Ludmila Dayer

Atriz brasileira

Ludmila Dayer (Rio de Janeiro, 18 de junho de 1983) é uma atriz e empresária brasileira, naturalizada norte-americana.

Ludmila Dayer
Dayer em 2017
Nome completo Ludmila Dayer-Middleton
Nascimento Ludmila Dayer Schuller
18 de junho de 1983 (37 anos)
Rio de Janeiro, RJ
Residência Los Angeles, Califórnia
Nacionalidade
Etnia teuto-brasileira
Ocupação
Período de atividade 1995—presente
Prêmios 1999: Troféu Calunga de melhor atriz em longa-metragem

1999: Candango de Melhor Atriz

1995: Prêmio APCA, melhor atriz coadjuvante

2004: Festival Guarnicê de Cinema, Melhor atriz em longa-metragem

CarreiraEditar

Começou a atuar com apenas 10 anos no filme Carlota Joaquina, Princesa do Brazil, interpretando em duas línguas: Inglês e espanhol, filme este produzido por Carla Camuratti,[1] que lhe rendeu seu primeiro prêmio no cinema, o APCA de atriz coadjuvante pela Associação Paulista de críticos de Arte.

Seu primeiro trabalho em televisão foi na telenovela da extinta TV Manchete Xica da Silva transmitida entre os anos de 1996 e 1997, onde interpretou a personagem Isabel Gonçalo. Seu outro destaque no cinema foi no longa Traição (filme) onde contracenou ao lado de Fernanda Montenegro, Fernanda Torres, e ganhou inúmeros prêmios por sua atuação. Logo depois trabalhou como a protagonista da sétima temporada de Malhação, novela teen da Rede Globo.

Ficou mais popularmente conhecida por sua interpretação de Danielle Meira, a "ninfa bebê" de Senhora do Destino, de Aguinaldo Silva, interpretando a namorada de Giovanni Improtta (José Wilker). Em Os Ricos Também Choram, do SBT, fez a vilã antagonista da trama. Foi protagonista do filme Vida de Menina, sobre os diários de Helena Morley, que vivia em Diamantina, Minas Gerais.

Em 2009 participou dos pilotos Rollers e Polomino, ambas da HBO, embora ambas não tenham sido aprovadas para irem ao ar como seriados.[2] Em 2013 gravou uma participação em Louco por Elas.[3]

Vida PessoalEditar

Desde 2006 Ludmila vive em Los Angeles, onde administra sua produtora de cinema, Lupi Productions.

Desde 2016 é casada com um empresário britânico.

FilmografiaEditar

TelevisãoEditar

Ano Título Personagem Notas
1995 Malhação Taty Episódios: "11–12 de julho"
1996 Xica da Silva Isabel Gonçalo
1998 Corpo Dourado Bibí
1999 Mulher Mariana Episódio: "Herança de Família"
2000–01 Malhação Joana Vasconcelos Carneiro Temporada 7
2002 Sítio do Picapau Amarelo Juliana Episódio: "Histórias Diversas"
2004 Linha Direta Aída Curi Episódio: "Aída Curi"
2004 Senhora do Destino Danielle Meira
2005 Os Ricos Também Choram Sofia Trindade
2013 Louco por Elas Cibele da Pamonha Episódio: "Léo e Giovana não lembram"
Episódio: "Amados amantes!"

CinemaEditar

Ano Título Personagem Nota
1995 Carlota Joaquina, Princesa do Brazil Yolanda
1997 A Inquebrável Lana
1998 Traição Alice
2002 As Vozes da Verdade Gabriela
2004 Vida de Menina Helena Morley
2008 A Guerra dos Rocha Paola
2009 O Mundo de Lud Lud
2013 Parents Mãe
2017 Fakeation Kiki
2017 Colours Zarah

WebEditar

Ano Título Personagem
2012–13 The Situation[2] Jasmine

Prêmios e indicaçõesEditar

Ano Prêmio Categoria Nomeações Resultado
1996 Prêmio APCA de Cinema[4] Melhor Atriz Revelação
Carlota Joaquina, Princesa do Brasil
Venceu
1998 Festival de Cinema de Brasília Melhor Atriz
Traição
Venceu
1999 Cine PE - Festival do Audiovisual[5] Melhor Atriz em Longa-metragem Venceu
2004 Troféu Top of Business Melhor Atriz Coadjuvante em Televisão
Senhora do Destino
Venceu
Festival de Cinema de Gramado Melhor Atriz
Vida de Menina
Indicado
Festival Internacional de Cinema do Rio Melhor Atriz Indicado
2005 Prêmio Qualidade Brasil[4] Melhor Atriz em Cinema Indicado
2006 Prêmio Contigo! de Cinema Nacional Melhor Atriz Indicado
Prêmio Guarani de Cinema Brasileiro Melhor Atriz Indicado
Prêmio ACIE de Cinema Melhor Atriz Indicado

Referências

  1. «Cinema e História: Carlota Joaquina, Princesa do Brazil». Consultado em 25 de Maio de 2012. Arquivado do original em 23 de outubro de 2014 
  2. a b «Não, gente! Lá fora é muito caro». Revista Quem!. 17 de Janeiro de 2006. Consultado em 28 de Fevereiro de 2007 
  3. «Após oito anos longe da telinha, Ludmila Dayer vive vendedora de pamonha». Globo.com. 28 de maio de 2013. Consultado em 30 de maio de 2013 
  4. a b Ludmila Dayer :: Awards
  5. Ludmila Dayer :: Prêmios Papo de Cinema

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre sobre uma atriz é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.