Abrir menu principal

Lourinhã (freguesia)

localidade e antiga freguesia da Lourinhã, Portugal
Portugal Lourinhã 
  Freguesia portuguesa extinta  
Neve na Lourinhã em 2006. A última vez que nevara na Lourinhã fora há 62 anos.
Neve na Lourinhã em 2006. A última vez que nevara na Lourinhã fora há 62 anos.
Brasão de armas de Lourinhã
Brasão de armas
Localização no concelho da Lourinhã
Localização no concelho da Lourinhã
Lourinhã está localizado em: Portugal Continental
Lourinhã
Localização de Lourinhã em Portugal Continental
Coordenadas 39° 14' 33" N 9° 18' 44" O
Concelho primitivo Lourinhã
Concelho (s) atual (is) Lourinhã
Freguesia (s) atual (is) União das Freguesias de Lourinhã e Atalaia
Extinção 2013
Área [1]
- Total 39,03 km²
População (2011) [2]
 - Total 9 897
    • Densidade 253,6 hab./km²
Gentílico Lourinhanense
Orago Nossa Senhora da Anunciação

Lourinhã é uma antiga freguesia portuguesa do concelho da Lourinhã, com 39,03 km² de área e 9 897 habitantes (2011)[2] e a densidade é de 253,6 hab/km².

É composta por 20 localidades: Abelheira, Areia Branca, Capelas, Casal Frade, Casal Lourim, Casal da Murta, Casal Novo, Casal Santo, Casal Valadares, Casal Vale Medo, Matas, Nadrupe, Praia da Areia Branca, Seixal, Serra do Calvo, Sobral, Toxofal de Baixo, Toxofal de Cima, Vale Viga e Zambujeira.

Em 2013, passou a integrar a nova União das Freguesias de Lourinhã e Atalaia.[3]

Índice

HistóriaEditar

A Lourinhã teve origem numa vila romana, Laurinius. Esta vila era banhada por um braço de mar, pelo que tinha um porto navegável. Actualmente, devido à retracção marinha, a vila é apenas banhada por um pequeno rio denominado Rio Grande.

Após a independência de Portugal face ao Reino de Leão, e da conquista de Lisboa, a vila foi doada a D. Jordão, um nobre cruzado que ajudara D. Afonso Henriques na expansão de Portugal. Em 1160 D. Afonso Henriques atribui à vila um foral, o primeiro do país, juntamente com outros.

PopulaçãoEditar

População da freguesia da Lourinhã [4]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
3 287 4 262 5 157 5 641 6 535 7 111 7 984 9 525 10 272 8 677 7 265 8 265 7 615 8 797 9 897

Com lugares desta freguesia foi criada, pelo decreto-lei nº 38.955, de 16/10/1952, a freguesia de Santa Bárbara e pela Lei n.º 101/85, de 4 de Outubro, a freguesia de Atalaia

 ;  ;  ;

PatrimónioEditar

ClimaEditar

A freguesia, tal como todo o concelho, sofre influência do Oceano Atlântico, pelo que tem temperaturas amenas entre os 10 e os 24 graus. As temperaturas negativas são raras, contudo, durante os dois últimos anos o concelho foi afectado por "nevões".

Devido à sua elevada pluviosidade a freguesia é bastante afectada por cheias.

TurismoEditar

Rota dos DinossaurosEditar

A zona da Lourinhã é um local onde têm sido descobertos fósseis de dinossauros, que hoje são um dos principais atractivos turísticos, quer no Museu da Lourinhã, quer em passeios pedestres que percorrem a costa da freguesia no lugar da praia do Paimogo.

PraiasEditar

GastronomiaEditar

  • Doçaria: amendoados, areias brancas, paimogos, delícias do Convento
  • Pratos: ensopado de borrego, caldeirada, caldo verde, lagosta suada
  • Petiscos: caracóis guisados, mexilhões
  • Aguardente: A Lourinhã constitui uma três regiões demarcadas de aguardente da Europa, pelo que tem origem demarcada.

HeráldicaEditar

Significados do Brasão da Freguesia:

  • Os dois ramos de Loureiro: simbolizam a comunidade nativa e comunidade franca existentes a quando da formação da vila. As duas comunidades são representadas por loureiros, pois esta era a árvore mais comum;
  • A Vieira: é o símbolo dos peregrinos de São Tiago que passavam na Igreja de Santa Maria do Castelo;
  • Flores-de-lis: homenagem ao primeiro donatário da Lourinhã, D. Jordão;
  • O Ondulado: representa o mar que banha a freguesia, e que constitui o seu desenvolvimento.

Referências

  1. «Áreas das freguesias, municípios e distritos da CAOP2012». Separador Areas_Freguesias_CAOP2012. Instituto Geográfico Português. 2012. Consultado em 1 de Abril de 2014. Cópia arquivada em 9 de novembro de 2013 
  2. a b «População residente, segundo a dimensão dos lugares, população isolada, embarcada, corpo diplomático e sexo, por idade (ano a ano)». Informação no separador "Q601_Centro". Instituto Nacional de Estatística. Consultado em 1 de Março de 2014. Cópia arquivada em 4 de dezembro de 2013 
  3. «Lei n.º 11-A/2013 de 28 de janeiro (Reorganização administrativa do território das freguesias)» (pdf). Diário da República eletrónico. Consultado em 28 de Março de 2014. Cópia arquivada (PDF) em 6 de janeiro de 2014 
  4. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
  Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.