Abrir menu principal
Luísa de Orange
Princesa de Orange
Duquesa de Coligny
Princesa de Orange
Período 24 de abril de 1583 - 10 de julho de 1584
Antecessor(a) Carlota de Bourbon
Sucessor(a) Leonor de Bourbon-Condé
 
Cônjuge Charles de Teligny
Guilherme I, Príncipe de Orange
Descendência Frederico Henrique, Príncipe de Orange
Nascimento 23 de setembro de 1555
  Châtillon-Coligny, França
Morte 13 de novembro de 1620 (65 anos)
  Fontainebleau, França
Enterro Nieuwe Kerk, Delft, Países Baixos
Pai Gaspar II de Coligny
Mãe Charlotte de Laval

Luísa de Coligny (em francês: Louise de Coligny; 23 de setembro de 1555 - 13 de novembro de 1620) foi uma nobre francesa, filha de Gaspar II de Coligny e Charlotte de Laval. Foi também a quarta esposa de Guilherme I, Príncipe de Orange.

BiografiaEditar

Luísa nasceu em Châtillon-sur-Loing. Os seus pais deram-lhe uma educação humanista.[1] Quando tinha dezassete anos, casou-se com Charles de Teligny. Tanto o marido como o pai foram mortos no Massacre de São Bartolomeu. Tal como o seu pai, Luísa era uma huguenot e, depois do massacre, passou dez anos a viver na Suíça.

Casou-se com o príncipe Guilherme I de Orange no dia 24 de Abril de 1583. Com ele teve apenas um filho, Frederico Henrique, nascido em 1584, que se tornaria príncipe de Orange. Diz-se que Luísa terá avisado o marido acerca de Balthasar Gérard, que considerava sinistro. Gérard matou Guilherme em 1584.

Após o assassinato do marido, Luísa criou o filho e as seis filhas do terceiro casamento de Guilherme. Foi uma defensora do protestantismo durante toda a sua vida e mantinha correspondência com várias figuras importantes da época, incluindo a rainha Isabel I de Inglaterra, o rei Henrique IV de França, Maria de' Medici e Filipe de Mornay, bem como com os seus vários enteados. Morreu em Fontainebleau.

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Luísa de Coligny

Referências

  1. Couchman, Jane and Crabb, Ann (2005). Women's letters across Europe, 1400-1700: form and persuasion. Ashgate Published Unlimited.