Abrir menu principal
Made
Álbum de estúdio de Big Bang
Lançamento 12 de dezembro de 2016
Gravação 2013–2016
Gênero(s)
Duração 40:53
Idioma(s) Coreano
Formato(s)
Gravadora(s) YG Entertainment
Produção
Cronologia de Big Bang
Made Series
(2016)
Singles de Made
  1. "M"
    Lançamento: 1 de maio de 2015
  2. "A"
    Lançamento: 1 de junho de 2015
  3. "D"
    Lançamento: 1 de julho de 2015
  4. "E"
    Lançamento: 5 de agosto de 2015
  5. "Fxxk It"
    Lançamento: 12 de dezembro de 2016
  6. "Last Dance"
    Lançamento: 12 de dezembro de 2016

Made (estilizado como MADE) é o terceiro álbum de estúdio pertencente ao grupo sul-coreano Big Bang. O seu lançamento ocorreu através de formato digital em 12 de dezembro de 2016 e em formato físico em 23 de dezembro de 2016 pela YG Entertainment. O álbum marca o retorno do grupo após uma pausa de três anos, além de se converter em seu primeiro álbum de estúdio coreano em oito anos. Antes do lançamento do álbum, quatro singles foram lançados pelo Big Bang durante o ano de 2015, com o intuito de se promover todas as suas faixas. Inicialmente previsto a ser comercializado como um álbum completo ainda no ano de 2015, Made teve seu lançamento adiado até dezembro do ano seguinte, onde recebeu a adição de mais canções.

Made recebeu avaliações positivas da crítica especializada, sendo notado por sua diversidade de gêneros musicais utilizados, estando mais notadamente centrado no dance-pop, R&B, pop, hip hop e pop-rock, além de conter elementos de música eletrônica, trap e rock. Após o seu lançamento, o álbum atingiu tanto o topo da parada sul-coreana Gaon Album Chart, quanto das paradas estadunidenses Billboard World Albums e Billboard Heatseekers Albums, além da parada japonesa Oricon Albums Chart. Seu êxito comercial neste último, levou Made a receber uma certificação ouro pela Associação da Indústria de Gravação do Japão. Ademais, suas vendas na China, levaram Made a tornar-se um dos álbuns digitais mais vendidos de todos os tempos do país.

Antecedentes e desenvolvimentoEditar

Em novembro de 2008, o Big Bang lançou Remember, seu segundo álbum de estúdio coreano, nos anos seguintes, dois extended plays (EPs) foram lançados entre os anos de 2011 e 2012, como parte de sua discografia. Em seguida, com o lançamento do álbum de edição especial Still Alive (2012),[1] o Big Bang realizou uma pausa em suas atividades como um grupo, a fim de concentrar-se em suas atividades individuais. Em janeiro de 2014, durante seu concerto intitulado Big Bang+α in Seoul, G-Dragon anunciou que o grupo retornaria com um álbum até o verão daquele mesmo ano.[2] Entretanto, durante entrevista do grupo realizada ao The Straits Times no mês de setembro, foi revelado que o Big Bang ainda não estava satisfeito com o material que vinha produzindo e uma data para o lançamento do álbum não estava definida,[3] além disso, Taeyang disse a revista Complex, que os membros estavam no processo de descobrir que estilo de música gostariam para o Big Bang.[4]

Em março de 2015, a YG Entertainment passou a publicar imagens promocionais comunicando o retorno do grupo, que havia sido programado para ocorrer mais cedo, contudo, a dupla Jinusean pediu consentimento aos membros do Big Bang para realizar seu retorno primeiro. A dupla desculpou-se com os fãs do quinteto e comentou sobre o pedido dizendo: "Nós dissemos ao Big Bang: Sua música é tão boa, então você não acha que devemos sair primeiro e pegar o número um?. Eles concordaram e o cronograma foi definido".[5] Em 1 de abril, foi revelado o projeto de retorno do Big Bang composto de quatro partes, com cada uma delas sendo lançada individualmente entre os meses de maio a agosto.[6][7] Mais tarde, a YG Entertainment divulgou uma imagem a fim de anunciar Made como o título do álbum,[8] além disso, detalhes adicionais foram revelados, como o lançamento de dois singles por mês sob cada letra da palavra Made e a data de lançamento oficial do álbum completo, contendo todos singles previamente lançados para 1 de setembro. Este tipo de lançamento incomum, com todas as canções do álbum tornando-se sua faixa título, teve o intuito do Big Bang conseguir promover melhor a lista de faixas de Made e não somente a canção principal, além disso, o grupo expressou o desejo de oferecer um presente a seus fãs coreanos devido seu período de três anos sem lançamentos como um grupo.[9][10] Os singles nomeados como M,A, D, E, foram recebidos com aclamação de crítica e público. As canções retiradas dos quatro singles atingiram o topo da parada mensal pela Gaon Digital Chart, tornando o Big Bang, o primeiro artista a liderar a referida parada por quatro meses consecutivos.[11]

[...] "É o lema do Big Bang fazer e mostrar coisas inesperadas. Honestamente, o álbum completo de Made foi um trabalho difícil para nós, pois estávamos comemorando nosso décimo aniversário e é nosso terceiro álbum completo, além disso, não temos certeza de quando voltaremos quando todos se alistarem".[12]

— G-Dragon comentando sobre as dificuldades enfrentadas pelo Big Bang durante o processo de desenvolvimento de Made.

Em 18 de agosto do mesmo ano, foi comunicado o adiamento oficial do lançamento do álbum completo de Made, o que foi justificado pelo fato dos membros precisarem descansar após um período de quatro meses de promoções, além disso, o quinteto também decidiu adicionar mais canções a lista de faixas do álbum.[13] No ano seguinte, o Big Bang encerrou sua segunda turnê mundial e dedicou-se a realizar diversos concertos pela Ásia. O iminente alistamento militar obrigatório de T.O.P foi considerado um fator que limitou o tempo de conclusão de Made, entretanto, foi acordado por T.O.P, que se o Big Bang não tivesse canções que considerasse suficientemente satisfatórias para concluir o projeto, Made não necessitaria ser lançado antes de sua partida para cumprir seu serviço militar.[12] Em 19 de novembro de 2016, a YG Entertainment anunciou o lançamento de Made como um álbum completo, para a data de 12 de dezembro de 2016.[14]

ComposiçãoEditar

Made é composto de uma mistura eclética de canções,[15] que transitam entre diversos gêneros musicais. Ele foi descrito pelo Big Bang como um álbum que contém canções de performance e canções de "cores variadas", o que foi considerado um fator de liberdade para o grupo.[16] De acordo com a Billboard, Made é o "testamento de como artistas de K-pop podem mostrar versatilidade na música e como é verdadeiramente difícil chamar o K-pop de um gênero".[17] A Allmusic destacou que no álbum, "a mistura composta de dance-pop e R&B, uma marca registrada do Big Bang, foi misturada a influencias contemporâneas de música tropical e trap".[18] O conteúdo lírico do álbum "introduziu um estilo mais maduro" para o grupo, porém "sem perder a imagem que haviam implementado através de lançamentos anteriores".[19] Durante entrevista ao website Newsen, Taeyang comentou sobre o assunto dizendo:

A versão final de Made é constituída por onze canções no total, o álbum apresenta "Fxxk It" como sua primeira faixa, uma canção baseada no hip hop e eletrônica,[20] o qual inclui uma "fusão de batidas tropicais com sintetizadores".[21] Suas letras expressam um sentimento de imaturidade e foram notadas por misturar letras sinceras com irônicas.[22] "Last Dance" é uma canção lenta de pop-rock, que contém uma mensagem aos fãs do grupo bem como uma reflexão sobre uma década de existência do Big Bang.[20] "Girlfriend" é uma faixa de hip hop, que retorna aos trabalhos iniciais do quinteto,[20] enquanto liricamente expressa os pensamentos dos membros acerca de seus fãs. "Let's Not Fall in Love" apresenta uma atmosfera de electropop que contém um clássico som dance. Sua instrumentação inclui ainda melodias acústicas e sintetizadores indefinidos.[23][24] A faixa trata sobre "as pressões e preocupações de começar um novo relacionamento" e a "dor potencial que acompanha o risco de abrir-se para alguém".[25] "Loser" que descreve os sentimentos de "dúvida e infelicidade que acompanham a vida cotidiana de um autoproclamado perdedor",[23] é uma canção baseada no R&B e que possui a "marca do hip hop emocional" do grupo.[26] Enquanto "Bae Bae", que também é uma canção pertencente aos gêneros hip hop e R&B, foi observada por "pegar o popular gênero trap, e transformá-lo em um K-pop com sinais de música eletrônica e amostras bizarras".[26] Adicionalmente, sua composição se relaciona a referências sexuais.[27]

A sétima faixa de Made, "Bang Bang Bang", apresenta musicalmente um ritmo agitado de uma "moderna e explosiva EDM", o qual atrai um som trap que se interrompe em seu refrão, sendo considerada um "hino de festa".[19][28] Diferenciando-se dos lançamentos habituais do Big Bang, a canção "Sober" deriva do rock eletrônico e do pop-punk, sua instrumentação se utiliza de som de guitarras misturadas com percussão, entregando "um som de rock de alta energia".[29] "If You", uma canção sem o habitual rap realizado nas canções do grupo, é uma canção pop de balada, centrada ao redor do dedilhar de um violão,[29] suas letras retratam a perda de um amor. "Zutter" executada unicamente pela dupla GD&TOP, é uma canção baseada no hip hop que contém elementos de trap.[30] Suas letras foram notadas como uma "reverência a si mesmos", onde a canção assume um "tom de autoridicularização".[30] A última canção do álbum, "We Like 2 Party", é uma faixa de tempo mediano, que possui uma melodia considerada "alegre" e relaxante.[28][15]

LançamentoEditar

Made foi lançado através de formato digital em 12 de dezembro de 2016, composto por onze canções. Posteriormente, ocorreu seu lançamento em formato físico nas edições limitada e regular, em 23 de dezembro e 5 de janeiro de 2017, respectivamente.[31] As edições limitada e regular do álbum, contém um livreto de 96 páginas, uma moldura de quadro (feita em material de papel na edição regular), um cartão de foto e um folheto de quebra-cabeça com um cartão.[32]

Já a edição japonesa de Made lançada em 15 de janeiro de 2017, contém as versões em língua japonesa de "Loser", "Bang Bang Bang" e "If You", totalizando dessa forma catorze faixas. O álbum foi comercializado através dos formatos CD, CD+DVD, CD+blu-ray e por playbuttons com capas individuais para os cinco membros. As edições de CD+DVD e CD+blu-ray, contém vídeos musicais de canções do álbum e a apresentação do Big Bang no festival japonês A-Nation de 2016. Além disso, também possuem versões que incluem um livro de fotos do grupo.[33]

PromoçãoEditar

 
Big Bang durante concerto realizado em 26 de junho de 2015 em Dalian, China, pela Made World Tour.

Após o anúncio do lançamento de Made em 19 de novembro de 2016, a YG Entertainment passou a divulgar diversas imagens promocionais. Entre os dias 6 a 8 de dezembro, foram divulgados o lançamento dos singles "Fxxk It" e "Last Dance"[34][35], além da inclusão da faixa "Girlfriend",[36] completando assim a lista de canções do álbum. Uma hora antes do lançamento oficial de Made em 12 de dezembro, o Big Bang realizou um evento ao vivo produzido através do aplicativo "V" do portal Naver, em comemoração a seu primeiro álbum completo em oito anos.[37] Esta transmissão que serviu para o grupo apresentar as novas canções a integrarem Made, atraiu mais de 1,5 milhões de espectadores.[38]

As atividades promocionais de Made levaram a participação do Big Bang em programas de variedades sul-coreanos da emissora MBC, que incluiu dois episódios do talk show Radio Star e dos programas Infinite Challenge e Weekly Idol.[39] Além disso, o grupo de se apresentou no festival de fim de ano SBS Gayo Daejeon promovido pela SBS em 2016.[40] Suas apresentações de retorno nos programas de música, ocorreram a partir de 18 de dezembro do mesmo ano através do Inkigayo, com os singles "Fxxk It" e "Last Dance".[41]

Made World TourEditar

 Ver artigo principal: Made World Tour

Uma turnê com a função de promover o álbum foi anunciada em 1 de abril de 2015, contendo informações sobre suas duas primeiras apresentações a serem realizadas em 25 e 26 de abril em Seul, Coreia do Sul. Posteriormente em 16 de abril, o trailer oficial da turnê nomeada como Made World Tour, foi lançado através de um vídeo no canal oficial do Big Bang pela plataforma de vídeos Youtube. Em 27 de abril, parte da etapa asiática foi anunciada contendo um total de trinta apresentações. Mais tarde no mês de julho, datas adicionais para a América do Norte e Oceania foram divulgadas completando o restante de locais a receberem a Made World Tour.[42]

A turnê encerrou-se com aclamação da crítica[43][44][45] e de público, em 6 de março de 2016 em Seul, com 66 concertos realizados para um público total de mais de 1,500,000 milhão de pessoas, tornando-a maior turnê já realizada por um artista coreano[46][47] e estabelecendo recordes de público para um artista coreano ou estrangeiro em diversos países no qual a Made World Tour foi realizada.

RecepçãoEditar

Crítica profissionalEditar

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
IZM[48]      
The Straits Times[15]      
The Star[21] 8/10

Made foi escolhido como um dos melhores álbuns coreanos de 2016 pela Billboard, que elogiou a diversidade de gêneros utilizados no álbum, declarando que "seu valor como um trabalho independente é inegável" e saudou o Big Bang como "um dos artistas mais amados universalmente da cena [K-pop]".[17] Em sua avaliação sobre Made para a Fuse, Jeff Benjamin considerou o álbum como um "exemplificativo de sua carreira", destacando como ele solidifica o talento e a personalidade do grupo.[22]

Chester Chin, da publicação The Star deu uma pontuação 8 de uma escala de 10 para Made, descrevendo-o como "coeso e forte".[21] O álbum foi escolhido como o melhor álbum coreano lançado em dezembro de 2016, pelo serviço de música KKBox, o qual nomeou Made como de um "retorno forte" do Big Bang e destacou "Last Dance" como a canção que torna os ouvintes fascinados.[49]

SinglesEditar

  • "M" foi lançado em 1 de maio de 2015, através dos formatos CD e download digital. O single é composto pelas canções "Loser" e "Bae Bae" e marca o retorno do Big Bang após uma pausa de três anos. Em termos comerciais, "M" atingiu o topo da parada sul-coreana Gaon Album Chart obtendo vendas de 130 mil cópias com seis dias de sua pré-venda no mês de abril.[50] Na China, seu lançamento ultrapassou vendagem de quinhentas mil cópias digitais.[51] Desempenho semelhante foi alcançado pelas canções "Loser" e "Bae Bae", que conquistaram as posições de número um e dois, respectivamente, na parada sul-coreana Gaon Digital Chart[52] e na parada estadunidense Billboard World Digital Songs,[53] mais tarde, ambas venceram o prêmio de Canção do Ano nas premiações sul-coreanas, com "Loser" recebendo o prêmio no Golden Disc Awards[54] e "Bae Bae" no Korean Music Awards.[55]
  • "A" foi lançado em 1 de junho de 2015, através de CD e download digital. O single é composto pelas canções "Bang Bang Bang" e "We Like 2 Party" e seu formato físico contém a adição das canções pertencentes a "M". Após o seu lançamento, "A" posicionou-se em seu pico de número dois na sul-coreana Gaon Album Chart[56] e na China obteve vendas de 855,187 mil cópias digitais.[57] Suas canções "Bang Bang Bang" e "We Like 2 Party" atingiram as posições de número um e três, respectivamente, na sul-coreana Gaon Digital Chart[58] e de número um e dois, também respectivamente, na estadunidense Billboard World Digital Songs.[59] Além disso, "Bang Bang Bang" venceu o prêmio de Canção do Ano pela premiação sul-coreana Mnet Asian Music Awards[60] e figurou no topo da lista de canções mais vendidas em formato digital da Coreia do Sul em 2015.[61]
  • "D" foi lançado em 1 de julho de 2015, através de CD e download digital. O single é composto pelas canções "If You" e "Sober" e seu formato físico contém a adição das canções pertencentes a "M" e "A". Comercialmente, o single obteve êxito ao liderar a sul-coreana Gaon Album Chart[62] e a parada japonesa Oricon Western Albums Chart.[63] Na China as vendas de "D" atingiram 1,340,664 milhão de cópias digitais.[64] Suas canções "If You" e "Sober", atingiram as posições de número um e dois, respectivamente, na sul-coreana Gaon Digital Chart[65] e de número dois e três, também respectivamente, na estadunidense Billboard World Digital Songs.[66] Além disso, "If You" tornou-se uma das canções digitais mais vendidas de todos os tempos na plataforma de música chinesa KuGou, ao obter vendagem de 3,6 milhões de cópias em 2015.[67]
  • "E" foi lançado como o último single a preceder Made, o que ocorreu em 5 de agosto de 2015, através de CD e download digital. O single é composto pelas canções "Zutter" e "Let's Not Fall in Love" e seu formato físico contém a adição de canções lançadas por meio dos singles anteriores "M", "A" e "D". Seu lançamento atingiu o topo da sul-coreana Gaon Album Chart[68], tornando-se o terceiro single do Big Bang em 2015, a alcançar tal feito. Na China, "E" obteve vendas de 1,437,038 milhão de cópias digitais,[69] o que o converteu no single do Big Bang mais vendido do ano no país. Suas canções "Let's Not Fall in Love" e "Zutter", atingiram simultaneamente as posições de número um e dois, respectivamente, na sul-coreana Gaon Digital Chart e na estadunidense Billboard World Digital Songs.[70][71]
  • "Fxxk It" foi escolhido juntamente com "Last Dance", a integrar a lista de faixas completa de Made e a tornar-se um single do álbum em 12 de dezembro de 2016, por meio de download digital. Seu lançamento ocorreu conjuntamente com o formato digital do álbum. O single recebeu análises positivas da crítica especializada, por meio do qual a canção foi notada pelo seu apelo internacional.[20] A canção obteve êxito comercial atingindo o topo da sul-coreana Gaon Digital Chart,[72] além disso, "Fxxk It" levou o Big Bang a realizar sua primeira entrada no Canadá através da Canadian Hot 100[73] e posicionou-se em número dois na estadunidense Billboard World Digital Songs.[74]
  • "Last Dance" foi divulgada juntamente com "Fxxk It". O single foi lançado em 12 de dezembro de 2016, através de download digital. "Last Dance" foi bem recebido pela crítica especializada, sendo descrita como uma canção "emocionalmente sugestiva".[22] Após o seu lançamento, obteve pico de número dois na sul-coreana Gaon Digital Chart[72] e de número três na estadunidense Billboard World Digital Songs.[74]

Lista de faixasEditar

N.º TítuloLetraMúsicaArranjos Duração
1. "Fxxk It" (에라 모르겠다; Era Moreugedda)Teddy Park, G-Dragon, T.O.PTeddy Park, G-Dragon, R.TeeTeddy Park, R.Tee 4:04
2. "Last Dance"  G-Dragon, T.O.P, TaeyangG-Dragon, Jeon Yong JunSeo Won Jin, 24 4:57
3. "Girlfriend"  Teddy Park, G-Dragon, T.O.PTeddy Park, G-Dragon, Choice37Teddy Park, Choice37 3:49
4. "Let's Not Fall in Love" (우리 사랑하지 말아요; Uri Saranghaji Marayo)Teddy Park, G-DragonTeddy Park, G-DragonTeddy Park 3:32
5. "Loser"  Teddy Park, T.O.P, G-DragonTeddy Park, TaeyangTeddy Park 3:39
6. "Bae Bae"  G-Dragon, Teddy Park, T.O.PTeddy Park, G-Dragon, T.O.PTeddy Park 2:49
7. "Bang Bang Bang" (뱅뱅뱅)Teddy Park, G-Dragon, T.O.PTeddy Park, G-DragonTeddy Park 3:40
8. "Sober" (맨정신; Maenjeongsin)Teddy Park, G-Dragon, T.O.PTeddy Park, Choice37, G-DragonTeddy Park, Choice37 3:57
9. "If You"  G-DragonG-Dragon, P.K, Dee.PP.K, Dee.P 4:24
10. "Zutter (GD&TOP)" (쩔어; Jjeoreo)G-Dragon, Teddy Park, T.O.PTeddy Park, G-Dragon, T.O.PTeddy Park 3:14
11. "We Like 2 Party"  Teddy Park, Kush, G-Dragon, T.O.PTeddy Park, Kush, Seo Won-jin, G-DragonTeddy Park, Kush 3:16
Duração total:
40:53

Desempenho nas paradas musicaisEditar

Made foi disponibilizado para pré-venda em 8 de de dezembro de 2016. Na plataforma de música chinesa QQ Music, o álbum obteve uma pré-venda de 170 mil cópias em apenas um dia. Posteriormente, em seu primeiro dia de lançamento digital na China, Made conquistou uma vendagem combinada pelas três principais plataformas de música chinesas, QQ Music, KuGou e Kuwo de 1,113,494 milhão de cópias.[78] Até março de 2017, o álbum já havia ultrapassado vendas combinadas de 2,8 milhões de cópias pelas três supracitadas plataformas, tornando Made, um dos álbuns digitais mais vendidos na história da China.[79] Mundialmente, o lançamento em formato digital do álbum atingiu o topo do iTunes Top Albums de dezenove países em 24 horas.[80]

Na Coreia do Sul, a edição limitada do álbum lançada em 23 de dezembro de 2016, posicionou-se em número dois na parada Gaon Album Chart, obtendo vendas de cem mil cópias.[81] Em 5 de janeiro de 2017, a sua edição regular foi lançada e a mesma alcançou o topo da mesma parada.[82] No Japão, a edição coreana de Made posicionou-se em número 23 na Oricon Albums Chart com vendas de 2,538 mil cópias.[83] Em 15 de fevereiro de 2017, o álbum foi oficialmente lançado no país e obteve um desempenho êxito. O material posicionou-se no topo da parada diária da Oricon Albums Chart atingindo vendas, de acordo com a Soundscan Japan, de 76,668 mil cópias.[84] Mais tarde, o álbum também liderou a sua respectiva parada semanal com vendagem de 101,364 mil cópias,[85] levando Made a tornar-se o quarto álbum do Big Bang a alcançar o topo da Oricon.[86]

Nos Estados Unidos, o álbum estreou em seu pico de número 172 na parada Billboard 200, levando o grupo a entrar pela segunda vez na referida parada.[87] Made obteve vendas equivalentes a seis mil cópias em sua primeira semana de lançamento no país, dos quais quatro mil, originaram-se de vendas tradicionais do álbum.[87] Além disso, Made atingiu o topo das paradas Billboard World Albums e Billboard Heatseekers Albums.[87]

CertificaçõesEditar

País Provedor Certificação Vendas
  Japão[105] RIAJ   Ouro 100,000+

Prêmios e indicaçõesEditar

Ano Prêmio Categoria Resultado Ref.
2015 Mnet Asian Music Awards Álbum do Ano Indicado [106]
2016 Gaon Chart Awards Álbum do Ano (4° trimestre) Indicado [107]
Abilu Music Awards Álbum Internacional Anual - Japonês / Coreano Venceu [108]
2017 RTHK International Pop Poll Award Álbum Mais Vendido Venceu [109]
Melon Music Awards Álbum do Ano Indicado [110]
2018 Japan Gold Disc Award Melhores 3 Álbuns (Ásia) Venceu [111]

Histórico de lançamentoEditar

Região Data Formato(s) Gravadora
  Mundo[112] 12 de dezembro de 2016 Download digital YG Entertainment
  Coreia do Sul[31][32] 23 de dezembro de 2016 (Edição limitada) CD YG Entertainment, KT Music (distribuidor)
5 de janeiro de 2017 (Edição regular)
  Taiwan[113][114] 6 de janeiro de 2017 Warner Music Taiwan
  Japão[33] 15 de fevereiro de 2017 CD, CD+DVD YGEX, Avex Trax
CD+blu-ray, playbutton

Referências

  1. «빅뱅, YG 2015년 첫 주자로 5월1일 컴백...2년10개월 만[공식발표]». Osen (em coreano). chosun.com. 1 de abril de 2015. Consultado em 12 de fevereiro de 2017 
  2. Stanley, Adrienne (26 de janeiro de 2014). «Big Bang Announces a Summer 2014 Comeback». KpopStarz. Consultado em 12 de fevereiro de 2017 
  3. Gwee, Elisabeth (15 de setembro de 2014). «Popular South Korean quintet yet to be satisfied with their efforts on upcoming album». The Straits Times. Consultado em 12 de fevereiro de 2017 
  4. Cho, Jaeki (26 de setembro de 2014). «Interview: Taeyang Talks "Rise," Individuality in K-Pop and Life After YG Entertainment». Complex. Consultado em 12 de fevereiro de 2017 
  5. «Jinusean Asked Big Bang for Consent to Make Comeback First». Mwave. 15 de abril de 2015. Consultado em 12 de fevereiro de 2017. Arquivado do original em 18 de abril de 2015 
  6. «BIGBANG Revealed to be the Next YG Comeback». Soompi. 31 de março de 2015. Consultado em 12 de fevereiro de 2017 
  7. «BIGBANG Come Backs on May 1, YG's First Artist to Come Back in 2015… After 2 Years and 10 Months [Official Announcement]». Osen. YG Life. 1 de abril de 2015. Consultado em 12 de fevereiro de 2017 
  8. «[Exclusive] BIGBANG Unveils New Song at April 25 Seoul Concert of World Tour». Osen. YG Life. 17 de abril de 2015. Consultado em 12 de fevereiro de 2017 
  9. «[인터뷰] 빅뱅 "가장 좋아하는 우리 노래는 '다음 곡'"» (em coreano). DongA. 14 de maio de 2015. Consultado em 12 de fevereiro de 2019 
  10. «지드래곤 "매달 신곡 발표 마음에 안들겠지만…韓팬 위한 선물"» (em coreano). Naver. 26 de abril de 2015. Consultado em 12 de fevereiro de 2017 
  11. Kim, Jin-woo (10 de setembro de 2015). «8월 리뷰, 상위 10개 제작사 매출비중 73%» (em coreano). Gaon Music Chart. Consultado em 17 de fevereiro de 2017 
  12. a b Kim, Jae-heun (13 de dezembro de 2016). «[Interview] Big Bang speaks about last album 'MADE'». The Korea Times. Consultado em 12 de fevereiro de 2017 
  13. «BIGBANG postpones 'MADE' Album Release Date; Boy Band Working on Next Album?» (em inglês). IBTimes. 19 de agosto de 2015. Consultado em 18 de março de 2016 
  14. «빅뱅, 기습 티저 공개…12월 컴백+8년만의 정규앨범 '기대감'» (em coreano). Chosun. 19 de novembro de 2016. Consultado em 12 de fevereiro de 2017 
  15. a b c Gwendolyn Ng. «Review: MADE - Big Bang». The Straits Times. Consultado em 14 de fevereiro de 2017 
  16. a b «[Interview] Big Bang Talks 'Made' Project, Stage Names and Unexpected Twists to Come». Mwave. 10 de maio de 2015. Consultado em 19 de fevereiro de 2017 
  17. a b «10 Best K-Pop Albums of 2016: Critic's Picks». Billboard. 22 de dezembro de 2016. Consultado em 17 de fevereiro de 2017 
  18. Yeung, Neil Z. «Big Bang - MADE». AllMusic. Consultado em 19 de fevereiro de 2017 
  19. a b «K-Pop Mixtape: 9 Most Definitive Big Bang Songs». KpopStarz. 23 de agosto de 2015. Consultado em 19 de fevereiro de 2017 
  20. a b c d «BIGBANG Releases 3 New Songs Ahead of T.O.P's South Korean Military Service». Billboard. 13 de dezembro de 2016. Consultado em 17 de fevereiro de 2017 
  21. a b c Chin, Chester (31 de janeiro de 2017). «Review: Made by Big Bang». The Star. Consultado em 17 de fevereiro de 2017 
  22. a b c «BIGBANG Finally Release 'MADE' Album With Career-Exemplifying 'Fxxk It' And 'Last Dance' Videos». Fuse. 12 de dezembro de 2016. Consultado em 17 de fevereiro de 2017 
  23. a b «BIGBANG 10 must listen songs». Billboard. 19 de agosto de 2016. Consultado em 12 de fevereiro de 2017 
  24. Herman, Tamar (23 de dezembro de 2016). «The 10 Best BIGBANG Songs: Critics' Picks». Billboard. Consultado em 17 de fevereiro de 2017 
  25. «25 K-Pop Love Songs for Valentine's Day». Billboard. 14 de fevereiro de 2018. Consultado em 14 de fevereiro de 2018 
  26. a b Benjamin, Jeff; Oak, Jessica. «The 20 Best K-pop Songs of 2015». Billboard. Consultado em 22 de março de 2017 
  27. Miller, Kaitlin (2 de maio de 2015). «Big Bang's 10 best songs of the past 10 years». Sun-Times. Consultado em 12 de fevereiro de 2017 
  28. a b Shepherd, Julianne Escobedo (6 de maio de 2015). «K-Pop Boy Band BIGBANG's Vid for 'Bang Bang Bang' Is Actually Explosive». The Muse. Consultado em 17 de fevereiro de 2017 
  29. a b «BIGBANG Appear Anything But 'Sober' in Wild New Video». Billboard. 30 de junho de 2015. Consultado em 17 de fevereiro de 2017 
  30. a b «Review: Big Bang's new releases are disturbing, emotional». Philippine Daily Inquirer. Consultado em 17 de fevereiro de 2017 
  31. a b «[안내] 12월 23일 Big Bang Made The Full Album 발매 안내! (Limited Edition)». YG Entertainment. 9 de dezembro de 2016. Consultado em 29 de janeiro de 2017 
  32. a b «[2차 초도수량 예약판매] Big Bang Made The Full Album (Regular edition)». YG Entertainment. YG Shop. 9 de dezembro de 2016. Consultado em 12 de fevereiro de 2017 
  33. a b «Big Bang Made Full Album in Japan» (em japonês). YGEX. 7 de dezembro de 2016. Consultado em 12 de fevereiro de 2017 
  34. «"Comeback D-6" BIGBANG… The title track is "FXXK IT"». YG Entertainment. YG Life. 6 de dezembro de 2016. Consultado em 12 de fevereiro de 2017 
  35. «"D-5" BIGBANG, the second title track is "Last Dance"… "R&B Slow Music"». YG Entertainment. YG Life. 7 de dezembro de 2015. Consultado em 12 de fevereiro de 2017 
  36. «BIGBANG – MADE The Full Album 'Girlfriend'». YG Entertainment. YG Life. 8 de dezembro de 2016. Consultado em 29 de janeiro de 2017 
  37. «"Comeback D-4" BIGBANG, Titles of all three new songs unveiled». YG Entertainment. YG Life. 8 de dezembro de 2016. Consultado em 12 de fevereiro de 2017 
  38. «[차트IS] 빅뱅, 국내외 올킬…아이튠즈 16개국 1위+줄세우기». JTBC. JoongAng Ilbo. 13 de dezembro de 2016. Consultado em 12 de fevereiro de 2017 
  39. «Big Bang Appearing on Infinite Challenge, Radio Star; Big Bang 10 Concert T.O.P's Last Performance Before Enlistment». CSN. 2 de dezembro de 2016. Consultado em 29 de janeiro de 2017 
  40. «[Exclusive] Big Bang will perform in "SBS Gayo-Daejeon'… Expected to unveil the performance of new songs». jtbc.joins.com. YG Life. 5 de dezembro de 2016. Consultado em 29 de janeiro de 2017 
  41. «Big Bang make long-awaited return to the 'Inkigayo' stage». SBS. PopAsia. 19 de dezembro de 2016. Consultado em 12 de fevereiro de 2017 
  42. «Big Bang 2015 World Tour 'Made' in Mexico and Australia Confirmed». YG Family Twitter. 10 de julho de 2015. Consultado em 12 de fevereiro de 2017 
  43. «Review BigBang explodes K-Pop convention at the Honda Center». Los Angeles Times. 5 de outubro de 2015. Consultado em 12 de fevereiro de 2017 
  44. «All the Best Concerts, of What the Critics Have Seen». The New York Times. 29 de dezembro de 2015. Consultado em 12 de fevereiro de 2017 
  45. Bryan Armen Grahamo (13 de outubro de 2015). «Big Bang review – K-pop heroes deliver candyfloss hooks with a sharp edge». The Guardian. Consultado em 12 de fevereiro de 2017 
  46. «Big Bang's Seoul concert had it all». The Korean Times. 7 de março de 2016. Consultado em 12 de fevereiro de 2017 
  47. «BIGBANG is always different… World tour that has drawn 1.5 million fans ended in great success». YG Entertainment. YG Life. 6 de março de 2016. Consultado em 12 de fevereiro de 2017 
  48. «BIGBANG – MADE: Album Review» (em coreano). IZM. Consultado em 14 de fevereiro de 2017 
  49. «一起度過溫暖又悅耳的12月!本週韓語嚴選». KKBox Japan. Consultado em 17 de fevereiro de 2017 
  50. «2015년 19주차 Album Chart». Gaon Chart. Consultado em 17 de fevereiro de 2017 
  51. «BigBang《M》(5.1)数字专辑 QQ音乐独家首发 - QQ音乐» (em chinês). QQ Music. 1 de maio de 2015. Consultado em 15 de novembro de 2016 
  52. «2015년 19주차 Digital Chart». Gaon Chart. Consultado em 17 de fevereiro de 2017 
  53. «Billboard World Digital Songs». Billboard. 7 de maio de 2015. Consultado em 17 de fevereiro de 2017. Arquivado do original em 12 de maio de 2015 
  54. «The 30th Golden Disc Awards». joins.com. Consultado em 17 de fevereiro de 2017 
  55. «KMA2016: Nominees for 13th Korean Music Awards». 28 de fevereiro de 2016. Consultado em 17 de fevereiro de 2017 
  56. «2015년 26주차 Album Chart». Gaon Chart. Consultado em 17 de fevereiro de 2017 
  57. «MADE Series 《A》(5.1)数字专辑 QQ音乐独家首发 - QQ音乐». QQ music. 1 de junho de 2015. Consultado em 17 de fevereiro de 2017 
  58. «2015년 24주차 Digital Chart». Gaon Chart. Consultado em 17 de fevereiro de 2017 
  59. «Billboard World Digital Songs». Billboard. 20 de junho de 2015. Consultado em 17 de fevereiro de 2017. Arquivado do original em 7 de julho de 2015 
  60. «Winners - 2015 Mnet Asian Music Awards». Mnet. Consultado em 17 de fevereiro de 2017 
  61. «2015년 Download Chart». Gaon Chart. Consultado em 17 de fevereiro de 2017 
  62. «2015년 29주차 Album Chart». Gaon Chart. Consultado em 17 de fevereiro de 2017 
  63. «週間 洋楽アルバムランキング 2015年07月20日付». Oricon. Consultado em 17 de fevereiro de 2017 
  64. «QQ音乐数字专辑--MADE Series 《D》». QQ Music. 30 de junho de 2015. Consultado em 17 de fevereiro de 2017 
  65. «2015년 28주차 Digital Chart». Gaon Chart. Consultado em 17 de fevereiro de 2017 
  66. «Billboard World Digital Songs». Billboard. 18 de julho de 2015. Consultado em 17 de fevereiro de 2017. Arquivado do original em 12 de agosto de 2015 
  67. «酷狗单曲畅销榜» (em chinês). KuGou. 3 de janeiro de 2016 
  68. «2015년 34주차 Album Chart». Gaon Chart. Consultado em 17 de fevereiro de 2017 
  69. «QQ音乐数字专辑--MADE Series《E》». QQ Music. Consultado em 17 de fevereiro de 2017 
  70. «2015년 33주차 Digital Chart». Gaon Chart. Consultado em 17 de fevereiro de 2017 
  71. «Billboard World Digital Songs». Billboard. 22 de agosto de 2015. Consultado em 17 de fevereiro de 2017. Arquivado do original em 17 de janeiro de 2016 
  72. a b «2016년 51주차 Digital Chart». Gaon Chart. Consultado em 25 de janeiro de 2017 
  73. «Billboard Canadian Hot 100 Chart: Singles». Billboard. Consultado em 17 de fevereiro de 2017 
  74. a b «Billboard World Digital Songs». Billboard. 31 de dezembro de 2016. Consultado em 17 de fevereiro de 2017. Arquivado do original em 23 de dezembro de 2016 
  75. «Amazon.jp: MADE(スマプラ対応) CD». Amazon. Consultado em 19 de maio de 2018 
  76. «HMV.jp: Big Bang: MADE (CD+DVD)». HMV. Consultado em 19 de maio de 2018 
  77. «HMV.jp: Big Bang: MADE (CD+Blu-Ray)». HMV. Consultado em 19 de maio de 2018 
  78. «BIGBANG Sweeps China by Becoming No.1 on Four QQ Music Charts». YG Life. 14 de dezembro de 2016. Consultado em 29 de janeiro de 2017 
  79. Vendas acumuladas de Made pelas três maiores plataformas de música chinesas:
  80. «BIGBANG make huge splash on iTunes charts worldwide with 'MADE'». SBS PopAsia. 14 de dezembro de 2016. Consultado em 17 de fevereiro de 2017 
  81. «2016년 52주차 Album Chart». Gaon Chart. Consultado em 17 de fevereiro de 2017 
  82. a b «2017년 01주차 Album Chart». Gaon Chart. Consultado em 17 de fevereiro de 2017 
  83. «Made Full Album (Edição Coreana)». Consultado em 29 de janeiro de 2017 
  84. «【先ヨミ】BIGBANG、新AL『MADE』が首位独走中 Scandalと家入レオのベスト盤が続く». Billboard Japan. Consultado em 17 de fevereiro de 2017 
  85. «2017 Oricon Album Chart (February Week 2) (Edição Japonesa)». Oricon Chart. Consultado em 17 de fevereiro de 2017 
  86. «【オリコン】BIGBANG、4作目のアルバム首位». Oricon. Oricon News. Consultado em 17 de fevereiro de 2017 
  87. a b c Benjamin, Jeff (19 de dezembro de 2016). «BIGBANG's 'Made' Album Enters Billboard 200, K-Pop Group's 2nd Entry». Billboard. Consultado em 17 de fevereiro de 2017 
  88. «2017년 01월 Album Chart». Gaon Chart. Consultado em 29 de janeiro de 2017 
  89. «Billboard World Albums». Billboard. 31 de dezembro de 2016. Consultado em 29 de janeiro de 2017 
  90. «Billboard Heatseekers Albums». Billboard. 31 de dezembro de 2016. Consultado em 17 de fevereiro de 2017 
  91. «Billboard Digital Albums». Billboard. 31 de dezembro de 2016. Consultado em 29 de janeiro de 2017 
  92. «Billboard 200». Billboard. 31 de dezembro de 2016. Consultado em 17 de fevereiro de 2017 
  93. «Japan Top Albums Sales - Made». Billboard Japan. Consultado em 17 de fevereiro de 2017 
  94. «Japan Hot Albums - Made». Billboard Japan. Consultado em 17 de fevereiro de 2017 
  95. «デジタルアルバムランキング - Oricon Weekly Digital Chart». Oricon Chart. 21 de dezembro de 2016. Arquivado do original em 21 de dezembro de 2016 
  96. «週間 アルバムランキング». Oricon. 27 de fevereiro de 2017. Consultado em 19 de maio de 2018 
  97. «Official Album Downloads Chart Top 100». OCC. 16 de dezembro de 2016. Consultado em 29 de janeiro de 2017 
  98. «G-Music - Made». G-Music. Cópia arquivada em 15 de janeiro de 2017 
  99. «2016년 Album Chart». Gaon Chart. Consultado em 19 de maio de 2018 
  100. «2017년 Album Chart». Gaon Chart. Consultado em 19 de maio de 2018 
  101. «Billboard World Albums Year End Charts». Billboard. Consultado em 19 de maio de 2018 
  102. «Japan Top Albums Sales Year End». Billboard Japan. Consultado em 19 de maio de 2018 
  103. «Japan Hot Albums Year End». Billboard Japan. Consultado em 19 de maio de 2018 
  104. «アルバムランキング-2017年度». Oricon. Consultado em 19 de maio de 2018 
  105. «月次認定作品 - 2017年 2月» [Certificação Mensal de Obras - Fevereiro de 2017] (em japonês). Recording Industry Association of Japan. 10 de março de 2017. Consultado em 19 de maio de 2018 
  106. «MAMA Nominees». Mwave. Consultado em 12 de fevereiro de 2017. Arquivado do original em 29 de outubro de 2016 
  107. «6th GaonChart Music Awards 2016». KpopAwards. Consultado em 12 de fevereiro de 2017. Arquivado do original em 2 de fevereiro de 2017 
  108. «2016 Abilu Music Awards». Consultado em 15 de dezembro de 2018 
  109. «28th International Pop Poll Awards». RTHK International Pop Poll Award. Consultado em 19 de maio de 2018 
  110. «2017 Melon Music Awards Top 10 Artists». Melon. Consultado em 19 de maio de 2018. Cópia arquivada em 13 de novembro de 2017 
  111. «安室奈美恵が21年ぶりゴールドディスク大賞受賞!BIGBANG、Daoko×米津らも部門賞» (em japonês). natalie.mu. 27 de fevereiro de 2018. Consultado em 19 de maio de 2018 
  112. «Big Bang - Made». iTunes Store. Apple Inc. (EUA). Consultado em 12 de fevereiro de 2017 
  113. «Big Bang 《Made The Full Album》» (em chinês). Warner Music Taiwan. Consultado em 30 de junho de 2017. Arquivado do original em 30 de junho de 2017 
  114. «Made The Full Album 台灣獨占贈品盤(韓國進口)» (em chinês). G-Music. Consultado em 12 de fevereiro de 2017 

Ligações externasEditar