Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Para pelo mamífero, veja Lontra.

Lontras é um município brasileiro do Estado de Santa Catarina. Localiza-se a uma latitude 27º09'58" sul e a uma longitude 49º32'31" oeste, estando a uma altitude de 330 metros. A população indicada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) de 2017 foi de 11.774 habitantes. É essencialmente agrícola, porém tem demonstrado crescimento no ramo industrial, especialmente na indústria têxtil.

Município de Lontras
Bandeira indisponível
Brasão de Lontras
Bandeira indisponível Brasão
Hino
Aniversário 31 de dezembro
Fundação 31 de dezembro de 1961 (57 anos)
Gentílico lontrense
CEP 89182-000
Prefeito(a) Marcionei Hillesheim (PMDB)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Lontras
Localização de Lontras em Santa Catarina
Lontras está localizado em: Brasil
Lontras
Localização de Lontras no Brasil
27° 09' 57" S 49° 32' 31" O27° 09' 57" S 49° 32' 31" O
Unidade federativa Santa Catarina
Mesorregião Vale do Itajaí IBGE/2008[1]
Microrregião Rio do Sul IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Apiúna, Aurora, Ibirama, Presidente Nereu e Rio do Sul
Distância até a capital 180 km
Características geográficas
Área 198,397 km² [2]
População 10 248 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 51,65 hab./km²
Altitude 360 m
Clima Mesotérmico úmido
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,777 alto PNUD/2000[4]
PIB R$ 101 993,170 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 10 681,03 IBGE/2008[5]

Possui uma área de 197,54 km².

HistóriaEditar

Os primeiros colonizadores de Lontras foram alemães que, carregando seus pertences em burros, avançaram pelas margens do rio Itajaí-Açu, encontrando a região que pertencia às terras adquiridas e depois divididas por Hermann Otto Blumenau, vindo da Alemanha por volta de 1850.

O nome da cidade origina-se do mamífero lontra que vivia na região. O município foi criado através da Lei nº 791, de 19 de dezembro de 1961, quando então se desmembrou do município de Rio do Sul. Lontras guarda em seus inúmeros casarios, os traços da história da colonização do Alto Vale do Itajaí, com vários exemplares de destaque, como é o caso do Casarão Schroeder, tombado pela Fundação Catarinense de Cultura.[6]

O desenvolvimento econômico é constituído por: 40% indústria, 30% comércio, 20% agricultura e 10% prestação de serviços.

No município são cultivados fumo, milho, feijão e arroz irrigado, além da criação de aves, de suínos e de gado leiteiro. As indústrias são metalmecânica e facções, entre outras atividades que geram renda e emprego. As atrações naturais são corredeiras e cachoeiras. A antiga ferrovia é outra visita imperdível, com seus túneis e pontilhões.

O município destaca-se também pela preservação do patrimônio da extinta Estrada de Ferro de Santa Catarina, através da antiga Estação Ferroviária e de inúmeras edificações históricas distribuídas pela cidade, que demonstram a importância de suas famílias na colonização do Alto Vale do Itajaí e a preocupação de seus descendentes em preservar a memória dos imigrantes.

Os templos religiosos com arquitetura diferenciada preservada, apresentam forte apelo histórico e religioso. Cortada pela antiga Estrada de Ferro Santa Catarina, Lontras é um dos parceiros do Projeto de Revitalização da Estrada de Ferro, denominado Ferrovia das Bromélias, juntamente com Rio do Sul, Ibirama e Apiúna. As tradições herdadas dos alemães e italianos unem-se em prol do desenvolvimento e enriquecimento de um lugar de grande potencial, através de um povo hospitaleiro e amigo.

Preservar o rico Patrimônio Cultural do município de Lontras é dever de todo cidadão lontrense.


O INÍCIO DA COLONIZAÇÃO

Quando o Sr. Hermann Otto Blumenau chegou ao Brasil vindo da Alemanha em 1850, a principal preocupação da colônia foi fixar os colonos alemães em Blumenau e nos seus arredores, que hoje fazem parte dos atuais municípios de Gaspar, Massaranduba, Indaial, Pomerode e Timbó, enquanto os colonos italianos foram estabelecidos em Luiz Alves, Rio dos Cedros, Rodeio, Ascurra e Apiúna.

Em 1878, o Sr. Hermann Otto Blumenau resolveu instalar 58 famílias lombardas na linha Riachuelo - Lontras. Foi a primeira colonização oficialmente instalada no Alto Vale do Itajaí. A maior parte dessas famílias lombardas acabaram fugindo da perseguição dos índios, pois não recebam nenhuma assistência da administração da colônia.

Em 10 de junho de 1879, o Sr. Blumenau autorizou que fosse dado início a colônia Humaitá, na Margem Esquerda do Rio Itajaí-Açu, posteriormente sede do Distrito de Bela Aliança e atual cidade de Rio do Sul.

Estrutura Organizacional MunicipalEditar

Ver também: Lista de Prefeitos de Lontras

Prefeito Municipal: Marcionei Hillesheim

Vice-Prefeito Municipal: Rubens Roberto dos Santos

Secretária de Educação, Cultura e Desporto: Eliane Maria Werner Cziecelski

Secretária de Administração: Carla Schaufelberger

Secretário do Planejamento: Geferson Roberto Aragão

Secretário de Obras e Infraestrutura: Alício Cardoso

Secretário de Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente: Mário Bini

Secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo: Valmor Zandonai

Secretária da Saúde: Iara Malheiros

Secretária de Assistência Social: Leda Kniss

Secretária da Fazenda: Sérgio Maggio

EducaçãoEditar

O município de Lontras possui 2 Escolas Estaduais, 5 Escolas Municipais e 12 Centros de Educação Infantis, são elas:


ESCOLAS ESTADUAIS

Escola de Educação Básica "Regente Feijó" (Centro)

Escola de Educação Básica "Cecília Bertha Hildegard Cardoso" (Salto Pilão)


ESCOLAS MUNICIPAIS

Escola Municipal de Educação Básica "Irmã Maria Tambosi" (Centro)

Escola Municipal de Educação Básica "Irmã Maria Tambosi 2" - Base Diversificada (Centro)

Escola Municipal de Educação Básica "Júlio Wolf" (Riachuelo)

Escola Municipal de Educação Básica "Professora Laura Samulewski" (Concórdia)

Escola Municipal de Educação Básica "Leopoldo Sonntag" (Dona Paula)


CENTRO DE EDUCAÇÃO INFANTIL (C.E.I)

Centro de Educação Infantil "Estrela Guia" (Centro)

Centro de Educação Infantil "Estrela Guia 2" (Centro)

Centro de Educação Infantil "Olinda Barbosa" (Centro)

Centro de Educação Infantil "Raio de Sol" (Centro)

Centro de Educação Infantil "Anjos da Luz" (Jardim Primavera)

Centro de Educação Infantil "Chapeuzinho Vermelho" (Riachuelo)

Centro de Educação Infantil "Sonho Feliz" (Margem Esquerda)

Centro de Educação Infantil "Criança Feliz" (Salto Pilão)

Centro de Educação Infantil "Emílio Jacobsen" (Salto Pilão)

Centro de Educação Infantil "Hilda Rauh" (Concórdia)

Centro de Educação Infantil "Pingo de Gente" (Dona Paula)

Centro de Educação Infantil "Alto Subida" (Alto Subida)

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  6. PROJETO RESGATE DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO ALTO VALE DO ITAJAÍ - MUNICÍPIO: Lontras > Denominação do Local: Casarão Schroeder Arquivado em 9 de abril de 2017, no Wayback Machine. Acessado em 9 de abril de 2017

Ver tambémEditar