Luis Alberto Suárez

futebolista uruguaio

Luis Alberto Suárez Díaz[2][3][4] (Salto, 24 de janeiro de 1987), mais conhecido apenas como Luis Suárez, é um futebolista uruguaio que atua como atacante. Atualmente defende o Atlético de Madrid e a Seleção Uruguaia.

Luis Suárez
Luis Suárez
Suárez com o Uruguai na Copa do Mundo de 2018
Informações pessoais
Nome completo Luis Alberto Suárez Díaz[1]
Data de nasc. 24 de janeiro de 1987 (34 anos)
Local de nasc. Salto, Uruguai
Nacionalidade uruguaio
Altura 1,82 m[2][3]
destro
Apelido Luisito
El Pistolero
Informações profissionais
Clube atual Atlético de Madrid
Número 9
Posição atacante
Clubes de juventude
2003–2005 Nacional
Clubes profissionais
Anos Clubes
2005–2006
2006–2007
2007–2011
2011–2014
2014–2020
2020–
Nacional
Groningen
Ajax
Liverpool
Barcelona
Atlético de Madrid
Seleção nacional
2007
2012
2007–
Uruguai Sub-20
Uruguai Sub-23
Uruguai

Muitas vezes considerado um dos melhores jogadores do mundo[5][6] e também um dos melhores centroavantes da história[7], Suárez ganhou 19 títulos em sua carreira, incluindo sete títulos nacionais, uma Liga dos Campeões e uma Copa América com o Uruguai. Um artilheiro prolífico, Suárez ganhou por duas vezes a Chuteira de Ouro, foi artilheiro do Campeonato Holandês, artilheiro do Campeonato Inglês e também acabou com a dominância de seis anos de Lionel Messi e Cristiano Ronaldo, ao vencer o Troféu Pichichi, de artilheiro do Campeonato Espanhol, na temporada 2015–16. Ele já marcou mais de 470 gols em sua carreira pelos clubes e pela Seleção e é o terceiro maior artilheiro da história do Barcelona.[8]

Apelidado de El Pistolero ("O Pistoleiro")[9], Suárez começou sua carreira nas categorias de base do Nacional em 2003. Com 19 anos, se mudou para a Holanda para jogar pelo Groningen, antes de se transferir para o Ajax em 2007. Em 2010, ele ganhou seu primeiro título pelo Ajax, a Copa KNVB, e terminou a temporada como artilheiro do Campeonato Holandês, ganhando o prêmio de Futebolista Neerlandês do Ano. Na temporada seguinte, ele ajudou o Ajax a garantir o título nacional, marcando seu 100.º gol com a camisa do clube. Em janeiro de 2011, Suárez se transferiu para o Liverpool, da Inglaterra, e na sua primeira temporada, ganhou seu primeiro título pelo clube, a Copa da Liga. Em 2014, mesmo não ganhando o Campeonato Inglês, Luisito foi o artilheiro do campeonato e ganhou o prêmio de Futebolista do Ano da PFA e Futebolista Inglês do Ano pela FWA, além de partilhar do prêmio de Chuteira de Ouro com Cristiano Ronaldo, antes de se transferir para o Barcelona na temporada seguinte por 82,3 milhões de euros, o que fez dele um dos jogadores mais caros da história do futebol.[10][11]

Na sua primeira temporada pelo Barcelona, Suárez estrelou um trio de ataque ao lado de Lionel Messi e Neymar (no que ficou conhecido como "trio MSN"), ajudando o clube a ganhar sua segunda tríplice coroa: La Liga, Copa do Rei e Liga dos Campeões. O "trio MSN", naquela temporada, marcou 122 gols, o que foi o maior número de gols marcados na história por um trio de ataque no futebol espanhol.[12] Em sua segunda temporada pelo clube, Suárez ganhou seu primeiro Troféu Pichichi, além de sua segunda Chuteira de Ouro, na qual se tornou o primeiro jogador, desde 2009, a ganhar ambos prêmios além de Messi e Ronaldo.[13] Ele terminou a temporada com 40 gols no Campeonato Espanhol, 14 dos quais vieram de seus últimos cinco jogos, além de 16 assistências, se tornando o primeiro jogador da história da La Liga a ranquear em primeiro, em ambos gols e assistências.[14]

Pela Seleção Uruguaia, Suárez é o maior goleador, os representando em três edições da Copa do Mundo e da Copa América, além de participar dos Jogos Olímpicos de 2012 e da Copa das Confederações de 2013, na qual ele ajudou sua seleção a terminar em quarto lugar. Pela Copa do Mundo FIFA de 2010, ele teve um papel importante na conquista da quarta colocação, marcando três gols, além de causar polêmica ao "salvar" um gol com as mãos, na prorrogação das quartas de finais contra Gana.[15] Pela Copa América de 2011, Suárez foi o vice artilheiro com quatro gols, ganhou o prêmio de Jogador do Torneio[16] e ajudou Uruguai a ganhar seu décimo quinto título e se tornar o maior vencedor da Copa América. Pela Copa do Mundo FIFA de 2014, Suárez marcou seu 40.º gol pela seleção antes de ser suspenso do torneio após morder o zagueiro italiano Giorgio Chiellini.[17]

Suárez foi motivo de polêmica durante toda sua carreira.[17][18][19] Além de "salvar" o gol com as mãos pela partida de quartas de finais de Copa do Mundo contra Gana,[15] ele já mordeu adversários em três ocasiões.[17][20][21] Ele também é conhecido por fingir faltas e já foi acusado por isso.[22][23] Em 2011, a FA o considerou culpado de racismo contra Patrice Evra,[24] decisão que Suárez contesta.[25] Em 2020, foi acusado de fraude, na tentativa de obter a cidadania italiana, para se transferir para a Juventus.[26][27]

Infância e juventudeEditar

Suárez viveu em Salto, junto de seis irmãos e de sua mãe solteira e em 2003, ingressou nas categorias de base do Nacional de Montevidéu. Seu irmão mais velho, Paolo Suárez, também é futebolista profissional.[28][29]

CarreiraEditar

InícioEditar

Iniciou sua carreira como grande revelação do futebol uruguaio em 2005 pelo Nacional e no ano seguinte ele conquistou o Campeonato Uruguaio. Embora não tenha sido artilheiro do Nacional naquela temporada, Suárez marcou um gol em cada um dos jogos finais contra o Rocha, e um dos dois gols tricolores no empate clássico do torneio Clausura. Suas ótimas exibições despertaram o interesse de diversos clubes. Em 2006, com 19 anos, acabou se transferindo para o Groningen, da Holanda, por cerca de 800 mil euros, uma quantia muito baixa para os padrões atuais do futebol. No Groningen, permaneceu por apenas uma temporada, marcando 15 gols em 37 jogos, sendo 10 deles pela Eredivisie. Após apenas um ano no clube, rapidamente chamou a atenção dos grandes clubes do país, não só pelos gols, mas também pela sua técnica apurada.[30][31][32]

AjaxEditar

 
Suárez (com a flâmula do Ajax) em 2010

Um ano após sua chegada ao Groningen e após uma ótima temporada pelo clube, foi vendido para o Ajax por 7,5 milhões de euros em 2007.[33]

Suárez fez sua estreia oficial pela equipe nas fase eliminatória da Liga dos Campeões, em partida contra o Slavia Praga. Logo em sua estreia pela Eredivisie, marcou um gol, fez três assistências e ganhou uma penalidade, ajudando o Ajax a vencer o recém-promovido De Graafschap por 8–1. Na sua estreia em casa, na Amsterdam Arena, ele marcou mais dois contra Heerenveen, dando sequência ao excelente início de sua passagem pelo clube. Em seguida, foi o autor de um hat-trick no jogo contra o Willem II, para atingir a marca de 14 gols em 27 partidas. Terminou sua primeira temporada pelo Ajax com 22 gols em 44 partidas.[34][35]

Suárez causou um impacto imediato no clube de Amesterdão ao atuar como segundo atacante, auxiliando os centroavantes da equipe — inicialmente, Klaas-Jan Huntelaar, seguido por Marko Pantelić e Mounir El Hamdaoui. Com a chegada do treinador Martin Jol e a saída de Thomas Vermaelen para o Arsenal, em 2009, Suárez tornou-se o capitão do Ajax.[36][37]

Ao fim da temporada 2009–10, Suárez foi nomeado Futebolista Holandês do Ano, prêmio entregue ao melhor jogador atuando no país, e terminou a temporada como artilheiro da Eredivisie, com 35 gols em 33 partidas (49 gols em todas as competições). Ainda nesse ano, ele se tornou membro de um seleto grupo de jogadores que já marcaram mais de 100 gols pelo Ajax, juntando-se à nomes como Johann Cruyff, Marco van Basten, Dennis Bergkamp e Klaas-Jan Huntelaar.[38][39]

Após o destaque na Copa do Mundo FIFA de 2010, Suárez chamou ainda mais a atenção dos grandes clubes europeus, e permaneceu no Ajax até a metade da temporada 2010–11.[40]

LiverpoolEditar

 
Suárez atuando pelo Liverpool em 2011

No dia 28 de janeiro de 2011, foi confirmada sua transferência para o Liverpool por 22,8 milhões de libras (26,5 milhões de euros ou 60,8 milhões de reais).[41][42] Ele chegou com a função de substituir Fernando Torres, que havia sido negociado com o Chelsea.

No dia 2 de fevereiro de 2011, em sua primeira partida pelos Reds, marcou um dos gols na vitória por 2 a 0 sobre o Stoke City.[43][44][45] Rapidamente tornou-se um dos principais jogadores da equipe, marcando muitos gols e principalmente com assistências, e finalizou a sua primeira temporada no futebol inglês com quatro gols em 13 jogos, além de cinco assistências. Como chegou na janela de transferências do inverno europeu, Suárez atuou pelo Liverpool apenas durante o segundo turno da temporada 2010–11.[46]

Após uma temporada 2011–12 bastante frustrante para o Liverpool na Premier League, onde o clube conseguiu apenas uma 8.ª colocação, Suárez foi o grande destaque na campanha do título da Copa da Liga Inglesa. Finalizou a temporada com um total de 17 gols em 39 jogos.[47]

Iniciou sua melhor temporada até hoje pelo Liverpool, a de 2012–13, marcando gols contra Manchester City, Sunderland, Everton, Newcastle e Chelsea, além de um hat-trick contra o Norwich City e dois contra o Wigan Athletic, assumindo a artilharia da Premier League na 12.ª rodada.[48]

IncidenteEditar

No jogo contra o Manchester United, Luiz Suárez se envolveu em uma polêmica com Patrice Evra, lateral do Manchester United. Segundo o lateral, Suárez o ofendeu com palavras racistas. Evra posteriormente denunciou o atacante à Federação Inglesa de Futebol. Suárez então foi punido com a suspensão por oito jogos e mais 40 mil libras (115 mil reais) de multa. Em sua defesa, o atacante afirmou que chamou o lateral de "preto", mas não de forma preconceituosa. Em nota oficial, Suárez pediu desculpas a Evra.[49][50][51][52][53]

Pós-incidenteEditar

No dia 29 de setembro de 2012, Suárez fez um hat-trick contra o Norwich na goleada por 5–2.[54] Já no dia 4 de novembro, Luisito marcou um gol no empate contra o Newcastle por 1–1 no Anfield.[55][56][57] Fez outro após cobrança de escanteio contra o Chelsea, em um empate por 1–1 no Stamford Bridge, no dia 11 de novembro.[58][59] Já no dia 30 de dezembro, fez dois gols na vitória por 3–0 contra o Queens Park Rangers.[60][61][62]

Suárez marcou mais duas vezes no dia 2 de janeiro de 2013, batendo o Sunderland por 3–0.[63][64] Já no dia 6 de janeiro, fez um gol que garantiu a vitória por 2–1 sobre o Mansfield Town, pela Copa da Inglaterra.[65] No dia 17 de fevereiro, marcou um gol aos 36 minutos do primeiro tempo e viu sua equipe golear o Swansea por 5–0.[66][67] Marcou um gol no clássico contra o Arsenal, no dia 30 de janeiro, no empate por 2–2 fora de casa.[68][69] No dia 21 de fevereiro fez dois gols de falta contra o Zenit, pela Liga Europa, garantindo a vitória por 3–1, mas o Liverpool acabou eliminado por ter perdido o primeiro jogo por 2–0.[70] Marcou um hat-trick no dia 2 de março contra o Wigan Athletic, em vitória por 4–0 fora de casa.[71] No dia 10 de março marcou o primeiro gol do Liverpool na vitória de virada sobre o Tottenham, por 3–2, com gol do capitão Steven Gerrard no final da partida.[72]

No dia 21 de abril, fez um gol aos 51 minutos do segundo tempo contra o Chelsea, empatando o jogo em 2–2 após cometer um pênalti no que resultou no segundo gol dos Blues.[73] Ainda nessa partida, Suárez voltou a se envolver em uma polêmica: o atacante, enquanto tentava se desvencilhar da marcação do zagueiro Branislav Ivanović, mordeu o rival.[74][75] Esta não foi a primeira vez que o uruguaio participou de um lance envolvendo mordidas; ainda quando atuava pelo Ajax, em jogo contra o PSV Eindhoven, ele agrediu de maneira similar o meio-campista Otman Bakkal.

Na temporada 2013–14, Luisito fez uma ótima temporada sendo o artilheiro, líder de assistências e levando o Liverpool a briga pelo título da Premier League, que não vinha desde 1990–91. Teve grande atuação no dia 4 de dezembro de 2013, quando marcou quatro gols na goleada por 5–1 sobre o Norwich.[76] O uruguaio formou um grande trio de ataque ao lado de Daniel Sturridge e Raheem Sterling. O título inglês, no entanto, ficou com o Manchester City.

BarcelonaEditar

 
Suárez atuando pelo Barcelona em 2014

Foi anunciado pelo Barcelona no dia 11 de julho de 2014, assinando por cinco temporadas.[77] O uruguaio recebeu a camisa 9.[78]

Sua estreia oficial foi no dia 25 de outubro, no El Clásico contra o Real Madrid. Na ocasião, Suárez participou de jogada que resultou no gol de Neymar, mas viu o time catalão perder de virada por 3–1.[79]

Suárez se encaixou muito bem no elenco do Barça e tornou-se um dos principais jogadores da equipe, formando um trio ofensivo ao lado de Lionel Messi e Neymar. Foi campeão do Campeonato Espanhol, da Liga dos Campeões da UEFA e da Copa do Rei. Ao fim da temporada 2014–15 foi um dos três finalistas do prêmio de Melhor Jogador da Temporada.

Foi o artilheiro da Copa do Mundo de Clubes da FIFA de 2015, com cinco gols, e eleito o melhor jogador da competição. Marcou os três gols da vitória contra o Guangzhou Evergrande na semifinal e dois contra o River Plate na final.[80]

Se destacou na vitória sobre o Athletic Bilbao por 6–0 em partida válida pelo Campeonato Espanhol, onde marcou um hat-trick e sofreu um pênalti logo nos primeiros três minutos da partida.[81] No dia 3 de fevereiro de 2016, marcou quatro gols numa sonora goleada sobre o Valencia por 7–0 pela semifinal da Copa do Rei, chegando a marca de 35 gols em 33 partidas na temporada 2015–16.[82] Suárez recuperou a artilharia do Campeonato Espanhol, alcançando a marca de 23 gols, ao marcar três gols na goleada sobre o Celta de Vigo por 6–1 no Camp Nou, um deles bem inusitado. Em cobrança de pênalti, Messi tocou para a direita, ao invés de bater, enganando toda a defesa do Celta, deixando o uruguaio livre para fazer quatro a um no placar.[83] Essa cobrança foi uma homenagem ao ex-jogador e ídolo do Barcelona, Cruyff, que popularizou esse tipo de cobrança nos anos 80.[84][85]

Depois de algumas atuações ruins contra Real Madrid e Atlético de Madrid, que acabou na eliminação do clube catalão da Liga dos Campeões, Suárez voltou a brilhar espantando a crise do Barcelona, marcando quatro gols na sonora goleada sobre o frágil Deportivo La Coruña por 8–0.[86] Suárez encerou sua segunda temporada pelo Barcelona com incríveis 59 gols marcados, sendo artilheiro do Campeonato Espanhol com 40 gols, da Copa do Rei, com cinco gols, e artilheiro de sua equipe na Liga dos Campeões com oito gols marcados.

O uruguaio continuou com tudo no começo da temporada 2016–17. Logo no primeiro jogo, foi ele quem abriu o placar da vitória por 2–0 sobre o Sevilla fora de casa pelo jogo de ida da decisão da Supercopa da Espanha.[87] Já na primeira rodada do Campeonato Espanhol, fez um hat-trick e ajudou na goleada sobre o Real Betis, no Camp Nou, por 6–2.[88]

Suárez fez sua 100ª aparição em Barcelona em uma derrota por 2–1 em casa para Alavés. Apesar de ser incapaz de marcar, Suárez reivindicou a distinção de marcar mais gols e auxilia em seus primeiros 100 jogos na Espanha do que Cristiano Ronaldo e Lionel Messi. Suárez contribuiu com 88 gols e 43 assistências em seus primeiros 100 jogos para o Barcelona, ​​em comparação com os 95 gols de Ronaldo e 29 assistências, e os 41 gols de Messi e 14 assistências). No dia 13 de setembro, Suárez abriu a conta da Liga dos Campeões da temporada com dois gols em uma goleada por 7–0 contra o Celtic.[89] Dias depois, marcou mais uma vez na vitória por 5–1 contra o Leganés.

No dia 11 de janeiro de 2017, Suárez marcou seu 100º gol pelo Barcelona contra o Athletic Bilbao, em jogo válido pela Copa do Rei. Em 7 de fevereiro, Suárez marcou e depois foi expulso por um segundo amarelo na semifinal da Copa do Rei contra o Atlético de Madri por uma suposta falta em Koke, seu primeiro cartão vermelho competitivo para o Barcelona, ​​o que significa que ele perderia a final. Em uma entrevista após o jogo, Suárez disse que ele estava fortemente em desacordo com a decisão e desejava atraí-lo, afirmando: "Estou rindo do segundo amarelo, não é mesmo uma falta. Eu não fiz absolutamente nada. Espero que o clube vá apelar."

Na temporada 2017–18, Suárez viveu sua maior seca desde sua chegada ao Barça, marcando somente três gols na temporada, há 393 minutos sem marcar, ele afirma que Ernesto Valverde não-o manda jogar pela esquerda[90] . Porém, na vitória contra o Leganés, o uruguaio marcou um dos gols, encerrando o seu maior jejum de gols.[91]

Em 5 de julho de 2020, na vitória por 4–0 contra o Villarreal, Suárez empatou o número de gols de László Kubala e tornou-se o terceiro maior artilheiro da história do Barcelona.[92]

Atlético de MadridEditar

No dia 23 de setembro de 2020, após quase acertar com a Juventus[93], por problemas de documento, ele assinou um contrato de dois anos com o Atlético de Madrid.[94] Estreou pelo clube no dia 27 de setembro, marcando dois gols e dando uma assistência para Marcos Llorente, na vitória em casa por 6–1 contra o Granada, pela La Liga.[95]

Conquistou o Campeonato Espanhol no dia 22 de maio de 2021, seu primeiro título pelo Atlético. Suárez marcou o gol decisivo que garantiu a virada por 1–2 contra o Valladolid, fora de casa.[96] O atacante foi peça fundamental na conquista, tendo marcado 21 gols na competição.[97]

Seleção NacionalEditar

 
Suárez (esquerda) e Forlán, parceiros de ataque durante a Copa do Mundo FIFA de 2010
 
Suárez atuando pelo Uruguai, nas Olimpíadas de 2012 em Londres

Após representar o Uruguai nas categorias Sub-20 e Sub-23, estreou pela Seleção Uruguaia principal no dia 8 de fevereiro de 2007, contra a Colômbia, durante as eliminatórias da Copa do Mundo FIFA de 2010. Foi titular durante a maioria dos jogos, geralmente formando dupla de ataque com Diego Forlán.[98][99]

Vivendo excelente fase no Ajax, foi selecionado pelo treinador Óscar Tabárez para integrar o elenco da Seleção Uruguaia que disputou a Copa do Mundo FIFA de 2010.

Foi titular durante toda a Copa do Mundo, marcando o gol da vitória sobre o México, que garantiu a primeira colocação da celeste no Grupo A. Marcou ainda os dois gols da vitória por 2–1 sobre a Coreia do Sul, nas oitavas-de-final. No jogo seguinte, chamou a atenção por um lance bizarro: Uruguai e Gana empatavam em 1–1 pelas quartas-de-final, quando no último minuto de jogo, com o goleiro uruguaio já batido no lance, Suárez pulou e "defendeu" com as mãos uma bola cabeceada pela equipe de Gana e assim, foi expulso.[100] Porém, os ganeses perderam o pênalti, e os uruguaios venceram na disputa de penalidades após o fim da prorrogação. Conclusão: Suárez foi expulso, mas terminou como o herói que fez um sacrifício que valeu a pena, já que um gol no último minuto eliminaria o Uruguai. A Celeste terminou com a quarta colocação, perdendo para a Alemanha na disputa do terceiro lugar.[101][102]

 
Luis Suárez ergue o troféu de MVP da Copa América de 2011

Um ano após a Copa do Mundo, foi uma das principais peças na campanha do título uruguaio da Copa América de 2011, novamente formando dupla de ataque com Forlán. Luisito foi o vice-artilheiro do torneio com quatro gols, atrás apenas do peruano Paolo Guerrero.[103][104][105] Suárez fez parte dos três gols do Uruguai sobre a Polônia, em uma vitória por 3–1.[106] Aos 22 minutos, a estrela do Liverpool cruzou do lado esquerdo, Cavani tentou chutar, mas o zagueiro Glik chegou antes na bola e tocou contra a própria meta.[107] O segundo gol uruguaio, feito aos 34 minutos, foi uma pintura. Lodeiro achou espaço mínimo entre dois poloneses e tocou para Suárez. O atacante se livrou do primeiro marcador com um lençol e em seguida jogou a bola entre as pernas do segundo defensor, que apareceu para tentar roubar a bola. Após os dribles, o jogador cruzou na medida para Cavani concluir.[108] Na segunda etapa a Polônia diminuiu aos 19 minutos com um bom chute de Obraniak de fora da área. Um minuto depois, Cáceres fez um lançamento para Suárez do campo defensivo. A zaga estava desatenta, e o atacante avançou para driblar o goleiro e fazer o terceiro para a Celeste. Marcou um gol contra o Paraguai em 22 de março de 2013, abrindo o placar para sua equipe pela Eliminatórias da Copa do Mundo de 2014.[109] O jogo terminou em 1–1.

Pela Copa do Mundo FIFA de 2014, Suárez ficou de fora do primeiro jogo entre Uruguai e Costa Rica, poupando-se após uma cirurgia no joelho. Estreou diante da Inglaterra, sendo o herói do jogo com dois gols marcados na vitória por 2–1.[110]

Na partida contra a Itália, envolveu-se em um incidente com o zagueiro italiano Chiellini, mordendo o ombro do adversário durante a partida. Foi julgado pelo Comitê Disciplinar da FIFA e, por ser reincidente, foi suspenso por nove jogos, banido por quatro meses de qualquer atividade relacionada ao futebol, ficando não apenas fora dos jogos restantes da copa, como também impedido de permanecer na concentração com seus colegas.[111] Ele também foi multado em 100 mil francos suíços.[112]

Retornou a Seleção somente em 24 de março de 2016, na partida contra o Brasil, pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 2018, e marcou o gol de empate que definiu o placar em 2–2.[113]

Foi peça importante da boa campanha uruguaia na Copa do Mundo FIFA de 2018, caindo nas quartas-de-final para a França. Marcou o gol da vitória sobre a Arábia Saudita, ainda na segunda rodada da fase de grupos[114], e também fez o gol que abriu a goleada de 3–0 sobre a Rússia, cobrando falta por debaixo da barreira.[115] Nas oitavas de final, deu assistência para um dos gols de Edinson Cavani na vitória por 2–1 sobre Portugal.[116]

EstatísticasEditar

ClubesEditar

[117][118]

Equipe Temporada Campeonato
nacional
Copa
nacional
Competições
continentais
Outros
torneios
Total
Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist.
Nacional 2005–06 27 10 4 3 0 4 2 34 12 4
Total 27 10 4 3 0 4 2 34 12 4
Groningen 2006–07 29 10 6 2 1 0 2 1 0 4 3 0 37 15 6
Total 29 10 6 2 1 0 2 1 0 4 3 0 37 15 6
Ajax 2007–08 33 17 4 3 2 0 4 1 0 4 2 0 44 22 4
2008–09 31 22 14 2 1 0 10 5 2 0 0 0 43 28 16
2009–10 33 35 14 6 8 0 9 6 2 0 0 0 48 49 16
2010–11 13 7 0 1 1 0 9 4 3 1 0 0 24 12 3
Total 110 81 32 12 12 0 32 16 7 5 2 0 159 111 37
Liverpool 2010–11 13 4 5 0 0 0 0 0 0 0 0 0 13 4 5
2011–12 31 11 6 8 6 5 0 0 0 0 0 0 39 17 11
2012–13 33 23 11 3 3 0 8 4 2 0 0 0 44 30 13
2013–14 33 31 12 4 0 3 0 0 0 0 0 0 37 31 15
Total 110 69 34 15 9 8 8 4 2 0 0 0 133 82 44
Barcelona 2014–15 27 16 17 6 2 4 10 7 3 0 0 0 43 25 24
2015–16 35 40 19 4 5 1 9 8 4 5 6 2 53 59 26
2016–17 35 29 13 6 3 1 9 3 3 1 1 0 51 37 17
2017–18 33 25 12 6 5 2 10 1 3 2 0 0 51 31 16
2018–19 33 22 6 5 3 1 10 1 3 1 0 0 49 25 10
2019–20 28 16 8 0 0 0 7 5 2 1 0 1 36 21 12
Total 191 147 75 27 19 9 55 25 18 10 7 3 283 198 105
Atlético de Madrid 2020–21 32 21 3 0 0 0 6 0 0 0 0 0 38 21 3
Total 28 19 3 0 0 0 6 0 0 0 0 0 38 21 3
Total na carreira 495 336 154 56 40 17 106 46 27 23 14 3 684 439 199

Seleção NacionalEditar

[119]

Ano
Jogos Gols
2007 6 2
2008 10 4
2009 12 3
2010 11 7
2011 13 10
2012 8 4
2013 16 9
2014 6 5
2016 8 3
2017 5 2
2018 11 6
2019 7 4
2020 3 4
Total 116 63

TítulosEditar

Nacional
Ajax
Liverpool
Barcelona
Atlético de Madrid
Seleção Uruguaia

Prêmios individuaisEditar

ArtilhariasEditar

Referências

  1. «Player profile - Luis Suarez - LFC History». Consultado em 27 de Janeiro de 2011 
  2. a b Perfil no site da Premier League
  3. a b Perfil no site da FIFA
  4. «Biography – My History» (em inglês). luissuarez.co.uk. Consultado em 18 de novembro de 2012. Arquivado do original em 6 de agosto de 2011 
  5. sport, Guardian; sport, Guardian. «The 100 best footballers in the world 2016 – interactive». The Guardian (em inglês). ISSN 0261-3077. Consultado em 26 de setembro de 2020 
  6. «Uruguay v England: Luis Suarez proved he is best in the world, says Peter Taylor». Sky Sports (em inglês). Consultado em 26 de setembro de 2020 
  7. «10 reasons why Luis Suarez is the best striker of the last decade». Read Football (em inglês). 20 de maio de 2020. Consultado em 26 de setembro de 2020 
  8. «Luis Suarez celebrates 400-goal landmark». Liverpool FC. Consultado em 26 de setembro de 2020 
  9. Domènech, Joan (22 de setembro de 2020). «Adiós, pistolero». elperiodico (em espanhol). Consultado em 26 de setembro de 2020 
  10. Sport, Telegraph (28 de março de 2016). «Revealed: How much Luis Suarez really cost Barcelona». The Telegraph (em inglês). ISSN 0307-1235. Consultado em 26 de setembro de 2020 
  11. «Liverpool confirm Luis Suárez's £75m move to Barcelona pending medical | Football | The Guardian». web.archive.org. 11 de julho de 2014. Consultado em 26 de setembro de 2020 
  12. Olympiastadion, Sid Lowe at (6 de junho de 2015). «Barcelona's Luis Suárez, Leo Messi and Neymar too good for Juventus». The Observer (em inglês). ISSN 0029-7712. Consultado em 26 de setembro de 2020 
  13. «Luis Suárez gana su segunda Bota de Oro». CNN (em espanhol). 16 de maio de 2016. Consultado em 26 de setembro de 2020 
  14. «Luis Suarez: Barca's highest-scoring Uruguayan tops goals AND assist charts | Goal.com». www.goal.com. Consultado em 26 de setembro de 2020 
  15. a b Copa do Mundo 2014 | Suarez salva Uruguai com a mão, e é expulso da partida contra Gana | Globoplay, consultado em 26 de setembro de 2020 
  16. Aires, Por GLOBOESPORTE COM Buenos; Argentina. «Luis Suárez desbanca Forlán e é eleito o melhor jogador da Copa América». globoesporte.com. Consultado em 26 de setembro de 2020 
  17. a b c FIFA.com. «2014 FIFA World Cup™ - News - Luis Suárez suspended for nine matches and banned for four months from any football-related activity - FIFA.com». www.fifa.com (em inglês). Consultado em 26 de setembro de 2020 
  18. «Luis Suárez: 10 previous controversies involving the Liverpool striker». the Guardian (em inglês). 21 de abril de 2013. Consultado em 26 de setembro de 2020 
  19. «Luis Suarez: a history of controversy | FIFA 2014 World Cup | Football | Sport». web.archive.org. 9 de julho de 2014. Consultado em 26 de setembro de 2020 
  20. Press, Associated (22 de novembro de 2010). «Luis Suárez: 'The Cannibal of Ajax'?». The Guardian (em inglês). ISSN 0261-3077. Consultado em 26 de setembro de 2020 
  21. Anfield, Dominic Fifield at (21 de abril de 2013). «Luis Suárez's bite has proven again he is a liability, even at his peak | Dominic Fifield». The Guardian (em inglês). ISSN 0261-3077. Consultado em 26 de setembro de 2020 
  22. «World Cup: England striker Daniel Sturridge insists he won't cheat to win». Sky Sports (em inglês). Consultado em 26 de setembro de 2020 
  23. «Rodgers anger at Suarez 'diving'». BBC Sport (em inglês). Consultado em 26 de setembro de 2020 
  24. «Suarez handed eight-match FA ban». BBC Sport (em inglês). Consultado em 26 de setembro de 2020 
  25. «Statement from Luis Suarez - Liverpool FC». web.archive.org. 19 de fevereiro de 2015. Consultado em 26 de setembro de 2020 
  26. www.thelocal.it https://www.thelocal.it/20200922/luis-suarez-inestigated-for-suspected-cheating-on-italian-citizenship-language-exam. Consultado em 26 de setembro de 2020  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  27. «Autoridades suspeitam de fraude em exame de Suárez para tirar a cidadania italiana». ge. Consultado em 26 de setembro de 2020 
  28. «Luis Suárez and Diego Forlán shoot Uruguay to record 15th Copa América». Consultado em 25 de julho de 2011 
  29. «Luis Suarez's rise from the streets of Montevideo to Liverpool FC hero – part two». Consultado em 23 de agosto de 2011 
  30. «Luis Suarez's rise from the streets of Montevideo to Liverpool FC hero – part one». Consultado em 22 de agosto de 2011 
  31. «Luis Suarez's granny reveals she used to call him 'Mi Negrito'». Consultado em 23 de fevereiro de 2012 
  32. «In Suarez's absence Uruguay will lean even more heavily on Forlan». Consultado em 21 de agosto de 2011 
  33. NewsBot – Ajax acerta contratação de atacante uruguaio Luis Suárez[ligação inativa]
  34. «Luis Suárez16 - History». Consultado em 25 de agosto de 2011. Arquivado do original em 6 de agosto de 2011 
  35. «In Suarez's absence Uruguay will lean even more heavily on Forlan». Consultado em 31 de janeiro de 2011 
  36. «Soccer: Ajax signs Uruguayan international Luis Suarez». Consultado em 27 de agosto de 2011 
  37. «Ajax made to pay for Suárez». Consultado em 21 de junho de 2011 
  38. «Luis Suarez's rise from the streets of Montevideo to Liverpool FC hero – part three». Consultado em 14 de junho de 2011 
  39. «Ajax sign Luis Suárez». Consultado em 15 de junho de 2012. Arquivado do original em 7 de abril de 2012 
  40. «2008/09 Dutch Eredivisie Table / Table». Consultado em 16 de junho de 2012 
  41. «Liverpool contrata atacante uruguaio Suárez». UOL. 28 de janeiro de 2011. Consultado em 23 de maio de 2021 
  42. «Liverpool acerta a contratação de Luis Suárez, do Ajax, por R$ 61 milhões». ESPN.com.br. 28 de janeiro de 2011. Consultado em 23 de maio de 2021 
  43. «Atacante uruguaio Luis Suárez estreia com o pé direito no Liverpool». Consultado em 2 de fevereiro de 2011 
  44. «Suárez estreia com gol, e Liverpool vence o Stoke City». Consultado em 2 de fevereiro de 2011 [ligação inativa]
  45. «"Substituto" de Torres marca e Liverpool vence Stoke City». Consultado em 2 de fevereiro de 2011 
  46. wikipidia (30 de dezembro de 2015). «www.historiadeluizsuarez.com». Kauã Felipe. Consultado em 30 de dezembro de 2015 
  47. «Liverpool FC season preview 2011/12 – LFC start to bridge the gap on their rivals at the top of the Premier League». Consultado em 11 de setembro de 2012 
  48. «Liverpool 3 Wigan 0: Deadly Suarez makes the difference again». Consultado em 17 de novembro de 2012 
  49. «The FA will look into claims Luis Suarez racially abused Patrice Evra». Consultado em 16 de outubro de 2011 
  50. «Liverpool's Luis Suárez will plead not guilty to FA racism charge». Consultado em 17 de setembro de 2011 
  51. «Liverpool's Luis Suarez 'upset' by Patrice Evra's racism claim». Consultado em 17 de outubro de 2011 
  52. «What we learned this week… Liverpool embarrass themselves with overboard Luis Suarez support». Consultado em 19 de outubro de 2012 
  53. «After torrid World Cup, Evra embroiled in controversy yet again». Consultado em 15 de dezembro de 2012. Arquivado do original em 21 de dezembro de 2011 
  54. «Liverpool encerra calvário com massacre sobre o Norwich e 'hat trick' de Suárez». ESPN.com.br. 29 de setembro de 2012. Consultado em 23 de maio de 2021 
  55. «Liverpool 1 - 1 Newcastle United - BBCC SPORT». Consultado em 4 de novembro de 2012 
  56. «Veja os lances do primeiro tempo de Liverpool x Newcastle». Consultado em 5 de novembro de 2012 
  57. «Gerrard completa 600 jogos e Liverpool apenas empata com Newcastle». Consultado em 7 de novembro de 2012 
  58. «Luis Suárez: 'Meu sonho é jogar a Champions League pelo Liverpool'». Consultado em 23 de dezembro de 2012 
  59. «Chelsea 1 - 1 Liverpool - BBC SPORT». Consultado em 11 de novembro de 2012 
  60. «Suárez desequilibra, e Liverpool derrota QPR na volta de Júlio César». Terra. 30 de dezembro de 2012. Consultado em 23 de maio de 2021 
  61. «We must give Suarez Champions League hope if he's to stay at Anfield, says Liverpool boss Rodgers». Consultado em 1 de janeiro de 2013 
  62. «Liverpool Transfer News: Luis Suarez Will Leave Without Champions League». Consultado em 3 de janeiro de 2013 
  63. «Suárez brilha, Liverpool vence e vai embalado para clássico com o United». GloboEsporte.com. 2 de janeiro de 2013. Consultado em 23 de maio de 2021 
  64. «Liverpool 3 Sunderland 0: Suarez at the double as Reds enjoy perfect start to 2013». Consultado em 21 de maio de 2009 
  65. «Com mão de Suárez, Liverpool elimina time de presidente musa». Terra. 6 de janeiro de 2013. Consultado em 23 de maio de 2021 
  66. «Liverpool 5 vs 0 Swansea City - PREMIER LEAGUE». Consultado em 17 de Fevereiro de 2013 
  67. «Liverpool 5 - 0 Norwich City - PREMIER LEAGUE». Consultado em 19 de Janeiro de 2013 
  68. «Arsenal 2 - 2 Liverpool - PREMIER LEAGUE». Consultado em 30 de Janeiro de 2013 
  69. «Arsenal reage e consegue empatar com Liverpool em casa». Terra. 30 de janeiro de 2013. Consultado em 23 de maio de 2021 
  70. «Hulk marca, e Zenit se classifica, apesar de derrota para o Liverpool». GloboEsporte.com. 21 de fevereiro de 2013. Consultado em 23 de maio de 2021 
  71. «Companheiro exalta Luis Suárez: 'É um ídolo e um herói para todos nós'». GloboEsporte.com. 3 de março de 2013. Consultado em 23 de maio de 2021 
  72. «Suárez vence 'duelo' com Bale, e Liverpool passa pelo Tottenham». GloboEsporte.com. 10 de março de 2013. Consultado em 23 de maio de 2021 
  73. «Suárez dá de herói e vilão e garante empate do Liverpool com o Chelsea». GloboEsporte.com. 21 de abril de 2013. Consultado em 23 de maio de 2021 
  74. «Há sete anos, Suárez dava uma de suas três mordidas em rivais; veja onde estão as vítimas dos dentes do uruguaio». ESPN.com.br. 21 de abril de 2020. Consultado em 23 de maio de 2021 
  75. «[VÍDEO] Suárez morde Ivanovic em clássico inglês!». Yahoo. 21 de abril de 2013. Consultado em 23 de maio de 2021 
  76. «Suárez dá show, marca quatro vezes, e Liverpool vence o Norwich City». GloboEsporte.com. 4 de dezembro de 2013. Consultado em 23 de maio de 2021 
  77. «FC Barcelona and Liverpool FC have reached an agreement for the transfer of Luis Suárez» (em inglês). Sítio oficial FC Barcelona. 11 de julho de 2014 
  78. «Luis Suárez, FC Barcelona's number 9» (em inglês). Sítio oficial FC Barcelona. 10 de julho de 2014 
  79. Thiago Arantes (25 de outubro de 2014). «Real vira, derruba o Barcelona e vence superclássico para embolar a Liga». ESPN.com.br. Consultado em 23 de maio de 2021 
  80. «Luis Suárez, elegido mejor jugador del Mundial de Clubes de la FIFA 2015» (em espanhol). Sport.es. 20 de dezembro de 2015 
  81. «Neymar e Suárez brilham em nova goleada do Barça; Messi preocupa». UOL. 17 de janeiro de 2016. Consultado em 23 de maio de 2021 
  82. «Suárez faz quatro, Messi, três, e Barcelona acaba com Valencia em semi da Copa do Rei». GloboEsporte.com. 3 de fevereiro de 2016. Consultado em 23 de maio de 2021 
  83. «Messi rola pênalti para o lado, Suárez 'fura' Neymar e marca para o Barcelona; relembre». ESPN.com.br. Consultado em 23 de maio de 2021 
  84. «Pênalti à la Cruyff: cobrança de Messi e Suárez já foi usada outras vezes». Blog Brasil Mundial FC. 15 de fevereiro de 2016. Consultado em 23 de maio de 2021 
  85. «Pênalti indireto de Messi e Suárez é destaque na Europa; Neymar diz que passe era para ele». VEJA. 15 de fevereiro de 2016. Consultado em 23 de maio de 2021 
  86. «Suárez faz 4, Barça goleia La Coruña por 8–0». Consultado em 23 de abril de 2016 
  87. Guia do Boleiro (14 de agosto de 2016). «Munir e Suárez marcam na primeira final da Supercopa da Espanha». Consultado em 28 de agosto de 2016 
  88. Jornal de Floripa. «Com show de Messi e Suárez Barcelona goleia Betis na estreia». Consultado em 28 de agosto de 2016 
  89. «Com espetáculo de Messi e Neymar, Barcelona atropela Celtic na estreia». UOL. 13 de setembro de 2016. Consultado em 23 de maio de 2021 
  90. «"Valverde não me manda jogar pela esquerda", avisa Luis Suárez»  Texto " Goal.com" ignorado (ajuda)
  91. «Suárez encerra jejum, Paulinho marca, Barça vence 4ª seguida e segue imparável na liderança». ESPN 
  92. «Messi, Griezmann e Suárez fazem 'chover' com golaços, Barcelona atropela o Villarreal e mantém esperança de título». ESPN.com.br. 5 de julho de 2020. Consultado em 23 de maio de 2021 
  93. «Autoridades suspeitam de fraude em exame de Suárez para tirar a cidadania italiana». GloboEsporte.com. 22 de setembro de 2020. Consultado em 23 de maio de 2021 
  94. «Oficial: Luis Suárez é novo jogador do Atlético de Madrid». GloboEsporte.com. 23 de setembro de 2020. Consultado em 23 de maio de 2021 
  95. «Saudades, Barcelona? Suárez estreia com dois gols e assistência, e Atlético massacra o Granada». GloboEsporte.com. 27 de setembro de 2020. Consultado em 23 de maio de 2021 
  96. «Suárez garante virada sobre o Valladolid, e Atlético é campeão espanhol». GloboEsporte.com. 22 de maio de 2021 
  97. «Suárez termina o Espanhol como o jogador com mais gols decisivos». GloboEsporte.com. 23 de maio de 2021 
  98. «No Luis Suarez appeal from Liverpool over racism ban». Consultado em 9 de outubro de 2012 
  99. «Premier League - Papers savage 'paranoid' Dalglish». Consultado em 8 de outubro de 2012 
  100. «Rooney double overshadowed by feud». Consultado em 11 de fevereiro de 2012 
  101. «Suarez apologies weren't forced - Liverpool». Consultado em 14 de fevereiro de 2012 
  102. «Suarez, Evra meet for 1st time since racism storm». Consultado em 16 de fevereiro de 2012 
  103. «Liverpool club owners and sponsor forced manager Kenny Dalglish and striker Luis Suarez to apologise over handshake». Consultado em 20 de fevereiro de 2012 
  104. «Anger of Paul McGrath as he labels Liverpool shameful over Suarez T-shirt stunt». Consultado em 2 de fevereiro de 2012 
  105. «Bang out of order! Dalglish blasts interviewer as Scot claims he didn't see Suarez snub». Consultado em 28 de fevereiro de 2012 
  106. «Luis Suárez participa de três gols, e Uruguai vence a Polônia». Consultado em 14 de novembro de 2012 
  107. «Polônia 1-3 Uruguai - OGOL.com.br». Consultado em 13 de novembro de 2012 
  108. «BBC SPORT - Live Scores». Consultado em 15 de novembro de 2012. Arquivado do original em 13 de novembro de 2012 
  109. «Uruguai 1-1 Paraguai». Consultado em 22 de março de 2013 
  110. Lucas Rizzatti (19 de junho de 2014). «Deus salve... Suárez! Celeste renasce com dois gols dele sobre a Inglaterra». GloboEsporte.com. Consultado em 23 de maio de 2021 
  111. «Luis Suárez suspended for nine matches and banned for four months from any football-related activity». Consultado em 26 de junho de 2014 
  112. «Suarez Banned for 4 Months & 9 International Matches for Biting Chiellini». Consultado em 27 de junho de 2014. Arquivado do original em 14 de julho de 2014 
  113. «Suarez destaca rebeldia e caráter do Uruguai para empatar». Terra. 26 de março de 2016. Arquivado do original em 8 de abril de 2016 
  114. «Suárez desencanta, Uruguai bate Arábia Saudita e garante vaga nas oitavas». UOL. 20 de junho de 2018. Consultado em 23 de maio de 2021 
  115. «Uruguai freia empolgação russa, vence e termina como líder do Grupo A». UOL. 25 de junho de 2018. Consultado em 23 de maio de 2021 
  116. «Com CR7 discreto e show de Cavani, Uruguai elimina Portugal e pega a França». UOL. 30 de junho de 2018. Consultado em 23 de maio de 2021 
  117. «Football : Luis Suárez» (em inglês). FootballDatabase.eu. Consultado em 4 de dezembro de 2013 
  118. «Perfil de L. Suárez». Soccerway. Consultado em 6 de abril de 2016 
  119. «Player - Luis Suárez» (em inglês). National Football Teams. Consultado em 14 de outubro de 2011 
  120. Netherlands - Player of the Year and Other Awards
  121. Luis Suárez’s Career Honours
  122. Copa America Team of the Tournament - Forlan & Suarez lead Uruguay to glory
  123. Your player of the season revealed
  124. Suarez bags treble at awards dinner
  125. PL: Melhor Jogador
  126. Seasons
  127. UEFA Champions League squad of the season
  128. Artilheiro, Suárez ganha Bola de Ouro do Mundial e prêmio de melhor da final
  129. Luis Suárez gana el 7º Premio Aldo Rovira
  130. FIFA Team of the Year

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Luis Alberto Suárez