Lista de primazes de Ocrida

Arcebispo de Ocrida é um título histórico dado ao primaz do Arcebispado de Ocrida.

O arcebispado foi estabelecido em 1018 pelo rebaixamento do Patriarcado búlgaro autocéfalo a arcebispado. A autocefalia do Arcebispado de Ocrida permaneceu respeitada durante os períodos de domínio bizantino, búlgaro, sérvio e otomano sobre a região da Macedônia e continuou a existir até sua abolição em 1767.

Hoje, os primazes da Igreja Ortodoxa Macedônia e o Arcebispado Ortodoxo de Ocrida são ambos pretendentes ao título de Arcebispo de Ocrida.

Bispos de OcridaEditar

Bispos da Igreja Ortodoxa Búlgara autônoma, com cátedra em Ocrida, sob a jurisdição de Constantinopla, estabelecida no VIII Concílio Ecumênico (870).

  • Gabriel (879) - Participou do Quarto Concílio de Constantinopla.
  • Clemente (886-916) - Considerado o primeiro Bispo búlgaro.

Patriarcas de Ocrida (972-1018)Editar

Primazes da Igreja Patriarcal da Bulgária, com cátedra em Ocrida, estabelecida no Concílio de Preslava.

  • Germano (972-990)
  • Nicolau (991-1000)
  • Filipe (1000-1015)
  • Davi (1015-1018)
  • João I de Debar (1018) - Rebaixado a arcebispo.

Arcebispos de Ocrida (1018-1767)Editar

Primazes da Arquidiocese Autocéfala (autônoma), com cátedra em Ocrida, de jure subordinada ao Patriarcado Ecumênico.

  • João I de Debar (1018-1037)
  • Leão I Paflagônio (1037-1056 ou 1043-1056) - Grego.
  • Teódulo de Tetrapol (c. 1054-1064 ou 1056-1065)
  • João II Lampinos (1065-1078 ou 1064-1079)
  • João III Ainos (1078-1079 ou 1078-1084)
  • Teofilato de Ocrida (1078-1108 ou 1084-1107)
  • Leão II Mung (1108-1120) - Judeu.
  • Miguel (Máximo) (1120 ou 1130) - Eunuco.
  • Eustácio (1134)
  • João Comnenos (1139/43-1160 ou 1143,1156, 1157) - Arcebispo de Justiniana Prima e Bulgária. Irmão do Imperador Aleixo I Comnenos.
  • Adriano (1150)
  • Constantino I (1160 ou 1155, 1157, 1166, 1170)
  • Basílio (1160)
  • João Camatiro (1183-1213 ou 1183-1216) - Mais tarde Patriarca de Constantinopla
  • Demétrio Comatiano (1216-1234 ou 1216-1235)
  • Joanício (1234)
  • Sérgio 1250
  • Constantino Cabasilas (1250 ou 1255-1259)
  • Jacó Proarcio (1275-1285)
  • Adriano (?)
  • Genádio (?)
  • Macário (1295)
  • Gregório I (1317)
  • Antimos Metocites (1341-1346)
  • Nicolau I (1346)
  • Gregório II (1364, 1365, 1369, 1378)
  • Mateus (1408)
  • Nicodemos (1452)
  • Nicolau II (1451)
  • Zacarias de Ocrida (1460)
  • Dositeu I (?)
  • Doroteu (1466) - Juramente com seus funcionários e boiardos foi expatriado para Constantinopla em 1466 por causa de suas atividades anti-otomanas durante a rebelião de Skanderbeg.[1]
  • Marco Xilocaravis (1466 ou 1467)
  • Nicolau II (?)
  • Zacarias (1486)
  • Prócoro (1528-1550 ou 1528, 1540,1542, 1543,1547, 1550) - Búlgaro. Título patriarcal restaurado.
  • Simeão (1550-1557)
  • Nicanor (1557-1565)
  • Paísio (1565)
  • Partênio I (?)
  • Sofrônio (1567-1572)
  • Gabriel (1572-1588 ou 1585-1587)
  • Teódulo II (1588-1590)
  • Gregório I ou III (1590 ou 1590-1593)
  • Joaquim (1593-1596)
  • Atanásio I (1596 ou 1596-1598)
  • Varlaam (1598) - Decapitado pelos turcos em Veles.
  • Nectários I (1598-1606 ou 1598-1613)
  • Mitrofanes (1614 ou 1614-1616)
  • Atanásio I (1614-1615)
  • Jorge (1616)
  • Nectários II (1616-1622 1616-1624)
  • Porfírio Paleólogo (1624-1627)
  • Jorge (1627-1628)
  • Joasafá (1628-1629)
  • Abraão Mesaps (1629-1634 ou 1629-1637)
  • Melécio I (1637 ou 1637-1643)
  • Danilo (?)
  • Caritão (1643-1650 ou 1643-1651)
  • Daniel (1650-1652)
  • Dionísio I (1652 ou 1652-1653)
  • Atanásio II (1653-1658)
  • Pafinúcio (?)
  • Inácio I (1660-1663)
  • Arsênio I (1662 ou 1663)
  • Zósimo I (1663-1670)
  • Panaretos (1671-1673)
  • Nectário III (1673-1676)
  • Inácio II (c. 1676)
  • Teófanes (1676)
  • Melécio II (1676 -1677)
  • Partênio II (1677-1683)
  • Gregório II ou IV (1685 ou 1683-1688)
  • Germano (1688-1691)
  • Gregório IV ou V (1691-1693)
  • Inácio III (1693-1695) - Primeiro mandato.
  • Zósimo II (1695-1699) - Primeiro mandato.
  • Rafael (1699)
  • Germano II (1702-1703)
  • Inácio III (c. 1703-1706) - Segundo mandato.
  • Dionísio II (1706-1707) - Primeiro mandato.
  • Zósimo II (1707-1708) - Segundo mandato.
  • Metódio I (1708)
  • Zósimo II (1708-1709) - Terceiro mandato (?).
  • Dionísio II (1709-1714) - Segundo mandato.
  • Filoteu (1714-1718)
  • Joasafá II (1719-1745)
  • José (1746-1751/1752)
  • Dionísio III (1752-1756)
  • Metódio II (1757-1758)
  • Cirilo (1759-1762)
  • Jeremias (c. 1763)
  • Ananias (c. 1763)
  • Arsênio II (1763-1667)

Igreja Ortodoxa MacedôniaEditar

Igreja Ortodoxa da Macedônia autônoma (1959–1967 / 2022)Editar

Em 1959, a Igreja Ortodoxa Macedônia foi declarada como a restauração do Arcebispado de Ocrida. A declaração foi celebrada em uma liturgia comum pelos sacerdotes macedônios e pelo Patriarca sérvio Germano em 1959 em Skopje. O Arcebispo Dositeu II foi entronizado como Arcebispo de Ocrida e Macedônia, continuando na linhagem dos Arcebispos de Ocrida.

Em 1962, o Patriarca Sérvio Germano II e o Patriarca russo Aleixo I visitaram a Igreja Ortodoxa Macedônia na festa de São Cirilo e São Metódio em Ocrida. Os dois patriarcas e o arcebispo macedônio Dositeu II celebraram a Santa Liturgia marcando a primeira ocasião em que o primaz da Igreja macedônia se reuniu com líderes de outras Igrejas Ortodoxas.

Em 16 de maio de 2022, o Patriarcado sérvio anunciou o fim do cisma de 1967 entre o Patriarcado e o Arcebispado, restaurando a Igreja macedônia à plena comunhão e a mesma autonomia concedida em 1959.[2][3][4]

  • Dositeu (1959-1967) - Arcebispo de Ocrida e Macedônia.
  • Estevão (2022) - Arcebispo de Ocrida e Macedônia e Justiniana Prima, Metropolita de Escópia.

Igreja Ortodoxa da Macedônia autocéfala (1967)Editar

 Ver artigo principal: Igreja Ortodoxa Macedônia

Em 19 de julho de 1967, em Ocrida, a Igreja Ortodoxa Macedônia declarou autocefalia da Igreja Ortodoxa Sérvia, um movimento que foi reconhecido pela Igreja Sérvia somente em 24 de maio de 2022 e confirmado em 5 de junho de 2022.[5][6]

  • Dositeu (1967-1981) - Arcebispo de Ocrida e Macedônia, Metropolita de Escópia.
  • Angelário (1981-1986)
  • Gabriel II (1986-1991)
  • Miguel (1991-1999)
  • Estevão (1999-) - Arcebispo de Ocrida e Macedônia e Justiniana Prima, Metropolita de Escópia.

Arcebispado Ortodoxo de Ocrida (2005)Editar

 Ver artigo principal: Arquiepiscopado de Ocrida

A Igreja Ortodoxa da Macedônia tem um desacordo contínuo com a Igreja Ortodoxa Sérvia após a separação e declaração de autocefalia em 1967, não reconhecida pelas Igrejas Ortodoxas. Depois que as negociações entre as duas Igrejas foram suspensas, a Igreja macedônia rejeitou o acordo de 2002, onde a Igreja macedônia gozaria de reconhecimento como autônoma sob o controle da Igreja sérvia, a Igreja sérvia reconheceu oficialmente o grupo liderado por João Vraniškovski, um ex-bispo da Igreja macedônia, como líderes do Arcebispado de Ocrida sob a tutela do Patriarcado Sérvio em 2005. A Igreja sérvia reconheceu o grupo separatista de Vraniškovski como a restauração do Arcebispado de Ocrida e deu-lhe o título de João VI, Arcebispo de Ocrida.

Com o restabelecimento da comunhão eucaristia entre a Igreja Ortodoxa Sérvia e a Igreja Ortodoxa Macedônia em 2022, o Arcebispo João concordou em se aposentar por causa da unidade da Igreja e devido a problemas de saúde, que foram agravados por muitos anos de prisão.[7][8]

  • João VI (2005-2022) - Arcebispo de Ocrida e Metropolita de Escópia.

ReferênciasEditar

  1. «History of The Macedonian People, Ed - Todor Chepreganov, Institute of National History, Skopje 2008. | PDF | Macedonia (Ancient Kingdom) | Ancient Greece». Scribd. Consultado em 16 de fevereiro de 2022 
  2. «Serbian Church accepts Macedonian Church as canonical body with broad autonomy». OrthoChristian.Com. Consultado em 5 de junho de 2022 
  3. «Саопштење Светог Архијерејског Сабора | Serbian Orthodox Church [Official web site]». www.spc.rs. Consultado em 5 de junho de 2022 
  4. «The Assembly of the SOC approved the canonical unity of the MOC-OA - Free Press». Слободен печат (em inglês). 16 de maio de 2022. Consultado em 5 de junho de 2022 
  5. «Патријарх Порфирије: Господ је Алфа и Омега нашег постојања у историји и у вечности | Српскa Православнa Црквa [Званични сајт]». www.spc.rs (em sérvio). Consultado em 24 de maio de 2022 
  6. «Патријарх српски Порфирије уручио архиепископу Стефану Томос којим се потврђује аутекефалност Македонске Православне Цркве - Охридске Архиепископије | Српскa Православнa Црквa [Званични сајт]». www.spc.rs (em sérvio). Consultado em 5 de junho de 2022 
  7. «Archbishop Jovan of Ohrid: Serbian-Macedonian Church reunion is the greatest spiritual joy». OrthoChristian.Com. Consultado em 5 de junho de 2022 
  8. «KURIR SAZNAJE! SPC na Saboru priznaje makedonsku crkvu? Arhiepiskop Jovan ide u penziju, a EVO ŠTA ĆE BITI S NJEGOVA 3 EPISKOPA». kurir.rs (em sérvio). Consultado em 5 de junho de 2022