Loliano Mavórcio

Quinto Flávio Mésio Egnácio Loliano Mavórcio (em latim: Quintus Flavius Maesius Egnatius Lollianus signo Mavortius) foi um oficial romano do século IV, ativo durante o reinado dos imperadores Constantino (r. 306–337) e Constâncio II (r. 337–361). Teve uma longa carreira de sucesso, ocupando vários ofícios ao longo de sua vida, tanto militares como administrativos.

Loliano Mavórcio
Nacionalidade
Vexilloid of the Roman Empire.svg
Império Romano
Ocupação General

VidaEditar

Loliano Mavórcio era um pagão e presumivelmente descendente do cônsul sufeto Lúcio Egnácio Vitor Loliano. Teve filhos, dos quais se sabe o nome de dois: Plácido Severo e Quinto Flávio Mésio Cornélio Egnácio Severo Loliano. Ele foi patrão de Putéolos e Suessa.[1] Sua carreira é descrita numa série de inscrições: VI 30895=D 3426 de Roma e 2-5 da Campânia; D 1223=X 4752 de Suessa e 3-5 de Putéolos; D 1224a=X 1695; D 1224b e VI 37112; e D 8943=VI 36951. As inscrições citam-o como homem claríssimo e descrevem seus ofícios, mas muito deles não são datados e foram conjecturalmente organizados pela PIRT. Segundo eles, sua primeira posição foi como pretor urbano e então tornar-se-ia áugure público. Depois foi nomeado curador do Tibre e da Cloaca Máxima, o esgoto de Roma, e então curador das obras públicas.[2]

Em 328, foi nomeado curador/consular dos aquedutos e do Pórtico de Minúcio. Em 328/334, tornou-se consular da Campânia e em 329/335 foi nomeado conde flavial. Em 330/336, possivelmente em 336, era conde do Oriente, e em 334/337, quando Fírmico Materno publicou seu Matesis, talvez foi conde da primeira ordem e procônsul da África. Parece que Loliano caiu do favor imperial, pois Materno dedicou-lhe sua obra de astrologia. Entre 1 de abril e 6 de julho de 342, assume a posição de prefeito urbano de Roma e então torna-se novamente conde da primeira ordem dentro do palácio (intra palatium). Em 355, foi eleito cônsul posterior com Arbício.[3] Entre 355-356, segundo uma série de leis preservadas no Código de Teodósio, foi prefeito pretoriano da Ilíria. Pelo que é possível inferir com a interpolação da informação das leis e o relato de Amiano Marcelino, Loliano ocupou esse ofício com Úrsulo como seu colega.[4]

Ver tambémEditar

Cônsul do Império Romano
 
Precedido por:
'Constâncio VII

com Constâncio Galo III

Loliano Mavórcio
355

com Arbício

Sucedido por:
'Constâncio VIII

com Juliano


Referências

  1. Martindale 1971, p. 514.
  2. Martindale 1971, p. 512-513.
  3. Martindale 1971, p. 513.
  4. Martindale 1971, p. 513-514.

BibliografiaEditar

  • Martindale, J. R.; A. H. M. Jones (1971). «Q. Flavius Maesius Egnatius Lollianus signo Mavortius 5». The Prosopography of the Later Roman Empire, Vol. I AD 260-395. Cambridge e Nova Iorque: Cambridge University Press