)
  Flamengo 1 (1981) 1 (2019)
  Chelsea 1 (2021) 1 (2012)
  Internacional 1 (2006) 1 (2010)
  Racing 1 (1967)
  Feyenoord 1 (1970)
  Atlético de Madrid 1 (1974)
  Estrela Vermelha 1 (1991)
  Vélez Sársfield 1 (1994)
  Borussia Dortmund 1 (1997)
  Vasco da Gama 2 (1998 e 2000[nota 4]) 1 (1951)
  Benfica 2 (1961 e 1962)
  Cruzeiro 2 (1976 e 1997)
  Atlético Nacional 1 (1989) 1 (2016)
  Kashima Antlers 1 (2016) 1 (2018)
  Celtic 1 (1967)
  Panathinaikos 1 (1971)
  Borussia Mönchengladbach 1 (1977)
  Malmö FF 1 (1979)
  Nottingham Forest 1 (1980)
  Aston Villa 1 (1982)
  Hamburgo 1 (1983)
  Argentinos Juniors 1 (1985)
  Steaua București 1 (1986)
  PSV 1 (1988)
  Colo-Colo 1 (1991)
  Once Caldas 1 (2004)
  LDU Quito 1 (2008)
  Mazembe 1 (2010)
  Raja Casablanca 1 (2013)
  San Lorenzo 1 (2014)
  Al Ain 1 (2018)
  Tigres UANL 1 (2020)
  Al-Ahly 2 (2006 e 2020) 1 (2012)
  Monterrey 2 (2012 e 2019)
  Pachuca 1 (2017) 1 (2008)
  Necaxa 1 (2000[nota 4])
  Deportivo Saprissa 1 (2005)
  Urawa Red 1 (2007)
  Gamba Osaka 1 (2008)
  Pohang Steelers 1 (2009)
  Al-Sadd 1 (2011)
  Atlético Mineiro 1 (2013)
  Auckland City 1 (2014)
  Sanfrecce Hiroshima 1 (2015)
  Guangzhou Evergrande 2 (2013 e 2015)
  América 2 (2006 e 2016)
  Austria Wien 1 (1951)
  Al-Ittihad 1 (2005)
  Étoile du Sahel 1 (2007)
  Atlante 1 (2009)
  Seongnam 1 (2010)
  Kashiwa Reysol 1 (2011)
  Cruz Azul 1 (2014)
  Al-Jazira 1 (2017)
  Al-Hilal 1 (2019)

Por país

País Títulos Vices 3º lugar 4º lugar
  Brasil 11 (1951, 1962, 1963, 1981, 1983, 1992, 1993, 2000,[nota 4] 2005, 2006 e 2012) 10 (1976, 1995, 1997, 1998, 1999, 2000[nota 4] 2011, 2017, 2019 e 2021) 4 (1951, 2010 e 2013) 1 (2020)
  Espanha 11 (1960, 1974, 1998, 2002, 2009, 2011, 2014, 2015, 2016 e 2017, 2018) 4 (1966, 1992, 2000[nota 3] e 2006) 1 (2000[nota 4])
  Argentina 9 (1967, 1968, 1973, 1977, 1984, 1986, 1994, 2000[nota 3] e 2003) 13 (1964, 1965, 1969, 1970, 1972, 1974, 1985, 1996, 2001, 2007, 2009, 2014 e 2015) 1 (2018)
  Itália 9 (1964, 1965, 1969, 1985, 1989, 1990, 1996, 2007 e 2010) 6 (1951, 1963, 1973, 1993, 1994 e 2003)
  Uruguai 6 (1961, 1966, 1971, 1980, 1982 e 1988) 2 (1960 e 1987)
  Alemanha 5 (1976, 1997, 2001, 2013 e 2020) 2 (1977 e 1983)
  Inglaterra 4 (1999, 2008, 2019 e 2021) 7 (1968, 1980, 1981, 1982, 1984, 2005 e 2012)
  Países Baixos 3 (1970, 1972 e 1995) 1 (1988)
  Portugal 2 (1987 e 2004) 2 (1961 e 1962)
  Paraguai 1 (1979) 2 (1990 e 2002)
  Sérvia 1 (1991)
  Colômbia 2 (1989 e 2004) 1 (2016)
  México 1 (2020) 4 (2000,[nota 4] 2012, 2017 e 2019) 5 (2006, 2008, 2009, 2014 e 2016)
  Japão 1 (2016) 3 (2007, 2008 e 2015) 2 (2011 e 2018)
  Emirados Árabes Unidos 1 (2018) 1 (2017)
  Escócia 1 (1967)
  Grécia 1 (1971)
  Suécia 1 (1979)
  Roménia 1 (1986)
  Chile 1 (1991)
  Equador 1 (2008)
  RD Congo 1 (2010)
  Marrocos 1 (2013)
  Egito 2 (2006 e 2020) 1 (2012)
  Coreia do Sul 1 (2009) 1 (2010)
  Costa Rica 1 (2005)
  Catar 1 (2011)
  Nova Zelândia 1 (2014)
  China 2 (2013 e 2015)
  Arábia Saudita 2 (2005 e 2019)
  Áustria 1 (1951)
  Tunísia 1 (2007)

Por confederação

Confederação Títulos Vices 3º lugar 4º lugar
UEFA 35 (1960, 1964, 1965, 1969, 1970, 1972, 1974, 1976, 1985, 1987, 1989, 1990, 1991, 1995, 1996, 1997, 1998, 1999, 2001, 2002, 2004, 2007, 2008, 2009, 2010, 2011, 2013, 2014, 2015, 2016, 2017, 2018, 2019, 2020 e 2021) 26 (1951, 1961, 1962, 1963, 1966, 1967, 1968, 1971, 1973, 1977, 1979, 1980, 1981, 1982, 1983, 1984, 1986, 1988, 1992, 1993, 1994, 2000,[nota 3] 2003, 2005, 2006 e 2012) 2 (1951 e 2000[nota 4])
CONMEBOL 27 (1951, 1961, 1962, 1963, 1966, 1967, 1968, 1971, 1973, 1977, 1979, 1980, 1981, 1982, 1983, 1984, 1986, 1988, 1992, 1993, 1994, 2000,[nota 4] 2000,[nota 3] 2003, 2005, 2006 e 2012) 31 (1960, 1964, 1965, 1969, 1970, 1972, 1974, 1976, 1985, 1987, 1989, 1990, 1991, 1995, 1996, 1997, 1998, 1999, 2000,[nota 4] 2001, 2002, 2004, 2007, 2008, 2009, 2011, 2014, 2015, 2017, 2019 e 2021) 5 (1951, 2010, 2013, 2016 e 2018) 1 (2020)
AFC 2 (2016 e 2018) 5 (2007, 2008, 2009, 2011 e 2015) 8 (2005, 2010, 2011, 2013, 2015, 2017, 2018 e 2019)
CAF 2 (2010 e 2013) 2 (2006 e 2020) 2 (2007 e 2012)
CONCACAF 1 (2020) 5 (2000,[nota 4] 2005, 2012, 2017 e 2019) 5 (2006, 2008, 2009, 2014 e 2016)
OFC 1 (2014)

Ver também

Notas

  1. Apesar de ter reconhecido o status de competição mundial, a FIFA não promoveu a unificação da Copa Rio de 1951 com a sua atual competição.[1]
  2. Apesar de ter reconhecido o status de competição mundial, a FIFA não promoveu a unificação da Copa Intercontinental/Copa Toyota com a sua atual competição.[8][9]
  3. a b c d e f Esta colocação refere-se a Copa Europeia/Sul-Americana Toyota que ocorreu em novembro de 2000.
  4. a b c d e f g h i j k l Esta colocação refere-se ao Campeonato Mundial de Clubes da FIFA que ocorreu em janeiro de 2000.

Referências

  1. «Presidente da Fifa reconhece título de 51 como mundial do Palmeiras». globoesporte.globo.com. Consultado em 9 de novembro de 2017 
  2. «Ministro recebe da Fifa a confirmação: Palmeiras é campeão mundial de 1951». globoesporte.globo.com. Consultado em 9 de novembro de 2017 
  3. «Exclusivo: Documento da FIFA chamou Palmeiras de primeiro campeão mundial». ESPN Brasil. 30 de março de 2017. Consultado em 9 de novembro de 2017 
  4. «Ex-presidente da Fifa, Blatter diz que Palmeiras é o 1º campeão mundial». Lance!. 24 de junho de 2018. Consultado em 24 de junho de 2018 
  5. «Ao Estado, Fifa confirma mundial de 1951 para o Palmeiras». O Estado de S. Paulo. Consultado em 18 de dezembro de 2015 
  6. «Fifa confirma mundial de 1951 para o Palmeiras». Consultado em 18 de dezembro de 2015 
  7. «Fifa exalta título do Palmeiras em 1951: 'O primeiro campeão global'». ESPN Brasil. Consultado em 10 de outubro de 2016 
  8. «FIFA Club World Cup». FIFA. Consultado em 9 de novembro de 2017 
  9. «FIFA Club World Cup archive». FIFA. Consultado em 9 de novembro de 2017 
  10. «Fifa reconhece títulos mundiais de Flamengo, Grêmio, Santos e São Paulo». Globoesporte 
  11. «Fifa reconhece títulos mundiais de clubes a partir de 1960 - Esportes - Estadão». Estadão 
  12. Paulo, iG São (27 de outubro de 2017). «Fifa reconhece títulos mundiais do Flamengo, Santos, Grêmio e SP - Futebol - iG». Esporte 
  13. «Fifa reconhece mundiais de Santos, Fla, Grêmio e São Paulo». Terra 
  14. «Há 11 anos o São Paulo conquistava seu terceiro título Mundial no Japão - Gazeta Esportiva». www.gazetaesportiva.com. Consultado em 29 de outubro de 2017 
  15. «Real Madrid chega ao penta mundial e é recordista de títulos no torneio - Gazeta Esportiva». www.gazetaesportiva.com. Consultado em 29 de outubro de 2017 
  16. «Real Madrid penta mundial: as 5 conquistas». O Globo. 18 de dezembro de 2016 
  17. «Fifa Statutes» (PDF) (em inglês). p. 5. De acordo com o estatuto da FIFA, as competições internacionais oficiais são para equipes representativas organizadas pela FIFA ou por qualquer confederação. As equipes representativas são geralmente equipes nacionais, mas também equipes de clubes que representam uma confederação em competições inter-confederais ou uma associação-membro em competições confederais. 
  18. DOCUMENTATION_CENTRE-#172184-v1-Statistical Kit ... - FIFA.com
  19. https://www1.folha.uol.com.br/esporte/2019/04/infantino-diz-que-falara-com-bolsonaro-sobre-mundial-do-palmeiras.shtml
  20. https://pvc.blogosfera.uol.com.br/2017/03/30/fifa-documentou-a-ministro-que-palmeiras-ganhou-copa-do-mundo-de-clubes/
  21. «Superheroes in green». FIFA. 6 de fevereiro de 2021. Consultado em 9 de fevereiro de 2021 
  22. «Fifa apresenta Palmeiras em site oficial como campeão mundial de 1951: 'Os super-heróis verdes'». IstoÉ. 7 de fevereiro de 2021. Consultado em 9 de fevereiro de 2021 
  23. «Fifa volta a chamar Copa Rio de 51, do Palmeiras, de Campeonato Mundial». uol.com.br. 10 de fevereiro de 2022. Consultado em 12 de fevereiro de 2022 
  24. «Em matéria, Fifa chama Copa Rio de 1951 de Campeonato Mundial; veja». band.uol.com.br. 10 de fevereiro de 2022. Consultado em 12 de fevereiro de 2022 
  25. https://www.instagram.com/p/BIK_ELQBTTh/
  26. Jornal A Noite, chamando a Copa Rio de 1951 de Mundial dos Campeões em várias edições ao longo de 1951, e chamando o Palmeiras de campeão mundial dos campeões na edição 13860, página 08, de 06 de agosto de 1951.
  27. Acervo do jornal Gazeta de Notícias, através do site Memória BN, da Biblioteca Nacional. O jornal chama a Copa Rio de 1951 de Mundial dos Campeões, ao longo de várias edições de 1951.
  28. a b Jornal dos Sports, chamando a Copa Rio de Mundial de Clubes ou Mundial dos Campeões em várias edições de 1951 e 1952.
  29. Acervo do Jornal Diário da Noite, chamando a Copa Rio d Mundial de Clubes ou Mundial dos  Campeões em várias edições de 1951.
  30. Jornal Diário Carioca, página 1 da edição 7076 de 24/7/1951, chamando o Palmeiras de campeão do mundo pela conquista da Copa Rio.
  31. Jornal do Brasil de 16/03/1951, página 10, chamando a Copa Rio de Torneio Mundial de Clubes Campeões.
  32. Jornal Sport Ilustrado, edições 691 (05/07/1951, página 3), 694 (18/07/1951, página 12) e 696 (19/07/1951, página 9) chamando a Copa Rio de Torneio Mundial de Clubes e o Palmeiras de campeão mundial.
  33. Acervo on-line do jornal Última Hora, chamando a Copa Rio de Mundial de Clubes e o Palmeiras de campeão mundial em várias edições de 1951 e 1952.
  34. Jornal Tribuna da Imprensa, acervo disponível no site Memória BN da Biblioteca Nacional. Chama a Copa Rio de 1951 de Mundial dos Campeões ao longo de algumas edições de 1950 e 1951.
  35. «Site Palestrinos, com reprodução de capa do jornal A Gazeta Sportiva de 1951, chamando o Palmeiras de campeão mundial em função da conquista da Copa Rio de 1951.». Consultado em 8 de dezembro de 2015. Arquivado do original em 26 de dezembro de 2013 
  36. A Copa Rio foi chamada de Torneio Mundial dos Campeões ao longo de várias edições do jornal O Estado de S. Paulo do primeiro semestre de 1951.
  37. Jornal do Brasil, 20/01/1951, pág.10
  38. A Copa Rio foi chamada de Torneio Mundial de Clubes ou Torneio Mundial dos Campeões  em vários números (edições) de 1951 do jornal O Globo Sportivo:   1-"O Vasco, favorito da crítica para obtenção do título de Campeão Mundial dos Campeões"....  número 671, 1951, página 36 ;   2 - "25 jogos entre selecionados, em 3 meses- Volta a grande atividade da Squadra Azzura- E depois, o Torneio Mundial dos Campeões, no Rio", texto do jornalista francês Albert Laurence, número 635, 1951, página 7;   3- "Torneio Mundial de Campeões: O Sporting de Lisboa, campeão de Portugal", texto de Albert Laurence, número 630 (de 1951);   4- "Candidatos à Copa Rio, o Austria, de Viena, bicampeão da Austria" (número 643);   5- "Candidatos à Copa do Rio", texto de Albert Laurence (número 628);   6- "Candidatos à Copa do Rio - Torneio Mundial de Clubes Campeões - O Hibernian da Edinburgh, Escócia" (número 632);   7- "Candidatos à Copa Rio, Torneio Mundial de Clubes Campeões: Madrid, Sevilha, Barcelona, ..." , texto de Albert Laurence (número 633);   8- edição de 651, página 17, chamando o Palmeiras de campeão mundial de clubes.   Entre outros. Acesso através do acervo on-line da Biblioteca Nacional.
  39. Jornal Mundo Esportivo (Brasil): 04/05/1951 página 5 , 13/07/1951 página 8, 27/07/1951 página 8,  31/07/1951 página 11, 24/08/1951 página 15, chamando a Copa Rio de "Torneio Mundial de clubes" ; 20/07/1951 página 8, chamando o Palmeiras de primeiro campeão mundial de clubes; 24/06/1952 página 5, dizendo que o Palmeiras será sempre citado como o primeiro campeão mundial de clubes. Acesso através do acervo on-line da Biblioteca Nacional, edições catalogadas neste acervo como edições 245, 261, 263, 265, 266, 273 e 357 do Mundo Esportivo.
  40. Acervo on-line do jornal Correio da Manhã, que chamou a Copa Rio de Mundial de Clubes ou Mundial dos Campeões ao longo de várias edições de 1951.
  41. «Diário de Lisboa, 09/07/1951, página 4.». Consultado em 15 de março de 2016. Cópia arquivada em 24 de setembro de 2015 
  42. Jornal O Estado de S. Paulo, de 09/06/1951, página 07.
  43. [O Diário de Belo Horizonte estampou como manchete principal "Fluminense campeão do mundo" após a final da competição. Exemplar disponível no FLUMEMÓRIA e citado no livro 1952 - Fluminense campeão do mundo, página 112]
  44. Jornal Última Hora, 04 de agosto de 1952, página 2, catalogado no acervo on-line da Biblioteca Nacional como edição 351 do Última Hora.
  45. Jornal Mundo Esportivo (Brasil), 09/03/1956, página 15, dizendo que apenas a edição de 1951 da Copa Rio teve cunho de Torneio de Campeões, e que o Palmeiras se considerou campeão mundial ao vencer o Torneio. Acesso através do acervo on-line da Biblioteca Nacional, edição catalogada neste acervo como edição 745 do Mundo Esportivo.
  46. Jornal dos Sports, 21/08/1952, página 5. Edição 7050.