Abrir menu principal

Wikipédia β

Luís Sérgio Coelho de Sampaio

(Redirecionado de Luiz Sergio Coelho de Sampaio)
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde dezembro de 2009). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Luíz Sérgio Coelho Sampaio (Rio de Janeiro, 10 de novembro de 19332003) foi um filósofo, professor e escritor brasileiro.

Luís Sérgio Coelho de Sampaio
Nacionalidade Brasil

BiografiaEditar

Sampaio cursou o ginásio e o científico no Colégio Militar do Rio de Janeiro. Graduou-se em Engenharia Eletrônica pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) e em Economia pela Sociedade Unificada de Ensino Superior e Cultura do Rio de Janeiro (SUESC-RJ). Obteve a pós-graduação em Análise de Sistemas na Escola Nacional de Ciências Estatísticas do Rio de Janeiro (ENCE-RJ). Casou-se com Lailce Regina Lobo de Sampaio, com quem teve três filhas: Tatiana, Thais e Talita.

Apesar de sua formação filosófica, Sampaio exerceu ainda a superintendência técnica da Bolsa de Valores do Rio de Janeiro, colaborando intensamente para a sua modernização. Até hoje vigoram no Rio e em São Paulo as metodologia para formação de índices bursáteis por ele desenvolvidas a partir de um trabalho preliminar de Mário Henrique Simonsen. Idealizador, fundador e primeiro Diretor Geral do IBMEC (Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais - Rio). A grande contribuição do Sampaio para o pensamento filosófico brasileiro foi a tentativa de desvelar uma nova lógica, que se chama: Lógica Hiperdialética.

Foi Vice-Presidente da Embratel (Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A.), época em que idealizou e implantou o Projeto Ciranda, primeira rede informatizada no Brasil, em tudo semelhante ao que hoje é a Internet, empreendimento que vinha ainda como objetivo prestigiar a Política Nacional de Informática, pois fazia uso apenas de equipamento de procedência nacional. Foi desta forma, também, que se promoveu de maneira rápida e generalizada a digitalização da Embratel. A este projeto, sucedeu o Projeto Cirandão de âmbito público. À época, ambos os projetos colocavam o Brasil na vanguarda do desenvolvimento no setor de tele-informática, porém, foram ambos intencionalmente desmontados tão logo se deu o advento da "Nova República". É também de sua autoria o programa de Desenvolvimento Cultural que visava dar aos empregados da Empresa uma maior consciência de suas responsabilidades sociais - não apenas econômicas, mas igualmente políticas e culturais - para além da sua já reconhecida proficiência técnica e alertá-los assim dos perigos do corporativismo que começava a corroer os padrões de eficiência, qualidade e seriedade da Empresa. Coordenou a equipe que idealizou e negociou o convênio que deu nascimento à "Televia para a educação" ao fim do Governo Itamar Franco, mas também hoje descontinuada.

Foi membro da ABF (Academia Brasileira de Filosofia), fundador do IPGAP (Instituto de Políticas Governamentais e Assessoramento Parlamentar) e também fundador e ex-Presidente do Instituto Cultura-Nova.

Realizou aulas e conferências em diversas instituições, no Brasil e no exterior, dentre elas: UFRJ, USP, UFP, UnB, UERJ, UFRGS, Universidade Nova de Lisboa, SAE (Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República), Serpro, Banco Central do México, FGV, Fundação João Pinheiro, ECEME, Companhia Vale do Rio Doce, Petrobrás, Eletronorte, Embratel.

ObrasEditar

  • A Permanente Revolução do Analógico ao Convencional – Rio de Janeiro. Parcialmente publicado no Jornal do Brasil em 7 de setembro de 1980.
  • As Lógicas da Diferença – Rio de Janeiro, Embratel, 1984.
  • Informática e Cultura – Rio de Janeiro, Embratel, 1984.
  • Notas sobre a Significação da Teoria Axiomática dos Grupos. Rio de Janeiro, Embratel, 1984.
  • Noções sobre Angelologia – Rio de Janeiro, Embratel, 1984.
  • Lógica das Constantes Universais. Universidade Aberta Brasileira. Rio de Janeiro, 1997.
  • Noções Elementares de Lógica – Tomo I. Rio de Janeiro, Inst. Cultura-Nova, 1988 (xerografado).
  • Lógica e Economia. Rio de Janeiro, Ed. Inst. Cultura-Nova, 1988 (xerografado).
  • O Mundo Concreto. Tempo-espaço e Materialidade. Partículas e Forças, Vol. I e II. Rio de Janeiro, Ed. Inst. Cultura-Nova, 1988 (xerografado).
  • Noções Elementares de Lógica – Tomo II. Rio de Janeiro, Ed. Inst. Cultura-Nova – 1989 (xerografado).
  • Lógica e Psicanálise - nove ensaios. Rio de Janeiro, Ed. Inst. Cultura-Nova, 1990 (xerografado).
  • Depoimento para Rumos da filosofia atual no Brasil em auto-retratos – 2º volume (publicação idealizada e dirigida pelo Dr. P. Stanislavs Ladusãns S.J. que infelizmente faleceu antes de sua efetiva publicação). Rio de Janeiro, 1990.
  • Noções de Onto-teologia. Rio de Janeiro, Ed. Inst. Cultura-Nova, 1990 (xerografado).
  • Noções Elementares de Lógica – Compacto. Versão abreviada e significativamente modificada do volume I da obra homônima acima mencionada. Rio de Janeiro, I. Cultura-Nova, 1991 (xerografado).
  • Lacan e as Lógicas. Versão em português de artigo para Cahiers de Lectures Freudienne
  • Entrevista a Diane Kuperman in Kuperman, Diane, Anti-Semitismo, Novas Facetas de uma Velha Questão, Rio de Janeiro, Notrya, 1993.
  • Cultura para a Educação, palestra in Conferência Nacional de Cultura, Rio de Janeiro, CULT, 1993.
  • Apontamentos para uma história da física moderna. Rio de Janeiro, UAB, 1993/1997 (xerografado).
  • Introdução à Antropologia Cultural., I, II, III e IV em 2 vídeos, com cerca de 3,5 h de duração, Embratel/UAB, 1994.
  • Dialética trinitária versus hiperdialética qüinqüitária. Rio de Janeiro, dezembro de 1995 (xerografado). Também em versão em francês.
  • A matematicidade da matemática surpreendida em sua própria casa, nua na passagem dos semigrupos aos monóides. Rio de Janeiro, outubro de 1995 (xerografado).
  • O jogo da diferença é o jogo do inimigo in O Encontro – Um olhar sobre a Cultura, o Cidadão e a Empresa. Rio de Janeiro, CNI-Senai/Ayuri, 1995.
  • Lógica e Realidade - sob as vestes, ora mais, ora menos adequadas, de uma retórica formalizante. Rio de Janeiro, fevereiro de 1996 (xerografado)
  • Noções de Antropologia. Rio de Janeiro, UAB, dezembro de 1996. (xerografado).
  • A Questão Cultural – Palestra proferida no Workshop sobre A Questão Cultural, sob os auspícios da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, Brasília, outubro de 1996 (xerografado).
  • Princípio Antrópico - um novo fundamento e uma significação renovada.. Rio de Janeiro, UAB, fevereiro de 1997 (xerografado).
  • Lógica Ressuscitada - Sete ensaios. Rio de Janeiro, Ed. UERJ, 2000.
  • Noções de teologia. Rio de Janeiro, UAB, 1997 (xerografado).
  • Outra vez, a matematicidade da matemática. Rio de Janeiro, UAB, dezembro de 1997.
  • The Octect of the Physical Beings – Vacuum, the Class of Fermions and the Six Bosons Mediating Natural Forces, Rio de Janeiro, 1998 (xerografado). Também em versão em Português.
  • A Grande Tarefa de Nosso Tempo: uma Nova Filosofia in Revista Brasileira de Filosofia, fasc. 189, S. Paulo, 1998.
  • Desejo, Fingimento e Subversão ma história da Cultura, Rio de Janeiro, 1998 (xerografado).
  • Reflexões, moderadamente otimistas, acerca do advento de uma cultura nova lógico-qüinqüitária in Pensamento Original - Made in Brazil, Rio de Janeiro, Oficina do Autor/Finep/…,1999.
  • Considerações Gerais sobre a História da Cultura - Pré-requisito para a Compreensão e Avaliação da Situação Brasileira, palestra no Evento anúncio do Programa do Laboratório de Estudos do Futuro, UnB, Brasília, 1999.
  • Crítica da Modernidade. Rio de Janeiro, julho de 1999.
  • Re-significação cósmica do homem e do processo de sua auto-realização cultural. Rio de Janeiro, setembro, 1999
  • A história da cultura segundo Toynbee, Tillich, Hegel e Marxa. Rio de Janeiro, outubro de 1999
  • A superação das idolatrias - a religiosidade na cultura nova lógico-qüinqüitária, Rio de Janeiro, novembro de 1999
  • Bases para a urgente formulação de uma estratégia (cultural) brasileira. Rio de Janeiro, novembro de 1999.
  • Remanejamento das Relações Indivíduo/Sociedade na Cultura Nova Lógico-qüinqüitária, Rio, janeiro, 2000
  • Lógica Ressuscitada – Sete ensaios, Rio de Janeiro, EdUERJ, 2000, 220 p.
  • Lógica da Diferença, Rio de Janeiro, Eduerj, 2001.
  • O Futuro da Psicanálise (vários autores: Aristides Alonso e Rosane Araujo (org.)

Antonio Godino Cabas, Antonio Quinet, Chaim Samuel Katz, François Laruelle (França), Jairo Gerbase, Joel Birman, Lucia Santaella, Luiz Sergio Coelho Sampaio, Marcio Tavares D'Amaral, Mario Eduardo Costa Pereira, MD Magno, Mikkel Borch-Jacobsen (EUA), Muniz Sodré e Waldir Beividas, Contra Capa, 2002, 356 p.

  • Filosofia da Cultura - Brasil: luxo ou originalidade, Rio de Janeiro, março de 2002, editora Ágora da Ilha, 378 p.
  • Física Moderna - partículas e forças, buracos negros, constantes universais, princípio antrópico, história e destinação da física, a partícula de Higgs, a física como recôndito desejo da modernidade, Rio de Janeiro, março de 2005, editora H. P. Comunicação, 240 p.