Manoel Soares

escritor brasileiro

Manoel Soares (Salvador, 18 de junho de 1979), é um apresentador e jornalista brasileiro, ativista social e co-fundador da Central Única das Favelas (CUFA).[1][2]

Manoel Soares
Nascimento 18 de junho de 1979 (45 anos)
Salvador, BA
Nacionalidade brasileiro
Ocupação
Etnia Afro-brasileiro
Altura 1,92m

Escreveu livros para o público infanto-juvenil e tem intensa atividade entre os jovens. Aproximou-se da televisão pela cultura hip-hop, participando de programas da TVE.[3]

Mora em Porto Alegre desde 1997.[1] Já foi morador de rua em Porto Alegre, trabalhou como gráfico e na construção civil até chegar à RBS TV, afiliada da TV Globo no Rio Grande do Sul, pelas mãos da gerente de programação Alice Urbim.[4]

Em 2017, passou a trabalhar na sede do Rio de Janeiro da TV Globo, em programas como É de Casa e Profissão Repórter. Em julho de 2022, passou a ser co-apresentador do programa Encontro com Patrícia Poeta. Em 30 de junho de 2023, foi desligado da emissora.[5]

Carreira

editar

Estreou na televisão comandando um quadro no telejornal gaúcho Jornal do Almoço, na RBS TV. Além de ser colunista do jornal Diário Gaúcho.[4] Manoel escreve geralmente sobre ensinamentos de vida, lições de sabedoria vivenciadas por ele, e que resolve compartilhar com seus leitores, nas edições de sábado do jornal.

Em 2006 foi ganhador do prêmio Orilaxé, como jornalista do ano, concedido pelo grupo cultural Afro Reggae como um reconhecimento às iniciativas de pessoas que buscam mudar a realidade brasileira.[6]

Em abril de 2017 integrou a equipe do Encontro com Fátima Bernardes, da TV Globo,[4][3] com o desafio de ampliar a audiência da apresentadora nas periferias do restante país.[2] Além do próprio Encontro, já fez reportagens para o Profissão Repórter e, mais recentemente, fez parte do grupo de pessoas consultadas em todo o Brasil por Luciano Huck para o programa especial Inspirações, que premiou brasileiros cujas histórias de vida são exemplos de altruísmo e dedicação ao próximo.[4]Em 12 de setembro assumiu como apresentador temporário do programa É de Casa, substituindo André Marques.[7]

Filmografia

editar
Ano Título Função Emissora
2002–17 Jornal do Almoço Repórter RBS TV
2009–16 Profissão Repórter TV Globo
2017–20 Encontro com Fátima Bernardes
2019–20 É de Casa
2020–22 Apresentador
2020 Se Joga Repórter
2020–21 Criança Esperança Apresentador
2022–23 Encontro com Patrícia Poeta
2023 Papo de Segunda[8] GNT

Referências

  1. a b Julio Ribeiro. «Manoel Soares - Perdi minha cultura». REVISTA PRESS ADVERTISING - Edição 135. Consultado em 31 de agosto de 2017. Arquivado do original em 1 de setembro de 2017 
  2. a b «MANOEL SOARES PASSARÁ A INTEGRAR TIME DO "ENCONTRO COM FÁTIMA BERNARDES"». Notícias da RBS. 10 de abril de 2017. Consultado em 31 de agosto de 2017 [ligação inativa]
  3. a b «Manoel Soares passa a integrar time do Encontro com Fátima Bernardes». G1. 10 de abril de 2017. Consultado em 31 de agosto de 2017 
  4. a b c d «Manoel Soares passa a integrar equipe do "Encontro com Fátima Bernardes"». Diário Gaúcho. 14 de abril de 2017. Consultado em 31 de agosto de 2017 
  5. «Manoel Soares deixa a Globo; programas Encontro e Papo de Segunda terão mudanças». g1. 30 de junho de 2023. Consultado em 30 de junho de 2023 
  6. REDAÇÃO COLETIVA (17 de fevereiro de 2006). «Prêmio concedido pelo grupo cultural Afro Reggae prestigia repórter gaúcho». Coletiva.net. Consultado em 31 de agosto de 2017 
  7. «Pai de seis filhos, Manoel Soares estreia como apresentador do 'É de casa' e cita suas habilidades domésticas». Extra Online. Consultado em 12 de setembro de 2020 
  8. Bergamo, Mônica (7 de fevereiro de 2023). «Kondzilla e Manoel Soares serão os novos nomes do Papo de Segunda, no GNT». Folha de São Paulo. Consultado em 10 de fevereiro de 2023 

Ligações externas

editar
  Este artigo sobre um(a) jornalista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.