Maguila

Ex-pugilista Brasileiro

José Adilson Rodrigues dos Santos (Aracaju, 12 de junho de 1958), mais conhecido como Maguila, é um ex-pugilista brasileiro, repetidas vezes campeão brasileiro e sul-americano de boxe na categoria peso-pesado, campeão das Américas (pelo Conselho Mundial de Boxe) e mundial (pela Federação Mundial de Boxe Profissional) também na categoria de peso-pesado. Recebeu a alcunha "Maguila" por semelhança ao porte físico do personagem Magilla Gorilla, da Hanna-Barbera.[1]

Maguila Boxing pictogram.svg
Informações pessoais
Nome de nasc. José Adilson Rodrigues dos Santos
Apelido Maguila
Categoria peso-pesado
Nacionalidade brasileiro
Data de nasc. 12 de junho de 1958 (64 anos)
Local de nasc. Aracaju, Sergipe
Estilo Ortodoxo
Altura 1,87 m
Cartel
Lutas 85
Vitórias 77
Nocautes 61
Derrotas 7
Empates 1

Em 1997, o escritor Carlos Alencar lançou o livro Maguila: A Saga de um Cabra-macho Campeão ISBN 8585484330 contando a infância, a juventude e a carreira do atleta. É casado com Irani Pinheiro.

BiografiaEditar

Maguila se deslocou ainda muito jovem da região nordeste para o grande centro urbano de São Paulo, na região sudeste do Brasil. Fazia parte, assim, de um movimento migratório mais amplo, realizado por muitos brasileiros desfavorecidos economicamente, que deixavam o nordeste (região colocada em segundo plano pelos governos da época em termos de investimento e políticas públicas) na busca de melhores condições de vida no sudeste do país, onde então se concentrava a industrialização e os investimentos governamentais.

Trabalhou desde cedo na construção civil, e treinava boxe no tempo livre, por vezes de maneira improvisada, usando, após ou antes do expediente, pneus como alvos para praticar seus golpes. Apesar das dificuldades e de não ter tido a oportunidade de receber desde cedo treinamento profissional, se destacou no pugilismo de maneira que chamou a atenção de um empresário e locutor conhecido da área de esportes, Luciano do Valle. Durante a primeira parte de sua carreira, teve como principal divulgador o referido locutor e empresário Luciano do Valle. À época, ele foi treinado pelo famoso americano Angelo Dundee, que instruiu lutadores como Sugar Ray Leonard e Muhammad Ali.

Maguila foi, por muitas vezes, questionado sobre sua técnica e a fragilidade de seus adversários, porém, esquecem que muitos deles também enfrentaram grandes pugilistas como Mike Tyson, George Foreman e Evander Holyfield.

Maguila tinha muitas virtudes, haja vista o seu cartel vitorioso, o predomínio no boxe sul-americano e a sua posição no ranking mundial. Muitos defendem que se tivesse recebido treinamento profissional e pudesse ter passado a se dedicar integralmente ao esporte mais cedo poderia ter conseguido um cartel de vitórias ainda mais vasto do que obteve.

A parceria com a Luqui (empresa de Luciano do Valle) terminou em 1989 após a sua vitória sobre o pugilista Walter Armando Masseroni. Luciano havia decidido pelo fim da carreira do lutador sem consultá-lo, atitude com a qual Maguila não concordou.

Maguila tornou-se o primeiro brasileiro campeão mundial dos pesos-pesados no dia 22 de agosto de 1995, então aos 37 anos, ao derrotar por pontos o inglês Johnny Nelson na cidade paulista de Osasco. O título era pela Federação Mundial de Boxe (WBF), uma das entidades que representam a categoria, e pela qual também foi campeão Evander Holyfield (embora a WBF não seja uma das quatro principais organizações mundiais de boxe - WBA, WBO, WBC e IBF - sendo considerada, portanto, uma entidade menor).[2][3]

Encerrou a carreira profissional em 29 de fevereiro de 2000, após a sua derrota por nocaute para Daniel Frank. Entre as vitórias mais expressivas, venceu James Smith, James Stillis, Alfredo Evangelista (campeão do título europeu dos pesos pesados) e o argentino Daniel Falconi. Entre as suas derrotas mais importantes destacam-se a derrota para o lendário George Foreman em 1990 e, 1 ano antes, para o então aspirante ao título Evander Holyfield.

Fora dos ringuesEditar

Na TV, Maguila chegou a ser o comentarista irônico de assunto de economia do programa Aqui Agora.[4] Também fez parte do elenco fixo do Show do Tom, da Rede Record[5] em 2004.

Em 17 de janeiro de 2006, Gilson Rodrigues dos Santos, 44 anos, irmão mais novo de Maguila, foi morto com três tiros no abdômen,[6] no bairro nobre, Cidade Jardim, na zona oeste de São Paulo, na madrugada de segunda para terça-feira. Gilson foi socorrido e morreu enquanto era atendido no pronto-socorro do Hospital São Luiz, no Morumbi.[7] Gilson foi surpreendido pelos assaltantes que chegaram até o quintal do imóvel por uma tubulação do rio Pinheiros. Após baleá-lo, os dois bandidos fugiram levando a arma do irmão mais novo do ex-boxeador. De acordo com informações da polícia, em um ano, esta é a segunda vez que bandidos invadem a residência deste mesmo modo.[8] A ocorrência foi registrada no 34º Distrito Policial, em Vila Sônia, e a equipe da 2ª Companhia do 16º Batalhão da Polícia Militar foi quem atendeu o caso.[8] O irmão mais novo de Maguila era segurança, e trabalhava na casa havia pouco mais de um mês. Segundo funcionários da residência, ele foi contratado para proteger a casa depois de um assalto frustrado que aconteceu no final de 2005.[6]

Em 2009, Maguila iniciou a sua carreira de cantor lançando um álbum com sambas, intitulado "Vida de Campeão".[9]

Ele também criou e mantém uma ONG chamada de Amanhã Melhor, que passou a ensina o boxe a crianças e jovens carentes.

Em 2010, foi ainda candidato a deputado federal pelo PTN tendo sido apenas o 372° colocado com 2 951 votos (0,01% dos votos válidos). Nesse mesmo ano, foi diagnosticado equivocadamente com mal de Alzheimer em 2010. Alguns anos mais tarde, o ex-lutador ficou internado por dois anos, após reavaliação e o diagnóstico definitivo de encefalopatia traumática crônica (ETC), conhecida como "demência pugilística", doença neurodegenerativa progressiva que causa declínio cognitivo, alterações de comportamento e problemas de memória através de destruição dos neurônios, ocasionada por repetitivos golpes na cabeça.

Durante sua internação teve dificuldades para se alimentar por não ser capaz de mastigar normalmente, por este motivo, precisou passar por uma gastrostomia recebendo uma sonda onde auxiliava-o na alimentação e que por consequência emagreceu 28 quilos. Entre 2014 e 2016, passou por três diferentes instituições: Hospital da Santa Casa de Misericórdia, Hospital Dom Pedro II e Clínica Incare. Em setembro de 2016 deixou a última clínica onde recebia o tratamento obtendo melhoras significativas na fala, locomoção e comportamento. Atualmente já se comunica bem e compreende perfeitamente as informações.[10][11]


DiscografiaEditar

  • 2009 - "Vida de Campeão"

Cartel de boxe profissionalEditar

77 Vitórias (61 nocautes, 16 decisões por pontos), 7 Derrotas, 1 Empate[12]
No. Res. Cartel Oponente Desfecho Round, tempo Data Local Notas
85 Derrota 77–7–1   Daniel Frank[13] Nocaute (KO) 4 (10), 2:55 29-02-2000   Gallery 21, São Paulo, São Paulo
84 Empate 77–6–1   Juan Antonio Díaz Decisão por pontos 10 (10) 17-01-1999   Santos, São Paulo
83 Vitória 77–6   Alberto Toribio Comán Nocaute técnico (TKO) 9 (10) 19-09-1998   Palmas, Tocantins
82 Derrota 76–6   Pedro Daniel Franco Nocaute técnico (TKO) 9 (12) 23-05-1998   Hotel & Casino Conrad, Punta del Este, Maldonado Perdeu o cinturão da WBA Fedelatin de pesos-pesados.
81 Vitória 76–5   Bilal Muhammad Nocaute técnico (TKO) 4 28-03-1998   Itapevi, São Paulo
80 Vitória 75–5   Francisco Harris Nocaute técnico (TKO) 5 14-02-1998   Cubatão, São Paulo
79 Vitória 74–5   Tommy Mucciogrosso Nocaute técnico (TKO) 3 13-12-1997   Canindé de São Francisco, Sergipe
78 Vitória 73–5   Salvador Maciel Nocaute técnico (TKO) 1 09-11-1997   São Paulo, São Paulo
77 Vitória 72–5   Isaac Poole Nocaute (KO) 3 27-09-1997   Campina Grande, Paraíba
76 Vitória 71–5   Luis Alberto Musa Pereyra Nocaute (KO) 1 (10) 31-08-1997   Cuiabá, Mato Grosso
75 Vitória 70–5   Alberto Valerio Jorge Arias Nocaute (KO) 2 (10) 27-07-1997   Ginásio Paulo Portela, Suzano, São Paulo
74 Vitória 69–5   Pedro Llaneza Nocaute (KO) 4 (10) 21-06-1997   Ginásio Bolão, Jundiaí, São Paulo Manteve o cinturão da WBA Fedelatin de pesos-pesados
73 Vitória 68–5   Ricardo Alfredo Ibarra Nocaute técnico (TKO) 6 (12) 22-12-1996   Ginásio do Parque São Jorge, São Paulo, São Paulo Campeão da WBA Fedelatin de pesos-pesados.
72 Vitória 67–5   Salvador Maciel Nocaute técnico (TKO) 3 (12) 08-09-1996   Ginásio Zé da Bola, Cruzeiro, São Paulo Campeão da IBF Latin American de pesos-pesados
71 Vitória 66–5   Cleveland Woods Decisão por pontos 10 (10) 07-07-1996   São Joaquim da Barra, São Paulo Manteve o cinturão da WBF de pesos-pesados.
70 Vitória 65–5   Dave Fiddler Nocaute (KO) 3 (12), 1:23 18-05-1996   Ginásio Gigantão, Araraquara, São Paulo Manteve o cinturão da WBF de pesos-pesados.
69 Vitória 64–5   Johnny Nelson Decisão (unânime) 12 (12) 03-12-1995   Ginásio Nélson Bueno, Mogi Guaçu, São Paulo Manteve o cinturão da WBF de pesos-pesados.
68 Vitória 63–5   Ricardo Alfredo Ibarra Nocaute (KO) 2 (10), 1:40 28-10-1995   Centro de Convenções do Hotel Bourbon, Foz do Iguaçu, Paraná
67 Vitória 62–5   Porfirio Rosa Nocaute (KO) 2 (10) 09-10-1995   Paulínia, São Paulo
66 Vitória 61–5   Johnny Nelson Decisão (dividido) 12 (12) 22-08-1995   Ginásio José Liberatti, Osasco, São Paulo Campeão da WBF de pesos-pesados.
65 Vitória 60–5   Stan Johnson Nocaute (KO) 3 02-07-1995   São Paulo, São Paulo
64 Vitória 59–5   Jason Waller Nocaute técnico (TKO) 3 (10) 16-05-1995   Ginásio José Liberatti, Osasco, São Paulo
63 Derrota 58–5   Mike Evans Nocaute (KO) 7 (10), 1:30 07-03-1995   Ginásio do Centro Olímpico Mourão, Praia Grande, São Paulo
62 Vitória 58–4   Mike Perkins Nocaute (KO) 1 26-01-1995   Recife, Pernambuco
61 Vitória 57–4   Nikolay Kulpin Decisão (unânime) 10 (10) 11-12-1994   Ginásio Sidney Bauerman, Embu-Guaçu, São Paulo
60 Vitória 56–4   Jerry Lee Jones Nocaute técnico (TKO) 2, 2:26 22-10-1994   Ginásio da FEG, Guaratinguetá, São Paulo
59 Vitória 55–4   Terry Davis Nocaute (KO) 2 (12) 06-08-1994   Ginásio Guaibê, Guarujá, São Paulo
58 Vitória 54–4   Daniel Eduardo Neto Nocaute técnico (TKO) 8 (12) 18-06-1994   Ginásio do Grêmio Mauaense, Mauá, São Paulo Manteve o cinturão de Campeão Sul-americano de pesos-pesados.
57 Vitória 53–4   Gilton dos Santos Nocaute técnico (TKO) 9 (10) 14-05-1994   Ginásio Guaibê, Guarujá, São Paulo Campeão Brasileiro de pesos-pesados.
56 Vitória 52–4   Dan Ramsey Nocaute técnico (TKO) 2 (10) 26-03-1994   Paranavaí, Paraná
55 Vitória 51–4   Mark Young Nocaute técnico (TKO) 7 (10) 27-11-1993   Aracaju, Sergipe
54 Vitória 50–4   Mike Cohen Nocaute técnico (TKO) 1 (10) 30-10-1993   Ginásio Antônio Carlos Tramassi, Cajamar, São Paulo
53 Vitória 49–4   Julio Abel González Nocaute técnico (TKO) 4 (10) 25-09-1993   Ginásio Gringão, São Sebastião, São Paulo Manteve o cinturão de Campeão Sul-americano de pesos-pesados
52 Vitória 48–4   Manoel Clay de Almeida Nocaute técnico (TKO) 6 (10) 28-08-1993   Ginásio Lourenção, Bragança Paulista, São Paulo Campeão Brasileiro de pesos-pesados.
51 Vitória 47–4   David Jaco Decisão (unânime) 10 (10) 31-07-1993   Ginásio Nelson Rüegger, Araras, São Paulo
50 Vitória 46–4   Mario Oscar Melo Nocaute técnico (TKO) 7 (12) 26-06-1993   Ginásio Armando Ladeira, Campos do Jordão, São Paulo Manteve o cinturão de Campeão Sul-americano de pesos-pesados.
49 Vitória 45–4   Teo Arvizu Nocaute (KO) 4 (10) 22-05-1993   Ginásio José Liberatti, Osasco, São Paulo
48 Vitória 44–4   Jorge Alfredo Dascola Nocaute técnico (RTD) 5 (12) 09-12-1992   Ginasio Costa Cavalcanti, Foz do Iguaçu, Paraná Manteve o cinturão de Campeão Sul-americano de pesos-pesados.
47 Vitória 43–4   Jorge Guido Cambiaso Nocaute (KO) 10 (12) 18-09-1992   Ginásio José Westphalen Corrêa, Cruz Alta, Rio Grande do Sul
46 Vitória 42–4   Gordon Racette Nocaute (KO) 7 (10) 13-07-1992   Arena de Rodeios, Americana, São Paulo
45 Vitória 41–4   Juan Antonio Díaz Decisão (unânime) 12 (12) 25-04-1992   Ginásio José Liberatti, Osasco, São Paulo Manteve o cinturão de Campeão Sul-americano de pesos-pesados.
44 Vitória 40–4   Miguel Cea Nocaute técnico (TKO) 5 (12) 13-12-1991   Estádio Mané Garrincha, Brasília, Distrito Federal Manteve o cinturão de Campeão Sul-americano de pesos-pesados.
43 Vitória 39–4   Edmilson Tonácio Nocaute (KO) 5 (10) 06-09-1991   Estádio Vasconcelos Montes, Araguari, Minas Gerais Manteve o cinturão de Campeão Brasileiro de pesos-pesados.
42 Vitória 38–4   Ángel Amarilla García Nocaute (KO) 4 (12) 22-08-1991   Recife, Pernambuco Manteve o cinturão de Campeão Sul-americano de pesos-pesados.
41 Vitória 37–4   Daniel Eduardo Guibaudo Nocaute técnico (TKO) 3 (12) 27-07-1991   Ginásio Chico Neto, Maringá, Paraná Manteve o cinturão de Campeão Sul-americano de pesos-pesados.
40 Derrota 36–4   George Foreman Nocaute (KO) 2 (10), 2:39 16-06-1990   Caesars Palace, Las Vegas, Nevada
39 Vitória 36–3   Walter Armando Masseroni Desqualificação 10 (12) 08-12-1989   Ginásio do Ibirapuera, São Paulo, São Paulo Manteve o cinturão de Campeão Sul-americano de pesos-pesados.
Masseroni foi desclassificado por repetidas faltas, incluindo mordidas e uma cabeçada no 10º assalto.
38 Derrota 35–3   Evander Holyfield Nocaute (KO) 2 (12), 1:29 15-07-1989   Caesars Tahoe, Stateline, Nevada Em disputa do cinturão da WBC Continental Americas de pesos-pesados.
37 Vitória 35–2   Mike Rouse Decisão (unânime) 10 (10) 22-05-1989   Ginásio do Sesi, Blumenau, Santa Catarina
36 Vitória 34–2   James Tillis Decisão (unânime) 10 (10) 20-03-1989   Ginásio Alcides Pan, Toledo, Paraná
35 Vitória 33–2   Sammy Scaff Nocaute (KO) 2 19-12-1988   Mineirinho, Belo Horizonte, Minas Gerais
34 Vitória 32–2   Mark Lee Nocaute (KO) 1 (10), 2:34 14-10-1988   Caesars Palace, Las Vegas, Nevada
33 Vitória 31–2   Hughroy Currie Nocaute técnico (TKO) 8 14-08-1988   Ginásio Darcy Cortez, Londrina, Paraná
32 Vitória 30–2   Dave Garside Nocaute técnico (TKO) 3 12-06-1988   Ginásio do Parque São Jorge, São Paulo, São Paulo
31 Vitória 29–2   Jorge Guido Cambiaso Nocaute (KO) 7 (12) 14-03-1988   Ginásio Gigantinho, Porto Alegre, Rio Grande do Sul Manteve o cinturão de Campeão Sul-americano de pesos-pesados.
30 Vitória 28–2   Alfredo Evangelista Decisão (unânime) 10 (10) 20-12-1987   Maracanãzinho, Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
29 Vitória 27–2   Reggie Gross Decisão (dividido) 10 (10) 11-10-1987   Ginásio Gigantão, Araraquara, São Paulo
28 Vitória 26–2   James Smith Decisão (dividido) 10 (10) 09-08-1987   Ginásio do Ibirapuera, São Paulo, São Paulo
27 Vitória 25–2   Mike Jameson Decisão (unânime) 10 (10) 21-06-1987   Ginásio do Parque São Jorge, São Paulo, São Paulo
26 Vitória 24–2   Lorenzo Boyd Nocaute (KO) 2 (10) 31-05-1987   Ginásio do Tarumã, Curitiba, Paraná
25 Vitória 23–2   Felipe Rodríguez[14] Nocaute técnico (TKO) 8 15-03-1987   Ginásio do Ibirapuera, São Paulo, São Paulo
24 Vitória 22–2   Rocky Sekorski Decisão (unânime) 12 (12) 20-12-1986   Ginásio do Parque São Jorge, São Paulo, São Paulo Campeão da WBC Continental Americas de pesos-pesados (título vago).
23 Vitória 21–2   Melvin Epps Decisão (unânime) 10 (10) 05-10-1986   Ginásio da Portuguesa, São Paulo, São Paulo
22 Vitória 20–2   Andre van den Oetelaar Nocaute (KO) 3 27-07-1986   Ginásio do Parque São Jorge, São Paulo, São Paulo
21 Vitória 19–2   Walter Daniel Falconi Nocaute (KO) 7 (12) 18-05-1986   Ginásio do Parque São Jorge, São Paulo, São Paulo Manteve o cinturão de Campeão Sul-americano de pesos-pesados.
20 Vitória 18–2   Vedat Akova Nocaute técnico (TKO) 3 02-03-1986   Ginásio do Ibirapuera, São Paulo, São Paulo
19 Derrota 17–2   Andre van den Oetelaar Nocaute técnico (TKO) 5 17-11-1985   Ginásio Gualberto Moreira, Sorocaba, São Paulo
18 Vitória 17–1   Albert Syben Nocaute técnico (TKO) 6 (10) 06-10-1985   Ginásio do Ibirapuera, São Paulo, São Paulo
17 Vitória 16–1   Peter Kozza Nocaute (KO) 2 03-08-1985   Ginásio do Ibirapuera, São Paulo, São Paulo
16 Vitória 15–1   Nate Robinson Nocaute (KO) 1, 2:50 09-06-1985   Ginásio do Parque São Jorge, São Paulo, São Paulo
15 Derrota 14–1   Walter Daniel Falconi Nocaute (KO) 3 (10) 30-03-1985   Ginásio do Parque São Jorge, São Paulo, São Paulo
14 Vitória 14–0   Walter Santemore Nocaute técnico (TKO) 5 10-02-1985   Ginásio do Ibirapuera, São Paulo, São Paulo
13 Vitória 13–0   Louis Pergaud Nocaute (KO) 9 16-12-1984   Ginásio do Parque São Jorge, São Paulo, São Paulo
12 Vitória 12–0   George Butzbach Nocaute técnico (TKO) 3 28-10-1984   Ginásio do Ibirapuera, São Paulo, São Paulo
11 Vitória 11–0   Juan Antonio Figueroa Nocaute (KO) 1 (12) 09-09-1984   Ginásio do Ibirapuera, São Paulo, São Paulo Campeão Sul-americano de pesos-pesados (título vago).
10 Vitória 10–0   Louis Pergaud Nocaute técnico (TKO) 5 (10) 29-07-1984   Ginásio do Ibirapuera, São Paulo, São Paulo
9 Vitória 9–0   Mike White Decisão por pontos 10 (10) 13-05-1984   Ginásio Darcy Cortez, Londrina, Paraná
8 Vitória 8–0   Juan Antonio Musladino Nocaute (KO) 6 (10) 08-04-1984   Palace Hotel, São Paulo, São Paulo
7 Vitória 7–0   Domingo D'Elia Nocaute técnico (TKO) 8 (10) 05-02-1984   Ginásio do Ibirapuera, São Paulo, São Paulo
6 Vitória 6–0   Marcos Antonio Tosto Nocaute (KO) 1 12-09-1983   Ginásio do Ibirapuera, São Paulo, São Paulo
5 Vitória 5–0   Eduardo Oliveira Nocaute (KO) 2 15-08-1983   Ginásio do Ibirapuera, São Paulo, São Paulo
4 Vitória 4–0   Waldemar Paulino Nocaute (KO) 1 (12) 01-07-1983   Ginásio do Ibirapuera, São Paulo, São Paulo Campeão Brasileiro de pesos-pesados.
3 Vitória 3–0   Francisco Dias Nocaute (KO) 1 14-05-1983   Ginásio da Pirelli, Santo André, São Paulo
2 Vitória 2–0   Alaerte Vaz Nocaute (KO) 2 18-03-1983   Ginásio da Pirelli, Santo André, São Paulo
1 Vitória 1–0   José Tavares Nocaute (KO) 3 04-02-1983   Ginásio do Pacaembu, São Paulo, São Paulo

TítulosEditar

  • Campeão brasileiro
  • Campeão sul-americano
  • Campeão latino-americano
  • Pentacampeão continental
  • Campeão das Américas
  • Campeão mundial pela Federação Mundial de Boxe.

Referências

  1. Kestelman, Amanda; Roseguini, Guilherme (1 de novembro de 2015). «Rival invisível: Maguila encara doença e tenta manter sorrisos com o boxe». GloboEsporte.com. São Paulo: Globo.com. Consultado em 2 de março de 2021 
  2. Terceiro na FIB, Esquiva Falcão está ranqueado nas 4 maiores organizações do boxe
  3. Maguila disputa título mundial, versão FMB
  4. «IstoÉ - Nocaute de sergipano» 
  5. «Área Vip» 
  6. a b Irmão de Maguila morre após assalto Jornal O Tempo - publicado em 18 de janeiro de 2006, 1:03
  7. Irmão de Maguila morre após troca de tiros em SP Portal Terra - 17 de janeiro de 2006, 8:00 e atualizado às 9:00
  8. a b Dupla invade casa e mata irmão de Maguila O Estado de S. Paulo; Cidades - Geral, 17 de Janeiro de 2006, 3:51
  9. «Globoesporte.com - Aposentado dos ringues, Maguila tenta a sorte em nova profissão: cantor» 
  10. "Venci mais uma luta", diz Maguila após dois anos de internação hospitalar.
  11. Após internação por demencia pugilística, Maguila retoma atividades.
  12. BoxRec. «Adilson Rodrigues» (em inglês). Consultado em 25 de março de 2021 
  13. Folha de S.Paulo (1 de março de 2000). «Maguila, de volta ao ringue, é nocauteado em quatro assalto». Consultado em 17 de junho de 2022 
  14. Folha de S.Paulo (18 de março de 1987). «Maguila nocauteia espanhol no 7º. assalto». Consultado em 11 de setembro de 2022 

Ligações externasEditar