Abrir menu principal
MC Lan
Informação geral
Nome completo Caio Alexandre Cruz
Nascimento 24 de fevereiro de 1994 (25 anos)
Local de nascimento Diamantina, Minas Gerais
Brasil
Gênero(s) Funk
Trap Hip Hop
Período em atividade 2011-atualmente
Gravadora(s) Warner Music Brasil, RW
Afiliação(ões) MC Fioti, KondZilla, MC Lil, MC Brisola, DJ R7

Caio Alexandre Cruz (Diamantina, 1994), mais conhecido pelo nome artístico MC Lan, é um cantor brasileiro de funk paulista.

Índice

BiografiaEditar

Caio nasceu em Diamantina, mas mudou-se para a cidade de São Paulo junto com a sua família durante a sua infância.[1] Influenciado por estilos como rock, blues e rap, Caio ingressou como locutor de uma rádio durante sua adolescência e poucos anos depois, teve a oportunidade de abrir um show do grupo de rap 509-E, composto por Afro-X e Dexter, no entanto, a performance não foi bem-sucedida.[1] Afastado da música por um tempo, Caio foi preso em 2015 e ficou em cárcere por cerca de um ano e meio, e após sair da prisão, foi morar na rua.[1]

No início de 2016, Caio decidiu dar prosseguimento a carreira de cantor e após um contato com a dona de uma lan house do bairro Jardim Elvira, localizado em São Bernardo do Campo, conseguiu um contrato para gravar a sua primeira música e deu início com o nome artístico MC Lan.[1] Sua primeira música de sucesso lançada foi "Cala Boca e me Mama", em meados de 2016. Em poucos meses, Lan se tornou um dos principais expoentes do chamado funk ousadia, o qual faz referências humorísticas à termos com conotação sexual.[1] Devido ao aumento da popularidade, o artista começou a realizar shows fora da região da grande São Paulo.[2]

MC Lan lançou dois videoclipes com o produtor KondZilla. O primeiro, em dezembro de 2016, contou com a versão clean das canções "Pararam Pam" e "Aprendestes".[3] Já em 2017, escreveu junto com MC 2R e lançou a canção "Rabetão", que tornou-se a 14ª canção com mais acessos no primeiro semestre do ano de 2017.[4] "Rabetão" também tornou-se a 9ª canção mais ouvida no Spotify brasileiro.[5] Além desta canção, Lan também colocou outras músicas de sua autoria entre as mais executadas do país no Spotify: "Xanaína", "Open the Tcheka", "Sua Amiga eu vou Pegar" e "Grave Faz Bum", sendo as duas últimas na parceria de MC WM.[6] Este sucesso fez o artista assinar contrato com a Warner Music Brasil em junho de 2017, juntamente com outros expoentes do gênero, como MC Fioti, MC Mirella e MC CL.[7][8]

DiscografiaEditar

MúsicasEditar

  • "Rabetão"
  • "Grave Faz Bum" (part. MC WM)
  • "Open The Tcheka"
  • "Cyclonado"
  • "Xanaina / Boga na Linguiça / Vem cá Xaninha"
  • "Tcheleka"
  • "Aprendestes"
  • "Fila Indiana Sentou, Próxima Ih Fora"
  • "Sua Amiga Vou Pegar e Lararara / É Melhor Sentando" (part. MC WM)
  • MC Lan - Maria Fuzil Part. MC Pikachu (Prod. DJ Russo)
  • MC Lan - Primeiramente - Segundamente - MCS jhowzinho e kadinho, W1 e Nando Dk (Dj Gege)
  • MC Lan feat Ananda, Kevin o Chris e Ludmilla - Hits dos Hits (Lan RW)
  • mc lan gostou me leva pra casa
Videoclipe
  • "Pararam Pam Aprendestes" (prod. KondZilla)
  • "Rabetão" (prod. KondZilla)
  • MC Lan - Cala boca e me mama (Vídeo Clipe Oficial) (Thalees Produções)
  • MC Lan e MC WM - Sua Amiga Vou Pegar (KondZilla)
  • MC WM e MC Lan - Grave Faz Bum (KondZilla)
  • Lexa e MC Lan - "Sapequinha"

Referências

  1. a b c d e Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome a
  2. «Final de semana tem Marcelo Médici, MC Lan e shows gratuitos em Campo Grande». G1. Consultado em 25 de julho de 2017 
  3. «MC Lan - Pararam Pam Pam Aprendestes». YouTube. Consultado em 25 de julho de 2017 
  4. «MC Kevinho é artista com mais clipes no 'top 20' do 1º semestre no YouTube no Brasil; veja lista». Globo. Consultado em 25 de julho de 2017 
  5. «Rabetão - MC Lan». kworb. Consultado em 25 de julho de 2017 
  6. «MC Lan». Spotify. Consultado em 25 de julho de 2017 
  7. «Império do funk contra-ataca: Warner fecha acordo com produtora de MC Gui». UOL. Consultado em 25 de julho de 2017 
  8. «Enquanto projeto pretende criminalizar o funk, artistas do gênero fecham mega-acordo com grande gravadora». R7. Consultado em 25 de julho de 2017 

Ligações externasEditar