Lourenço de Médici (1599-1648)

Lourenço de Médici (em italiano: Lorenzo de' Medici; Florença, 1 de agosto de 1599 – Florença, 15 de novembro de 1648) foi o sétimo filho de Fernando I de Médici, Grão-Duque da Toscana e da sua mulher Cristina de Lorena. Era o irmão mais novo de Cosme II de Médici.

Lourenço de Médici
Príncipe da Toscana
Dinastia Médici
Nascimento 1 de agosto de 1599
  Florença, Grão-ducado da Toscana
Morte 15 de novembro de 1648 (49 anos)
  Florença, Grão-ducado da Toscana
Pai Fernando I de Médici
Mãe Cristina de Lorena

BiografiaEditar

Apaixonado pela caça, por cães e cavalos, era também um mecenas e patrono das artes: protetor de Stefano Della Bella, na sua residência no Casino da via del Parione (entretanto destruído para dar lugar ao Palazzo Corsini al Parione) e na Villa La Petraia, embelezada com frescos por Volterrano e onde junta uma considerável coleção de pinturas.

Em 1617 acompanhou a irmã Catarina, que andata in sposa a Fernando Gonzaga, a Mântua, tendo visitado Veneza, Génova, Loreto e Pesaro. Em 1623 deslocou-se a Urbino para ajudar a irmã Cláudia, que ficara viúva do duque Frederico Ubaldo Della Rovere, para convencer o sucessor deste, Francisco Maria II Della Rovere, que ficara sem herdeiros, a ceder o Ducado de Urbino à família Médici. Mas a sua tentativa falho pelo que, em 1626, acompanhou Cláudia, na sua segunda viagem nupcial para Innsbruck, onde casou com o conde do Tirol Leopoldo V da Áustria, tendo visitado Munique, Nuremberga, Ratisbona e Nancy.

Não se casou vindo a falecer em 1648, e diz-se que foi envenenado por um medicamento.

Em 1857, durante o primeiro reconhecimento dos cadáveres dos Médici, o seu corpo é assim descrito:

“Os ossos […] pulverizados […], as roupas de estilo espanhol, a jaqueta de veludo, talvez de cor violeta, bordada a ouro; o chapéu de feltro com penas [...][1]


AscendênciaEditar

ReferênciasEditar

  1. Sommi Picenardi G., Esumazione e ricognizione delle Ceneri dei Principi Medicei fatta nell'anno 1857. Processo verbale e note, Archivio Storico Italiano Serie V, Tomo I-II, M. Cellini & c., Firenze 1888 in D. Lippi, Illacrimate Sepolture - Curiosità e ricerca scientifica nella storia della riesumazione dei Medici, Firenze, 2006 online.

BibliografiaEditar

  • Young, G.F.: The Medici: Volume II, John Murray, Londres, 1920

Ligações ExternasEditar