Música da Bulgária

A música da Bulgária, tal como a dança e a roupas búlgaras, varia em função da região de onde vem.

A música litúrgica da igreja búlgara é considerada uma das mais ricas da comunidade ortodoxa. Já a música folclórica impressionou o húngaro Béla Bartók quando este veio estudá-la. Como nos demais países do Balcãs, a música local sofreu influência turca.[1]

Assim, certo ritmos búlgaros tratam o ritmo de forma diferente das culturas ocidentais. O que os ocidentais classificariam como compasso setenário será classificado como um compasso ternário seguido de dois binários na Bulgária.[1]

Geralmente, é difícil um cantor de uma região cantar música de outra região, tendo em conta a diversidade e a variação de sons e a sua emissão específica.

As músicas retratam os acontecimentos históricos e urbanos, o que tem ajudado na "descoberta" e estudo da história e dos costumes do povo búlgaro, de há muitos anos e séculos. As canções não têm autores, visto que são passadas de "boca-a-boca", de geração em geração, e foram inventadas ao longo dos acontecimentos. Os textos das músicas em si são como histórias, narrando problemas, "festas", guerras, sentimentos.

Cada música tem o seu ritmo e em função do ritmo é criada a dança. Normalmente, cada região tem um ritmo e/ou a dança específicas. Mas algumas das danças são gerais e dançadas pelo país inteiro.

As danças constituem movimentos complicados, que, muitas vezes, confundem os turistas. A maior parte das danças podem ser interpretadas por centenas de pessoas, tal como nos Recordes de Guineenses, a maior dança colectiva foi considerada a búlgara, dançada por mais de 15 000 pessoas em conjunto, de mão dada, na capital, na noite de um feriado.

Referências

BibliografiaEditar

  • Geoffrey Hindley, ed. (1982). «Music in the Modern World: Music in the Balkan countries». The Larousse Encyclopedia of Music (em inglês) 2ª ed. Nova York: Excalibur. ISBN 0-89673-101-4 
  Este artigo sobre música é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.