Abrir menu principal
Lourenço Soares de Almada
Nascimento Reino de Portugal
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de Lourenço de Almada, veja Lourenço de Almada (desambiguação).

Lourenço Soares de Almada, 6.º conde de Abranches, 10.º senhor dos Lagares d´El-Rei e 4.º senhor de Pombalinho, foi Alcaide-mor de Lisboa.

Foi cativo na batalha de Alcácer Quibir, possivelmente sendo dirigido para mesma prisão marroquina onde morreu seu pai. Refere José Pereira Bayão, no seu "Portugal Cuidadoso e Lastimado", que tinham sido honrados por El-rei para combaterem nas primeira fileira[1]. Depois, passados vários anos lá, só conseguiu remir-se em Portugal depois da morte do cardeal rei D. Henrique[2], quando Portugal já estava sob domínio castelhano[3].

Desde essa altura, como o Reino de Portugal estava sob domínio "Filipino", foi viver para o seu palácio de Condeixa-a-Nova e nunca mais toma parte em nenhum acto público, excepto ter acompanhado o corpo do rei D. Sebastião, desde Faro ao Mosteiro dos Jerónimos. Fê-lo na companhia de alguns poucos fidalgos, entre eles os seus dois cunhados que tinham sido seus companheiros d´armas em Alcácer e que moravam consigo - Lucas de Portugal e Henrique Correia da Silva[4][5].

Índice

Dados genealógicosEditar

Lourenço Soares de Almada.

Filho de: Antão Soares de Almada, 5.º conde de Avranches, 9.º senhor dos Lagares d'El-Rei e 3.º senhor de Pombalinho, e de D. Vicência de Castro.

Casou com: Francisca de Távora, filha de Lourenço Pires de Távora (3.º senhor do morgado de Caparica), embaixador de Roma e mordomo-mor do Príncipe D. João[6], e de Catarina de Távora.

Tiveram os filhos:

Teve bastardo:

ControvérsiaEditar

Segundo alguns, também foi conde de Avranches ou Abranches, tal como tinham sido seus antepassados, apesar de representar a varonia Vaz de Almada e Abranches e o respectivo título nobiliárquico.

Referências

  1. Conde de Almada, Relação dos Feitos de Antão Dalmada, 1940
  2. Esteves Pereira e Guilherme Rodrigues, “Portugal diccionario historico, chorographico, heraldico, biographico, bibliographico, numismatico e artistico”, João Romano Torres — Editor, Lisboa, 1904
  3. Terá sido um dos oitenta fidalgos que o rei D. Filipe I de Portugal resgatou, no ano 1584 - «Genealogias das Famílias de Portugal», por Afonso Torres e continuada por Luís Vieira da Silva, capitulo dos Almadas, ano de 1694
  4. Código Alcobacense n.º 459 (ant.º) e 126 (mod), na Biblioteca Nacional de Lisboa, refere o Conde de Almada, em Relação dos Feitos de D. Antão Dalmada, edição de 1940
  5. Coisas Que Poucos Sabem, Henrique Salles da Fonseca, Elos Clube de Lisboa, 19 de Julho de 2011
  6. «Genealogias das Famílias de Portugal», por Afonso Torres e continuada por Luís Vieira da Silva, capitulo dos Almadas, ano de 1694
  7. «Genealogias das Famílias de Portugal», por Afonso Torres e continuada por Luís Vieira da Silva, capitulo dos Almadas, ano de 1694

BibliografiaEditar

Ver tambémEditar