Abrir menu principal

Wikipédia β

Lucas Santtana (Salvador, 18 de outubro de 1970) é um cantor, compositor e produtor brasileiro.[1]

Lucas Santtana
Informação geral
Nome completo Lucas Mascarenhas Santana[1]
Nascimento 18 de outubro de 1970  (46 anos)
Origem Salvador
País  Brasil
Gênero(s) Electro-acoustic
Instrumento(s) Voz
Guitarra
Baixo
Cavaquinho
Gravadora(s) Diginois Records
No Format!
Página oficial Lucas Santtana no facebook

Índice

CarreiraEditar

Filho do produtor musical e tropicalista Roberto Sant'Ana, graças ao pai cresceu no meio artístico, frequentando a casa de Caetano Veloso entre outros; seu pai é primo do cantor e compositor Tom Zé.[2]

Seus instrumentos são a guitarra e o violão, mas também toca flauta transversal, baixo e cavaquinho. Como instrumentista colaborou com Chico Science e Nação Zumbi, Caetano Veloso, Gilberto Gil e Marisa Monte. Suas canções já foram gravadas por nomes como Céu, Marisa Monte e Arto Lindsay. Tem canções nas trilhas sonoras de filmes como Deus é Brasileiro, de Cacá Diegues, e Surf Adventure 2, de Roberto Moura, e assina a trilha do longa-metragem de animação Morte e Vida Severina, ao lado de Rica Amabis, e do monólogo O Bispo, encenado pelo ator João Miguel. Ao lado do diretor Bruno Barreto e de Gal Costa, Santtana assinou a direção musical do projeto Trilhando, que uniu música e cinema no SESC Pompéia. Dirigiu também o show Re:mixando Tom Zé, com suas versões para músicas do compositor.[3]

Seu quarto CD, Sem Nostalgia, foi lançado pela gravadora Mais um Discos na Europa em 2011. Tocou no Barbican Theater, em Londres, e participou do programa de rádio Worldwide, do DJ de nu jazz Gilles Peterson, transmitido para mais de 20 países, com cerca de meio milhão de ouvintes a cada semana.[3]

Em 2012, Lucas Santtana lançou seu quinto disco, O deus que devasta mas também cura. Foram 10 faixas unidas por camadas orquestrais de Letieres Leite, Gui Amabis, Guizado, Gilberto Monte, Rica Amabis e pelo próprio Santana, que também assinou a produção, e samples de Beethoven, Ravel e Debussy.[3]

Além de oito faixas autorais e em parceria, o trabalho trouxe uma versão em português para "This is Not The Fire", da banda inglesa My Tiger My Timing, e uma releitura de "Músico", de Tom Zé, Herbert Vianna e Bi Ribeiro. As gravações contaram com participações de Céu, Letieres Leite & Orkestra Rumpilezz, Curumin, Kassin, Gustavo Ruiz, Gui Amabis, Guizado, Maurício Fleury (Bixiga70), Marcos Gerez (Hurtmold), Rica Amabis e Josué Santtana, filho de Lucas.[3]

Sobre Noites e Dias é o sexto trabalho do artista e foi lançado em 2014. Em novembro Lucas Santtana embarcou em sua quarta turnê pela Europa para divulgar o novo trabalho.

Em 2015, participou da canção "Trono de Estudar", composta por Dani Black em apoio aos estudantes que se articularam contra o projeto de reorganização escolar do governo estadual de São Paulo. A faixa teve a participação de outros 17 artistas brasileiros: Chico Buarque, Arnaldo Antunes (ex-Titãs), Tiê, Dado Villa-Lobos (Legião Urbana), Paulo Miklos (Titãs), Tiago Iorc, Lucas Silveira (Fresno), Filipe Catto, Zélia Duncan, Pedro Luís (Pedro Luís & A Parede), Fernando Anitelli (O Teatro Mágico), André Whoong, Miranda Kassin, Tetê Espíndola, Helio Flanders (Vanguart), Felipe Roseno e Xuxa Levy.[4]

DiscografiaEditar

  • Eletro Ben Dodô (Natasha Records, 2000)
  • Parada de Lucas (Diginois Records, 2003)
  • 3 Sessions in a greenhouse (Diginois Records, 2006)
  • Sem Nostalgia (Diginois Records/Yb, Mais Um Discos, 2009)
  • O deus que devasta mas também cura (Diginois Records, Mais Um Discos, 2012)
  • Sobre Noites e Dias (No Format, Diginois Records, 2014)

Referências

  1. a b Lucas Santtana «Biografia» Verifique valor |URL= (ajuda). Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira. 2014. Consultado em 2 de dezembro de 2014 
  2. Felipe Tadeu (s/d). «Tropicalia Yesterday and Today». Nova Cultura. Consultado em 28 de fevereiro de 2014  Verifique data em: |data= (ajuda)
  3. a b c d «Dados artísticos». Dicionário Cravo Albin. S/d. Consultado em 28 de fevereiro de 2014  Verifique data em: |data= (ajuda)
  4. «Chico Buarque e outros 18 artistas gravam faixa e clipe em apoio aos estudantes de SP». Rolling Stone Brasil. Spring. 23 de dezembro de 2015. Consultado em 3 de janeiro de 2016 

Ligações externasEditar