Abrir menu principal

Wikipédia β

Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Pode encontrar ajuda no WikiProjeto Música.

Se existir um WikiProjeto mais adequado, por favor corrija esta predefinição. Este artigo está para reciclagem desde agosto de 2012.

Los Bunkers (a pronúncia em espanhol é: //lɒs'buŋ.keɾs//) é uma banda de rock de nacionalidade chilena. Seus integrantes vêm da comuna de Hualpén, na cidade de Concepción. A banda é conhecida por seu estilo de rock contemporâneo, baseado nos anos 60 em diante, com influência de grupos musicais como TheBeatles e Los Tres, incorporando também sons de raiz folclórica fortemente inspirados na 'Nueva Canción Chilena'. Em algumas ocasiões foram chamados de: «Os Beatles chilenos».[1]

Los Bunkers
Los Bunkers.jpg
A banda no Festival do Instituto O'Higgins de Rancagua em 2006
Informação geral
Origem Hualpén, Concepción
País  Chile
Gênero(s) Rock alternativo
Indie rock
Folk rock
Período em atividade 1999 - 2014 (em hiato)
Gravadora(s) Universal Music
La Oreja
Sony Music
Big Sur
Integrantes Álvaro López
Mauricio Durán
Francisco Durán
Gonzalo López
Mauricio Basualto
Ex-integrantes Manuel Lagos
Página oficial Site Oficial

Índice

HistóriaEditar

Os começosEditar

O grupo se originou na cidade de Concepción, na VIII região de Bío-Bío, zona centro-sul do Chile. Dois de seus integrantres (Álvaro López e Francisco Durán) conheceram-se ao redor do ano de 1996 no Colégio Salesiano de Concepción, que passaram a integrar varias bandas, tais como La Pol Chefer Band com o baterista Alejandro Silva, dedicados a tocar covers de grupos dos anos 60's. Esta banda também consistia de Gonzalo López e já teve seu próprio repertório. Os outros dois membros dos Bunkers (Mauricio Durán e Mauricio Basualto) estão na Faculdade de Jornalismo da Universidade de Concepción que fazem parte de um grupo que tocava música de The Beatles, chamado de Los Biotles. Outro projeto foi Grass, um quarteto no qual formaram parte Basualto, M. Durán, Pedro Araneda (este último também baixista de Pettinellis) e Cristian "Coiote" López. No inverno de 1999 foi criada a banda "Los Bunkers", com o Álvaro López em vocais e violão, Gonzalo López no baixo, os Francisco e Mauricio Durán nas guitarras e coro, e Manuel Lagos (baterista do período da adolescência do Álvaro e do Francisco no Colégio Salesiano) em bateria.[2] Já naquela época estavam interessados na composição. Assim, como nos primeiros shows ouviram-se canções como: Fantasías Animadas de Ayer y Hoy, Buscando Cuadros, No sé e Jamás, que seriam parte de seu álbum de estréia. Junto com isso, eles interpretam versões de músicas de The Kinks, The Beatles, The Who, Jimi Hendrix, Cream, The Byrds, David Bowie, Bob Dylan e um longo etcétera.

A estréia acontece na Universidade Técnica Federico Santa María, de Hualpén, e seu contínuo circuito de concertos entre 1999 e 2000, faz do que a imprensa local começa a perceber sua atividade e que realze os seus talentos.

Gonzalo López toca guitarra a partir do lançamento e a turnê do álbum Música libre, nas músicas "Quien fuera" (Quem fora) e "Santiago de Chile" (Santiago do Chile), enquanto o Francisco Durán en tais ocasiões tocara o baixo elétrico.

ComponentesEditar

 
O Francisco Durán tocando a guitarra num concerto .
 
O Mauricio Durán tocando em um concerto.
 
Fuente: MusicaPopular.cl[1]

DiscografiaEditar

Álbuns de estúdioEditar

EPEditar

DVDEditar

Coletânea musicalEditar

Referências

  1. a b Biografía de Los Bunkers, Musicapopular.cl
  2. Biografía de Los Bunkers, Sitio oficial

Ligações externasEditar