Abrir menu principal

Trajetória esportivaEditar

Luiz Altamir participou do Campeonato Mundial Júnior de Natação de 2013, realizado em Dubai, e terminou em quinto lugar nos 200 metros borboleta, sexto no revezamento 4x200 metros livre, oitavo nos 200 metros livre e décimo nos 400 metros livre. [4]

Nos Jogos Olímpicos da Juventude de 2014 em Nanquim, na China, ganhou a medalha de prata no revezamento 4x100 metros livre misto, junto com Natalia de Luccas, Matheus Santana e Giovanna Diamante.[5] Também terminou em quinto lugar nos 200 metros borboleta, e sétimo lugar nos 200 metros livre e nos 400 metros livre.[6]

Em 2015, Luiz Altamir conquistou a medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos de 2015 em Toronto, na prova de 4x200 metros livre, onde ele quebrou o recorde do Pan, com o tempo de 7m11s15, junto com João de Lucca, Thiago Pereira e Nicolas Oliveira.[7][8]

No Campeonato Mundial de Esportes Aquáticos de 2015 em Kazan, na Rússia, terminou em 15º lugar nos 4x200 metros livre, junto com João de Lucca, Thiago Pereira e Nicolas Oliveira.[9][10]

No Open realizado em Palhoça em dezembro de 2015, obteve classificação para os Jogos Olímpicos de Verão de 2016, nos 400 metros livre, com o tempo de 3m50s32 (apenas 0,7 segundo acima do recorde sul-americano da prova).[11]

Nos Jogos Olímpicos de Verão de 2016, ele terminou em 15º no 4x200m livres[12], e 32º nos 400m livres.[13]

No Campeonato Pan-Pacífico de Natação de 2018 em Tóquio, Japão, ele terminou em 4º nos 4x200m livres[14], 8º nos 200m livres[15] e 19º nos 400m livres.[16]

No Campeonato Mundial de Piscina Curta de 2018 em Hangzhou, China, Luiz Altamir Melo, juntamente com Fernando Scheffer, Leonardo Coelho Santos e Breno Correia, surpreenderam o mundo ao conquistar a medalha de ouro no revezamento 4 × 200 metros livres, batendo o recorde mundial, com um tempo de 6m46s81. O revezamento foi composto unicamente por jovens entre 19 a 23 anos, e não era favorito ao ouro. [17][18]

Referências

  1. «Natación Información del evento 4x200m relevo libre masculino - Juegos Parapanamericanos en Toronto 2015». results.toronto2015.org. Consultado em 17 de julho de 2015 
  2. «Perfil no COB». COB. 2015. Consultado em 27 de julho de 2015 
  3. «Perfil na CBDA». CBDA. 2015. Consultado em 27 de julho de 2015 
  4. «Resultado do Campeonato Mundial Júnior de 2013» (PDF). FINA. 2013. Consultado em 27 de julho de 2015. Arquivado do original (PDF) em 28 de julho de 2014 
  5. «Matheus Santana brilha, e 4x100m leva prata nos Jogos da Juventude». Globoesporte. 17 de agosto de 2014. Consultado em 16 de dezembro de 2014 
  6. «Dia de Matheus Santana em Nanquim». CBDA. 18 de agosto de 2014. Consultado em 27 de julho de 2015 
  7. «Brasil ganha 6 medalhas, mais 3 ouros no segundo dia de Pan». Best Swimming. 16 de julho de 2015. Consultado em 27 de julho de 2015. Arquivado do original em 21 de julho de 2015 
  8. «João de Lucca surpreende e leva ouro nos 200m livre: "Não imaginava isso"». Globoesporte. 15 de julho de 2015. Consultado em 27 de julho de 2015 
  9. «Resultado dos 4x200m livres no Mundial de Kazan 2015». OmegaTiming. 7 de agosto de 2015. Consultado em 28 de agosto de 2015 
  10. «Bruno Fratus e Daynara nas semifinais e revezamento 4×200 decepciona». Best Swimming. 7 de agosto de 2015. Consultado em 28 de agosto de 2015 
  11. «Fim do Open 2015 com 24 índices e Time Brasil com 26 nadadores». Best Swim. 20 de dezembro de 2015. Consultado em 20 de dezembro de 2015 
  12. «Revezamento do Brasil fica fora da final do 4x200 metros livre no Rio-2016». Globoesporte. 9 de agosto de 2016. Consultado em 11 de maio de 2019 
  13. «Estreante em Olimpíada, Luiz Altamir lamenta resultado nos 400m livre». Globoesporte. 6 de agosto de 2016. Consultado em 11 de maio de 2019 
  14. «Resultados dos 4x200 m livre no Pan Pacífico de 2018» (PDF). Seiko. 10 de agosto de 2018. Consultado em 19 de abril de 2019 
  15. «Resultados dos 200 m livre no Pan Pacífico de 2018» (PDF). Seiko. 9 de agosto de 2018. Consultado em 19 de abril de 2019 
  16. «Resultados dos 400 m livre no Pan Pacífico de 2018» (PDF). Seiko. 11 de agosto de 2018. Consultado em 19 de abril de 2019 
  17. «Resultado dos 4x200m livres no Mundial de Hangzhou 2018». OmegaTiming. 14 de dezembro de 2018. Consultado em 14 de dezembro de 2018 
  18. «Brasil surpreende no 4x200m livre e conquista o ouro com recorde mundial em Hangzhou». Globoesporte. 14 de dezembro de 2018. Consultado em 14 de dezembro de 2018