Magnum, P.I.

série ficcional de televisão
Nota: Se procura pela refilmagem feita em 2018, consulte Magnum, P.I. (2018).

Magnum, P.I.(P.I. significa Investigador Particular ou Detetive Particular, do inglês Private Investigator) é uma série de televisão norte-americana que fez muito sucesso nos anos 80. Surgiu quando a CBS decidiu que deveria desenvolver um projeto que aproveitasse os equipamentos da série Havaí 5-0, que foi um seriado de muito sucesso nos anos 60 e anos 70[1]. O primeiro nome lembrado para ser o protagonista foi Robert Conrad, que havia estrelado James West. Com a recusa, Tom Selleck, na época mais conhecido por fazer comerciais de televisão, foi convidado e aceitou o papel.

Magnum, P.I.
Magnum (BR)
Informação geral
Formato série
Gênero Drama, Policial
Duração 48min
Criador(es) Donald Bellisario
Glen A. Larson
País de origem  Estados Unidos
Idioma original Não disponível
Produção
Diretor(es) Ray Austin
Michael Vejar
Ivan Dixon
Elenco Tom Selleck
John Hillerman
Roger E. Mosley
Larry Manetti
Exibição
Emissora original CBS
Transmissão original 11 de dezembro de 1980 - 8 de maio de 1988
Temporadas 8
Episódios 162

ContextoEditar

Magnum era um seriado de contradições e talvez por isso até os dias atuais não tenha sido bem compreendido. Era uma série de ação mas que não abdicava de uma trama quase sempre inteligente e bem-humorada. Passava-se em um cenário paradisíaco (as praias do Havaí) e exaltava o hedonismo do protagonista (um apaixonado por belas mulheres, camisas floreadas, cerveja e vôlei). Mas não deixava de ressaltar cicatrizes (físicas e morais) que a violência havia deixado em Thomas Sullivan Magnum, um ex-oficial da Inteligência Norte-Americana, e um ex-combate da guerra do Vietnã que se desligara da Marinha dos EUA para se tornar jardineiro e investigador particular nas horas vagas.

O seriado era centrado principalmente no personagem principal (Magnum) e nos seus três amigos - outros dois veteranos do Vietnã: TC (Roger E. Mosley), que vira piloto de helicóptero, e Rick (Larry Manetti), gerente do Clube Kamehameha; além de um ex-oficial do Exército Britânico, Higgins (John Hillerman), responsável pela administração da mansão onde Magnum morava. Tudo pago pelo misterioso Robin Masters, um escritor que nunca apareceu durante toda a série.

A longa trajetória da série delineia o perfil do investigador, que vai se transformando no decorrer das temporadas. Como um retrato dos EUA dos anos Nixon/Carter/Reagan, Magnum acompanha as reflexões sobre o Vietnã e o final da Guerra Fria. Conforme as temporadas iam sendo exibidas, o clamor popular exigia que a série fosse tornando-se cada vez mais sombria, deixando de lado o humor presente nas temporadas anteriores para dar lugar a um Magnum mais e mais sisudo, menos brincalhão, piadista, levando rapidamente ao ápice da trama: Magnum ser baleado e morto no fim da sétima temporada. Os produtores, sentindo que o filão ainda podia ser explorado, deram uma explicação para o "renascimento " de Magnum: Ele teria tido um sonho, causado por suas lembranças do Vietnã.

Para contrabalançar essa reviravolta, criou-se um "duelo" entre Magnum e Higgins. Magnum tinha certeza de que Higgins era, na verdade, seu misterioso mecenas, o escritor Robin Masters. Higgins, talvez divertindo-se com essa história, confirmava e logo após negava veementemente ser Masters. Fato nunca esclarecido pelos autores da série, mais de vinte anos após seu final.

Essa brincadeira foi idealizada porque o ator Orson Welles havia morrido pouco tempo antes e os produtores da série não quiseram ter gastos extras contratando outro ator para o papel de Robin Masters. No episódio final, durante os preparativos para o casamento de Rick (Larry Manetti), Magnum encontra-se com Higgins, que finalmente lhe confirma ser Robin Masters. Mais tarde, já no casamento, Higgins se diverte: "Magnum, lembra-se do que falei sobre Robin Masters? Pois é, eu menti!"

Desde o final da série, em 1988, o produtor Donald Bellisario não confirmou a identidade de Masters, deixando para os telespectadores caçar pistas nos episódios das oito temporadas e fazerem seu julgamento.

Dubladores no BrasilEditar

  • Tom Selleck, Magnum, P.I.: Francisco Milani.
  • John Hillerman, Jonathan Quayle Higgins III: Darcy Pedrosa.
  • Roger E. Mosley, TC: Márcio Seixas.
  • Larry Manetti, Rick: Francisco Turelli.

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Magnum, P.I.». TV.com. Consultado em 5 de julho de 2013 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre séries de televisão é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.