Abrir menu principal

Wikipédia β

Lixa do Alvão

freguesia de Portugal

Lixa do Alvão foi uma freguesia portuguesa do concelho de Vila Pouca de Aguiar, com 14,49 km² de área[1] e 424 habitantes (2011[2]) (densidade: 29,3 hab/km²), situada no planalto da Serra do Alvão, 3 km a oeste da sede do concelho.

Portugal Lixa do Alvão  
—  Freguesia portuguesa extinta  —
Brasão de armas de Lixa do Alvão
Brasão de armas
Lixa do Alvão está localizado em: Portugal Continental
Lixa do Alvão
Localização de Lixa do Alvão em Portugal Continental
Coordenadas 41° 30' 07" N 7° 41' 36" O
Concelho primitivo Vila Pouca de Aguiar
Concelho (s) atual (is) Vila Pouca de Aguiar
Freguesia (s) atual (is) Alvão
Extinção 28 de janeiro de 2013
Área
 - Total 14,49 km²
População (2011)
 - Total 424
    • Densidade 29,3 hab./km²
Orago Santo António

Foi desanexada da vizinha freguesia do Soutelo de Aguiar por Lei de 1 de Julho de 2003, tendo-se tornado oficialmente freguesia a partir de 1 de Janeiro de 2004.

Foi extinta (agregada) pela reorganização administrativa de 2012/2013,[3] sendo o seu território integrado na freguesia do Alvão.

CaracterizaçãoEditar

Esta jovem freguesia (entretanto extinta) contava pelos dedos da mão os anos da existência constituída e os milénios da génese de povos que passaram por estas terras altaneiras abençoadas pelo Santo António, que mora na antiga capela da localidade que pelo Verão abre as mãos em festa.

De Nascente a Poente, é pelos mesmos braços trabalhadores e abertos que se estendem as localidades de Paredes do Alvão, Lixa do Alvão, Carrazedo do Alvão, e os lugares de colonos desde a Aviação ao Torgo. Por entre estes braços, ligados pela ruralidade à batata e ao centeio, passa a estrada que liga ao Minho, que viu crescer estas terras já (des) ligadas a outras do vale.

O relevo natural e humano fizeram o novo caminho da Lixa do Alvão que passou a ter uma estrada maior que as preces locais, e com a auto-estrada (A7) surgem novas pelo Alvão.

Nos negócios, os tradicionais gados, leiteiro e serrano, pastam ao lado de zonas de serviço que empregam o nome Alvão.

Da monumental Mamoa do Alto do Catorino é possível ver toda a freguesia e guardar a Chã das Arcas, e de mais dolméns, sepulturas medievais, alminhas, fontes de mergulho e outras riquezas também amparadas no planalto da serra do Alvão, aqui até ao leito do rio Torno. A mesma terra, gema, gomo no centro do Alvão, que se abriu à multiplicidade desta gente, viu partir os filhos e também assiste ao seu regresso com diversos sotaques, coloridos, itinerantes, e eternos amantes do Alvão.

Incluía no seu território os seguintes lugares: Carrazedo do Alvão, Colonos, Lixa do Alvão e Paredes do Alvão, sendo a Lixa do Alvão a povoação central.

Algumas familias destacavam-se como a familia Queiroga e a familia Fernandes.

Existe um movimento associativo crecente nesta antiga Freguesia, estimulado pela jovem Associação Cultural, Recreativa e Social do Alvão, ASA, que tem por objectivos o apoio social, cultural e recreativo a idosos, crianças e jovens, evidenciando-se o apoio social às populações com necessidades especiais.

Um grupo de várias dezenas de jovens das várias aldeias da Freguesia da Lixa do Alvão, criou recentemente o "Grupo de Jovens do Alvão", o qual organiza e divulga eventos e festividades recreativas e culturais na região.

PopulaçãoEditar

Número de habitantes [4]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
424

(Obs.: Número de habitantes "residentes", ou seja, que tinham a residência oficial neste concelho à data em que os censos se realizaram.)

Freguesia criada pela Lei 63/2003, de 22 de Agosto, com lugares desanexados da freguesia de Soutelo de Aguiar

Notas e Referências

  1. Instituto Geográfico Português, Carta Administrativa Oficial de Portugal (CAOP), versão 2012.1
  2. INE (2012) – "Censos 2011 (Dados Definitivos)", "Quadros de apuramento por freguesia" (tabelas anexas ao documento).
  3. Diário da República, 1.ª Série, n.º 19, Reorganização administrativa do território das freguesias, Lei n.º 11-A/2013, de 28 de janeiro, Anexo I. Acedido a 19/07/2013.
  4. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
  Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.