Abrir menu principal
Question book.svg
Este artigo ou secção necessita de referências de fontes secundárias fiáveis e independentes (desde setembro de 2017). Fontes primárias, ou com conflitos de interesse, não são adequadas para verbetes enciclopédicos. Ajude a incluir referências.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Madelyne Pryor
180px
Outro(s) nome(s) Madelyne ("Maddie") Jennifer Pryor
Espécie (Clone) Humano (Mutante)
Afiliações X-Men
Clube do Inferno
Irmandade de Mutantes
Estado atual desconhecido
Criado por Chris Claremont
Paul Smith
Primeira aparição Avengers Annual #10
Editora(s) Marvel Comics

Madelyne Jennifer Pryor Summers é uma personagem de histórias em quadrinhos da Marvel Comics, atuando principalmente nas histórias dos X-Men. Madelyne é a primeira esposa de Ciclope, e permaneceu como membro coadjuvante dos X-Men até que uma série de traumas - ser abandonada pelo marido, perder seu filho e descobrir que era um clone de Jean Grey - levaram Maddie a se aliar a demônios e a se tornar uma super-vilã.

HistóriaEditar

Madelyne Jennifer Pryor apareceu primeiramente em Avengers Annual #10 como uma criança doente em um hospital. Alguns anos depois, foi introduzida na revista dos X-Men. Madelyne, que era idêntica à Jean Grey, apareceu na vida de Ciclope na época em que supunha-se que Jean estava morta após seu sacrifício na Lua (para tentar matar a Fênix Negra, que estava tentando possuir ela)[1]. Confuso pela enorme semelhança entre a moça e a sua amada, Scott se casou com ela[2] e eles tiveram um filho chamado Nathan Christopher Summers, que após ser enviado ao futuro (para salvá-lo de um vírus que o Doutor Sinistro o infectou) se tornou o personagem Cable. Por algum tempo Madelyne permaneceu nos X-Men onde recebia o mesmo carinho que Jean.

Porém, tempos depois, Ciclope descobriu que Jean Grey estava viva, e largou a esposa e filho para estar ao lado de seu verdadeiro amor (fundando assim o X-Factor). Madelyne foi abandonada e ficou sob a guarda dos X-Men (na época dados como mortos e operando através de uma cidade fantasma no deserto australiano), onde teve um breve envolvimento com o irmão de Scott, Alex Summers.

Não tardou para que Pryor revelasse sua verdadeira origem: ela é um clone de Jean criada pelo Senhor Sinistro, com a intenção de mesclar o material genético de Scott e de Jean, concretizados no bebê Nathan, que seria o "mutante perfeito". O único problema era que Madelyne não tinha poderes, mas a Fênix achou a moça parecida com Jean Grey então se apoderou dela, mas deixou ela em seguida quando descobriu que Jean estava viva, porém seus poderes de entidade ficaram em Madelyne a fazendo mais parecida com Jean fazendo Scott esquecer-la. Quando descobriu que não passava de um clone dela criado pelo geneticista, Madelyne enlouqueceu, obtendo mais poderes através de demônios e adotando a identidade de Rainha dos Duendes. Madelyne tenta abrir um portal entre a dimensão demoníaca do Limbo e a Terra matando seu próprio filho. Porém, ela é impedida pela ação conjunta do X-Men e X-Factor. Ao travar um duelo psíquico com Jean, Madelyne acaba morrendo, pois ela não é pareo para Jean.

RetornoEditar

Madelyne reapareceu posteriormente após a saga Era do Apocalipse, encontrando-se com Nate Grey e, posteriormente sendo recrutada por Selene e entrando no Clube do Inferno. Nesta fase, Madelyne demonstra possuir poderes telepáticos e telecinéticos equivalentes ao de Jean Grey. Quando ela reencontra-se novamente com Nate, ambos descobrem que ela foi recriada graças ao poder do jovem, logo que ele chegou, confuso, à "realidade normal". Inconscientemente, ele materializou uma pessoa que lhe transmitia conforto e segurança: sua "mãe" Jean Grey. Fugindo do jovem que, apavorado com o que fez, tentou destrui-la, ela voltou ao Clube do Inferno. Porém, sempre que as ambições do grupo eram muito grandes (e havia-se o risco da perda de muitas vidas inocentes), ela ajudava seus adversários secretamente tendo, inclusive, ajudado seu "filho", Cable.

Algum tempo depois, é revelado que ela era apenas uma ilusão.

Rainha VermelhaEditar

Exatos 23 anos após a criação de Madelyne Pryor [3], e 18 após sua morte[4], Madelyne ressurge misteriosamente [5]. Enquanto os X-Men estavam em uma boate para comemorar sua vitória sobre o Culto do inferno, Ciclope avista sua ex-falecida esposa no meio de uma multidão. E Maddie não tardou à atacar Utopia com sua Irmandade de Mutantes, formada por Espiral, Quimera, Martinique Jason, Mestra Mental e Lady Letal.

Pryor revela que não possui um corpo (é, na verdade, uma psique fantasma), e que apenas duas "carnes" no Universo são capazes de suportar seu poder. A primeira foi destruída irrevogalmente quando Madelyne morreu anos atrás durante a saga Inferno, e a segunda seria a já falecida Jean Grey. Durante o ataque aos X-Men, Madelyne rouba uma mecha do cabelo de Jean que Wolverine guardava consigo, com o objetivo de rastrear o corpo de Grey e hospedar sua consciência no mesmo. Porém, ela é derrotada devido ao fato de Dominó ter substituído o cadáver pelo de uma humana comum. O destino final de Madelyne é desconhecido[6].

Avengers vs. X-MenEditar

Recentemente (2012), no arco de histórias Vingadores versus X-Men, Madelyne ressurge nos planos de seu criador, Senhor Sinistro [7]. Planejando criar sua própria espécie e consequentemente derrotar os X-Men, é possível ver diversos clones de Madelyne Pryor no palácio Sinistro.

Poderes e HabilidadesEditar

  • Magia: Capacidade de usar forças sobrenaturais para graus variantes, geralmente para simular outros poderes, como ataques elementais e Etc.
  • Controlar Feras



Referências

  1. Uncanny X-Men #137
  2. Uncanny X-Men #175
  3. Uncanny X-Men #168
  4. Uncanny X-Men #243
  5. Uncanny X-Men #503
  6. Uncanny X-Men #511
  7. Uncanny X-Men Vol. 2 #14