Luis Fernández

futebolista francês
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de Luis Fernández, veja Luís Fernandes.

Luis Miguel Fernández Toledo (Tarifa, 2 de outubro de 1959) é um ex-jogador e atualmente técnico de futebol que, embora seja espanhol, jogou pela Seleção Francesa.

Luis Fernández
Luis Fernández
Fernández em 2009.
Informações pessoais
Nome completo Luis Miguel Fernández Toledo
Data de nasc. 2 de outubro de 1959 (61 anos)
Local de nasc. Tarifa, Espanha
Nacionalidade francês / espanhol
Altura 1,81 m
Apelido El Machote, El Francés de Tarifa
Informações profissionais
Equipa atual Sem clube
Posição Treinador (Ex-volante)
Clubes de juventude
1969–1970
1970–1978
França HAVE Minguettes
França Saint-Priest
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1978–1986
1986–1989
1989–1993
França Paris Saint-Germain
França Racing de Paris
França Cannes
273 (39)
59 (3)
93 (5)
Seleção nacional
1982–1992 França França 60 (6)
Times/Equipas que treinou
1992–1994
1994–1996
1996–2000
2000–2003
2003–2004
2005
2005–2006
2006–2007
2007–2009
2010–2011
2015–2016
França Cannes
França Paris Saint-Germain
Espanha Athletic Bilbao
França Paris Saint-Germain
Espanha Espanyol
Catar Al-Rayyan
Israel Beitar Jerusalém
Espanha Real Betis
França Stade de Reims
Flag of Israel.svg Israel
Guiné Guiné
54
94
140
111
27

21
24
21
16
9

CarreiraEditar

A primeira convocação para a França veio em 1982, após a Copa do Mundo daquele ano. Fernández se tornaria peça-chave do meio-campo da equipe, desenvolvendo grande entrosamento com Jean Tigana, Michel Platini e Alain Giresse[1]. Os "Três Mosqueteiros" (que, assim como no conto de Alexandre Dumas pai, eram quatro) levaram a França à conquista da Eurocopa de 1984, e ao terceiro lugar na Copa de 1986. A França eliminou nos pênaltis a Seleção Brasileira nas quartas mas caiu ante a Alemanha Ocidental nas semifinais e teve de se contentar com o bronze.

Fernández jogaria por mais seis anos pelos Bleus, mas a equipe não se classificaria para a Eurocopa de 1988, para a Copa de 1990 e seria eliminada na primeira fase na Eurocopa de 1992, quando despediu-se da seleção.

Tornou-se no mesmo ano treinador, tendo sido técnico do Paris Saint-Germain, a equipe que por mais tempo defendeu enquanto jogava. Teve grande participação na contratação de Ronaldinho Gaúcho pelo clube, mas acabaria desententendo-se com a estrela, o que lhe faria deixar o cargo. Entre 2010 e 2011, esteve como comandante da Seleção de Israel[2].

Seu último trabalho foi na Seleção Guineana[3], entre 2015 e 2016.

CuriosidadesEditar

  • Foi dele o gol da vitória nas cobranças por pênaltis contra o Brasil, em 1986.
  • Tendo se naturalizado francês, a pronúncia mais utilizada de seu sobrenome passou de fernândes (em espanhol) para fernandês (pronúncia francesa para o nome estrangeiro Fernández), notadamente por ter sido conhecido por via da comunicação social francesa.

Referências

  1. «Archived copy». Consultado em 12 de abril de 2009. Cópia arquivada em 25 de outubro de 2008  Parâmetro desconhecido |url-status= ignorado (ajuda)
  2. Boker, Moshe (21 de março de 2010). «France's Luis Fernandez to Coach Israel's National Soccer Team». Haaretz. Consultado em 7 de maio de 2020 
  3. «Guinea appoint Luis Fernandez as new coach». BBC Sport. 29 de abril de 2015. Consultado em 7 de maio de 2020