Abrir menu principal

Lista de pilotos brasileiros na Fórmula 1

artigo de lista da Wikimedia
Ayrton Senna durante o Grande Prêmio do Canadá de 1988.

Trinta e um competidores fazem parte da lista de pilotos brasileiros que já atuaram na Fórmula 1. Dentre eles, se destacam três que foram campeões mundiais, sendo que os três têm mais de um título mundial.[1] Emerson Fittipaldi foi o primeiro brasileiro a conquistar um título, na temporada de 1972, repetindo o triunfo em 1974.[2]Nelson Piquet obteve um resultado ligeiramente mais favorável, tendo se tornado campeão por três vezes na década de 1980, para assim tornar-se o primeiro brasileiro tricampeão mundial.[3] O último vencedor do país foi Ayrton Senna, o qual é considerado por muitos críticos como o maior piloto da história do esporte, alcançou o feito de três conquistas em 1988, 1990 e 1991, tornando-se como o tricampeão mais jovem da história naquele tempo.[4] Além deles, Rubens Barrichello, último brasileiro a vencer na Fórmula 1, vice-campeão de 2002 e 2004 e detentor de três marcas históricas: foi o primeiro piloto a atingir a marca de 300 GPs (no Grande Prêmio da Bélgica de 2010), conquistou a 100ª vitória brasileira na Fórmula 1 (no Grande Prêmio da Europa de 2009) e tem o atual recorde de 326 participações na Fórmula 1 e Felipe Massa, vice-campeão de 2008.

Seis pilotos brasileiros venceram pelo menos um Grande Prêmio (grand prix), resultando em um total combinado de 101 vitórias.[5] Ayrton Senna ainda é o maior vencedor brasileiro, com 41 vitórias, seguido por Nelson Piquet, que venceu 23 das 204 corridas que disputou.[3] Emerson Fittipaldi - primeiro brasileiro a vencer na Fórmula 1, no Grande Prêmio dos Estados Unidos de 1970 - venceu 14 corridas entre 1970 e 1975, por Lotus e McLaren; Rubens Barrichello e Felipe Massa venceram onze GPs cada um - nove das onze vitórias de Barrichello e todas as onze de Massa ocorreram durante suas passagens pela Ferrari.[2][6][7] Por fim, José Carlos Pace conquistou seu único triunfo no Grande Prêmio do Brasil de 1975.[8] Em 2018, o Brasil não tem nenhum representante na Fórmula 1 após a saída de Felipe Massa ao fim da temporada de 2017. Massa havia anunciado sua saída da Fórmula 1 em 2016 mas, a pedido da equipe Williams, assumiu o posto aberto por Valtteri Bottas, contratado pela Mercedes para substituir Nico Rosberg, em razão de sua surpreendente aposentadoria.

Índice

Principais pilotosEditar

 
Fittipaldi, 1º brasileiro campeão de F1.

Morto em competiçãoEditar

Ayrton Senna é frequentemente considerado como um dos melhores pilotos de todos os tempos.[9] Em uma pesquisa realizada pelo instituto Autosport, pilotos foram convidados a votar para o melhor da história, e Senna foi escolhido como o número um.[10] Ele chegou ao pódio 80 vezes, número este que é quase a metade das corridas em que ele competiu, das quais se tornou vencedor em 41.[4] Senna foi considerado como um mestre do Grande Prêmio de Mônaco, vencendo-o cinco vezes consecutivas, um feito nunca alcançado por qualquer outro piloto em qualquer circuito.[4] Ele faleceu tragicamente no dia 1 de maio de 1994, em um acidente durante o Grande Prêmio de San Marino, causando forte comoção mundial.[11]

AposentadosEditar

Nelson Piquet conquistou três títulos em uma carreira que durou 14 temporadas.[3] Ele fez sua estréia na Fórmula 1 em 1978 com a Brabham, onde passou sete anos, tendo sagrado-se campeão em 1981 e 1983, antes de se transferir para a Williams em 1986.[12] Piquet teve fortes desentendimentos com seu companheiro de equipe Nigel Mansell, dentro e fora da pista, rivalidade que levou a perda do título da temporada para Alain Prost. No ano seguinte, mesmo sendo considerado desfavorecido pela equipe britânica, Piquet sagrou-se tricampeão mundial.[13] Ele mudou-se para a Lotus por duas temporadas antes de terminar sua carreira na Fórmula 1 com a Benetton, onde conseguiu três vitórias.[13]

Emerson Fittipaldi correu por dez anos na Fórmula 1 e conquistou o título em 1972 e 1974.[2] Ele ingressou na Fórmula 1 em 1970 com a Lotus, e conseguiu uma vitória durante os primeiros dois anos.[14] Ele venceu cinco corridas em seu terceiro ano, suficientes para garantir o seu primeiro título de campeão, e no ano seguinte, acabou sendo derrotado por Jackie Stewart.[2] Transferiu-se para a McLaren em 1974 e ganhou seu segundo título, repetindo a história de ser vice-campeão no ano seguinte.[2] Fittipaldi deixou a McLaren para criar a Escuderia Fittipaldi junto com seu irmão mais velho, Wilson, uma equipe financiada pela Copersucar, a qual conquistou apenas dois pódios em cinco anos, até a aposentadoria de Emerson em 1982.[15]

Rubens Barrichello possui o recorde de ter disputado 322 corridas na Fórmula 1.[4] Ele terminou entre os quatro primeiros no campeonato de pilotos em cinco temporadas consecutivas com a Ferrari, entre 2000 e 2004.[6] Durante este tempo, Barrichello, da mesma maneira que Massa, encontrou dificuldades para ser o segundo piloto.[6] Ele deixou a Ferrari para se juntar a Honda e suportou três temporadas difíceis antes de Ross Brawn comprar a equipe e rebatizá-la como Brawn GP em 2009 - onde fez sua melhor temporada pós-Ferrari, terminando o campeonato em terceiro.[6] Em 2012, sem espaço na Fórmula 1, migrou para a Fórmula Indy; no mesmo ano, fez sua estreia na Stock Car Brasil, disputando as três últimas etapas.[16]

Felipe Massa estreou em 2002 e tornou-se conhecido por sua passagem pela Scuderia Ferrari entre 2006 e 2013.[17] Nas suas primeiras três temporadas pela equipe italiana, Massa obteve resultados satisfatórios, encerrando-as nas terceira, quarta e segunda posições, respectivamente, sendo que todas as suas onze vitórias foram alcançadas durante estes três anos.[17] Ele era o segundo piloto da escuderia em várias ocasiões, sendo preterido por Michael Schumacher e posteriormente por Fernando Alonso.[7] Na temporada de 2008, Massa esteve muito perto de se sagrar campeão, tendo sido derrotado por Lewis Hamilton pela diferença de um ponto.[18] Em 2014, Massa ingressou na Williams, onde permaneceu até 2017, quando encerrou definitivamente sua carreira na Fórmula 1, no Grande Prêmio de Abu Dhabi de 2017.

ListaEditar

Esta é a lista de pilotos brasileiros na fórmula 1 ordenada por data de estreia:

Em negrito Piloto ainda em atividade.
Piloto campeão do mundo.
# Piloto Naturalidade Temporadas Equipes Corridas
(Largadas)
Vitórias Pole
positions
Pódios Pontos Títulos Ref
1 Chico Landi   São Paulo (São Paulo) 4 2 6 0 0 0 1,5 0 [19]
2 Gino Bianco   Itália (Turim) 1 1 4 0 0 0 0 0 [20]
3 Nano da Silva Ramos   França (Paris) 2 1 7 0 0 0 2 0 [21]
4 Fritz d'Orey   São Paulo (São Paulo) 1 2 3 0 0 0 0 0 [22]
5 Emerson Fittipaldi   São Paulo (São Paulo) 11 3 149 (144) 14 6 35 281 2 [23]
6 Wilson Fittipaldi Jr.   São Paulo (São Paulo) 3 2 38 (35) 0 0 0 3 0 [24]
7 José Carlos Pace   São Paulo (São Paulo) 6 3 73 (72) 1 1 6 58 0 [25]
8 Luiz Pereira Bueno   São Paulo (São Paulo) 1 1 1 0 0 0 0 0 [26]
9 Ingo Hoffmann   São Paulo (São Paulo) 2 1 6 (3) 0 0 0 0 0 [27]
10 Alex Dias Ribeiro   Minas Gerais (Belo Horizonte) 3 3 20 (10) 0 0 0 0 0 [28]
11 Nelson Piquet   Rio de Janeiro (Rio de Janeiro) 14 5 208 (204) 23 24 60 485,5 3 [29]
12 Chico Serra   São Paulo (São Paulo) 3 2 33 (18) 0 0 0 1 0 [30]
13 Raul Boesel   Paraná (Curitiba) 2 2 30 (23) 0 0 0 0 0 [31]
14 Roberto Pupo Moreno   Rio de Janeiro (Rio de Janeiro) 7 9 75 (42) 0 0 1 15 0 [32]
15 Ayrton Senna   São Paulo (São Paulo) 11 4 162 (161) 41 65 80 610 3 [33]
16 Maurício Gugelmin   Santa Catarina (Joinville) 5 3 80 (74) 0 0 1 10 0 [34]
17 Christian Fittipaldi   São Paulo (São Paulo) 3 2 43 (40) 0 0 0 12 0 [35]
18 Rubens Barrichello   São Paulo (São Paulo) 19 6 326 (324) 11 14 68 636 0 [36]
19 Pedro Paulo Diniz   São Paulo (São Paulo) 6 4 99 (98) 0 0 0 10 0 [37]
20 Ricardo Rosset   São Paulo (São Paulo) 2 2 33 (26) 0 0 0 0 0 [38]
21 Tarso Marques   Paraná (Curitiba) 3 1 26 (24) 0 0 0 0 0 [39]
22 Ricardo Zonta   Paraná (Curitiba) 4 3 37 (36) 0 0 0 3 0 [27]
23 Luciano Burti   São Paulo (São Paulo) 2 2 15 0 0 0 0 0 [40]
24 Enrique Bernoldi   Paraná (Curitiba) 2 1 29 (28) 0 0 0 0 0 [41]
25 Felipe Massa   São Paulo (São Paulo) 15 3 272 (269) 11 16 41 1167 0 [42]
26 Cristiano da Matta   Minas Gerais (Belo Horizonte) 2 1 28 0 0 0 13 0 [43]
27 Antônio Pizzonia   Amazonas (Manaus) 3 2 20 0 0 0 8 0 [43]
28 Nelson Piquet Jr.   Alemanha (Heidelberg) 2 1 28 0 0 1 19 0 [44]
29 Bruno Senna   São Paulo (São Paulo) 3 3 46 0 0 0 33 0 [45]
30 Lucas Di Grassi   São Paulo (São Paulo) 1 1 19 (18) 0 0 0 0 0 [46]
31 Felipe Nasr   Distrito Federal (Brasília) 2 1 39 0 0 0 29 0 [47][48]

GaleriaEditar

Campeões mundiais
Emerson Fittipaldi Nelson Piquet Ayrton Senna
     
Títulos: 1972, 1974 Títulos: 1981, 1983, 1987 Títulos: 1988, 1990—91
Em atividade

- Nenhum piloto.

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
  Categoria no Commons

Ver tambémEditar

ReferênciasEditar

  1. «Formula One World Drivers' Champions». EPSN F1. ESPN EMEA Ltd. Consultado em 8 de setembro de 2012 
  2. a b c d e «Emerson Fittipaldi». EPSN F1. ESPN EMEA Ltd. Consultado em 9 de setembro de 2012 
  3. a b c «Nelson Piquet». EPSN F1. ESPN EMEA Ltd. Consultado em 9 de setembro de 2012 
  4. a b c d Glenn, Manishin. «All-Time F1 Records». Consultado em 8 de setembro de 2012 
  5. «Sauber's Vettel upstages Schumacher in free practice». timesofmalta.com. Consultado em 9 de setembro de 2012 
  6. a b c d «Rubens Barrichello». EPSN F1. ESPN EMEA Ltd. Consultado em 9 de setembro de 2012 
  7. a b «Felipe Massa». EPSN F1. ESPN EMEA Ltd. Consultado em 9 de setembro de 2012 
  8. «Carlos Pace». EPSN F1. ESPN EMEA Ltd. Consultado em 9 de setembro de 2012 
  9. «BBC elege Ayrton Senna como o maior piloto de todos os tempos». Veja. Consultado em 2 de maio de 2015 [ligação inativa]
  10. «Senna Greatest Formula 1 Driver». Autosport. Consultado em 2 de maio de 2015 
  11. «AYRTON SENNA – MORTE». Memória Globo. Consultado em 2 de maio de 2015 
  12. «Nelson Piquet Sr.». Autosport. Consultado em 8 de setembro de 2012 
  13. a b «Nelson Piquet (profile)». Formula1.com. Formula One World Championship Limited. Consultado em 9 de setembro de 2012 
  14. «Emerson Fittipaldi». Autosport. Consultado em 8 de setembro de 2012 
  15. «Emerson Fittipaldi (profile)». Formula One World Championship Limited. Consultado em 9 de setembro de 2012 
  16. «Rubinho se despede da F1». RedBull. Consultado em 2 de maio de 2015 
  17. a b «Felipe Massa na F1». UOL. Consultado em 2 de maio de 2015 
  18. «Ferrari's celebrations premature as Lewis Hamilton beats Felipe Massa to F1 world title». The Telegraph. Telegraph Media Group Limited. 2 de novembro de 2008. Consultado em 9 de setembro de 2012 
  19. SRZD (29 de outubro de 2008). «Você Sabia? - A história de um herói do automobilismo brasileiro» (em português). Consultado em 28 de abril de 2010 
  20. Luiz Alberto Pandini (20 de janeiro de 2006). «Gino Bianco: melhor do que se pensa». GP Total. Consultado em 21 de setembro de 2012. Arquivado do original (asp) em 29 de novembro de 2014 
  21. «Nano da Silva Ramos - F1 Driver Profile - ESPN F1» (html) (em inglês). ESPN. Consultado em 21 de setembro de 2012 
  22. «Entrevista: Fritz d'Orey - 1ª parte». Almanaque da Fórmula 1. 18 de fevereiro de 2009. Consultado em 21 de setembro de 2012. Arquivado do original (html) em 17 de outubro de 2013 
  23. Gerald Donaldson. «Emerson Fittipaldi» (em inglês). Site Oficial da Fórmula 1. Consultado em 21 de setembro de 2012 
  24. «Fittipaldi, Wilson» (html) (em inglês). Site Oficial da Fórmula 1. Consultado em 21 de setembro de 2012 
  25. «José Carlos Pace viveu em Interlagos o grande momento da carreira» (html). iG. 23 de novembro de 2011. Consultado em 21 de setembro de 2012 
  26. «O imbatível recorde de Luiz Pereira Bueno, o Peroba». Motor Pasion. 9 de fevereiro de 2011. Consultado em 21 de setembro de 2012. Arquivado do original em 26 de janeiro de 2012 
  27. a b Bruno Gecys; Mariana Gianjoppe (17 de maio de 2012). «Para ex-pilotos de F1, Alonso é o melhor da atual geração» (html). iG. Consultado em 21 de setembro de 2012 
  28. Gustavo Coelho (4 de agosto de 2008). «Você Sabia? - Fórmula 1 e Religião». Sidney Rezende. Consultado em 21 de setembro de 2012 
  29. Leonardo Felix (17 de agosto de 2012). «Nelson Piquet: a trajetória dos 60 anos do tricampeão, década a década». UOL. Consultado em 21 de setembro de 2012. Arquivado do original em 21 de agosto de 2012 
  30. Renato Piccinin (19 de junho de 2011). «"Piquet era mais técnico do que arrojado", diz Chico Serra» (html). iG. Consultado em 21 de setembro de 2012 
  31. Rodrigo Vieira (13 de agosto de 2011). «"Piquet era extremamente inovador", afirma Raul Boesel» (html). iG. Consultado em 21 de setembro de 2012 
  32. «Roberto Pupo Moreno volta a acelerar um Fórmula 1». Auto Racing. 12 de abril de 2011. Consultado em 21 de setembro de 2012 [ligação inativa]
  33. «Os 10 feitos que transformaram Senna em mito da Fórmula 1». Editora Abril. 4 de novembro de 2010. Consultado em 21 de setembro de 2012. Arquivado do original em 31 de maio de 2012 
  34. Fernando Silva (20 de abril de 2011). «Parabéns, Gugelmin». iG. Consultado em 21 de setembro de 2012 
  35. Wanderley Nogueira (14 de janeiro de 2011). «Christian Fittipaldi relembra carreira e esclarece saída da F1» (html). Terra. Consultado em 21 de setembro de 2012 
  36. «Rubens Barrichello na F1: Dados do piloto». UOL. Consultado em 21 de setembro de 2012 
  37. Cesar Guerrero (13 de março de 2000). «"Não existe amizade na Fórmula 1"» (htm). Terra. Consultado em 21 de setembro de 2012 
  38. «Ricardo Rosset vence em Interlagos e comemora título da Porsche GT3 Cup» (html). Auto Sport Motor. Consultado em 21 de setembro de 2012 [ligação inativa]
  39. D.L. (29 de abril de 2011). «Ex-piloto de F1 Tarso Marques suspenso por doping». dn.pt. Consultado em 21 de setembro de 2012 
  40. Bruno Ferreira, Leonardo Felix, Lucas Berredo e Lucas Santochi (10 de agosto de 2012). «Entrevista - Burti: "GP da Alemanha de 2010 acabou com Massa"». UOL. Consultado em 21 de setembro de 2012. Arquivado do original em 4 de outubro de 2012 
  41. Leonardo Felix (3 de setembro de 2012). «Bernoldi confirma participação nas 6 Horas de São Paulo pela classe GTE-Am». UOL. Consultado em 21 de setembro de 2012. Arquivado do original em 7 de novembro de 2012 
  42. «Massa diz estar mais confiante em permanecer na F1» (html). TN Online. 20 de Setembro de 2012. Consultado em 21 de setembro de 2012 
  43. a b 24 Horas News (5 de novembro de 2002). «Três brasileiros confirmados na Fórmula 1 em 2003» (em português). Consultado em 29 de abril de 2010 
  44. O Globo Online (10 de dezembro de 2007). «Renault anuncia Alonso e Nelsinho Piquet como pilotos» (em português). Consultado em 28 de abril de 2010 
  45. O Globo (29 de outubro de 2009). «Bruno Senna acerta com a Campos para 2010» (em português). Consultado em 28 de abril de 2010 
  46. Jornal Diário (12 de dezembro de 2009). «Di Grassi será 30º brasileiro na F-1» (em português). Consultado em 20 de abril de 2010 [ligação inativa]
  47. «Felipe Nasr assina por dois anos com a Sauber e será o 2º brasileiro na F-1 em 2015». ESPN. 5 de novembro de 2014. Consultado em 2 de dezembro 2014 
  48. «Felipe Nasr assina com Sauber e Brasil voltará a ter dois pilotos na F1 em 2015» (html). iG. 5 de novembro de 2014. Consultado em 2 de dezembro de 2014