Abrir menu principal

Lutas nos Jogos Olímpicos de Verão de 2016

Olympic Rings white.svg
Lutas nos
Jogos Olímpicos de Verão de 2016
Brasil Rio de Janeiro, Brasil
Wrestling, Rio 2016.png
Dados
Participantes 344 atletas
Sede Arena Carioca 2
Dias de finais 14 a 21 de agosto
Eventos 18
Medalhistas
Medalha de ouro Ouro RússiaRUS Rússia (4 medalhas)
JapãoJPN Japão (4 medalhas)
CubaCUB Cuba (2 medalhas)
ver a lista completa...
Medalha de prata Prata RússiaRUS Rússia (3 medalhas)
JapãoJPN Japão (3 medalhas)
AzerbaijãoAZE Azerbaijão (3 medalhas)
ver a lista completa...
Medalha de bronze Bronze AzerbaijãoAZE Azerbaijão (6 medalhas)
IrãIRN Irã (3 medalhas)
UzbequistãoUZB Uzbequistão (3 medalhas)
ver a lista completa...
◄◄ Reino Unido 2012 Olympic Rings white.svg Japão 2020 ►►

As competições de Luta nos Jogos Olímpicos de 2016 decorreram entre 14 e 21 de agosto na Arena Carioca 2, Rio de Janeiro, Brasil. Envolveu duas disciplinas, luta livre e luta greco-romana, divididas em diferentes categorias de peso. Os homens competiram em ambas as disciplinas, mas o sector feminino só disputou luta livre. Um total de 18 medalhas de Ouro foi atribuída nesta modalidade[1] que esteve presente em todas as Olimpíadas modernas, excepto na edição de Paris 1900.

Mais de 340 lutadores participaram ao todo entre os 18 eventos. Face aos Jogos anteriores houve uma mudança regulamentar que eliminou uma classe de peso da luta livre e da luta greco-romana masculina e adicionou duas categorias de peso à luta livre feminina, havendo assim paridade entre todas as classes e variantes em disputa.[2][3] Ao contrário de Londres 2012, só houve uma ronda e não duas rondas e uma de desempate.

Formato da competiçãoEditar

38 homens ou 18 mulheres competiram em cada divisão, mais seis apurados por serem da nação organizadora ou convidados no âmbito da Solidariedade Olímpica (Comissão Tripartida). Os lutadores competiram em rondas de qualificação para reduzir o número para 16, procedendo depois a uma fase de eliminatória simples para determinar os finalistas que competiram pelo título Olímpico. Os dois grupos de atletas derrotados em três ou quatro ataques dos dois finalistas competiram em duas séries de repescagens a eliminar, com o vencedor de cada uma a ganhar o Bronze.[1]

Programação da competiçãoEditar

Houve duas sessões de provas em cada dia do programa, entre as 10:00 e as 13:00 locais e 16:00 e 19:00 (excepto o último dia, em que devido à cerimónia de encerramento o programa desenrolou-se nos horários 08:30-11:15 e 12:45-15:15 locais.[1]

Q Qualificação e eliminatórias F Repescagem e Disputas por Medalhas
Evento↓/Data → Dom 14 2ª F 15 3ª F 16 4ª F 17 5ª F 18 6ª F 19 Sáb 20 Dom 21
Luta livre masculina
Livre até 57 kg masculino Q F
Livre até 65 kg masculino Q F
Livre até 74 kg masculino Q F
Livre até 86 kg masculino Q F
Livre até 97 kg masculino Q F
Livre até 125 kg masculino Q F
Luta greco-romana masculina
Greco-romana até 59 kg Q F
Greco-romana até 66 kg Q F
Greco-romana até 75 kg Q F
Greco-romana até 85 kg Q F
Greco-romana até 98 kg Q F
Greco-romana até 130 kg Q F
Luta livre feminina
Livre até 48 kg feminino Q F
Livre até 53 kg feminino Q F
Livre até 58 kg feminino Q F
Livre até 63 kg feminino Q F
Livre até 69 kg feminino Q F
Livre até 75 kg feminino Q F

MedalhasEditar

Quadro de medalhasEditar

 Ordem  País        
1  RUS Rússia 4 3 2 9
2  JPN Japão 4 3 0 7
3  CUB Cuba 2 1 0 3
4  USA Estados Unidos 2 0 1 3
5  TUR Turquia 1 2 2 5
6  IRI Irã 1 1 3 5
7  ARM Armênia 1 1 0 2
8  GEO Geórgia 1 0 2 3
9  CAN Canadá 1 0 0 1
 SRB Sérvia 1 0 0 1
11  AZE Azerbaijão 0 3 6 9
12  BLR Bielorrússia 0 1 2 3
 KAZ Cazaquistão 0 1 2 3
14  DEN Dinamarca 0 1 0 1
 UKR Ucrânia 0 1 0 1
16  UZB Uzbequistão 0 0 3 3
17  CHN China 0 0 2 2
 SWE Suécia 0 0 2 2
19  BUL Bulgária 0 0 1 1
 GER Alemanha 0 0 1 1
 IND Índia 0 0 1 1
 ITA Itália 0 0 1 1
 NOR Noruega 0 0 1 1
 POL Polônia 0 0 1 1
 ROU Romênia 0 0 1 1
 KOR Coreia do Sul 0 0 1 1
 TUN Tunísia 0 0 1 1
Total (27 NOC's) 18 18 36 72

MedalhistasEditar

Estes foram os medalhistas de cada um dos eventos:[4]

Luta livre masculinaEditar

Evento   Ouro   Prata   Bronze
57 kg
detalhes
 GEO Vladimer Khinchegashvili  JPN Rei Higuchi  AZE Haji Aliyev
 IRI Hassan Rahimi
65 kg
detalhes
 RUS Soslan Ramonov  AZE Toghrul Asgarov  ITA Frank Chamizo
 UZB Ikhtiyor Navruzov
74 kg
detalhes
 IRI Hassan Yazdani  RUS Aniuar Geduev  AZE Jabrayil Hasanov
 TUR Soner Demirtaş
86 kg
detalhes
 RUS Abdulrashid Sadulaev  TUR Selim Yaşar  AZE Sharif Sharifov
 USA J'den Cox
97 kg
detalhes
 USA Kyle Snyder  AZE Khetag Gazyumov  ROU Albert Saritov
 UZB Magomed Ibragimov
125 kg
detalhes
 TUR Taha Akgül  IRI Komeil Ghasemi  BLR Ibrahim Saidau
 GEO Geno Petriashvili

Luta greco-romana masculinaEditar

Evento   Ouro   Prata   Bronze
59 kg
detalhes
 CUB Ismael Borrero  JPN Shinobu Ota  UZB Elmurat Tasmuradov
 NOR Stig André Berge
66 kg
detalhes
 SRB Davor Štefanek  ARM Migran Arutyunyan  GEO Shmagi Bolkvadze
 AZE Rasul Chunayev
75 kg
detalhes
 RUS Roman Vlasov  DEN Mark Madsen  KOR Kim Hyeon-woo
 IRI Saeid Abdevali
85 kg
detalhes
 RUS Davit Chakvetadze  UKR Zhan Beleniuk  BLR Javid Hamzatau
 GER Denis Kudla
98 kg
detalhes
 ARM Artur Aleksanyan  CUB Yasmany Lugo  TUR Cenk İldem
 IRI Ghasem Rezaei
130 kg
detalhes
 CUB Mijaín López  TUR Rıza Kayaalp  AZE Sabah Shariati
 RUS Sergey Semenov

Luta livre femininaEditar

Nos até 58 kg a japonesa Kaori Icho fez história ao ser a primeira mulher a ganhar o título Olímpico por quatro vezes consecutivas.[5]

Evento   Ouro   Prata   Bronze
48 kg
detalhes
 JPN Eri Tosaka  AZE Mariya Stadnik  CHN Sun Yanan
 BUL Elitsa Yankova
53 kg
detalhes
 USA Helen Maroulis  JPN Saori Yoshida  AZE Nataliya Synyshyn
 SWE Sofia Mattsson
58 kg
detalhes
 JPN Kaori Icho  RUS Valeria Koblova  TUN Marwa Amri
 IND Sakshi Malik
63 kg
detalhes
 JPN Risako Kawai  BLR Maryia Mamashuk  KAZ Yekaterina Larionova
 POL Monika Michalik
69 kg
detalhes
 JPN Sara Dosho  RUS Nataliya Vorobyova  KAZ Elmira Syzdykova
 SWE Jenny Fransson
75 kg
detalhes
 CAN Erica Wiebe  KAZ Guzel Manyurova  CHN Zhang Fengliu
 RUS Ekaterina Bukina

Nações participantesEditar

ÁrbitrosEditar

Estes foram os árbitros presentes:[6]

  •   Antonio R. Silvestri (Chefe da Comissão de Arbitragem)
  •   Guillermo Orestes Molina Gonzalez (Instrutor)
  •   Edit Dozsa (Instrutor)
  •   Osamu Saito (Instrutor)
  •   Andrey Krikov (Instrutor)
  •   Kamel Mohamed Bouaziz (Instrutor)
  •   Halil Ibrahim Cicioglu (Instrutor)
  •   Zach Errett (Instrutor)
  •   Konstantin Mikhaylov (Instrutor)
  •   Pertti Vehviläinen (Supervisor)
  •   Régine Legleut (Supervisor)
  •   Edisher Machaidze (Supervisor)
  •   Bakhytzhan Jaxykulov (Supervisor)
  •   Noreddine Mochaffaa (Supervisor)
  •   Sergey Novakovskiy (Supervisor)


Referências

  1. a b c «Wrestling Explanatory Guide» (PDF) (em inglês). Rio 2016. Julho de 2015. pp. 13–22. Consultado em 30 de agosto de 2016. Cópia arquivada (PDF) em 30 de agosto de 2016 
  2. Matos, Alexandre (17 de dezembro de 2013). «FILA anuncia novas regras e categorias para a luta nos Jogos Olímpicos Rio 2016». MMA Brasil. Consultado em 30 de agosto de 2016. Cópia arquivada em 30 de agosto de 2016 
  3. Longman, Jeré (8 de setembro de 2013). «Wrestling, With Revamped Rules, Returns to Summer Games» (em inglês). New York Times. Consultado em 30 de agosto de 2016. Cópia arquivada em 9 de março de 2015 
  4. «Luta Olímpica - Medalhistas por evento» (PDF) (em inglês). Rio 2016. 21 de agosto de 2016. Consultado em 30 de agosto de 2016. Arquivado do original (PDF) em 30 de agosto de 2016 
  5. «Kaori Icho faz história com tetra na luta Olímpica». Rio 2016. 17 de agosto de 2016. Consultado em 03 de setembro de 2016. Cópia arquivada em 3 de setembro de 2016  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  6. «List of the officials for the Olympic Games 2016» (PDF) (em inglês). United World Wrestling. 21 de dezembro de 2015. Consultado em 30 de agosto de 2016. Cópia arquivada (PDF) em 30 de agosto de 2016