Luís de Molina

Luís de Molina (Cuenca, 29 de setembro de 1535Madrid, 12 de outubro de 1600) foi um jesuíta, teólogo e jurista espanhol.

Luís de Molina
Nascimento 29 de setembro de 1535
Cuenca
Morte 12 de outubro de 1600
Madrid
Cidadania Espanha
Alma mater
Ocupação teólogo, jurista, filósofo, professor universitário, economista, jesuíta
Empregador Universidade de Coimbra, Universidade de Évora
Movimento estético Salmanticenses
Religião catolicismo
De iustitia et iure, 1733

Sua doutrina recebe o nome de molinismo (que não deve ser confundido com o molinosismo, de Miguel de Molinos, outro teólogo espanhol).

Luís de Molina estudou Direito na Universidade de Salamanca e Escolástica na de Alcalá. Ingressou na Companhia de Jesus e foi estudar em Universidade de Coimbra, onde começa sua carreira docente, que continua na Universidade de Évora. Foi uma figura destacada da chamada Escola de Salamanca.

Ele e o Dr. Rodrigo Vázquez de Arce, intervieram na crise da sucessão do trono de Portugal, como embaixadores, ao serviço do rei Filipe II de Espanha[1].

Referências

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Luís de Molina