Luiz Eduardo Ramos

militar e político brasileiro, ministro-chefe da Casa Civil da Presidência

Luiz Eduardo Ramos Baptista Pereira GCMM · GCMD (Rio de Janeiro, 12 de junho de 1956), é um general do Exército Brasileiro, atual ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República.[2] Anteriormente, foi foi ministro-chefe da Secretaria de Governo[3][4][5] e ministro-chefe da Casa Civil.[6]

Luiz Eduardo Ramos
GCMM · GCMD
Ministro-Chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República do Brasil
Período 28 de julho de 2021
até a atualidade
Presidente Jair Bolsonaro
Antecessor(a) Onyx Lorenzoni
52.º Ministro-Chefe da Casa Civil do Brasil
Período 29 de março de 2021
a 28 de julho de 2021
Presidente Jair Bolsonaro
Antecessor(a) Walter Braga Netto
Sucessor(a) Ciro Nogueira
6.º Ministro-chefe da Secretaria de Governo do Brasil
Período 13 de junho de 2019
a 29 de março de 2021
Presidente Jair Bolsonaro
Antecessor(a) Carlos Alberto dos Santos Cruz
Sucessor(a) Flávia Arruda
Dados pessoais
Nascimento 12 de junho de 1956 (65 anos)
Rio de Janeiro, RJ
Nacionalidade brasileiro
Serviço militar
Lealdade Exército Brasileiro
Anos de serviço Desde 8 de março de 1973 (48 anos)
Graduação General do Exército.gif General de exército
Comandos
Condecorações Ordem do Mérito Militar
Ordem do Mérito da Defesa[1]

CarreiraEditar

MilitarEditar

Ingressou na carreira militar em 8 de março de 1973, na Escola Preparatória de Cadetes do Exército, tendo sido declarado aspirante a oficial da arma de infantaria em 14 de dezembro de 1979, na Academia Militar das Agulhas Negras. Foi promovido a 2.º tenente em 31 de agosto de 1980, a 1.º tenente em 25 de dezembro de 1981 e a capitão em 25 de dezembro de 1985. Nesse período, serviu na Brigada de Infantaria Paraquedista e realizou os cursos de Comandos e Forças Especiais.

Em 1989, realizou o curso de aperfeiçoamento de oficiais na Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais, sendo em seguida instrutor da Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN). Ascendeu ao posto de major em 25 de dezembro de 1992. Foi observador militar na ex-Iugoslávia, participando da UNPROFOR.

Cursou a Escola de Comando e Estado-Maior do Exército e voltou a ser instrutor da AMAN, sendo promovido a tenente-coronel em 31 de agosto de 1997. Foi assessor parlamentar no Gabinete do Comandante do Exército. Promovido a coronel em 31 de agosto de 2003, comandou o 8º Batalhão de Infantaria Motorizado, em Santa Cruz do Sul-RS e foi adido militar em Israel. Ao retornar ao Brasil, foi Chefe do Estado-Maior da Brigada de Infantaria Paraquedista e assistente do Chefe do Departamento de Educação e Cultura do Exército.

Ascendeu a General de Brigada em 31 de março de 2010, sendo designado comandante da 8.ª Brigada de Infantaria Motorizada, em Pelotas.[7] Na sequência, comandou a Missão das Nações Unidas para a Estabilização no Haiti e a 11.ª Região Militar, em Brasília. Promovido a general de divisão em 31 de março de 2014, comandou a 1.ª Divisão de Exército no Rio de Janeiro e foi vice-chefe do Estado-Maior do Exército.[8][9]

Foi promovido ao posto atual em 25 de novembro de 2017, sendo Comandante Militar do Sudeste entre 3 de maio de 2018 e 3 de julho de 2019.[10][11][12]

PolíticaEditar

Em 13 de junho de 2019 foi nomeado ministro-chefe da Secretaria de Governo do Brasil (Segov), do governo Bolsonaro[5]. Assumiu o cargo em 4 de julho de 2019.[7]

Em outubro de 2020, testou positivo para a COVID-19.[13]

Em 29 de março de 2021, foi designado ministro-chefe da Casa Civil da Presidência.[14]

Em 28 de março de 2021, foi nomeado para o cargo de ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República.[2]

Referências

  1. «Boletim do Exército do Brasil de junho de 2020». Secretaria Geral do Exército do Brasil (pdf). Consultado em 11 de setembro de 2020 
  2. a b «Decreto de 27 de julho». Diário Oficial da União. Consultado em 28 de julho de 2021 
  3. «Portal G1». Consultado em 14 de junho de 2019 
  4. «Site Poder 360». Consultado em 14 de junho de 2019 
  5. a b «Diário Oficial da União». Consultado em 14 de junho de 2019 
  6. «Folha de S.Paulo». Consultado em 30 de março de 2021 
  7. a b «Site G1». Consultado em 5 de julho de 2019 
  8. «Revista Exame». Consultado em 14 de junho de 2019 
  9. «Portal UOL». Consultado em 14 de junho de 2019 
  10. «Galeria dos antigos Comandantes do CMSE». Consultado em 5 de novembro de 2020 
  11. «Site do Exército Brasileiro». Consultado em 14 de junho de 2019 
  12. «Folha de S.Paulo». Consultado em 4 de julho de 2019 
  13. «Ministro Luiz Eduardo Ramos, da Secretaria de Governo, está com Covid-19». G1. 10 de outubro de 2020. Consultado em 10 de outubro de 2020 
  14. «Folha de S.Paulo». Consultado em 30 de março de 2021 

Precedido por
João Camilo Pires de Campos
 
47º Comandante Militar do Sudeste

2018 - 2019
Sucedido por
Marcos Antonio Amaro dos Santos
Precedido por
Carlos Alberto dos Santos Cruz
6.º Ministro-chefe da Secretaria de Governo do Brasil
2019 – 2021
Sucedido por
Flávia Arruda
Precedido por
Walter Braga Netto
52º Ministro-chefe da Casa Civil do Brasil
2021 – 2021
Sucedido por
-