Abrir menu principal

Manuel Antônio da Rocha Faria

Manuel Antônio da Rocha Faria
Nascimento 7 de março de 1830
Porto Alegre
Morte 20 de junho de 1894 (64 anos)
Cannes
Cidadania Brasil
Ocupação político
Prêmios Grã-Cruz da Ordem de Nossa Senhora da Conceição de Vila Viçosa
COA Count of Nioaque.svg

Manuel Antônio da Rocha Faria, conde de Nioaque GCNSC (Porto Alegre, 7 de março de 1830Cannes, 20 de junho de 1894) foi um militar, político e nobre brasileiro.

Foi deputado geral pela província do Rio Grande do Sul de 1851 a 1860.

Casou-se com Cecília Fernandes Braga, filha de Antônio Rodrigues Fernandes Braga, sobrinha do barão de Quaraim, irmã de Ana Joaquina Fernandes Braga, esta casada com o segundo barão de Andaraí; prima-irmã de Maria José Fernandes Chaves, esta casada com o conde de São Clemente; e Alzira Rodrigues Fernandes Chaves, esta casada com o visconde de Santa Vitória.

Títulos nobiliárquicosEditar

Recebeu o título de barão, visconde com grandeza e conde de Nioaque. Somente o primeiro foi transmitido a seu filho, Alfredo da Rocha Faria.

Brasão de ArmasEditar

Escudo ibérico de goles com uma torre de argente, aberta e iluminada de sable, acompanhada de cinco flores-de-lis de argente, sendo: três em chefe e uma em cada flanco. Coronel de conde. Listel de argente com a divisa: POTIVS MORI QVAM FIDEM FALERE (antes morrer do que faltar à palavra), em letras e goles.