Abrir menu principal

Lista de naufrágios na Paraíba

artigo de lista da Wikimedia

Lista dos naufrágios do Estado da ParaíbaEditar

A lista abaixo compreende naufrágios ocorridos em águas paraibanas não encontrados ou recuperados.[1][2] O livro Naufragios no Litoral da Parahyba, escrito em 1991, de autoria Jair Cesar Miranda Coelho, foi quem catalogou estes naufragios depois de 20 anos de pesquisa. Merito para o autor e para o livro, registrado na biblioteca Nacional.


Nome Tipo Origem Ano Local
18 embarcações diversas (sem nomes) Navio   França 1582 (aprox.) Litoral da Paraíba[3][nota 1]
Albert Barca   Noruega 1893 Ilha da Restinga
Alegrette Vapor   Brasil 1911 Enseada de Cabedelo
Anne Power Barca   Inglaterra 1868[nota 2] Baixos de Lucena (Paraíba)[4]
Antonietta Veleiro   Itália 1873 Banco da Ilha Tiriri[5][4][nota 3]
Chargeau d’Flotte -   França 1712 Ilha Tiriri[nota 4]
Elias -   Brasil - Baía da Traição
Seiho Maru I Baleeiro   Japão - Costinha[nota 5]
Said Bin Sultan -   Estados Unidos - Praia de Fagundes (Lucena)
Jessé Escuna   Portugal 1574 -
João Luiz Iate   Portugal 1674 Enseada de Cabedelo
Jumeau -   França 1708 Jacumã
Laura Iate - 1874 Praia do Poço
Marie II -   França 1722 Jacumã
Natal Vapor   Brasil 1903 Praia do Fagundes, Lucena
Neo Pareil Vapor - 1852 Enseada de Cabedelo
Piège -   França 1722 Jacumã
Pierre -   França 1582 Jacumã
Psybe Vapor   Inglaterra 1852 Ilha da Restinga
Rodrigues Alves Vapor   Brasil 1924 Entrada de Cabedelo[nota 6]
Santa Clara Vapor - 1865 Praia do Poço
Simpatia Brigue   Brasil 1916 Barra do Rio Mamanguape[4][nota 7]
Shooting Star -   Estados Unidos 1856 Jacumã[6][nota 8]
Schuppe Brigue   Países Baixos 1634 Ilha da Restinga[7]
Transit -   Estados Unidos 1871 Jacumã[8]
Vanaduoro Barco   Itália 1911 Praia do Fagundes, Lucena[9][nota 9]

Notas

  1. Motivo não especificado. Originários dos portos de Honfleur e Saint Malo, França.
  2. Naufragou em 14 de novembro de 1868.
  3. Encalhe — naufragou em um banco da ilha em virtude de ventania e aguaceiros.
  4. Encalhe em banco de areia.
  5. Pertencente à Copesbra.
  6. Desgovernado pela correnteza.
  7. Em virtude de mau tempo.
  8. A obra «Sailing Directions for the Coast of Brazil», de 1875, situa este naufrágio próximo à costa de Goiana, Pernambuco.
  9. Por encalhe.

Referências

  1. Juvenal J.C. de Oliveira (2010). «A distribuição geográfica dos naufrágio na costa paraibana e suas características históricas» (PDF). Departamento de Geociências da UFPB. Consultado em 29 de junho de 2014 
  2. Adm. do Portal (2007). «Naufrágios no Brasil – costa da Paraíba». Brasil Mergulho. Consultado em 5 de junho de 2013 
  3. José Goes de Araújo (2003). Naufrágios e afundamentos na costa Brasileira. [S.l.]: Biblioteca Nacional. 91 páginas 
  4. a b c Diretoria de Hidrografia e Navegação do Brasil. Anais hidrográficos, volumes 12-15. [S.l.]: Diretoria de Hidrografia e Navegação 
  5. Serviço de Documentação Geral da Marinha; Marinha de Guerra; e Divisão de História Marítima (1938). Subsídios para a história marítima do Brasil. [S.l.]: Imprensa Naval 
  6. Albin René Roussin, Ernest Mouchez. Sailing Directions for the Coast of Brazil. [S.l.]: J. Imray & Son. 161 páginas 
  7. Hernâni Donato (1996). Dicionário das batalhas brasileiras. [S.l.]: Ibrasa. 593 páginas. ISBN: 9788534800341 
  8. Sergio Corrêa da Costa (1942). Paraceres do Conselho de Estado e do consultor do Ministério dos Negócios Estrangeiros (1842-1889). [S.l.]: Imprensa Nacional. 194 páginas 
  9. Serviço de Documentação Geral da Marinha (1938). Subsídios para a história marítima do Brasil. [S.l.]: Impr. Naval