Abrir menu principal

Lista dos álbuns de música latina mais vendidos nos Estados Unidos

A banda mexicana Maná tem o maior número de discos latinos entre os mais comercializados nos Estados Unidos, com quatro projetos presentes na lista.

Desde julho de 1993, a revista Billboard publica a lista dos álbuns de música latina mais vendidos nos Estados Unidos através da tabela Top Latin Albums.[1] De acordo com a própria revista e a Recording Industry Association of America (RIAA) — órgão norte-americano que representa a indústria musical no país — são considerados discos de "música latina" quando 51% ou mais de seu material é gravado em língua espanhola.[2][3] Os dados de vendas são organizados pela Nielsen SoundScan a partir do recolhimento de informações que provém de lojas de discos, departamentos de música em lojas de eletrônicos, vendas pela internet (físicamente e digitalmente) e vendas verificadas em casas de espetáculos.[4] A empresa acompanha as vendas de discos no país desde março de 1991,[5] e em sua base de dados não inclui vendas de pequenos comerciantes sem caixas registradoras eletrônicas e pontos de vendas não tradicionais, como mercado de pulgas e farmácias.[6] Antes da incrementação da tabela Top Latin Albums, as vendas de álbuns de música latina eram distribuídas e divididas em três subcategorias: Latin Pop, Tropical/Salsa e Regional Mexican.[1]

Em 17 de outubro de 2017, a Billboard fez um compilado dos 25 projetos mais distribuídos no país, com informações recolhidas desde setembro de 1992.[7] Até a data, a obra de música latina mais vendida nos Estados Unidos era Dreaming of You (1995), distribuído postumamente como o quinto e último álbum da carreira da artista Selena.[7] Na época de seu lançamento, tornou-se o primeiro projeto predominantemente em espanhol a estrear na liderança da Billboard 200 e foi o álbum de música latina mais vendido em 1995 e 1996.[8][9][10] Desde então, cerca de 2 milhões 942 mil exemplares foram vendidos em território norte-americano.[7] Amor prohibido (1994), lançado como o quarto disco da mesma artista, ocupa a quarta colocação da lista, com vendas estimadas em mais de 1 milhão e 246 mil de cópias.[7]

Nos Estados Unidos, as certificações por vendas de gravação musical são apresentadas pela RIAA, que iniciou seus trabalhos de certificações em 1958.[11][12] Inicialmente, as certificações eram baseadas em unidades enviadas para lojas de discos: as vendas de 500 mil unidades eram honradas com o disco de ouro, 1 milhão com o disco de platina, e as de 2 milhões para cima eram presenteadas com a quantidade de platina equivalente a cada milhão vendido.[12] Em 1 de fevereiro de 2016, a empresa atualizou sua metodologia e passou a incluir o serviço de streaming e a unidade equivalente de álbum para compor suas certificações.[n 1][14] Em 2000, o órgão passou a reconhecer o mercado de música latina no país e lançou uma versão própria para certificar as obras do gênero.[15] Atualmente, um álbum de música latina passa a receber o disco de ouro quando atinge vendas estimadas em 30 mil cópias, enquanto 60 mil remetem a um disco de platina. Para os discos de multi-platina, são premiados quando atingem vendas de 120 mil unidades, enquanto 600 mil referem-se aos discos de diamante.[16]

Luis Miguel foi o primeiro artista a possuir dois discos de música latina certificados com discos de platina, com Romance (1991) e Segundo romance (1994).[17] Este último tornou-se o vigésimo primeiro disco mais vendido nos Estados Unidos, com mais 603 mil unidades comercializadas.[7] Me estoy enamorando (1997) de Alejandro Fernández e Vuelve (1998) de Ricky Martin foram os álbuns em espanhol mais vendidos em 1998 e 1999, respectivamente; ambos foram certificados com discos de platina em território norte-americano.[18][19] Shakira e Maná são os únicos artistas com mais de dois trabalhos entre os mais vendidos do gênero.[7] Shakira recebeu o disco de platina pelos álbuns Pies descalzos (1995) e Dónde están los ladrones? (1998), enquanto Fijación oral, vol. 1 (2005) foi certificado onze vezes com disco de platina em sua versão latina.[20] Maná tem quatro discos na lista dos mais vendidos: ¿Dónde jugarán los niños? (1992), Sueños líquidos (1997), MTV Unplugged (1999) e Amar es combatir (2006).[7]

Álbuns mais vendidosEditar

As posições foram baseadas nas informações fornecidas pela revista Billboard em outubro de 2017. As vendas, quando exibidas, são da fonte fornecida, que pode estar em uma data diferente e não podem ser usadas para inferir mudanças na posição de cada álbum.[7]

 
Gloria Estefan é a segunda artista feminina melhor posicionada na lista.
 
Shakira é a dona do oitavo e nono projeto mais distribuído no país.
 
Vicente Fernández é o artista masculino a solo com o disco latino mais vendido nos Estados Unidos.
Legenda
Ouro Disco de ouro (500 mil unidades)
Platina Disco de platina (1 milhão de unidades)
Platina (Latina)† Disco de platino (60 mil unidades)
Platina (Latina)‡ Disco de platino (100 mil unidades)[n 2]
Álbum Artista Ano Pico[n 3] Vendas Certificação[20]
1 Dreaming of You Selena 1995 1 2 942 000 59× Platina†
2 Buena Vista Social Club Buena Vista Social Club 1997 1 1 925 000 Platina
3 The Best of the Gipsy Kings Gipsy Kings 1995 2 1 563 000 Platina
4 Amor prohibido Selena 1994 1 1 246 000 36× Platina†
5 Historia de un ídolo, vol. 1 Vicente Fernández 2000 1 1 242 000 Ouro
6 Mi tierra Gloria Estefan 1993 1 1 232 000 16× Platina
7 Barrio fino Daddy Yankee 2004 1 1 083 000 Platina
8 Fijación oral, vol. 1 Shakira 2005 1 1 019 000 11× Platina
9 Dónde están los ladrones? Shakira 1998 1 920 000 Platina
10 Vuelve Ricky Martin 1998 1 888 000 Platina
11 Suavemente Elvis Crespo 1998 1 879 000 Platina
12 ¿Dónde jugarán los niños? Maná 1992 4 856 000 12× Platina‡
13 Barrio fino en directo Daddy Yankee 2005 1 809 000 Ouro
14 Un día normal Juanes 2002 1 745 000 6× Platina‡
15 Mi sangre Juanes 2004 1 739 000 8× Platina‡
16 Sueños líquidos Maná 1997 1 706 000 Platina
17 Amar es combatir Maná 2006 1 702 000 Ouro
18 MTV Unplugged Maná 1999 1 701 000 Ouro
19 Romances Luis Miguel 1997 1 687 000 Platina
20 Pa'l mundo Wisin & Yandel 2011 1 676 000 Ouro
21 Segundo romance Luis Miguel 1994 1 603 000 Platina
22 Trozos de mi alma Marco Antonio Solís 1999 1 598 000 Platina
23 Pies descalzos Shakira 1996 5 580 000 Platina
24 Me estoy enamorando Alejandro Fernández 1997 1 576 000 Platina
25 El hijo del pueblo Vicente Fernández 1991 568 000 2× Platina‡
Notas
  1. Unidade equivalente de álbum é o sistema de computação adotado pela revista Billboard, o qual estabelece que a venda de 10 canções em download digital, o streaming de 1.500 faixas de um mesmo disco do artista e a reprodução de 3.750 videoclipes equivale à venda de um disco completo.[13]
  2. Para álbuns certificados como Disco de platino antes de 20 de dezembro de 2013.[16]
  3. Refere-se à melhor posição do disco na Top Latin Albums, com dados fornecidos pela revista Billboard.[21]

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b Earl Paige (10 de julho de 1993). «Billboard's Latin Charts Switched to SoundScan». Billboard (em inglês). Nielsen Business Media, Inc. Consultado em 13 de janeiro de 2019 
  2. Leila Cobo (5 de janeiro de 2012). «Latin Sales Down Slightly In 2011, Digital Latin Sales Up». Billboard (em inglês). Prometheus Global Media, LLC. Consultado em 13 de janeiro de 2019 
  3. Alisa Valdes-Rodriguez (26 de dezembro de 1999). «The Loud and Quiet Explosions». Los Angeles Times (em inglês). Tronc, Inc. (Tribune Media Company). Consultado em 13 de janeiro de 2019 
  4. «Billboard Methodology». Billboard (em inglês). Nielsen Business Media, Inc. Consultado em 13 de janeiro de 2019 
  5. Roy Trakin (8 de julho de 2017). «In the Battle for Music Chart Supremacy, DJ Khaled and Nielsen Reign, But Can the Game Be Goosed?». Variety (em inglês). Variety Media, LLC (Penske Business Media, LLC.). Consultado em 13 de janeiro de 2019 
  6. Alisa Valdes-Rodriguez (10 de dezembro de 1999). «Latin Music: Bigger Than Reported?». Los Angeles Times (em inglês). Tronc, Inc. (Tribune Media Company). Consultado em 13 de janeiro de 2019 
  7. a b c d e f g h Marjua Estevez (17 de outubro de 2017). «The Top 25 Biggest Selling Latin Albums of the Last 25 Years: Selena, Shakira & More». Billboard (em inglês). Prometheus Global Media, LLC. Consultado em 13 de janeiro de 2019 
  8. John Lannert (2 de setembro de 1995). «The Selena Phenomenon». Billboard (em inglês). Nielsen Business Media, Inc. Consultado em 13 de janeiro de 2019 
  9. «1995 Top Billboard Latin 50 Albums». Billboard (em inglês). Nielsen Business Media, Inc. 31 de dezembro de 1995. Consultado em 13 de janeiro de 2019 
  10. «1996 Top Billboard Latin 50 Albums». Billboard (em inglês). Nielsen Business Media, Inc. 31 de dezembro de 1996. Consultado em 13 de janeiro de 2019 
  11. «About RIAA» (em inglês). The Recording Industry Association of America. Consultado em 13 de janeiro de 2019 
  12. a b «Story of Gold & Platinum» (em inglês). The Recording Industry Association of America. Consultado em 13 de janeiro de 2019 
  13. «Billboard Finalizes Changes to How Streams Are Weighted for Billboard Hot 100 & Billboard 200». Billboard (em inglês). Prometheus Global Media, LLC. 1 de maio de 2018. Consultado em 13 de janeiro de 2019 
  14. Brittany Spanos (1 de fevereiro de 2016). «RIAA to Count Streaming Towards Album Certifications». Rolling Stone (em inglês). Wenner Media, LLC. Consultado em 13 de janeiro de 2019 
  15. John Lannert (5 de fevereiro de 2000). «RIAA Creates Latin Market Certifications». Billboard (em inglês). Nielsen Business Media, Inc. Consultado em 13 de janeiro de 2019 
  16. a b «RIAA Updates Latin Gold & Platinum» (em inglês). The Recording Industry Association of America. Consultado em 13 de janeiro de 2019 
  17. «Luis Miguel on Apple Music» (em inglês). iTunes (Apple, Inc.). Consultado em 13 de janeiro de 2019 
  18. Dalet Brady (26 de dezembro de 1998). «1998 Top Billboard Latin 50 Albums». Billboard (em inglês). Nielsen Business Media, Inc. Consultado em 13 de janeiro de 2019 
  19. «1999 Top Billboard Latin 50 Albums». Billboard (em inglês). Nielsen Business Media, Inc. 25 de dezembro de 1999. Consultado em 13 de janeiro de 2019 
  20. a b «Gold & Platinum» (em inglês). The Recording Industry Association of America. Consultado em 13 de janeiro de 2019 
  21. «Top Latin Albums». Billboard (em inglês). Prometheus Global Media, LLC. Consultado em 13 de janeiro de 2019 

Ligações externasEditar

  A Wikipédia possui o
Portal Música