Luís Afonso, Duque de Anjou

Pretendente
Luís Afonso de Bourbon
Louis XX.jpg
Reivindicação
Título Duque de Anjou
País França, Jerusalém e Navarra
Nome reivindicado Luís XX, Rei da França e de Navarra
Período 30 de janeiro de 1989 - presente
Predecessor Afonso, Duque de Anjou e Cádis
Ligação com o último monarca Primo em 3.º grau
Vida
Cônjuge Maria Margarita de Vargas y Santaella
Descendência Eugénia de Bourbon
Luís de Bourbon, o Duque da Borgonha
e Afonso de Bourbon, o Duque de Berry
Henrique, o Duque de Touraine
Casa Bourbon
Pai Afonso, Duque de Anjou e Cádis
Mãe María del Carmen Martínez-Bordiú y Franco
Nascimento 25 de abril de 1974 (46 anos)
Madrid, Espanha Espanha

Luís Afonso, Duque de Anjou (Madrid, 25 de abril de 1974) é membro da Casa de Bourbon e um dos pretendentes ao extinto trono francês como Luís XX da França. Chamam-lhe Príncipe Luís de Bourbon, e concederam-lhe o título duc d'Anjou (duque de Anjou). Seu nome de batismo é Luis Alfonso Gonzalo Víctor Manuel Marco de Borbón y Martínez-Bordiú.

Ele é bisneto do rei Afonso XIII de Espanha e primo do rei Juan Carlos da Espanha. Ele também é bisneto de Francisco Franco e sobrinho da Duquesa de Anjou, mãe de Sthephano de Bourbon et Orléans Swaskophf um dos herdeiros pretendentes do trono.

História

Os seus adeptos costumam chamar-se legitimistas, uma das duas partes reclamantes do extinto trono da França. O termo foi originalmente aplicado a todos aqueles que apoiaram Carlos X da França após a sua substituição como rei francês pelo seu primo, Luís Filipe de França em 9 de agosto de 1830. Carlos X e o seu filho mais velho, o Delfim Luís António, Duque de Angoulême, abdicaram o trono, mas os apoiantes de Carlos sustentaram que ele foi o "legítimo" rei. Luís Filipe tinha sido Duque de Orléans, e então os seus apoiantes foram chamados Orleanistas. Após a demissão de Carlos X, alguns legitimistas transferiram a sua lealdade para com o seu neto, Henrique, Conde de Chambord. Quando Luís António, que morreu em 3 de junho de 1844, os restantes partizantes reconheceram o Conde de Chambord como o legítimo herdeiro.

Quando o Conde de Chambord morreu em 24 de Agosto de 1883, a maioria dos legitimistas reconheceram o neto de Luís, Conde de Paris, como o legítimo herdeiro. Outros transferiram a sua lealdade para com os membros da Família Real espanhola, que eram descendentes de Filipe V da Espanha, um tio de Luís XV de França. O Rei Filipe (e Luís XIV, o seu avô) renunciaram o seu pedido ao trono francês, no âmbito de tratados reconhecendo-o como Rei de Espanha. Alguns partidários consideraram este como inválido; quer como fora o poder do rei, ou como exigir pela força, ou por outras razões. Luís Afonso é o actual reclamante, no entender deste grupo. Os seus adeptos são chamados legítimistas ou Blancs d'Espagne (Brancos de Espanha).

Vida

Luís Afonso nasceu em Madrid, segundo filho de Afonso, Duque de Anjou e Cádis, e da sua mulher Dona María del Carmen Martínez-Bordiú y Franco.

Era naquele momento o Delfim, de acordo com aqueles que apoiaram o pedido do seu pai, Dom Jaime, Duque de Anjou e Segovia, ao trono francês.

Em 20 de março de 1975, o príncipe Jaime (Jaime VI de França), Duque de Anjou e Segovia, morreu. Luís tornou-se, assim, chefe da Casa Real francesa, de acordo com o legítimistas. Como tal, ele assumiu o título de Duque de Anjou. Em 19 de setembro de 1981, Luís recebeu o título de Duque de Touraine.

Os pais de Luís divorciaram-se em 1982. O casamento religioso foi anulado em 1986. A sua mãe casou novamente pelo civil, por duas vezes, tendo Luís uma meia-irmã, Cynthia Rossi.

Em 7 de fevereiro de 1984, Luís perdeu irmão mais velho, Francisco, na sequência de um acidente de automóvel. A partir daí, ele era considerado o herdeiro aparente do seu pai, de acordo com os legítimists. Como tal, foi-lhe dado o título adicional de Duque de Bourbon.

Em 1987, o governo espanhol declarou que o título de Duque de Cádis, não seria hereditário. Como tal, quando Luís perdeu o pai, não herdou o título.

Em 30 de janeiro de 1989, o seu pai morreu num acidente de esqui em Beaver Creek, no Colorado. Luís tornou-se "chef de la Maison de Bourbon" (Chefe da Casa Real francesa), e assumiu o título de Duque de Anjou. Ele é considerado um dos pretendentes ao trono francês.

Luís estudou Economia na Universidade. Ele trabalhou vários anos para o BNP, um banco francês, em Madrid. Embora ele fosse regularmente França, onde a sua mãe morou por vários anos, ele continuou a viver em Espanha.

Após o seu envolvimento, anunciou o seu casamento com uma venezuelana Maria Margarita de Vargas y Santaella em Novembro de 2003. Eles vieram a casar-se em 6 de novembro de 2004 em La Romana, na República Dominicana. Nenhum dos membros da Família Real espanhola compareceram ao casamento. Embora nenhuma razão oficial fosse dada, não é segredo que o Rei de Espanha não gosta do seu primo e nomeadamente, da sua reivindicação ao trono francês e o facto de Luis Afonso ter assinado o convite de casamento como Duque de Anjou.[1] O casal tem vivido na Venezuela desde 2005, onde trabalha no Banco Occidental de Descuento.

Luís e Maria Margarita tiveram a sua primeira filha, Eugénia, em 5 de Março de 2007, em Mount Sinai Medical Center, Miami, Florida. Ela foi batizada no núncio papal em Paris, em Junho de 2007. Os legítimistas reconhecem-na como princesa Eugénia de Bourbon; na Espanha o seu nome é Dona Eugénia de Borbón y Vargas.

Em Junho de 2006, Luís recusou-se a comparecer no terceiro casamento da sua mãe, porque ele não concorda com o seu modo de vida como uma celebridade e a sua separação do seu anterior marido, um homem a quem muito respeita.[2]

Em 2009 a princesa ficou grávida novamente, desta vez de gêmeos. Os pequenos nasceram no dia 28 de maio de 2010, com os nomes de Luís e Afonso. O pequeno Luís é atualmente o herdeiro do trono francês, depois do pai, com o título de Delfim da França, ele recebeu também do pai o título de Duque da Borgonha; já o pequeno Afonso, recebeu o título de Duque de Berry sendo portanto o 3º na linha de sucessão legitimista ao trono da França. Ambos os gêmeos foram batizados no dia 5 de setembro de 2010, na Basílica de São Pedro, pelo Papa Bento XVI.

Títulos e honras

Família Real Francesa
Legitimista

SAR o Duque de Anjou
SAR a Duquesa de Anjou

  • SAR a Princesa Eugenie
  • SAR o Duque de Burgundy
  • SAR o Duque de Berry

Luís Afonso de Bourbon é um dos pretendentes a coroa francesa e chamar-se-ia Luís XX se reinasse. Ele é atualmente o chefe da Casa de Bourbon, e detém os seguintes títulos de nobreza:

  • Titular Duque de Anjou
  • Titular Duque de Borgonha
  • Titular Duque de Touraine
  • Titular Duque de Bourbon
  • Titular Rei de França
  • Titular Rei de Jerusalém
  • Titular Rei de Navarra
  • Chefe da Casa de Bourbon
  • Gerichtsvollzieher da Grande Cruz de Honra e Devoção da Ordem de Malta

Referências

  1. «Enmanuela de Dampierre, a cuchillo contra Carmen Martínez Bordíu». Consultado em 3 de abril de 2008. Arquivado do original em 31 de outubro de 2007 
  2. malas relaciones[ligação inativa]

Bibliografia

  • Ardisson, Thierry. Louis XX. Contre-enquête sur la monarchie., Olivier Orban, 1986, ISBN 2-85565-334-7
  • Apezarena, José. Luis Alfonso de Borbón: Un príncipe a la espera. Forthcoming.
  • Opfell, Olga S. 'H.R.H. Louis-Alphonse, Prince of Bourbon, Duke of Anjou: Royal House of France (House of Bourbon," Royalty Who Wait: The 21 Heads of Formerly Regnant Houses of Europe. Jefferson: McFarland & Company, Inc., Publishers, 2001. 11-32.

Precedido por
Afonso, Duque de Anjou e Cádiz
(Afonso III)
Duque de Anjou
30 de Janeiro de 1989 - presente
Sucedido por
titular
Herdeiro aparente:
Luís de Bourbon, o Duque da Borgonha
Precedido por
François de França
Duque de Bourbon
27 de Setembro de 1984 - 30 de Janeiro de 1989
Sucedido por
Título dissolvido
Precedido por
Novo título
Duque de Touraine
19 de Setembro de 1981 - 27 de Setembro de 1984
Sucedido por
Título dissolvido
Precedido por
Afonso, Duque de Anjou e Cádiz
(Afonso III)
- TITULAR -
Rei de França e de Navarra
Pretendente Legítimista ao trono francês

30 de Janeiro de 1989 - presente
Motivo de sucessão fracassada:
Monarquia Bourbon deposta em 1830
Sucedido por
'titular
Herdeiro aparente:
Luís de Bourbon, o Duque da Borgonha'
Precedido por
Afonso, Duque de Anjou e Cádiz
(Afonso III)
- TITULAR -
Rei de Jerusalém

30 de Janeiro de 1989 - presente
Motivo de sucessão fracassada:
Reino de Jerusalém caiu em 1291
Sucedido por
'titular
Herdeiro aparente:
Luís de Bourbon, o Duque da Borgonha'