Lista de governadores do Amazonas

artigo de lista da Wikimedia

Esta é uma lista de governantes do estado do Amazonas. Incluem-se neste artigo todos os mandatários que governaram o território hoje chamado estado do Amazonas, desde a criação da Capitania de São José do Rio Negro pela Carta Régia de 3 de março de 1755 até à atualidade.

Governador do Amazonas

Bandeira do Governador
do Estado do Amazonas
Duração 4 anos, permitida uma reeleição
Criado em 21 de novembro de 1889 (134 anos)
Primeiro titular Junta governativa amazonense de 1889
Vice Tadeu de Souza
Website www.amazonas.am.gov.br

O Amazonas é um estado da federação, sendo governado por três poderes, o executivo, representado pelo governador, o legislativo, representado pela Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas, e o judiciário, representado pelo Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas e outros tribunais e juízes. Também é permitida a participação popular nas decisões do governo através de referendos e plebiscitos.[1]

Tratando-se sobre partidos políticos, todos os 35 partidos políticos brasileiros possuem representação no estado.[2] Conforme informações divulgadas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), com base em dados de abril de 2016, o partido político com maior número de filiados no Amazonas é o Partido Comunista do Brasil (PCdoB), com 20 687 membros, seguido do Partido Social Cristão (PSC), com 18 934 membros e do Partido dos Trabalhadores (PT), com 17 265 filiados. Completando a lista dos cinco maiores partidos políticos no estado, por número de membros, estão o Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), com 14 742 membros; e o Partido Progressista (PP), com 13 124 membros. Ainda de acordo com o Tribunal Superior Eleitoral, o Partido Novo (NOVO) e o Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (PSTU) são os partidos políticos com menor representatividade na unidade federativa, com 4 e 134 filiados, respectivamente.[2]

Atual cenário político amazonense

Em 2017 foi convocada pelo Tribunal Superior Eleitoral mediante o veredicto que cassou a chapa vitoriosa ao governo estadual no pleito de 2014 sob a acusação de compra de votos. Diante de tal sentença, o presidente da Assembleia Legislativa comandou interinamente o Estado até que um novo pleito decidisse quem ocuparia o Palácio Rio Negro. Ao todo nove candidaturas foram registradas para esse fim. Como nenhum candidato a governador assegurou metade mais um dos votos válidos, houve um segundo turno em 27 de agosto entre Amazonino Mendes e Eduardo Braga com a vitória de Mendes. Segundo a Constituição o novo mandatário completaria o período iniciado por seus antecessores. [3][4][5][6][7][8][9][10][11][12][13][14]O pleito extraordinário de 2017 marcou, portanto, o terceiro embate entre os aliados de outrora. Nas eleições gerais de 2018, Amazonino Mendes tentou a reeleição e foi derrotado, no 2º turno, pelo jornalista Wilson Lima (PSC). Lima obteve 58,5% dos votos válidos, com uma vantagem de mais de 300 mil votos sobre o então governador, e tornou se o governador mais bem votado da história do Amazonas com 1.033.954 votos.[15]

Governantes do período colonial (1758 — 1833) editar

Governantes da Capitania de São José do Rio Negro
  Governador titular
  Governador interino
  Presidente da junta governativa
Nome Imagem Início do mandato Fim do Mandato Observações
1 Joaquim de Melo e Póvoas
 
7 de maio de 1758 25 de dezembro de 1760 Governador Geral da Capitania de São José do Rio Negro
2 Gabriel de Souza Filgueiras
 
26 de dezembro de 1760 7 de setembro de 1761 Governador Geral da Capitania de São José do Rio Negro
Nuno da Cunha d'Athayde Varona
 
8 de setembro de 1761 24 de dezembro de 1761 Governador interino da Capitania de São José do Rio Negro
Valério Correia Botelho de Andrade
 
25 de dezembro de 1761 16 de outubro de 1763 Governador interino da Capitania de São José do Rio Negro
3 Joaquim Tinoco Valente
 
17 de outubro de 1763 22 de agosto de 1779 Governador Geral da Capitania de São José do Rio Negro
4 Francisco Xavier Ribeiro de Sampaio
 
23 de agosto de 1779 31 de dezembro de 1779 Governador Geral da Capitania de São José do Rio Negro
5 Domingos Franco de Carvalho
 
1° de janeiro de 1780 31 de dezembro de 1780 Governador Geral da Capitania de São José do Rio Negro
6 Felipe Serrão de Castro
 
1 de janeiro de 1781 31 de dezembro de 1781 Governador Geral da Capitania de São José do Rio Negro
7 Bento José do Rego
 
1 de janeiro de 1782 6 de março de 1783 Governador Geral da Capitania de São José do Rio Negro
8 João Manuel Rodrigues
 
7 de março de 1783 15 de janeiro de 1784 Governador Geral da Capitania de São José do Rio Negro
9 João Batista Mardel
 
16 de janeiro de 1784 31 de dezembro de 1784 Governador Geral da Capitania de São José do Rio Negro
10 Antônio Francisco Mendes
 
1 de janeiro de 1785 31 de dezembro de 1785 Governador Geral da Capitania de São José do Rio Negro
11 José Gomes da Silva
 
1 de janeiro de 1786 2 de outubro de 1786 Governador Geral da Capitania de São José do Rio Negro
12 Manuel da Gama Lobo D’Almada
 
3 de outubro de 1786 27 de outubro de 1786 Governador Geral da Capitania de São José do Rio Negro
13 José Antônio Salgado
 
27 de outubro de 1786 7 de outubro de 1805 Governador Geral da Capitania de São José do Rio Negro
14 José Joaquim Vitório da Costa
 
7 de fevereiro de 1806 10 dezembro de 1818 Governador Geral da Capitania de São José do Rio Negro
15 Manuel Joaquim do Paço
 
11 de dezembro de 1818 29 de setembro de 1821 Governador Geral da Capitania de São José do Rio Negro, posteriormente deposto
16 Antônio José de Brito Inglês
 
29 de setembro de 1821 novembro de 1821 Governador Geral da Capitania de São José do Rio Negro
17 Joaquim José Gusmão
 
dezembro de 1821 3 de junho de 1822 Governador Geral da Capitania de São José do Rio Negro
18 Antônio da Silva Craveiro
 
3 de junho de 1822 23 de novembro de 1822 Governador Geral da Capitania de São José do Rio Negro

Governantes do período imperial (1822 — 1889) editar

Governantes da Capitania de São José do Rio Negro editar

  Presidente da junta governativa
  Presidente temporário
  Interventor Militar
Nome Imagem Início do mandato Fim do Mandato Observações
1 Bonifácio João de Azevedo
 
24 de novembro de 1822 12 de agosto de 1825 Governador Geral da Capitania de São José do Rio Negro
2 Teodósio de Mendonça
 
3 de dezembro de 1825 31 de maio de 1828 Comandante Militar de Barcelos
3 Joaquim Felipe dos Reis
 
1 de junho de 1828 12 de abril de 1831 Interventor Geral da Capitania de São José do Rio Negro
4 Francisco Ricardo Zany
 
13 de abril de 1831 22 de junho de 1832 Interventor Geral da Capitania de São José do Rio Negro
Bernardino de Sousa Figueiredo
 
23 de junho de 1832 10 de agosto de 1832 Presidente nomeado interinamente
5 Hilário Pedro Gurjão
 
14 de agosto de 1832 13 de abril de 1833 Interventor Geral da Capitania de São José do Rio Negro
6 Gaspar Cordeiro
 
14 de abril de 1833 18 de dezembro de 1833 Interventor Geral da Capitania de São José do Rio Negro

Governantes da Comarca do Alto Amazonas editar

  Interventor Militar
  Governo provisório
  Presidente
  Comandante Militar
Nome Imagem Partido Início do mandato Fim do Mandato
1 Gaspar Cordeiro
 
Partido Conservador[carece de fontes?] 18 de dezembro de 1833 2 de fevereiro de 1835
2 Manoel Santiago
 
Partido Conservador[carece de fontes?] 2 de fevereiro de 1835 7 de janeiro de 1836
Henrique Cordeiro
 
Partido Moderado[16] 7 de janeiro de 1836 3 de dezembro de 1836
3 João Antônio da Silva
 
Partido Liberal 3 de dezembro de 1836 13 de maio 1837
4 Inácio Ruiz do Carmo
 
Partido Liberal 13 de maio 1837 3 de março de 1841
5 Francisco Nogueira de Faria
 
Partido Conservador[carece de fontes?] 3 de março de 1841 11 de junho de 1845
6 José de Miranda Leão
 
Partido Conservador[carece de fontes?] 11 de junho de 1845 23 de janeiro de 1847
7 João Henrique de Matos
 
Partido Conservador[carece de fontes?] 23 de janeiro de 1847 19 de abril de 1848
8 Albino Pereira
 
Partido Liberal 19 de abril de 1848 1 de janeiro de 1852

Presidentes da Província do Amazonas editar

Através de uma Lei Imperial de 20 de outubro de 1823 D. Pedro I extinguiu as juntas governativas provisórias nas províncias e criou os cargos de presidentes, a serem preenchidos por nomeação do Imperador, e os conselhos de governos, que seriam eleitos.[17]

  Presidente da província
  Vice-Presidente da província em exercício
Nome Imagem Partido Início do mandato Fim do mandato Referências
1 João Batista Figueiredo Aranha   Partido Conservador[carece de fontes?] 1 de janeiro de 1852 27 de junho de 1852 Presidente Provincial nomeado por Carta imperial
Manuel Gomes de Miranda
 
Partido Conservador[carece de fontes?] 27 de junho de 1852 22 de abril de 1853 1° Vice-Presidente no cargo de titular
2 Herculano Ferreira Pena
 
Partido Conservador[carece de fontes?] 22 de abril de 1853 11 de março de 1855 Presidente Provincial nomeado por Carta imperial
Manuel Gomes de Miranda
 
Partido Conservador[carece de fontes?] 11 de março de 1855 28 de janeiro de 1856 1° Vice-Presidente no cargo de titular
3 João Pedro Dias Vieira   Partido Conservador[carece de fontes?] 28 de janeiro de 1856 26 de fevereiro de 1857 Presidente Provincial nomeado por Carta imperial
Manuel Gomes de Miranda
 
Partido Conservador[carece de fontes?] 26 de fevereiro de 1857 12 de março de 1857 1° Vice-Presidente no cargo de titular
4 Ângelo Tomás do Amaral
 
Partido Conservador[carece de fontes?] 12 de março de 1857 10 de novembro de 1857 Presidente Provincial nomeado por Carta imperial
5 Francisco José Furtado   Partido Liberal 10 de novembro de 1857 30 de maio de 1859 Presidente Provincial nomeado por Carta imperial
Manuel Gomes de Miranda
 
Partido Conservador[carece de fontes?] 30 de maio de 1859 24 de novembro de 1860 1° Vice-Presidente no cargo de titular
6 Manuel Clementino Carneiro
 
Partido Liberal 24 de novembro de 1860 7 de fevereiro de 1863 Presidente Provincial nomeado por Carta imperial
7 Sinval Odorico de Moura
 
Partido Liberal 7 de fevereiro de 1863 7 de abril de 1864 Presidente Provincial nomeado por Carta imperial
8 Adolfo Lacerda
 
Partido Conservador[carece de fontes?] 7 de abril de 1864 24 de agosto de 1865 Presidente Provincial nomeado por Carta imperial
9 Antônio de Mello
 
Partido Liberal 24 de agosto de 1865 24 de novembro de 1867 Presidente Provincial nomeado por Carta imperial
10 José Coelho da Gama e Abreu
 
Partido Liberal 24 de novembro de 1867 9 de fevereiro de 1868 Presidente Provincial nomeado por Carta imperial
11 Jacinto Pereira do Rego
 
Partido Conservador[carece de fontes?] 9 de fevereiro de 1868 26 de novembro de 1868 Presidente Provincial nomeado por Carta imperial
12 João Wilkens de Matos
 
Partido Conservador[carece de fontes?] 26 de novembro de 1868 8 de agosto de 1870 Barão de Maruiá
13 José de Miranda Reis
 
Partido Conservador[carece de fontes?] 8 de junho de 1870 8 de julho de 1872 Barão com grandeza de Miranda Reis
14 Domingos Monteiro Peixoto
 
Partido Conservador[carece de fontes?] 8 de julho de 1872 7 de agosto de 1875 Barão de São Domingos
15 Antônio Passos Miranda
 
Partido Conservador[carece de fontes?] 7 de agosto de 1875 26 de julho de 1876 Presidente Provincial nomeado por Carta imperial
16 Domingos Jaci Monteiro
 
Partido Liberal 26 de julho de 1876 26 de maio de 1877 Presidente Provincial nomeado por Carta imperial
17 Agesilão Pereira da Silva
 
Partido Conservador[carece de fontes?] 26 de maio de 1877 7 de março de 1878 Presidente Provincial nomeado por Carta imperial
18 Enéas Gustavo Galvão   Partido Conservador[carece de fontes?] 7 de março de 1878 15 de novembro de 1879 Visconde de Maracaju
19 José Clarindo de Queiroz
 
Partido Conservador[carece de fontes?] 15 de novembro de 1879 26 de junho de 1880 Presidente Provincial nomeado por Carta imperial
20 Sátiro de Oliveira Dias
 
Partido Conservador[carece de fontes?] 26 de junho de 1880 16 de maio de 1881 Presidente Provincial nomeado por Carta imperial
21 Alarico Furtado
 
Partido Conservador[carece de fontes?] 16 de maio de 1881 17 de março de 1882 Presidente Provincial nomeado por Carta imperial
22 José Lustosa Paranaguá
 
Partido Conservador[carece de fontes?] 17 de março de 1882 11 de março de 1884 Presidente Provincial nomeado por Carta imperial
23 Teodureto de Faria Souto
 
Partido Conservador[carece de fontes?] 11 de março de 1884 11 de maio de 1884 Presidente Provincial nomeado por Carta imperial
24 José Jansen Ferreira Jr
 
Partido Liberal 11 de maio de 1884 27 de maio de 1885 Presidente Provincial nomeado por Carta imperial
25 Ernesto Vasconcellos Chaves
 
Partido Liberal 27 de maio de 1885 23 de março de 1887 Presidente Provincial nomeado por Carta imperial
26 Conrado Niemeyer   Partido Liberal 23 de março de 1887 10 de janeiro de 1888 Presidente Provincial nomeado por Carta imperial
27 Francisco Pimenta Bueno   Partido Conservador[carece de fontes?] 10 de janeiro de 1888 12 de julho de 1888 Presidente Provincial nomeado por Carta imperial
28 Joaquim Cardoso de Andrade
 
Partido Liberal 12 de julho de 1888 12 de fevereiro de 1889 Presidente Provincial nomeado por Carta imperial
29 Joaquim de Oliveira Machado
 
Partido Liberal 12 de fevereiro de 1889 1 de julho de 1889 Presidente Provincial nomeado por Carta imperial
30 Manuel Francisco Machado
  Partido Liberal 1 de julho de 1889 21 de novembro de 1889 Barão de Solimões

Governantes do período republicano (1889 — 2024) editar

Governadores do Estado
  Mandatários eleitos por votação direta
  Mandatários que assumiram o governo por serem vice-governadores
  Mandatários eleitos por votação indireta ou que assumiram na qualidade de representantes do Poder Legislativo
  Mandatários nomeados diretamente pelo governo central em épocas de convulsão político-social e ditadura militar
Nome Imagem Partido Início do mandato Fim do mandato Observações
Primeira República Brasileira (1889-1930)
1 Junta Governativa Amazonense de 1889   21 de novembro de 1889 4 de janeiro de 1890 Junta nomeada pelo governo federal
2 Augusto Ximeno de Villeroy
 
4 de janeiro de 1890 2 de novembro de 1890 Nomeado por decreto do Presidente Deodoro da Fonseca
3 Eduardo Gonçalves Ribeiro   2 de novembro de 1890 5 de maio de 1891 Nomeado por decreto do Presidente Deodoro da Fonseca
Guilherme José Moreira
Barão de Juruá
 
5 de maio de 1891 25 de maio de 1891 Nomeado por decreto do Presidente Deodoro da Fonseca
4 Antônio Gomes Pimentel
 
25 de maio de 1891 30 de junho de 1891 Nomeado por decreto do Presidente Deodoro da Fonseca
5 Guilherme José Moreira
Barão de Juruá
 
30 de junho de 1891 1 de setembro de 1891 Vice-Governador eleito no cargo de titular
6 Gregório Taumaturgo Azevedo   1 de setembro de 1891 27 de fevereiro de 1892 Nomeado por decreto do Presidente Deodoro da Fonseca
José Inácio Borges Machado   27 de fevereiro de 1892 27 de fevereiro de 1892 Nomeado por decreto do Presidente Floriano Peixoto
7 Eduardo Gonçalves Ribeiro   27 de fevereiro de 1892 23 de julho de 1896 Nomeado por decreto do Presidente Floriano Peixoto
8 Fileto Pires Ferreira
 
23 de julho de 1896 4 de abril de 1898 Governador eleito em sufrágio universal
9 José Cardoso Ramalho Júnior
 
4 de abril de 1898 23 de julho de 1900 Vice-Governador eleito no cargo de titular
10 Silvério José Nery
 
23 de julho de 1900 23 de julho de 1904 Governador eleito em sufrágio universal
11 Antônio Constantino Nery
 
23 de julho de 1904 23 de julho de 1908 Governador eleito em sufrágio universal
12 Antônio Clemente Ribeiro Bittencourt   23 de julho de 1908 1 de janeiro de 1913 Governador eleito em sufrágio universal
13 Jônatas de Freitas Pedrosa
 
1 de janeiro de 1913 1 de janeiro de 1917 Governador eleito em sufrágio universal
14 Pedro de Alcântara Bacellar
 
1 de janeiro de 1917 1 de janeiro de 1921 Governador eleito em sufrágio universal
15 César do Rego Monteiro
 
1 de janeiro de 1921 30 de outubro de 1924 Governador eleito em sufrágio universal
16 Raimundo Rodrigues Barbosa
 
30 de outubro de 1924 2 de dezembro de 1924 Vice-Governador eleito no cargo de titular
17 Alfredo Sá
 
2 de dezembro de 1924 1 de janeiro de 1926 Governador eleito em sufrágio universal
18 Ifigênio Ferreira de Sales
 
1 de janeiro de 1926 1 de janeiro de 1930 Governador eleito em sufrágio universal
19 Dorval Pires Porto
 
1 de janeiro de 1930 24 de outubro de 1930 Governador eleito indiretamente pela Assembleia Legislativa
Era Vargas (1930-1945)
Junta Governativa Amazonense de 1930   24 de outubro de 1930 1 de novembro de 1930 Junta nomeada pelo governo federal
Floriano da Silva Machado
 
1 de novembro de 1930 20 de novembro de 1930 Interventor nomeado pelo governo federal
20 Álvaro Maia
 
20 de novembro de 1930 10 de outubro de 1933 Interventor nomeado pelo governo federal
21 Nélson de Melo   10 de outubro de 1933 19 de fevereiro de 1935 Interventor nomeado pelo governo federal
22 Álvaro Maia
 
19 de fevereiro de 1935 7 de novembro de 1945 Interventor nomeado pelo governo federal
23 Emiliano Estanislau Afonso
 
7 de novembro de 1945 16 de fevereiro de 1946 Interventor nomeado pelo governo federal
24 Júlio José da Silva Nery
 
16 de fevereiro de 1946 18 de maio de 1946 Interventor nomeado pelo governo federal
25 Raimundo Nicolau da Silva
 
18 de maio de 1946 31 de agosto de 1946 Interventor nomeado pelo governo federal
João Nogueira da Mata
 
31 de agosto de 1946 13 de setembro de 1946 Interventor nomeado pelo governo federal
26 Siseno Sarmento
 
13 de setembro de 1946 1 de março de 1947 Interventor nomeado pelo governo federal
27 João Nogueira da Mata
 
1 de março de 1947 8 de maio de 1947 Interventor nomeado pelo governo federal
28 Leopoldo Neves
 
União Democrático Nacional

UDN

8 de maio de 1947 31 de janeiro de 1951 Governador eleito em sufrágio universal
30 Álvaro Maia
 
Partido Social Democrático

PSD

31 de janeiro de 1951 25 de março de 1955 Governador eleito em sufrágio universal
31 Plínio Coelho
 
Partido Trabalhista Brasileiro

PTB

25 de março de 1955 25 de março de 1959 Governador eleito em sufrágio universal
32 Gilberto Mestrinho   Partido Trabalhista Brasileiro

PTB

25 de março de 1959 25 de março de 1963 Governador eleito em sufrágio universal
33 Plínio Coelho
 
Partido Trabalhista Brasileiro

PTB

25 de março de 1963 29 de junho de 1964 Governador eleito em sufrágio universal
34 Artur César Ferreira Reis
 
Aliança Renovadora Nacional

ARENA

29 de junho de 1964 31 de janeiro de 1967 Governador eleito indiretamente pela Assembleia Legislativa
35 Danilo Areosa
 
Aliança Renovadora Nacional

ARENA

31 de janeiro de 1967 15 de março de 1971 Governador eleito indiretamente pela Assembleia Legislativa
36 João Walter de Andrade   Aliança Renovadora Nacional

ARENA

15 de março de 1971 15 de março de 1975 Governador eleito indiretamente pela Assembleia Legislativa
37 Enoque Reis   Aliança Renovadora Nacional

ARENA

15 de março de 1975 15 de março de 1979 Governador eleito indiretamente pela Assembleia Legislativa
38 José Lindoso
 
Partido Democrático Social

PDS

15 de março de 1979 15 de maio de 1982 Governador eleito indiretamente pela Assembleia Legislativa
39 Paulo Nery   Partido Democrático Social

PDS

15 de maio de 1982 15 de março de 1983 Vice-Governador eleito no cargo de titular
40 Gilberto Mestrinho   Partido do Movimento Democrático Brasileiro

PMDB

15 de março de 1983 15 de março de 1987 Governador eleito em sufrágio universal
41 Amazonino Mendes   Partido Democrata Cristão

PDC

15 de março de 1987 2 de abril de 1990 Governador eleito em sufrágio universal
42 Vivaldo Frota
 
Partido da Frente Liberal

PFL

2 de abril de 1990 15 de março de 1991 Vice-Governador eleito no cargo de titular
43 Gilberto Mestrinho   Partido do Movimento Democrático Brasileiro

PMDB

15 de março de 1991 1 de janeiro de 1995 Governador eleito em sufrágio universal
44 Amazonino Mendes   Partido Progressista Reformador

PPR

1 de janeiro de 1995 1 de janeiro de 1999 Governador eleito em sufrágio universal
Partido da Frente Liberal

PFL

1 de janeiro de 1999 1 de janeiro de 2003 Governador reeleito em sufrágio universal
45 Eduardo Braga   Partido Popular Socialista

PPS

1 de janeiro de 2003 1 de janeiro de 2007 Governador eleito em sufrágio universal
Partido do Movimento Democrático Brasileiro

PMDB

1 de janeiro de 2007 31 de março de 2010 Governador reeleito em sufrágio universal
46 Omar Aziz   Partido da Mobilização Nacional

PMN

31 de março de 2010 1 de janeiro de 2011 Vice-Governador eleito no cargo de titular
Partido Social Democrático

PSD

1 de janeiro de 2011 4 de abril de 2014 Governador reeleito em sufrágio universal
47 José Melo   Partido Republicano da Ordem Social

PROS

4 de abril de 2014 1 de janeiro de 2015 Vice-Governador eleito no cargo de titular
1 de janeiro de 2015 9 de maio de 2017 Governador reeleito em sufrágio universal, posteriormente cassado pelo Tribunal Superior Eleitoral
(interino) David Almeida   Partido Social Democrático

PSD

9 de maio de 2017 4 de outubro de 2017 Presidente da Assembleia Legislativa no cargo de titular interinamente.

Assumiu posteriormente após cassação de Melo pelo Tribunal Superior Eleitoral[18]

48 Amazonino Mendes   Partido Democrático Trabalhista

PDT

4 de outubro de 2017 1 de janeiro de 2019 Governador eleito em sufrágio universal nas eleições suplementares do Amazonas em 2017
49 Wilson Lima   Partido Social Cristão

PSC

1º de janeiro de 2019 1° de janeiro de 2023 Governador eleito em sufrágio universal nas eleições estaduais no Amazonas em 2018
União Brasil

UNIÃO

1° de janeiro de 2023 em exercício Governador reeleito em sufrágio universal nas eleições estaduais no Amazonas em 2022

Ver também editar

Referências

  1. Supremo Tribunal Federal (STF) (10 de novembro de 1999). «Lei nº 9.868 de 10 de novembro de 1999». Consultado em 26 de junho de 2011 
  2. a b «Filiados - Tribunal Superior Eleitoral (TSE)». Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Abril de 2016. Consultado em 29 de maio de 2016 
  3. «Agência Brasil: TSE confirma cassação do governador do Amazonas e decide por novas eleições». Consultado em 26 de julho de 2017 
  4. «Convenção confirma Amazonino e Bosco Saraiva como candidatos ao governo do AM (g1.globo.com)». Consultado em 7 de agosto de 2017 
  5. «Convenção confirma Eduardo Braga e Marcelo Ramos como candidatos ao governo do AM (g1.globo.com)». Consultado em 7 de agosto de 2017 
  6. «Convenção confirma Rebecca Garcia e Abdala Fraxe como candidatos ao governo do AM (g1.globo.com)». Consultado em 7 de agosto de 2017 
  7. «Convenção confirma José Ricardo e Sinésio Campos como candidatos ao governo do AM (g1.globo.com)». Consultado em 7 de agosto de 2017 
  8. «Convenção confirma Liliane Araújo como candidata do PPS ao governo do AM (g1.globo.com)». Consultado em 7 de agosto de 2017 
  9. «Convenção confirma Luiz Castro e João Victor Tayah como candidatos ao governo do AM (g1.globo.com)». Consultado em 7 de agosto de 2017 
  10. «Convenção confirma Wilker Barreto e professora Jacqueline como candidatos ao governo do AM (g1.globo.com)». Consultado em 7 de agosto de 2017 
  11. «Convenção confirma Marcelo Serafim e Sirlan Cohen como candidatos ao governo do AM (g1.globo.com)». Consultado em 7 de agosto de 2017 
  12. «Cabeleireiro do Parque 10 é o 9° candidato na disputa ao governo do Amazonas (amazonasatual.com.br)». Consultado em 7 de agosto de 2017 
  13. «Amazonino Mendes, do PDT, é eleito governador do AM (g1.globo.com)». Consultado em 28 de agosto de 2017 
  14. «BRASIL. Presidência da República: Constituição de 1988». Consultado em 26 de julho de 2017 
  15. «Com 1 milhão de votos, Wilson Lima é o governador mais votado da história do AM | Manaus». A Crítica. Consultado em 5 de janeiro de 2019 
  16. «Do Império à República: a história dos partidos políticos no Brasil, em 13.11.2014». www.tse.jus.br. Consultado em 19 de outubro de 2018 
  17. «Constituição Política do Império do Brasil». planalto.gov.br. 25 de março de 1824. Consultado em 20 de maio de 2023 
  18. «Após cassação de Melo, David Almeida assume governo do Amazonas». G1