Abrir menu principal
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações (desde maio de 2010). Ajude a melhorar este artigo inserindo fontes.

Luís Silvério Alves Cruz (Campinas, 1829 — Campinas, 1894) foi um advogado, jornalista e político brasileiro.

Filho do Alferes Custódio Manuel Alves e de Ana Carolina de Barros, formou-se em direito pela Faculdade do Largo de São Francisco.

Exerceu, de início, o cargo de promotor de justiça em diversas comarcas da então província de São Paulo. Em Campinas foi vereador em diversas ocasiões e tomou assento na Assembleia Legislativa Provincial de São Paulo, filiado ao Partido Conservador.

Fundou, ao lado de seu primo-irmão, Joaquim Gabriel de Morais Navarro, o periódico campineiro "O Constitucional", onde escreveu inúmeros artigos em prol da causa abolicionista. Foi irmão mesário da Santa Casa de Misericórdia de Campinas e integrou, durante muito tempo, a comissão encarregada de executar as obras de edificação da catedral metropolitana daquela cidade.

Foi presidente da província de Goiás, de 14 de agosto de 1886 a 9 de agosto de 1887.

BibliografiaEditar

  • BRITO, Jolumá. História da Cidade de Campinas. São Paulo: Saraiva, 1959.
  • DUARTE, Rafael de Andrade. Traços biográficos de Custódio Manuel Alves. In Revista do Centro de Ciências, Letras e Artes de Campinas, 1904.
  • OTÁVIO, Benedito & MELLILO, Vicente. Almanaque Histórico e Estatístico de Campinas, para 1912. Campinas: Casa Mascote, 1911.
  • SILVA LEME, Luís Gonzaga da. Genealogia paulistana. São Paulo: Duprat & Comp., 1904-05.


Precedido por
Júlio Barbosa de Vasconcelos
Presidente da província de Goiás
1886 — 1887
Sucedido por
Antônio Pereira de Abreu Júnior


  Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.