Abrir menu principal
Luxação
Luxação no dedo indicador
Especialidade medicina de urgência
Classificação e recursos externos
CID-10 T14.3
MedlinePlus 000014
MeSH D004204
A Wikipédia não é um consultório médico. Leia o aviso médico 

Uma luxação é o deslocamento repentino e duradouro, parcial ou completo de um ou mais ossos de uma articulação. Sucede quando uma força atua diretamente ou indiretamente numa articulação, empurrando o osso para uma posição anormal. Ele pode ser confundido com entorse.

OcorrênciaEditar

Embora seja possível qualquer articulação se tornar luxada, os locais mais comuns em que isso ocorre no corpo humano são:

  • Ombros,
  • Dedos,
  • Joelhos,
  • Punhos (mais provavelmente acompanhado por uma fratura.)
  • Cotovelos (também acompanhada por uma fratura)
  • Articulação Temporomandibular (ATM)

DiagnósticoEditar

 
Raios X de uma luxação de dedo

Raios X geralmente são realizados para confirmar o diagnóstico e detectar qualquer fratura que possa ter ocorrido no momento da luxação. Uma luxação é facilmente vista em um raio-X.

TratamentoEditar

Uma articulação luxada só pode ser 'reduzida' com sucesso por um médico treinado. Tentar reduzir uma articulação sem treinamento pode causar agravamento ainda maior da lesão.

Assim que o diagnóstico for confirmado, a articulação geralmente é manipulada de volta para sua posição original. Isto pode ser um processo muito doloroso, consequentemente ele é tipicamente feito sob sedação ou em uma sala de cirurgia sob anestesia geral.

É importante que a articulação seja reduzida o mais rápido possível, já que, quando deslocada, o suprimento sanguíneo para a articulação (ou para a anatomia distal) pode estar comprometido. Isso é especialmente verdade no caso de um tornozelo deslocado, devido à anatomia do suprimento sanguíneo do pé.

Lesões de ombro também podem ser cirurgicamente estabilizadas, dependendo da gravidade, usando-se cirurgia artroscópica.

Para diminuir a dor do paciente, medicamentos antiinflamatórios normalmente são indicados. Algumas escolhas comuns são os antiinflamatórios não esteroidais, como diclofenaco, ibuprofeno, naproxeno, paracetamol, etc. Analgésicos também são úteis mesmo após a recolocação das articulações nos devidos locais.

PrognósticoEditar

Algumas articulações ficam sob maior risco de se desenvolver uma luxação novamente após uma lesão inicial. Isso ocorre devido ao enfraquecimento dos músculos e ligamentos que mantêm a articulação no local. O ombro é um exemplo clássico disso. Qualquer luxação de ombro deve ser acompanhada por ortopedista.

Associação com outras doençasEditar

Existem algumas doenças e condições médicas nas quais as luxações ocorrem frequentemente e espontaneamente nos pacientes acometidos, como a síndrome de Ehlers-Danlos e a displasia congênita de quadril.

Referências