Lista de terreiros de candomblé em Ilhéus

lista de um projeto Wikimedia

Esta é uma lista de terreiros de candomblé em Ilhéus, município do estado brasileiro da Bahia. Ilhéus está situado no Sul da Bahia e a fundação da cidade remonta à doação pelo rei de Portugal João III em 1534 da então Capitania de São Jorge dos Ilhéus a Jorge de Figueiredo Correia.[1] Nesse momento, destaca-se o estabelecimento do Engenho de Santana pelo então sesmeiro Mem de Sá para produção canavieira a partir do trabalho de pessoas escravizadas e traficadas da África.[1] Por muito tempo essas pessoas eram de civilizações bantas, enquanto as populações sudanesas (principalmente, iorubás e jejes) eram em menor número no Brasil, exceto pelo intervalo 1813-1851, em que houve o tráfico maciço de iorubás-nagôs para Salvador, capital da Bahia.[2] A partir desse contexto se desenvolvem as manifestações culturais afro-brasileiras nessa parte do país, notadamente o candomblé e seus espaços de culto.[1]

O Terreiro Matamba Tombenci Neto em festa para a reinauguração da cabana da Cabocla Jupira

Por conta da dinâmica demográfica do século XIX, a matriz cultural iorubá predominou no candomblé de Salvador e do Recôncavo baiano, enquanto a maioria dos terreiros ilheenses se identifica com a nação angola, das civilizações bantas.[2] Originalmente, outra diferença eram as características rurais em comparação aos terreiros mais citadinos soteropolitanos.[2] Ao mesmo tempo, guardam ligação com aqueles terreiros, pois os grandes terreiros ilheenses com suas lideranças emergiram na década de 1940 por ocasião de migrações de mães e pais de santo, visitas para cumprir obrigações e extensões da família de santo desde Salvador para Ilhéus.[2] Nessa década, o candomblé já era difundido na capital baiana e a prosperidade econômica em Ilhéus e no entorno em função do ciclo do cacau ultrapassou a estrutura açucareira do Recôncavo e reconfigurava a capital do estado.[2]

Dentre os primeiros terreiros de Ilhéus estão o Ilê Asche Omi Azaritobossi Dewá (fundado em 1973 pela ialorixá Annaildes Moreira Tavares, do rito nagô), o terreiro de Dona Benzinha da Rodagem (localizado na Barreira, da nação jeje consagrado a Nanã Borocô, fundado antes de 1973, porém extinto por não haver sucessores), o Ilê Axé Ijexá Orixá Olufon (remonta ao Engenho de Santana e a uma ancestralidade por volta de 1829, de nação ijexá, transferido para o município vizinho de Itabuna), o Terreiro Matamba Tombenci Neto (localizado no alto da Conquista, fundado em 1885, de nação angola) e o Terreiro de Luando (fundado no começo da década de 1940 por Malungo Monaco, de nação angola).[2]

Houve alguns esforços para catalogar os terreiros de Ilhéus, como também da região em que está inserido, o Sul da Bahia. O Núcleo de Estudos Afro-Baianos Regionais Kàwé (NAEB), da Universidade Estadual de Santa Cruz, conduziu um primeiro levantamento na década de 2000 e alcançou a visita de 32 terreiros em Ilhéus.[2][3] Posteriormente, o projeto "Memória de Terreiros do Sul da Bahia" do Núcleo Kàwé cadastrou 77 terreiros, espalhados por 18 dos 40 bairros da zona urbana do município e por cinco dos seus dez distritos rurais.[2][3] Antes disso, a Associação Nacional Cultural de Preservação do Patrimônio Bantu (ACBANTU) havia identificado a existência de 94 terreiros em Ilhéus.[2] As diferenças entre as iniciativas de catalogação se dão pelas dinâmicas de funcionamento dos espaços de culto, que, em geral, ficam um ano fechados em caso de morte da liderança e estas podem não deixar sucessão (como o de Dona Benzinha) ou que ficam enfraquecidos, se não fecham, com a migração da mãe ou pai de santo para outro lugar.[2]

TabelaEditar

A tabela abaixo lista os terreiros ilheenses com algumas outras informações pertinentes: imagem, data de fundação, nação de candomblé (quando houver especificação) e coordenadas geográficas em uma hiperligação leva a um mapa com a localização do terreiro no município de Ilhéus. Tais informações estão embasadas nos dados do projeto "Memória de Terreiros do Sul da Bahia" do Núcleo Kàwé.[4]

Esta lista é gerada a partir dos dados do Wikidata e é atualizada periodicamente por um robô.
Edições feitas no conteúdo da lista serão removidas na próxima atualização!

Imagem Nome Data de fundação Liderança Nação de Candomblé Coordenadas
Abacá de Iansã Laomirim Tombenci Neto 1986 Maria José de Souza Angola 14° 48′ 38″ S, 39° 03′ 44″ O
Abassá de Leuá Tombency Bisneto Gilmar Marques dos Santos Angola 14° 43′ 23″ S, 39° 07′ 07″ O
Abaça Iororim Ilê Obanijim 1970 Maria Lurdes Guimarães Angola 14° 46′ 36″ S, 39° 03′ 29″ O
Acojidê de Xangô Agodô 1982 José Eduardo de Jesus Moreira Angola Keto 14° 45′ 08″ S, 39° 04′ 00″ O
Canjeré Calendé Caluje do Terreiro de Omolú 1970 Lenice Silva dos Santos Angola 14° 47′ 48″ S, 39° 04′ 42″ O
Casa de Omolú 1979 Luzia Maria de Almeida Angola Keto 14° 44′ 57″ S, 39° 04′ 01″ O
Centro Estrela da Manhã 1974 José Santana dos Santos 14° 51′ 49″ S, 39° 01′ 37″ O
Centro de Aldeia Reunida do Senhor Ogum 1966 Maria Antonieta Menezes Angola 14° 47′ 52″ S, 39° 11′ 57″ O
Centro de Oxossi Airá 1965 Antônia Ribeiro dos Santos Angola 14° 47′ 10″ S, 39° 02′ 35″ O
Centro de Umbanda Ogum 1986 Maria José da Silva Umbanda 14° 48′ 03″ S, 39° 02′ 40″ O
Centro de Umbanda Ogum Raio da Lua 1978 Maria Domingas Freitas de Santos Umbanda 14° 46′ 59″ S, 39° 02′ 49″ O
Centro de Umbanda Terreiro de Ossain 1965 Raimunda Carvalho de Oliveira Angola Umbanda 14° 49′ 07″ S, 39° 02′ 10″ O
Cosme e Damião 1989 Evanildo da Costa Bomfim Umbanda 14° 47′ 46″ S, 39° 11′ 50″ O
Ilê Asche Omi Aziritobossi Dewá 1973 Annaildes Moreira Tavares Jêje Nagô 14° 45′ 15″ S, 39° 03′ 58″ O
Ilê Asche Omi Yá Gunté 1993 Tereza Cristina Araújo de Souza Candomblé Ketu 14° 47′ 52″ S, 39° 04′ 41″ O
Ilê Asché Angorô 1976 Anailton Andrade Santos Angola 14° 48′ 03″ S, 39° 03′ 58″ O
Ilê Asé Ajagunã 2005 Marise Fileto de Barros Alaketo 14° 44′ 50″ S, 39° 03′ 49″ O
Ilê Axé Aja Onam 1957 Valter Nascimento Alaketo 14° 47′ 09″ S, 39° 03′ 22″ O
Ilê Axé Ballomi 1946 Antônio Santos Santana Angola Umbanda 14° 44′ 07″ S, 39° 04′ 08″ O
Ilê Axé Dileuí 1978 Maria Angélica Mota dos Santos Angola 14° 49′ 06″ S, 39° 02′ 07″ O
Ilê Axé Ewá 2008 José Anilton Conceição Alaketo 14° 47′ 05″ S, 39° 02′ 57″ O
Ilê Axé Fidelimam Tombency Neto 1995 Maria Helena Oliveira Santos Angola 14° 43′ 18″ S, 39° 04′ 16″ O
Ilê Axé Guaniá de Oiá 1977 Laura Maria da Silva Angola 14° 48′ 48″ S, 39° 01′ 35″ O
Ilê Axé Iemanjá 1996 Edna Silva Farias Angola 14° 43′ 18″ S, 39° 06′ 56″ O
Ilê Axé Iemanjá Ogunté 1994 Miraci dos Santos Bomfim Angola 14° 48′ 14″ S, 39° 03′ 35″ O
Ilê Axé Logunedé 1981 Romualdo Silva dos Santos Angola 14° 47′ 43″ S, 39° 03′ 06″ O
Ilê Axé Loi Loyá 1970 Maria Gessi Andrade Charmiti Angola 14° 47′ 11″ S, 39° 03′ 01″ O
Ilê Axé Odé Talossi 1998 Moysés Santos Barros Candomblé Ketu 14° 43′ 12″ S, 39° 04′ 19″ O
Ilê Axé Ogum Oiá Omim 1980 Antônio José dos Santos Júnior Angola 14° 49′ 19″ S, 39° 02′ 16″ O
Ilê Axé Oiá Matamba 1997 Naildes Freitas dos Santos Angola 14° 46′ 59″ S, 39° 03′ 18″ O
Ilê Axé Omim Ofan Tolomby 2000 Candomblé Ketu 14° 48′ 16″ S, 39° 03′ 38″ O
Ilê Axé Roxo Ballé Mafé 2000 Jenilton Bigi de Jesus Rodrigues Angola 14° 47′ 36″ S, 39° 03′ 03″ O
Ilê Axé de Iansã com Xangô 1982 Maria Nilza Duarte Silva Angola Umbanda 14° 48′ 18″ S, 39° 03′ 46″ O
Ilê Axé de Iemanjá 2004 Vilma Alves Bonfim Angola 14° 48′ 51″ S, 39° 01′ 45″ O
Ilê Axé de Luando 1965 Almerinda Faustina de Souza Angola 14° 48′ 38″ S, 39° 01′ 36″ O
Ilê Ialashe de Ominaci 1975 Miguel Borges de Souza Candomblé Ketu 14° 47′ 57″ S, 39° 04′ 45″ O
Ilê Loke 1965 Carlos Silva Bahia Angola Keto 14° 49′ 50″ S, 39° 01′ 55″ O
Ilê Tateto Oxossi Tombenci Neto 1971 Maria dos Anjos (Mutalê) Portugal de Souza Angola 14° 47′ 49″ S, 39° 02′ 46″ O
Ilê da Oxum 1980 Perolina Souza Silva Angola 14° 48′ 04″ S, 39° 02′ 34″ O
Inkisse Tateto Omolú 2002 Adelson Mamedio dos Santos Angola 14° 48′ 21″ S, 39° 03′ 50″ O
Kwe Ji Dan Jó 2001 Maria de Fátima Souza Oliveira Jêje Nagô 14° 45′ 10″ S, 39° 03′ 48″ O
Oiá Dilê Tombenci Neto 1990 Maria José Santos Angola 14° 48′ 00″ S, 39° 02′ 58″ O
Olho Miró Filho de Ogum 1991 Angola 14° 48′ 04″ S, 39° 03′ 35″ O
Templo de Umbanda e Candomblé Pai Ogum 1993 Marinez André dos Santos Umbanda 14° 32′ 59″ S, 39° 19′ 49″ O
Tereiro de Umbanda Sultão das Matas 1952 Carmozina Mota de Souza Santos Umbanda 14° 47′ 00″ S, 39° 03′ 02″ O
Terreiro Anvurá 1990 Josevaldo Silva Angola-Congo 14° 49′ 42″ S, 39° 01′ 59″ O
Terreiro Arco Iris de Oxumaré 1998 Raimundo Bispo Nunes Angola 14° 50′ 13″ S, 39° 02′ 19″ O
Terreiro Caipó 1970 Maria José dos Santos Angola 14° 43′ 08″ S, 39° 04′ 17″ O
Terreiro Ilê Axé Ogum 1979 Marivaldo de Souza Angola 14° 50′ 28″ S, 39° 01′ 58″ O
Terreiro Ilê Axé do Cariri 2005 Valdeci da Silva Umbanda 14° 47′ 07″ S, 39° 03′ 06″ O
Terreiro Matamba Tombenci Neto 1885 Ilza Rodrigues Angola 14° 47′ 37″ S, 39° 02′ 54″ O
14° 47′ 39″ S, 39° 02′ 58″ O
Terreiro Ogum 1984 Edmundo Ribeiro da Silva Angola 14° 47′ 35″ S, 39° 11′ 42″ O
Terreiro Ogum Marinho 1982 Domingas Eduarda Vieira Barbosa Umbanda 14° 51′ 55″ S, 39° 01′ 40″ O
Terreiro Oxagrian 1975 Marisônia C. da Silva Angola 14° 46′ 29″ S, 39° 03′ 30″ O
Terreiro Rainha das Águas 1970 Maria Alice de Jesus Silva Angola 14° 47′ 07″ S, 39° 03′ 28″ O
Terreiro Rei dos Astros 1985 Adriano Batista Corrêa Angola 14° 49′ 09″ S, 39° 02′ 19″ O
Terreiro de Assobouce 1987 Romilda Ferreira Ramos Angola 14° 47′ 10″ S, 39° 03′ 15″ O
Terreiro de Cafungê 1981 João Francisco Santos Silva Angola 14° 48′ 24″ S, 39° 03′ 29″ O
Terreiro de Iansã 2001 Regina Novais da Silva Candomblé Ketu 14° 48′ 17″ S, 39° 03′ 42″ O
Terreiro de Iemanjá 1950 Mãezinha de Basílio Angola 14° 47′ 35″ S, 39° 03′ 37″ O
Terreiro de Ogum 1982 Maria da Conceição dos Santos Pereira Angola Keto 14° 47′ 18″ S, 39° 03′ 43″ O
Terreiro de Ogum Paedelê 2006 Mariana Evangelista de Souza Angola 14° 44′ 36″ S, 39° 04′ 06″ O
Terreiro de Ossanha 1989 Damiana F. Santos de Jesus Angola 14° 47′ 53″ S, 39° 04′ 52″ O
Terreiro de Oxalá 1945 Wanderlina Andrade Bonfim Angola Keto 14° 48′ 03″ S, 39° 02′ 37″ O
Terreiro de Oxalá Aja Onam Filho 1989 Pedro Gustavo Nascimento Filho Alaketo 14° 47′ 05″ S, 39° 03′ 14″ O
Terreiro de Oxossi e Oxum 1992 Vitória de Araújo Santos Angola 14° 29′ 19″ S, 39° 02′ 56″ O
Terreiro de Oxum (ex-Terreiro de Odé) 1990 Telma Sueli da Cruz Angola 14° 47′ 30″ S, 39° 03′ 15″ O
Terreiro de Senhor Ogum 2001 Reinaldo Alves da Silva
Terreiro de Umbanda Esperança 1994 Maria Lúcia Silva Amorim Umbanda 14° 47′ 08″ S, 39° 03′ 01″ O
Terreiro de Umbanda Matin Quimbanda 1976 José Ramos de Melo Umbanda 14° 49′ 42″ S, 39° 01′ 55″ O
Terreiro de Xangô 2000 Edna Maria Pereira dos Santos Candomblé Ketu 14° 44′ 58″ S, 39° 04′ 02″ O
Terreiro do Boiadeiro 2004 Jean Nascimento Pereira Umbanda 14° 47′ 02″ S, 39° 03′ 12″ O
Terreiro do Cacique Jaguaré 1980 Joselina Almeida Santos Angola Umbanda 14° 50′ 18″ S, 39° 02′ 03″ O
Terreiros de Iansã 2000 Edina Barros Umbanda 14° 45′ 59″ S, 39° 03′ 34″ O
Tombenci Bisneto 1995 Nelzira Pacheco dos Santos Angola 14° 47′ 46″ S, 39° 02′ 47″ O
Unzó de Nkisse Ayalakaribô Tombenci Bisneto 1990 Gilmar Costa Nascimento Angola 14° 48′ 16″ S, 39° 03′ 33″ O
Unzó de Nkisse Tombeci Neto 1978 Maria Anildes Pereira dos Santos Angola 14° 46′ 46″ S, 39° 03′ 27″ O

∑ 77 items.

Fim da lista gerada automaticamente.

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b c Póvoas, Ruy do Carmo. «Presença do negro na cultura ilheense» (PDF). Universidade Estadual de Santa Cruz. Consultado em 18 de agosto de 2021 
  2. a b c d e f g h i j Amim, Valéria (maio de 2011). «ÁGUAS DE ANGOLA EM ILHÉUS: CONFIGURAÇÕES IDENTITÁRIAS NO CANDOMBLÉ DO SUL DA BAHIA». Revista Brasileira de História das Religiões. 4 (10). ISSN 1983-2850. doi:10.4025/rbhranpuh.v4i10.30388. Consultado em 18 de agosto de 2021 
  3. a b «Mapeamento dos Terreiros de Candomblé em Ilhéus». Universidade Estadual de Santa Cruz. Consultado em 18 de agosto de 2021 
  4. Núcleo de Estudos Afro-Baianos Regionais ─ Kàwé. «Mapeamento dos Terreiros de Candomblé em Ilhéus». UESC - Universidade Estadual de Santa Cruz. Consultado em 2 de outubro de 2021 

BibliografiaEditar

Ligações externasEditar