Abrir menu principal

Lista de municípios do Brasil por IDH

Mapa de municípios do Brasil por IDH em 2000.

Este anexo é uma lista dos municípios brasileiros com os melhores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) de acordo com os dados divulgados pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento[1][2]. O IDH é uma medida comparativa usada para classificar os países pelo seu grau de "desenvolvimento humano" e para separar os países desenvolvidos (elevado desenvolvimento humano), em desenvolvimento (desenvolvimento humano médio) e subdesenvolvidos (desenvolvimento humano baixo). A estatística é composta a partir de dados de expectativa de vida ao nascer, educação e PIB (PPC) per capita (como um indicador do padrão de vida) recolhidos a nível nacional. Todo ano, os países membros da ONU são classificados de acordo com essas medidas. O IDH também é usado por organizações locais ou empresas para medir o desenvolvimento de entidades subnacionais como estados, cidades, aldeias, etc.[3]

O índice foi desenvolvido em 1990 pelos economistas Amartya Sen e Mahbub ul Haq, e vem sendo usado desde 1993 pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento no seu relatório anual [4].

Índice

CritériosEditar

A partir do relatório de 2010, o IDH combina três dimensões:

Grau de escolaridade: média de anos de estudo da população adulta e expectativa de vida escolar, ou tempo que uma criança ficará matriculada;

Renda: Renda Nacional Bruta (RNB) per capita, baseada na paridade de poder de compra dos habitantes. Esse item tinha por base o PIB (Produto Interno Bruto) per capita, no entanto, a partir de 2010, ele foi substituído pela Renda Nacional Bruta (RNB) per capita, que avalia praticamente os mesmos aspectos que o PIB, no entanto, a RNB também considera os recursos financeiros oriundos do exterior;

Nível de saúde: baseia-se na expectativa de vida da população, reflete as condições de saúde e dos serviços de saneamento ambiental.

Escala de IDHEditar

  • 0,800 a 1,000 Muito Alto
  • 0,700 a 0,799 Alto
  • 0,600 a 0,699 Médio
  • 0,500 a 0,599 Baixo
  • 0,000 a 0,499 Muito Baixo

Lista dos cem maiores IDH Municipais (IDHM)Editar

 
São Caetano do Sul, no estado de São Paulo é a cidade com melhor IDH do Brasil.
 
Águas de São Pedro, também no estado de São Paulo, possui o segundo melhor IDHM do Brasil.
 
Florianópolis, capital de Santa Catarina, a cidade com o terceiro maior IDHM das cidades e o primeiro entre as Capitais Estaduais do Brasil.
 
Balneário Camboriú, em Santa Catarina, aparece em quarto lugar.
 
Vitória, capital capixaba, ocupa a quarta posição.
 
Santos, em São Paulo, ficou na sexta colocação.
 
Niterói possui o maior IDH do Estado do Rio de Janeiro.
 
Joaçaba, em Santa Catarina, é a oitava melhor colocada.
 
Curitiba, capital do Paraná, ocupa a décima colocação.
 
Jundiaí, em São Paulo, aparece na décima primeira colocação.
 
Valinhos, em São Paulo, ocupa a décima segunda posição.
# Município UF IDHM (2010)[5]
1 São Caetano do Sul   São Paulo 0,862
2 Águas de São Pedro   São Paulo 0,854
3 Florianópolis   Santa Catarina 0,847
4 Balneário Camboriú   Santa Catarina 0,845
5 Vitória   Espírito Santo 0,845
6 Santos   São Paulo 0,840
7 Niterói   Rio de Janeiro 0,837
8 Joaçaba   Santa Catarina 0,827
9 Brasília   Distrito Federal 0,824
10 Curitiba   Paraná 0,823
11 Jundiaí   São Paulo 0,822
12 Valinhos   São Paulo 0,819
13 Vinhedo   São Paulo 0,817
14 Santo André   São Paulo 0,815
15 Araraquara   São Paulo 0,815
16 Santana de Parnaíba   São Paulo 0,814
17 Nova Lima   Minas Gerais 0,813
18 Ilha Solteira   São Paulo 0,812
19 Americana   São Paulo 0,811
20 Belo Horizonte   Minas Gerais 0,810
21 São José   Santa Catarina 0,809
21 Joinville   Santa Catarina 0,809
23 Maringá   Paraná 0,808
24 São José dos Campos   São Paulo 0,807
25 Blumenau   Santa Catarina 0,806
25 Presidente Prudente   São Paulo 0,806
25 Rio Fortuna   Santa Catarina 0,806
28 São Paulo   São Paulo 0,805
28 Assis   São Paulo 0,805
28 Campinas   São Paulo 0,805
28 São Bernardo do Campo   São Paulo 0,805
28 Porto Alegre   Rio Grande do Sul 0,805
28 São Carlos   São Paulo 0,805
34 Rio Claro   São Paulo 0,803
34 Jaraguá do Sul   Santa Catarina 0,803
36 Rio do Sul   Santa Catarina 0,802
37 Bauru   São Paulo 0,801
37 São Miguel do Oeste   Santa Catarina 0,801
37 Pirassununga   São Paulo 0,801
40 Concórdia   Santa Catarina 0,800
40 Vila Velha   Espírito Santo 0,800
40 Taubaté   São Paulo 0,800
40 Ribeirão Preto   São Paulo 0,800
40 Botucatu   São Paulo 0,800
45 Goiânia   Goiás 0,799
45 Rio de Janeiro   Rio de Janeiro 0,799
47 Marília   São Paulo 0,798
47 Sorocaba   São Paulo 0,798
47 Guaratinguetá   São Paulo 0,798
50 São João da Boa Vista   São Paulo 0,797
50 São José do Rio Preto   São Paulo 0,797
50 Fernandópolis   São Paulo 0,797
53 Carlos Barbosa   Rio Grande do Sul 0,796
53 Itapema   Santa Catarina 0,796
53 Tubarão   Santa Catarina 0,796
56 Brusque   Santa Catarina 0,795
56 Iomerê   Santa Catarina 0,795
56 Paulínia   São Paulo 0,795
56 Treze Tílias   Santa Catarina 0,795
56 Itajaí   Santa Catarina 0,795
61 Holambra   São Paulo 0,793
62 Quatro Pontes   Paraná 0,791
62 Três Arroios   Rio Grande do Sul 0,791
62 Nova Odessa   São Paulo 0,791
62 Ipiranga do Sul   Rio Grande do Sul 0,791
62 Saltinho   São Paulo 0,791
67 Votuporanga   São Paulo 0,790
67 Santa Cruz da Conceição   São Paulo 0,790
67 Adamantina   São Paulo 0,790
67 Chapecó   Santa Catarina 0,790
71 Cândido Rodrigues   São Paulo 0,789
71 Uberlândia   Minas Gerais 0,789
71 Barretos   São Paulo 0,789
71 Luzerna   Santa Catarina 0,789
71 Lagoa dos Três Cantos   Rio Grande do Sul 0,789
76 Fernando de Noronha   Pernambuco 0,788
76 Palmas   Tocantins 0,788
76 Araçatuba   São Paulo 0,788
76 Barra Bonita   São Paulo 0,788
76 Caçapava   São Paulo 0,788
76 Cruzeiro   São Paulo 0,788
76 Indaiatuba   São Paulo 0,788
76 Mairiporã   São Paulo 0,788
76 Criciúma   Santa Catarina 0,788
85 Itajubá   Minas Gerais 0,787
85 Espírito Santo do Pinhal   São Paulo 0,787
87 Barueri   São Paulo 0,786
87 Lins   São Paulo 0,786
87 Pompéia   São Paulo 0,786
87 Porto União   Santa Catarina 0,786
87 Garibaldi   Rio Grande do Sul 0,786
92 Amparo   São Paulo 0,785
92 Catanduva   São Paulo 0,785
92 Monte Aprazível   São Paulo 0,785
92 Piracicaba   São Paulo 0,785
92 Tremembé   São Paulo 0,785
92 Casca   Rio Grande do Sul 0,785
92 Nova Araçá   Rio Grande do Sul 0,785
92 Cuiabá   Mato Grosso 0,785
100 Campo Grande   Mato Grosso do Sul 0,784
100 Arujá   São Paulo 0,784
100 Jaguariúna   São Paulo 0,784
100 Moji Mirim   São Paulo 0,784
100 Ribeirão Pires   São Paulo 0,784
100 Santa Fé do Sul   São Paulo 0,784
100 Salto Veloso   Santa Catarina 0,784
100 Timbó   Santa Catarina 0,784
100 Ivoti   Rio Grande do Sul 0,784
100 Santa Maria   Rio Grande do Sul 0,784

Ver tambémEditar

Referências

  1. Sakiko Fukuda-Parr The Human Development Paradigm: operationalizing Sen’s ideas on capabilities Feminist Economics 9(2 – 3), 2003, 301 – 317
  2. United Nations Development Programme. 1999. Human Development Report 1999. New York:Oxford University Press.
  3. IPEADATA. «Desenvolvimento humano dos municípios brasileiros». Consultado em 22 de outubro de 2010 [ligação inativa]
  4. Haq, Mahbub ul. 1995. Reflections on Human Development. New York: Oxford University Press.
  5. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2013. Consultado em 3 de setembro de 2013 

Ligações externasEditar