Lublin (voivodia)

Disambig grey.svg Nota: Se procura a cidade polonesa, veja Lublin.


Voivodia de Lublin (em polonês/polaco: województwo lubelskie) é uma unidade da divisão administrativa da Polônia e uma das 16 voivodias. Está localizada no leste da Polônia, com uma área de 25 122,46 km². Abrange principalmente a metade sul das planícies do sul da Polésia, Polésia ocidental e Volínia (após o rio Bug) e a planície de Lublin, uma pequena área do planalto de Volyn, a maior parte do território polonês do Roztocze e a borda da bacia de Sandomierz. Segundo os dados do Gabinete Central de Estatística, em 2018 havia 2 117 milhões de habitantes.[2] A sede das autoridades provinciais é Lublin. É a voivodia mais oriental da Polônia.

Voivodia de Lublin
Województwo lubelskie
Brasão Bandeira de Voivodia de Lublin Województwo lubelskie
Voivodia de Lublin Województwo lubelskie no mapa da Polônia
Capital
habitantes
Lublin
339 682 (2018)[1]
Voivoda Lech Sprawka
Marechal Jarosław Stawiarski
Área (2015) 25 122,46 km²
População 2 117 619[2] hab.
(31 de dezembro de 2018)
Densidade pop 84,3 hab/km²
Urbanização 46,5%
Matrículas L
TERYT: 06 ISO: PL-LU
Voivodia de Lublin Województwo lubelskie
Condados urbanos 4
rurais 20
Comunas urbanas 20
urbana-rurais 28
rurais 165

ul. Spokojna 4
20-914 Lublin

Site Oficial

A voivodia contemporânea de Lublin abrange várias das principais terras históricas. Da região da Pequena Polônia, até a região de Lublin e a maior parte da Terra de Łuków pertencem a ela, assim como uma parte da região de Stężyca e uma parte da região de Sandomierz. Ela também inclui partes da Rutênia Vermelha e da Polésia na margem esquerda do rio Bug. Desde 1809, a parte norte da área entre o rio Vístula e o Bug estava na região administrativa de Siedlce, chamada Podlásia, hoje Podlásia do Sul.

HistóriaEditar

 
Voivodias de 1975 a 1998 com a fronteira da atual voivodia de Lublin

A voivodia de Lublin foi criada em 1999 a partir das voivodias da divisão administrativa anterior:

Em 2006, o Eurostat, usando o chamado padrão de poder de compra, que permite comparar dados econômicos de diferentes países, levando em consideração as diferenças de preços, forneceu dados para 2003, onde a voivodia de Lublin foi reconhecida como a região mais pobre da União Europeia. Exatamente em 2003, o PIB per capita da voivodia subiu para 3538 euros (o mais baixo de toda a UE), o que representou 33,2% da média da UE.[3]

GeografiaEditar

Segundo os dados de 1 de janeiro de 2014, a área da voivodia era de 25 122,49 km², o que representa 8% da área da Polônia (3.º lugar no país em termos de área).[4]

Localização administrativaEditar

A voivodia está localizada na parte oriental da Polônia, entre os rios Vístula e o Bug (apenas parte do condado de Puławy fica no lado oeste do Vístula). Faz fronteira com:

e com as seguintes voivodias:

O comprimento total das fronteiras da voivodia é de 1 144,7 km.

TopografiaEditar

Coordenadas geográficas dos pontos extremos:

No sentido norte-sul, a voivodia se estende por 226 km, ou seja, 2°02′10″.

No sentido leste-oeste, a extensão de voivodia é de 177 km, o que na dimensão angular dá 2°31′48″.

Localização geográfica físicaEditar

 
Mapa físico da voivodia de Lublin
 
Temperatura média anual

O território da voivodia de Lublin ocupa partes das quatro unidades de mais alta ordem de regionalização físico-geográfica da Europa. A maior parte pertence à região não alpina da Europa Central. São elas: a macrorregião da Planície do Sul da Podláquia (318.9), localizada na planície da Europa Central e o planalto de Lublin (343.1) e Roztocze (343.2) - macrorregiões das Terras Altas da Polônia. Polésia Ocidental (845.1) e Polésia Wołyńskie (845.3) são macrorregiões da Polésia pertencentes à região das planícies da Europa Oriental. O vale de Sandomierz (512.4-5) faz parte da região dos Cárpatos.

Entre as macrorregiões mencionadas acima, a maior área da voivodia é ocupada pela região montanhosa de Lublin, pelas planícies do sul da Podlásia e pela Polésia Ocidental.

RelevoEditar

As regiões geográficas da voivodia de Lublin pertencem a três cinturões do relevo da superfície polonesa:

  • Planícies glaciais antigas - ocupam a metade norte da voivodia
    • parte norte e oeste do cinturão: planície do sul da Podlásia,
    • na parte oriental: Polésia ocidental;
  • Terras altas calcárias e loesse – constituem o cinturão central e sul da voivodia
    • parte oeste e central do cinturão: planalto de Lublin,
    • parte oriental: planalto de Volínia, Polésia Volínia,
    • na parte sudeste: Roztocze;
  • Vales subcarpáticos
    • Bacia de Sandomierz - uma antiga planície glacial, parte da qual está localizada no extremo sul da voivodia.

O ponto mais alto está localizado em Roztocze Oriental - é o pico Krągły Goraj - 388,7 m a.n.m. (próximo à vila de Huta Lubycka, condado de Tomaszów Lubelski), enquanto o lugar mais baixo, 106,7 m. a.n.m., fica no vale do médio Vístula, perto da vila de Piotrowice, no condado de Ryki.[5].

Recursos hídricosEditar

Águas de superfície. Toda a voivodia está localizada na bacia do rio Vístula. O rio principal e seus pequenos afluentes diretos drenam as águas da parte oeste do território. A parte central da voivodia está localizada na bacia do rio Wieprz (segundo nível), a parte oriental é o rio Bug Ocidental (Narew), a bacia do rio San está localizada no sul e a menor área pertence à bacia direta do Vístula. O maior rio da parte de Lublin, na bacia do rio Bug, é o rio Krzna, cuja bacia cobre a parte nordeste da voivodia. Na região de Lublin, no lado sul de Roztocze, o maior rio é o Tanew. Na parte sul de Polésia Ocidental, há um grupo de lagos cársticos.

Divisão administrativaEditar

Existem 4 cidades com direitos de condado, 20 condados e 213 comunas na voivodia.

Dados de 31 de dezembro de 2018.[2]

 
Lublin
 
Puławy
 
Łuków
 
Biała Podlaska
 
Zamość
 
Biłgoraj
Brasão Condado Sede População
(31 de dezembro de 2018)
Área
[km²]
Densidade populacional
[hab./km²]
  Biała Podlaska com direitos de condado 57 352 49,40 1160,97
  Chełm com direitos de condado 62 670 35,28 1776,36
  Lublin com direitos de condado 339 682 147,47 2303,4
  Zamość com direitos de condado 63 813 30,34 2103,26
  Biała Podlaska Biała Podlaska 111 391 2754,26 40,44
  Biłgoraj Biłgoraj 101 435 1681,10 60,34
  Chełm Chełm 78 228 1885,60 41,49
  Hrubieszów Hrubieszów 63 698 1268,02 50,23
  Janów Lubelski Janów Lubelski 46 057 875,28 52,62
  Krasnystaw Krasnystaw 63 925 1031,44 61,98
  Kraśnik Kraśnik 96 043 1005,30 95,54
  Lubartów Lubartów 88 789 1288,74 68,9
  Lublin Lublin 154 387 1679,53 91,92
  Łęczna Łęczna 57 457 636,64 90,25
  Łuków Łuków 107 449 1394,21 77,07
  Opole Lubelskie Opole Lubelskie 59 726 810,02 73,73
  Parczew Parczew 34 954 952,20 36,71
  Puławy Puławy 113 762 934,09 121,79
  Radzyń Podlaski Radzyń Podlaski 59 278 965,06 61,42
  Ryki Ryki 56 166 614,53 91,4
  Świdnik Świdnik 72 039 468,35 153,81
  Tomaszów Lubelski Tomaszów Lubelski 83 715 1488,89 56,23
  Włodawa Włodawa 38 668 1256,42 30,78
  Zamość Zamość 106 935 1870,29 57,18

Sub-regiões estatísticasEditar

A voivodia de Lublin consiste em 4 sub-regiões estatísticas (GUS)[6] - em conformidade com a norma NUTS da União Europeia:

UrbanizaçãoEditar

Existem 48 cidades na voivodia de Lublin, incluindo 4 cidades com direitos de condado.[2] Sublinhada= sede dos condados, e negrito= cidades com direitos de condado. Dados de 31 de dezembro de 2018.[2]


 
Chełm
 
Świdnik
 
Lubartów
 
Hrubieszów
 
Nałęczów
 
Kazimierz Dolny
 
Zwierzyniec
 
Kraśnik
 
Tomaszów Lubelski
 
Łęczna
Posição Brasão Cidade População
(31 de dezembro de 2018)
Área
(km²)
Densidade populacional
(hab./km²)
1.   Lublin 339 682 147,47 2303
2.   Zamość 63 813 30,34 2103
3.   Chełm 62 670 35,28 1776
4.   Biała Podlaska 57 352 49,40 1161
5.   Puławy 47 774 50,61 944
6.   Świdnik 39 312 20,35 1932
7.   Kraśnik 34 539 25,52 1353
8.   Łuków 30 025 35,75 840
9.   Biłgoraj 26 391 21,10 1251
10.   Lubartów 21 995 13,92 1580
11.   Tomaszów Lubelski 19 198 13,29 1445
12.   Łęczna 19 006 19,00 1000
13.   Krasnystaw 18 778 42,13 446
14.   Hrubieszów 17 735 33,03 537
15.   Międzyrzec Podlaski 16 796 20,03 839
16.   Dęblin 16 149 38,33 421
17.   Radzyń Podlaski 15 731 19,31 815
18.   Włodawa 13 220 17,97 736
19.   Janów Lubelski 11 940 14,84 805
20.   Parczew 10 650 8,05 1323
21.   Ryki 9 667 27,22 355
22.   Poniatowa 9 195 15,26 603
23.   Opole Lubelskie 8 470 15,12 560
24.   Bełżyce 6 551 23,46 279
25.   Terespol 5 557 10,11 550
26.   Szczebrzeszyn 5 040 29,12 173
27.   Bychawa 4 942 6,69 739
28.   Rejowiec Fabryczny 4 417 14,28 309
29.   Nałęczów 3 768 13,82 273
30.   Tarnogród 3 351 10,69 313
31.   Kock 3 315 16,78 198
32.   Zwierzyniec 3 194 6,19 516
33.   Krasnobród 3 094 6,99 443
34.   Kazimierz Dolny 2 579 30,44 85
35.   Piaski 2 556 8,44 303
36.   Stoczek Łukowski 2 536 9,15 277
37.   Annopol 2 528 7,73 327
38.   Józefów 2 492 5,00 498
39.   Lubycza Królewska 2 443 3,92 623
40.   Łaszczów 2 154 5,01 430
41.   Tyszowce 2 132 18,52 115
42.   Ostrów Lubelski 2 092 29,77 70
43.   Rejowiec 2 070 6,50 318
44.   Urzędów 1 709 12,91 132
45.   Modliborzyce 1 460 7,90 185
46.   Frampol 1 437 4,67 308
47.   Siedliszcze 1 412 13,16 107
48.   Józefów nad Wisłą 923 3,65 253

DemografiaEditar

Dados sobre a população de 31 de dezembro de 2017:

Descrição Total Mulheres Homens
unidade habitantes % habitantes % habitantes %
população 2 126 317 100 1 095 864 51,54 1 030 453 48,46
superfície 25 122,46 km²
densidade populacional
(hab./km²)
85 44 41

Segundo dados de 31 de dezembro de 2018, a voivodia tinha 2 177 619 habitantes, o que constituía 5,5% da população polonesa.[2]

  • Pirâmide etária dos habitantes da voivodia de Lublin em 2014.[11]


ReligiãoEditar

Existem quatro metrópoles católicas na voivodia de Lublin: Białystok, Częstochowa, Lublin e Przemyśl. Existe também uma arquieparquia da Igreja Católica Grega na Polônia, uma paróquia da Igreja Católica Bizantina-Eslava na Polônia, Igreja Católica Polonesa na República da Polônia e Antiga Igreja Católica Mariavita na Polônia. Igreja ortodoxa: Igreja Ortodoxa Autocéfala da Polônia. O protestantismo é representado pela Igreja Evangélica de Augsburgo, Igreja Evangélica Metodista, Igreja Batista, Igreja Evangélica, Igreja Cristã, Igreja Pentecostal, Igreja dos Cristãos da Fé Evangélica, Igreja Adventista do Sétimo Dia, Igreja Cristã do Cenáculo e Aliança. Na voivodia de Lublin, também existem as Testemunhas de Jeová, a Associação Budista do Caminho Diamante da Linha Karma Kagyu, a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, Judaísmo, Islamismo e Budismo.

EconomiaEditar

 
Usina termoelétrica de Lublin-Wrotków

Em 2012, o produto interno bruto da região da voivodia de Lublin totalizou 63,9 bilhões de zlótis, representando 4,0% do PIB da Polônia. O produto interno bruto per capita foi de 29,5 mil zlótis (70,3% da média nacional), que colocou Lublin em 15.º lugar em comparação com as outras voivodias.[12]

Em 2010, a venda da produção da indústria na voivodia de Lublin foi de 24,5 bilhões de zlótis, responsável por 2,5% da produção da indústria polonesa. As vendas da produção de construção e montagem em Lublin totalizaram 5,2 bilhões de zlótis, representando 3,2% das vendas da Polônia.[13]

O salário médio mensal de um habitante da voivodia de Lublin no terceiro trimestre de 2011 foi de 3272,35 zlótis, o que a colocou em 10.º lugar em relação a todas as voivodias.[14]

Em setembro de 2019, o número de desempregados registrados na voivodia cobria aproximadamente 66,0 mil habitantes, o que constitui uma taxa de desemprego de 7,1% para os economicamente ativos.[15]

Segundo dados de 2016, 7,8% dos residentes nos domicílios da voivodia de Lublin tiveram despesas abaixo da linha de extrema pobreza (isto é, estavam abaixo do mínimo de subsistência).[16]

IndústriasEditar

Parte da voivodia faz parte da bacia de carvão de Lublin.

Recursos minerais:

TransportesEditar

 
Aeroporto de Lublin
 
EN57AL-3010 na estação do aeroporto de Lublin em Świdnik

O aeroporto de Lublin está localizado em Świdnik, a cerca de 10 km do centro de Lublin. O aeroporto possui uma área de 250 ha, a pista tem 2,5 km de extensão e é conectada de ônibus à Estação Ferroviária de Lublin. Cerca de 12 km a sudoeste da cidade fica o aeroporto Lublin-Radawiec em Radawiec Duży.

A voivodia de Lublin possui 13 automotores comprados pelo gabinete do marechal e aluga 5 unidades elétricas.

Transporte coletivo público
Série Tipo Números Quantidade Fabricante
SA103 214Ma 005, 007, 012 3 Pesa [18]
SA107 211M 001, 002 2 Kolzam [18]
SA134 218Md 015 ÷ 019, 026 ÷ 028 8 ZNTK „Mińsk Mazowiecki” [18]
EN57AL 5B/6B 5[19] Pafawa/ZNTK „Mińsk Mazowiecki” [20][21]

Meio ambiente e sua proteçãoEditar

 
Desfiladeiro de Loess na floresta entre Pniaki e Kraśniczyn

Grandes complexos florestais: florestas Janowskie e Solska, formando uma cadeia densa na parte sul da região, florestas Parczew, Sobiborski e Włodawska no leste e florestas de Kozłowieckie e Łukowskie ao norte de Lublin. Gama de árvores de espécies arbóreas como: faia-europeia, abeto-branco, carvalho-branco.

Segundo dados de 31 de dezembro de 2012 na voivodia de Lublin as florestas cobriam uma área de 580,1 mil ha, que constituía 23,1% de sua área. 12 000 ha de florestas foram localizados dentro de parques nacionais.[22]

Ao lado do Parque Nacional Roztoczański fica a área do distrito dos lagos Łęczyńsko-Włodawskie - o único distrito dos lagos da Polônia depois da última glaciação. Em 2002, a UNESCO concedeu a essa área a classificação de Reserva da Biosfera Internacional "Polésia Ocidental". O Parque Nacional da Polésia está localizado na parte central desta reserva. Por fim, será uma das poucas reservas da biosfera de três países no mundo: polonês-ucraniano-bielorrusso.

 
Parque Nacional da Polésia - trilha natural "Carvalho Dominik"

Existem dois parques nacionais na voivodia de Lublin:

  1. Parque Nacional da Polésia
  2. Parque Nacional Roztocze

17 parques paisagísticos:

  1. Parque paisagístico de Chełm
  2. Parque paisagístico de Kazimierz
  3. Parque paisagístico de Kozłowiecki
  4. Parque paisagístico de Krasnobrodzki
  5. Parque paisagístico de Krzczonów
  6. Parque paisagístico de Nadwieprzański
  7. Parque paisagístico das florestas Janowskie
  8. Parque paisagístico Podlaski Przełom Bug
  9. Parque paisagístico do Distrito dos Lagos
  10. Parque paisagístico de Solska
  11. Parque paisagístico da Polésia
  12. Parque paisagístico de Roztocze Sul
  13. Parque paisagístico de Skierbieszów
  14. Parque paisagístico de Sobibór
  15. Parque paisagístico de Strzelecki
  16. Parque paisagístico de Szczebrzeszyn
  17. Parque paisagístico de Wrzelowiec

Em 2012, havia 87 reservas naturais na voivodia.[23] Em 2012, havia 1513 monumentos naturais na região. Entre eles, o grupo mais numeroso eram árvores individuais (1177), grupos de árvores (177), rochas irregulares (39), avenidas à beira da estrada (47), cavernas (5) e 68 outras instalações.[24] Em 2012, havia 7 locais de documentação, 267 locais ecológicos e 7 complexos de natureza e paisagem na região.[24]

Ciência e educaçãoEditar

 
Reitoria da Academia de Aviação Militar em Dęblin

Lublin é o centro científico da voivodia de Lublin, onde quatro universidades e várias outras universidades têm sua sede. Nas outras maiores cidades da região, existem centros fora da cidade e universidades particulares.

Segurança públicaEditar

Existe um centro de notificação de emergência na voivodia de Lublin localizado em Lublin e que atende chamadas de emergência direcionadas aos números de emergência 112, 997, 998 e 999.[25]

AdministraçãoEditar

Governo autônomoEditar

O órgão legislativo é o Parlamento da voivodia de Lublin, composto por 33 conselheiros.[26] O Parlamento elege o órgão executivo da voivodia, que é o Conselho da Voivodia de Lublin, composto por 5 membros com seu marechal. A sede do parlamento da voivodia é Lublin.[27] Jarosław Stawiarski é atualmente o marechal da voivodia de Lublin.[28]

Administração governamentalEditar

O órgão de administração do governo é o voivoda de Lublin, nomeado pelo primeiro-ministro. A sede do voivoda está em Lublin.[27]

Voivodas de Lublin
Nr Voivoda Mandato Primeiro-ministro
de até
1 Krzysztof Michalski 1 de janeiro de 1999 18 de fevereiro de 2000 Jerzy Buzek
2 Waldemar Dudziak 28 de fevereiro de 2000 22 de outubro de 2001
3 Andrzej Kurowski 22 de outubro de 2001 7 de dezembro de 2005 Leszek Miller e Marek Belka
4 Wojciech Żukowski 7 de dezembro de 2005 29 de novembro de 2007 Kazimierz Marcinkiewicz
Jarosław Kaczyński
5 Genowefa Tokarska 29 de novembro de 2007 26 de outubro de 2011 Donald Tusk
6 Jolanta Szołno-Koguc 12 de dezembro de 2011 11 de março de 2014
7 Wojciech Wilk 12 de março de 2014 11 de novembro de 2015
Ewa Kopacz
8 Przemysław Czarnek 8 de dezembro de 2015 11 de novembro de 2019 Beata Szydło e Mateusz Morawiecki
9 Lech Sprawka 25 novembro 2019

ArquiteturaEditar

 
Palácio em Kozłówka

Edifícios religiososEditar

A maioria dos edifícios religiosos está localizada em Lublin.

A arquitetura religiosa protestante é representada pela igreja luterana da Santíssima Trindade em Lublin, bem como as ruínas da igreja calvinista em Piaski e a Torre Ariana em Wojciechów. A ortodoxia é representada pela Igreja da Transfiguração em Lublin, e o catolicismo grego - pela igreja de madeira da Natividade da Bem-Aventurada Virgem Maria no Museu da Vila de Lublin.

A arquitetura judaica é representada em Lublin pelo Colégio Talmúdico Yeshkas Chachmei Lublin, e fora das sinagogas de Lublin, entre outros em Łęczna, Kraśnik, Kazimierz Dolny e Zamość.

Castelos e suas ruínasEditar

 
Lago Zemborzycki – local de esporte e recreação

Em Lublin, há um castelo perto da Cidade Velha, com uma torre românica. Dentro de Lublin, também existem ruínas do castelo em Jakubowice Murowane. Em Kazimierz Dolny, existem ruínas de um castelo do século XVI e uma torre defensiva do século XIV. Na vizinha Bochotnica, existem restos de um pequeno castelo da família Firlej, conhecido como "Castelo Esterka". As ruínas do castelo também estão localizadas em Zawieprzyce. A Torre Ariana em Wojciechów e o complexo de castelos e palácios em Czemierniki também eram defensivos por natureza.

TurismoEditar

Existem duas rotas subterrâneas em Lublin. Há uma rota com 300 metros, que atravessa as adegas das casas da Cidade Velha.

Regiões turísticas: Roztocze, floresta Solska e florestas de Janów, bem como a Polésia ocidental.

Referências

  1. «Resultados da pesquisa atual - Banco de Dados Demográficos - Escritório Central de Estatística da Polônia» (em polonês). Consultado em 14 de fevereiro de 2020 
  2. a b c d e f GUS. «Anuário Demográfico 2019». stat.gov.pl (em polonês). Consultado em 14 de fevereiro de 2020 
  3. Polska, Grupa Wirtualna (18 de maio de 2006). «UE: Lublin - a região mais pobre da UE». www.money.pl (em polonês). Consultado em 14 de fevereiro de 2020 
  4. GUS. «Área e população em seção territorial em 2014». stat.gov.pl (em polonês). Consultado em 14 de fevereiro de 2020 
  5. «Tabela. 3: Layout vertical da superfície» (PDF). „Rocznik Statystyczny Województwa Lubelskiego” 2015. Urząd Statystyczny w Lublinie. 29 de dezembro de 2015. Consultado em 14 de fevereiro de 2020  A publicação não forneceu os nomes das mesorregiões físico-geográficas e da cidade mais próxima ao morro, e com relação à altura, apenas os nomes dos municípios nos quais se situam o ponto culminante e o local mais baixo
  6. «Mapa das sub-regiões da voivodia de Lublin (GUS)». Consultado em 15 de fevereiro de 2020 
  7. «Mapa da sub-região de Lublin (GUS)». Consultado em 15 de fevereiro de 2020 
  8. «Mapa da sub-região de Biała (GUS)». Consultado em 15 de fevereiro de 2020 
  9. «Mapa da sub-região de Chełm-Zamość (GUS)». Consultado em 15 de fevereiro de 2020 
  10. «Mapa da sub-região de Puławy (GUS)». Consultado em 15 de fevereiro de 2020 
  11. «Voivodia de Lublin, mapas, cidades, imóveis, Escritório Central de Estatística, acomodação, região, acidentes de viação, desemprego, salário, tabelas, educação, demografia, estatísticas, veículos». Polska w liczbach (em polonês). Consultado em 16 de fevereiro de 2020 
  12. GUS. «Anuários estatísticos». stat.gov.pl (em polonês). Consultado em 16 de fevereiro de 2020 
  13. «Anuário Estatístico das Voivodias em 2011 (tabelas selecionadas)» (PDF). Varsóvia: Główny Urząd Statystyczny. 24 de janeiro de 2012. pp. 58–59. ISSN 1230-5820. Consultado em 16 de fevereiro de 2020 
  14. «Anúncio do Presidente da Agência Central de Estatística, de 28 de novembro de 2011, referente à remuneração mensal média nas voivodias no terceiro trimestre de 2011.». prawo.sejm.gov.pl. Consultado em 15 de fevereiro de 2020 
  15. «Desempregados e taxa de desemprego por voivodia, sub-regiões e condados (no final de março de 2012)». Główny Urząd Statystyczny. 26 de abril de 2012. Consultado em 15 de fevereiro de 2020 
  16. GUS. «Pobreza na Polônia em 2015 e 2016». stat.gov.pl (em polonês). Consultado em 15 de fevereiro de 2020 
  17. «Bogdanka S.A.». www.lw.com.pl. Consultado em 16 de fevereiro de 2020 
  18. a b c Graff, Marek (2014). «Pojazdy z napędem spalinowym dla ruchu regionalnego w Polsce.» [Veículos de combustão interna para tráfego regional na Polônia]. Emi-press. Technika Transportu Szynowego (revista) (em polonês): 28. ISSN 1232-3829 
  19. Leasing do BRE Bank.
  20. «Lublin: cinco EN57 modernizados foram transferidos». www.rynek-kolejowy.pl (em polonês). Consultado em 16 de fevereiro de 2020 
  21. «Portal Kolejowy NaKolei.pl - Wiadomości: Transport, Rynek kolejowy, Pociągi». Portal Kolejowy NaKolei.pl (em polonês). Consultado em 16 de fevereiro de 2020 
  22. «Relatório sobre o estado das florestas na Polônia em 2012». Lasy Państwowe (em polonês). Consultado em 16 de fevereiro de 2020 
  23. «Direção Regional de Proteção Ambiental de Lublin». lublin.rdos.gov.pl. Consultado em 16 de fevereiro de 2020 
  24. a b «GUS Ochrona Środowiska 2013, kierujący zespołem Dariusz Bochenek, Warszawa s. 310, ISSN 0867-3217» (PDF). Consultado em 16 de fevereiro de 2020. Cópia arquivada (PDF) em 13 de dezembro de 2013 
  25. «Lista de NKA para localização de Serviços de Emergência 112» (PDF) (em polonês). uke.gov.pl. Consultado em 16 de fevereiro de 2020 
  26. Zarządzenie Nr 109 Wojewody Lubelskiego z dnia 30 marca 2010 r. (Dz. Urz. Woj. Lubelskiego z 2010 r., Nr 41, poz. 898).
  27. a b «Ustawa z dnia 24 lipca 1998 r. o wprowadzeniu zasadniczego trójstopniowego podziału terytorialnego państwa.». prawo.sejm.gov.pl. Consultado em 20 de fevereiro de 2020 
  28. «Composição do conselho - Gabinete do marechal da voivodia de Lublin, em Lublin» (em polonês). www.lubelskie.pl. 5 de dezembro de 2019. Consultado em 20 de fevereiro de 2020 

Ligações externasEditar