Lista do Património Mundial em África

artigo de lista da Wikimedia

O Comitê do Patrimônio Mundial[1] que é o órgão executivo da WHC (World Heritage Convention - Convenção do Patrimônio Mundial)[2] da UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura), homologou e incluiu, ao longo das 40 (quarenta) sessões ordinárias e deliberativas anuais (a primeira ocorrida em 1977-Paris, França e última em 2015-Bonn, Alemanha),[3] oitenta e nove (89) sítios, distribuídos em trinta e três (33) países, na Lista do Patrimônio Mundial na Região África[4](oficialmente denominados (em inglês) de "state parties"), ou seja, todos eles signatários da Convenção do Patrimônio Mundial. A Etiópia é o país com mais sítios listados, nove (9). Onze países possuem um único sítio que integra a Lista do Patrimônio Mundial. Quatro sítios são transfronteiriços em dois países: o Parque uKhahlamba Drakensberg entre (Lesoto e África do Sul), a Reserva natural integral do Monte Nimba entre (Costa do Marfim e Guiné), os Círculos de pedra da Senegâmbia entre (Gâmbia e Senegal) e a (Mosi-oa-Tunya/Cataratas Vitória) fronteira entre (Zâmbia e o Zimbabwe), e um sítio, sua área, distribui-se por três países, Trinacional Sangha (República Centro-Africana, Camarões e República do Congo).[5] Os primeiros locais do continente foram inscritos em 1978, quando a Ilha de Gorée do Senegal e as Igrejas Escavadas na Rocha de Lalibela da Etiópia foram escolhidas durante a elaboração da primeira lista.

Um local, área ou região incluído como Patrimônio Mundial pela UNESCO vem a ser o reconhecimento da sua inigualável e singular importância para a humanidade. Deve-se fiscalizar e proteger sua preservação e ser monitorada continuadamente.

Abaixo a tabela dos países que integram a denominada Região África, conforme disposto pela WHC (World Heritage Convention - Convenção do Patrimônio Mundial) da UNESCO e os seus respectivos sítios que integram a Lista do Patrimônio Mundial. Em () o ano da inclusão do sítio na lista.

África do SulEditar

 
Ilha Robben, África do Sul

AngolaEditar

BenimEditar

BotswanaEditar

Burkina FasoEditar

Cabo VerdeEditar

CamarõesEditar

ChadeEditar

Congo, República doEditar

Congo, República Democrática doEditar

 
Reserva de fauna dos ocapis, República Democrática do Congo

Costa do MarfimEditar

EgitoEditar

EritreiaEditar

EtiópiaEditar

GabãoEditar

GâmbiaEditar

GanaEditar

GuinéEditar

LesotoEditar

MadagáscarEditar

MalawiEditar

MaliEditar

MauríciaEditar

MoçambiqueEditar

NamíbiaEditar

NígerEditar

NigériaEditar

 
Monte Quénia, Quénia

QuéniaEditar

República Centro-AfricanaEditar

SenegalEditar

SeychellesEditar

TanzâniaEditar

 
Kilimanjaro, Tanzânia

TogoEditar

UgandaEditar

ZâmbiaEditar

ZimbabweEditar

Ver tambémEditar

Referências

  1. UNESCO-WHC - Comitê do Patrimônio Mundial - ('em inglês') ; ('em francês'). Visitados em 18 de março de 2016
  2. UNESCO-WHC - Convenção do Patrimônio Mundial - ('em inglês') ; ('em francês'). Visitados em 18 de março de 2016
  3. UNESCO-WHC - Sessões Anuais - ('em inglês') ; ('em francês'). Visitados em 18 de março de 2016
  4. UNESCO-WHC - Região África (lista dos países e respectivos sítios) - ('em inglês') ; ('em francês'). Visitados em 18 de março de 2016
  5. «Lista do Patrimônio Mundial». UNESCO. Consultado em 28 de maio de 2010 
  6. a b publico.pt (4 de julho de 2018). «Há 19 novas entradas na lista do Património Mundial da UNESCO». 4-7-2018. Consultado em 5 de julho de 2018 

Ligações externasEditar